sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Jazz - Lee Morgan (1938-1972) - Candy (1958)

Lee Morgan "surgiu no cenário da música dos EUA como membro da banda de Dizzy Gillespie e ganhou projeção no Jazz Messengers, grupo liderado pelo baterista Art Blakey. Dono de um estilo fluente, lírico e fortemente ligado ao blues, Morgan foi morto com um tiro no coração por sua mulher em um clube de jazz de Nova York. Até hoje, o episódio não foi completamente esclarecido. O ciúme teria sido o motivo do crime que privou o jazz de uma estrela ascendente".  Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Daqui

Lee Morgan (1938-1972) -

01 - Candy
02 - Since I Fell For You
03 - C. T. A.
04 - All The Way
05 - Who Do You Love, I Hope
06 - Personality
07 - Untitled (All At Once You Love Her)

Lee Morgan - trumpet
Sonny Clark - piano
Doug Watkins - bass
Art Taylor - drums

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Jazz - Weather Report - Mysterious Traveller


Procurei um disco de fusion para ouvir e encontrei este. A coisa me pareceu promissora no início, mas, após alguns minutos, estranhei a sonoridade. O fusion é uma música experimental. O virtuosismo e a técnica dos músicos é colocada à serviço de sonoridades heterodoxas. Mysterious Traveller é o quarto disco do Weather Report, um grupo estadunidense que existiu por quase duas décadas e tinha nomes como o de Wayne Shorter. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Nubian Sundance (10:43)
02. American Tango (03:42)
03. Cucumber Slumber (08:25)
04. Mysterious Traveller (07:22)
05. Blackthorn Rose (05:05)
06. Scarlet Woman (05:44)
07. Jungle Book (07:23)

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Johann Sebastian Bach (1765-1750) - Essential - 36

Não sou muito fã de coletâneas. Mas ao escutar os discos que compõem este CD, fiquei bastante entusiasmado e resolvi postá-los. O disco estava comigo desde 2009. Tenho tentado ouvir as coisas que acumulei ao longo do tempo - e ainda estou em 2009 (sic). Comecei a reunir os meus arquivos em 2008. Tenho uma longa caminhada pela frente. Como pode se ver pelas informações abaixo, o disco traz uma variedade intérpretes - de Stokowski a András Schiff. É um disco bastante agradável para se ouvir enquanto se realiza alguma atividade intelectual. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1765-1750) - 

DISCO 01

Toccata and Fugue in D minor, BWV 565
(transcr. Leopold Stokowski)
Boston Symphony Orchestra
Seiji Ozawa, conductor
Orchestra Suite No. 3 in D major, BWV 1068 'Air'
Thurston Dart, harpsichord continuo
Academy of St Martin-in-the-Fields
Neville Mariner, conductor
Prelude in C major, BWV 846
Marisa Robles, harp
Brandenburg concerto in G major, BWV 1049 - I. Allegro
English Chamber Orchestra
Raymond Leppard, conductor
Goldberg Variations, BWV988 - Aria
András Schiff, piano
Wachet auf, ruft uns die Stimme, BWV 645
(arr. Granville Bantock)
New Symphony Orchestra of London
Raymond Agoult, conductor
Violin concerto No. 1 in A minor, BWV 1041
Salvatore Accardo, violin
Christopher Middleton, harpsichord
Chamber Orchestra of Europe
'Jesus bleibet meine Freude' Cantata, BWV 147
(arr. Munchinger)
Stuttgarter Kammerorchestra
Karl Munchinger, conductor
Keyboard concerto No. 4 in A major, BWV 1055
András Schiff, piano
Chamber Orchestra of Europe
Cello suite No. 3 in C major, BWV 1009 - Bourrées I and II
(arr. Celedonio Romero)
Pepe Romero, guitar
Concerto for Oboe and Violin in C minor - II. Adagio
Tess Miller, oboe
Carmel Kaine, violin
Academy of St Martin-in-the-Fields
Neville Mariner, conductor
Mass in h-Moll, BWV 232 - Crucifixus
Academy and Chorus of St Martin-in-the-Fields
Neville Mariner, conductor
Cello suite No. 1 in G major, BWV 1007 - Praeludium
János Starker, cello
French suite No. 5 in B major, BWV 816 - Gigue
András Schiff, piano
Prelude in D minor
(transposed from Prelude in C minor, BWV 999)
Eduardo Férnandez, guitar
Brandenburg concerto No. 5 in D major, BWV 1050
Richard Adeney, flute
José-Luis Garcia, violin
English Chamber Orchestra
Raymond Leppard, conductor
St Matthew Passion, BWV 244 - Wir setzen uns mit Tranen nieder
Chicago Symphony Orchestra and Chorus
Sir Georg Solti, conductor

