sábado, 7 de abril de 2012

Antonio Lucio Vivaldi (1678-1741) - As Quatro Estações e Concerto in G Minor, Op.12 No.1 RV317

As quatro estações de Vivaldi está entre as peças que fazem parte de minha caminhada como melâmano diletante de música clássica. Já a ouvi tanto que internalizei cada um dos movimentos. Vivaldi teve imensa sensibilidade para captar cada uma das nuances que fazem parte das estações naturais. Quando escuto uma obra como As quatro estações, vem-se à mente a frase de Fernando Pessoa: "o poeta é um fingidor". Ou em outras plavras - 'o artista é um fingidor'. E, em muitos aspectos, um obsevador contumaz do mundo - dos homens e da natureza. Escolhi esta gravação por causa da presença da violinista sino-americana Sarah Chang. A moça possui um virtuosismo incrível. Das gravações para As quatro estações de Vivaldi com essas promessas da música clássica atual, prefiro a gravação da Júlia Fischer. O colorido impresso pela Julia ficou mais vivo e destacado. Mas a gravação com a senhora Chang é muito boa também. Não deixe de ouvir! Boa apreciação!

Antonio Lucio Vivaldi (1678-1741) - As Quatro Estações e Concerto in G Minor, Op.12 No.1  RV317

Concerto No. 1 In E, Rv 269 'Primavera'
01. I. Allegro
02. II. Largo e pianissimo sempre
03. III. Danza Pastorale - Allegro

Concerto No. 2 In G Minor, Rv 315 'Verão'
04. I. Allegro Non Molto
05. II. Adagio - Presto
06. Presto

Concerto No. 3 In F, Rv 293 'Outono'
07. I. Allegro
08. II. Adagio molto
09. III. Allegro

Concerto No. 4 In F Minor, Rv 297 'Inverno'
10. I. Allegro Non Molto
11. II. Largo
12. III. Allegro

Concerto in G Minor, Op.12 No.1  RV317
13.  I. Allegro
14.  II. Largo
15.  III. Allegro

Você pode comprar este CD na Amazon

Orpheus Chamber Orchestra
Stephen Johns, regente
Sarah Chang, violino


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

5 comentários:

Cassionei Petry disse...

Maravilha este post. Abraço.

Carlinus disse...

Abração, Cassionei!

Obrigado pelo comentário!

Anônimo disse...

“As Quatro Estações” estão entre as mais populares composições da música erudita. Isso é claro tem seus lados positivos e negativos. As pessoas que se acostumaram a ouvi-la como sendo seu único repertório erudito com certeza terão muita dificuldade se quiserem enveredar por caminhos mais obscuros ou complexos. Repleta de temas admiráveis, são obras lindas e encantadoras, um primor de música, ninguém pode dizer que não gosta delas.

“As Quatro Estações” são obras popularíssimas, cujos blogueiros de plantão nunca hesitam em postá-las, mesmo todo mundo já as conhecendo. No entanto, sinto falta, nestes veículos do gênero, a disponibilização de outra obra consagradíssima, de nível também muito elevado, obra fascinante e das mais perfeitas que eu conheço: “Eine Kleine Nachtmusic KV 525”. Espécie de marca registrada de Mozart, parece até que as pessoas tem vergonha de postá-la. Porque, não sei, mas que é um paradoxo é.

IvanRicardo

Carlinus disse...

Ivan, em sua homenagem, o próximo CD que vou postar terá “Eine Kleine Nachtmusic KV 525”, de Mozart.

Obrigado pelo belo comentário!

Abraços musicais!

Anônimo disse...

Obrigado pela boa musica