quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Franz Schubert (1797-1828) - Piano Trio No.1 em B bemol, Op.99 D.898 e Piano Trio No. 2 em Mi bemol, D.929 Op.100

Schubert foi um compositor de aguda percepção estética e artística. Produziu com uma prodigalidade incrível. Viveu pouco. Isso é um fato. Mas a obra que produziu foi suficiente para preencher uma vida de 70 ou 80 anos. A qualidade de suas obras são inquestionáveis. Escrevia como um exercício de melhoramento. Cada obra escrita parecia trazer o gérmen para uma próxima. Havia dentro dele uma sensibilidade e um requinte genial. Schubert é aquilo que podemos chamar de verdadeiro prodígio, de gênio. Imagine se tivesse vivido 70 ou 80 anos como o seu patrício Joseph Haydn! Tinha feito "estragos" artísticos embasbacantes. Este disco que ora posto é de uma beleza incomum. As peças são executadas com dinamismo e sensibilidade. O time de intérpretes é de alto nível. Resultado: um Schubert como Scubert deve ser tratado. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828)  - 

DISCO 01

Piano Trio No.1 em B bemol, Op.99 D.898
01. 1. Allegro moderato
02. 2. Andante un poco mosso
03. 3. Scherzo (Allegro)
04. 4. Rondo (Allegro vivace)

DISCO 02

Piano Trio No. 2 em Mi bemol, D.929 Op.100
01. 1. Allegro
02. 2. Andante con moto
03. 3. Scherzo. (Allegro moderato - Trio)
04. 4. Allegro moderato

Você pode comprar este disco na Amazon

Vladimir Ashkenazy, piano
Pinchas Zukerman, violino
Lynn Harrell, cello

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda o nosso blog a permanecer vivo!  

3 comentários:

Anônimo disse...

Very nice post.
Thank you, Carlinus!

Ana disse...

Há tanto tempo estava procurando esses belíiiissimos trios de Schubert.
Muito obrigada de coração.
Um excelente feriado para você!.
Ana.

raifhaddad disse...

Mais uma vez parabéns a vc !