DISCO 02

Brandenburg concerto No. 2 in F major, BWV 1047 - I. Allegro
Guy Touvron, trumpet
Michael Copley, recorder
Heinz Holliger, oboe
Pina Camirelli; Antonio Perez; Italo Colandrea, violins
I Musici
Concerto for 2 Violins in D minor, BWV 1043 - II. Largo, ma non tanto
Henryk Szeryng; Maurice Hasson, violins
Academy of St Martin-in-the-Fields
Neville Marriner, conductor
Lute Suite in E major, BWV 1006a - Prelude
Eduardor Fernández, guitar
'Sheep may safely graze' Cantata, BWV 208
(arr. Munchinger)
Stuttgarter Kammerorchester
Karl Munchinger, conductor
Cello Sonata in G major, BWV 1029 - II. Adagio (excerpt)
János Starker, cello
Gyorgy Sebok, piano
Italian concerto in F major, BWV 971 - I. Allegro
András Schiff, piano
Christmas Oratorio, BWV 248 - Pastoral Sinfonia
Stuttgart Kammerorchester
Karl Munchinger, conductor
Violin concerto No. 1 in A minor, BWV 1041 - II. Andante
Salvator Accardo, violin
Christopher Middleton, harpsichord
Chamber Orchestra of Europe
Gigue in D major
(tranposed from Partita No. 1 in B flat major, BWV 825)
Eduardor Férnandez, guitar
Orchestra Suite No. 2 in B minor, BWV 1067 - Menuette - Badinerie
William Bennett, flute
Academy of St Martin-in-the-Fields
Neville Mariner, conductor
Oboe concerto in F major, BWV 1053 - Siciliano
Heinz Holliger, oboe
Academy of St Martin-in-the-Fields
Neville Mariner, conductor
Brandenburg concerto No. 3 in G major, BWV 1048 - I. Allegro
English Chamber Orchestra
Raymond Leppard, conductor
Violin Partita No. 2 in D minor, BWV 1004 - Allemande - Gigue
Kyung Wha Chung, violin
Keyboard concerto No. 2 in E major, BWV 1053 - I. Allegro (excerpt)
András Schiff, piano
Chamber Orchestra of Europe
'Sanctify us by thy goodness' Cantata, BWV 22
(arr. Harriet Cohen)
Alicia de Larrocha, piano
Keyboard conerto No. 5 in F minor, BWV 1056 - II. Largo
Raymond Leppard, harpsichord
English Chamber Orchestra
Concerto No. 2 in A minor, BWV 593 (after Vivaldi) - I. Allegro
Wolfgang Rubsam, organ

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Aaron Copland (1900-1990) - Billy The Kid, Appalachian Spring e Rodeo

Aaron Copland é um dos grandes nomes da música estadunidense. Particularmente, tenho uma grande admiração por ele, ao lado de nomes como Gershwin, Samuel Barber e Charles Ives. São nomes importantes, pois conseguiram trazer muito do espírito daquele grande país para as suas composições. As três obras desse disco são fascinantes. Posso ouvir este disco por várias vezes seguidas - como o fiz quando o escutei pela primeira vez. O título do disco é algo como "o populista". De fato, as obras aqui são bastante famosas. Acredito que tenha faltado Fanfarra para um homem para um homem comum para a coisa ganhar contornos mais populares. A regência de Tilson Thomas é de digna da música de Copland. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Aaron Copland (1900-1990) -

01. Billy The Kid
02. Appalachian Spring
03. Rodeo - I. Buckaroo Holiday
04. Rodeo - II. Corral Nocturne
05. Rodeo - III. Saturday Night Waltz
06. Rodeo - IV. Hoe Down

San Francisco Symphony
Michael Tilson Thomas, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 27 de novembro de 2018

Frédéric Chopin (1810-1849) - Cello Sonata in G Minor, Op. 65, Robert Schumann (1810-1856) - Drei Fantasiestücke, Op. 73 e Edvard Grieg (1843-1907) - Cello Sonata in A Minor, Op. 36


Descobri hoje à noite que o Zippyshare está apagando os arquivos do blog sem maiores explicações. De um dia para o outro sumiram mais de 13 GB. Até mesmo arquivos que disponibilizei recentemente também foram para o espaço. Geralmente, o Zippyshare apaga os arquivos inativos por 30 dias. Fico sempre acompanhando o tempo dos arquivos para que eles se mantenham "vivos". Reativar os arquivos é uma questão bastante difícil. Exige toda uma complicada logística. Se continuar dessa forma, pretendo mudar de servidor. A questão é qual servidor! Por enquanto, vamos ouvir coisa boa! Por isso, baixe antes que desapareça do blog. Uma boa apreciação!


01. 01 Cello Sonata in G Minor, Op. 65_ I. Allegro moderato
02. 02 Cello Sonata in G Minor, Op. 65 _ II. Scherzo
03. 03 Cello Sonata in G Minor, Op. 65 _ III. Largo
04. 04 Cello Sonata in G Minor, Op. 65_ IV. Finale_ Allegro
05. 05 Drei Fantasiestücke, Op. 73 _ I. Zart und mit Ausdruck
06. 06 Drei Fantasiestücke, Op. 73 _ II. Lebhaft, licht
07. 07 Drei Fantasiestücke, Op. 73 _ III. Rasch und mit Feuer
08. 08 Cello Sonata in A Minor, Op. 36 _ I. Allegro agitato
09. 09 Cello Sonata in A Minor, Op. 36 _ II. Andante molto tranquillo

Inbal Segev, cello
Juho Pohjonn, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Felix Mendelssohn (1809-1847) - Violin Concerto in E minor, Op. 64 e Ludwwig van Beethoven (1770-1827) - Romanze, Op. 50 e Romanze, Op. 40


Postagenzinha de final de noite! Escutei este disco hoje no meu trabalho. Ele não é muito pretensioso. Traz três obras relevantes e bastante conhecidas. A primeira delas é o magnífico Concerto para violino, de Mendelssohn, um dos mais conhecidos do gênero. Para interpretá-lo, Isaac Stern usa todo o seu virtuosismo e sensibilidade. Elevando um pouco mais o quesito sensibilidade, aparecem os dois romances para violino, de Beethoven. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Violin Concerto, Allegro molto appassionato
02. Violin Concerto, Andante
03. Violin Concerto, Allegretto no troppo
04. Romanze, Op. 50 Fa Major
05. Romanze, Op. 40 Sol Major

Boston Symphony Orchestra
Seiji Ozawa, regente
Isaac Stern, violino

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 25 de novembro de 2018

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Violin Concerto No.1 in A Minor, BWV1041, Concerto for 2 Violins in D minor BWV1043, Brandenburg Concerto No.5 in D major BWV1050 etc

Baita disco! Pelo adiantado da hora, segue um pequeno texto para introdução: "Os concertos para cravo e orquestra foram uma novidade no tempo de Bach, jamais o teclado havia assumido o primeiro plano em uma composição orquestral, antes servia apenas como instrumento de recheio harmônico como reforço do baixo contínuo. Todas as suas várias obras no gênero são arranjos de concertos para outros instrumentos, incluindo seus próprios concertos para violino. Também escreveu concertos para dois, três e um para quatro cravos (adaptando uma obra de Vivaldi), combinações de todo inusitadas que parecem ter atendido ao seu gosto por experimentação de novas texturas e sonoridades. De todos os seus concertos, porém, os mais afamados, e que atualmente estão entre suas obras mais populares, são o ciclo dos seis Concertos de Brandenburgo BVW 1046-1051, compostos antes de 1721 para o marquês de Brandemburgo. Têm sido considerados a suma do gênero do concerto grosso, uma espécie concertante em que um pequeno grupo de solistas dialoga com a orquestra. Todos são altamente individualizados, exploram uma vasta variedade de efeitos orquestrais e mostram alguma influência da música de Vivaldi". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

01. Violin Concerto No.1 in A Minor, BWV1041: I. [Allegro]
02. Violin Concerto No.1 in A Minor, BWV1041: II. Andante
03. Violin Concerto No.1 in A Minor, BWV1041: III. Allegro assai
04. Concerto for 2 Violins in D minor BWV1043 : I Vivace
05. Concerto for 2 Violins in D minor BWV1043 : II Largo ma non tanto
06. Concerto for 2 Violins in D minor BWV1043 : III Allegro
07. Violin Concerto No.2 in E major BWV1042 : I Allegro
08. Violin Concerto No.2 in E major BWV1042 : II Adagio
09. Violin Concerto No.2 in E major BWV1042 : III Allegro assai
10. Brandenburg Concerto No.5 in D major BWV1050 : I Allegro
11. Brandenburg Concerto No.5 in D major BWV1050 : II Affettuoso
12. Brandenburg Concerto No.5 in D major BWV1050 : III Allegro

Chamber Orchestra of Europe

Daniel Hope, violin
Kristian Bezuidenhout, harpsichord


Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

sábado, 24 de novembro de 2018

Hélène Grimaud - Great Concertos - Brahms, Robert Schumann, Richard Strauss, George Gershwin & Ravel

A belíssima pianista Hélène Grimaud não é nada previsível. Suas interpretações são sempre arrebatadoras. Ela começou estudar piano aos nove anos de idade como tentativa de controlar suas inquietações. Três anos após esse início, ela já conseguia interpretar Schumann, Fauré, Chopin e Beethoven. Ela é uma profunda admiradora de Martha Argerich a quem se compara na profusão interpretativa. É uma grande intérprete da música de Brahms. Neste disco, há um quadro bastante interessante . Há composições bem famosas. Acredito que o disco no disco poderia haver uma composição de Rachmaninov, o Concerto número 2, por exemplo. De qualquer forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms
01. Piano Concerto No. 1 in D Minor, Op. 15: I. Maestoso
02. Piano Concerto No. 1 in D Minor Op. 15 : II. Adagio
03. Piano Concerto No. 1 in D Minor, Op. 15: III. Rondo - Allegro non troppo
04. Piano Concerto No. 1 in D Minor, Op. 15: Applause

Robert Schumann
05. Piano Concerto in A Minor, Op. 54: I. Allegro affettuoso
06. Piano Concerto, Op. 54 in A Minor: II. Intermezzo - Andantino grazioso
07. Piano Concerto in A Minor, Op. 54: III. Allegro vivace

Richard Strauss
08. Burleske in D Minor: I. Allegro vivace
09. Burleske in D Minor: II. Tranquillo
10. Burleske in D Minor: III. A tempo - Sostenuto
11. Burleske in D Minor: IV. Un poco animato - Quasi cadenza

George Gershwin
12. Piano Concerto in F Major: I. Allegro
13. Piano Concerto in F Major: II. Andante con motto
14. Piano Concerto in F Major: III. Allegro agitato

Maurice Ravel

15. Piano Concerto in G Major: I. Allegramente
16. Piano Concerto in G Major: II. Adagio assai
17. Piano Concerto in G Major: III. Presto

Baltimore Symphony Orchestra
David Zinman,regente
Hélène Grimaud, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Erik Satie (1866-1925) - Socrate

Este disco foi lançado em 2016, quando o mundo comemorou os 150 anos do nascimento de um dos mais originais compositores da história - referimo-nos logicamente ao francês Erik Satie. Satie foi uma figura reverenciada, respeitada. Suas obras são representações minimalistas de sua sensibilidade. Foi amigo dos principais nomes do período de efervescência cultural, na Paris do início do século XX. A nata intelectual, necessariamente, tinha em Paris um dos seus principais redutos. Foi amigo, por exemplo, de Jean Cocteau e Pablo Picasso. A obra que aparece neste disco é uma das poucas obras vocais escritas pelo compositor. Para interpretar essa delicada obra baseada em três diálogos de Sócrates, extraídos dos escritos de Platão, temos Barbara Hannigan e Reinbert de Leeuw. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Erik Satie (1866-1925) - Socrate

01. Trois Mélodies: Les Anges
02. Trois Mélodies: Élegie
03. Trois Mélodies: Sylvie
04. Trois Autres Mélodies: Chanson
05. Trois Autres Mélodies: Chanson médiévale
06. Trois Autres Mélodies: Les fleurs
07. Hymne
08. Socrate: Portrait de Socrate
09. Socrate: Les Bords d'illissus
10. Socrate: Mort de Socrate

Barbara Hannigan, soprano
Reinbert de Leeuw, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

 

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Johannes Brahms (1833-1897) - Symphonies 1 - 4; Tragic Overture in D Minor, Op. 81, Concerto for Violin and Cello in A Minor, Op. 102 etc

Venerava Beethoven. Na casa do compositor, um busto de mármore velava sobre a mesa onde compunha. Obras de Brahms contém o que alguns de seus contemporâneos consideravam como imitações do gênio de Bonn. Inclusive a 9ª Sinfonia, que possuía temas similares encontrados apenas na 9ª de Beethoven, na 1ª de Brahms e em sua Sonata para Piano. A afeição de Brahms pelo período clássico pode ter se refletido na escolha dos gêneros. Preferiu as formas clássicas das sonatas, sinfonias e concertos. Em geral, pode ser visto como o mais clássico dos compositores românticos. Outra grande influência sobre Brahms foi a música folclórica. Escreveu adaptações para piano e voz de 144 canções folclóricas alemãs. Suas Danças Húngaras estão entre as mais consagradas composições. Brahms era com frequência rude e sarcástico e costumava se afastar das pessoas. Foi amigo por toda a vida de Johann Strauss, filho, embora fossem muito diferentes como compositores. Talvez o maior tributo que Brahms possa ter prestado a Strauss foi a observação de que daria tudo para ter escrito a valsa Danúbio Azul. Conta-se que Brahms descaradamente escreveu sobre a partitura original do Danúbio Azul e ao lado da assinatura do autor, a expressão: “Lamentavelmente não de Brhams!”. Brahms era perfeccionista ao extremo. Consta que a sinfonia conhecida como a 1ª possa não ter sido a primeira a ser composta, haja vista que costumava destruir completamente obras que não atingissem seu pretendido padrão de qualidade. Outro fator que contribuiu para o perfeccionismo de Brahms foi que Schumann anunciara desde cedo que ele se tornaria o próximo grande compositor depois de Beethoven, uma predição à qual Brahms estava determinado a cumprir. Ele foi uma junção de opostos: um romântico na expressão, porém um clássico pela forma e técnica. A emoção que se manifesta em sua música, fonte de sua popularidade, é contida tanto pela forma tradicional quanto pela lógica tonal.

Daqui

Johannes Brahms (1833-1897) -


DISCO 01
01. Symphony No. 1 in C Minor, Op. 68: I. Un poco sostenuto - Allegro
02. Symphony No. 1 in C Minor, Op. 68: II. Andante sostenuto
03. Symphony No. 1 in C Minor, Op. 68: III. Un poco allegretto e grazioso
04. Symphony No. 1 in C Minor, Op. 68: IV. Adagio - Allegro non troppo ma con brio
05. Tragic Overture in D Minor, Op. 81

DISCO 02

01. Concerto for Violin and Cello in A Minor, Op. 102: I. Allegro
02. Concerto for Violin and Cello in A Minor, Op. 102: II. Andante
03. Concerto for Violin and Cello in A Minor, Op. 102: III. Vivace non troppo
04. Symphony No. 2 in D Major, Op. 73: I. Allegro non troppo
05. Symphony No. 2 in D Major, Op. 73: II. Adagio non troppo
06. Symphony No. 2 in D Major, Op. 73: III. Allegretto grazioso
07. Symphony No. 2 in D Major, Op. 73: IV. Allegro con spirito

DISCO 03

01. Serenade No. 2 in A-Flat Major, Op. 16: I. Allegro moderato
02. Serenade No. 2 in A-Flat Major, Op. 16: II. Scherzo. Vivace - Trio
03. Serenade No. 2 in A-Flat Major, Op. 16: III. Adagio non troppo
04. Serenade No. 2 in A-Flat Major, Op. 16: IV. Quasi menuetto - Trio
05. Serenade No. 2 in A-Flat Major, Op. 16: V. Rondo. Allegro
06. Symphony No. 3 in F Major, Op. 90: I. Allegro con brio
07. Symphony No. 3 in F Major, Op. 90: II. Andante
08. Symphony No. 3 in F Major, Op. 90: III. Poco allegretto
09. Symphony No. 3 in F Major, Op. 90: IV. Allegro - Un poco sostenuto

DISCO 04

01. Symphony No. 4 in E minor, Op. 98: I. Allegro non troppo
02. Symphony No. 4 in E minor, Op. 98: II. Andante moderato
03. Symphony No. 4 in E minor, Op. 98: III. Allegro giocoso
04. Symphony No. 4 in E minor, Op. 98: IV. Allegro energico e passionato
 
London Symphony Orchestra
Bernard Haitink, regente
Gordan Nikolitch, violino
Tim Hugh, cello

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Violin Concerto No.1 in A minor Op.77 , Violin Concerto No.2 in C sharp minor Op.129 e The Gadfly Suite, Op. 57

Daniel Hope é um grande músico. Um dos grandes violinistas da atualidade. Neste disco ele interpreta dois documentos psicológicos do compositor russo Dmitri Shostakovich. A interpretação dos dois concertos para violino segue uma abordagem bastante intimista.. Particularmente, eu gosto disso. Há toda uma "climatologia de fundo existencial" que precisa ser considerada. Quando nos aproximamos da obra de Shostakovich, é preciso levar em conta a sociedade e o tempo em que ele viveu. Ele experimentou, sob o stalinismo, um dos períodos de maior criatividade artística, mas também um dos momentos de maior pressão psicológica. Após a morte de Stálin em 1953, Shostakovich viveu mais de vinte anos e teve um pouco mais de "liberdade" criadora. O Concerto No. 1 foi escrito entre os anos de 1947 e 1948. O Concerto No. 2 é do ano de 1957, quando o socialismo soviético passava por um revisionismo. Não deixe de ouvir. O presente disco. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

01. Violin Concerto No.1 in A minor Op.77 : I Nocturne
02. Violin Concerto No.1 in A Minor, Op.77: II. Scherzo - Allegro
03. Violin Concerto No.1 in A minor Op.77 : III Passacaille
04. Violin Concerto No.1 in A minor Op.77 : [Cadenza]
05. Violin Concerto No.1 in A minor Op.77 : IV Burlesque
06. Violin Concerto No.2 in C sharp minor Op.129 : I Moderato
07. Violin Concerto No.2 in C sharp minor Op.129 : II Adagio
08. Violin Concerto No.2 in C sharp minor Op.129 : III Adagio - Allegro
09. The Gadfly Suite, Op. 57: VIII. Romance

BBC Symphony Orchestra
Maxim Shostakovich, conductor

Daniel Hope, violin

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Felix Mendelssohn (1809-1847) - Fergal's Cave, Op. 26 "Hebrides", Symphony No. 3 in A Minor, Op. 56 "Scottish" e Symphony No. 4 in A Major, Op. 90 "Italian"

Este disco traz um conjunto básico para se conhecer e louvar a música de Mendelssohn. A começar pela As Hébridas, uma das obras que possuem um dos inícios mais belos da história da música. Dizem que a obra é resultado de uma viagem que o compositor fez à costa escocesa. Lá, ele se deparou com a beleza esculpida em um paredão de pedra na Caverna de Fingal. Aliás, o disco é todo resultado de viagens. Ainda aparece a Sinfonia Escocesa, talvez, uma inspiração surgida na mesma viagem. E a última obra do disco é a bela e festiva Sinfonia Italiana, também resultado de uma viagem realizada pelo compositor à Península Itálica. Dizem que ele ficou impressionado com a beleza da Itália. Isso pode ser sentido nos quatro movimentos da composição. A regência fica cargo de Dorati e Skrowaczewski. Uma boa apreciação!

01. Fergal's Cave, Op. 26 "Hebrides" (Overture for Orchestra)
02. Symphony No. 3 in A Minor, Op. 56 "Scottish": I. Andante con moto - Allegro un poco agitato
03. Symphony No. 3 in A Minor, Op. 56 "Scottish": II. Vivace non troppo
04. Symphony No. 3 in A Minor, Op. 56 "Scottish": III. Adagio
05.Symphony No. 3 in A Minor, Op. 56 "Scottish": IV. Allegro vivacissimo - Allegro maestoso assai
06. Symphony No. 4 in A Major, Op. 90 "Italian": I. Allegro vivace
07. Symphony No. 4 in A Major, Op. 90 "Italian": II. Andante con moto
08. Symphony No. 4 in A Major, Op. 90 "Italian": III. Con moto moderato
09. Symphony No. 4 in A Major, Op. 90 "Italian": IV. Saltarello: Presto

London Symphony Orchestra

Antal Dorati, regente
Minneapolis Symphony Orchestra
Stanislaw Skrowaczewski, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Violin Concerto In D, Op.35, TH. 59, Sérénade mélancolique in B Flat Minor, Op.26, TH.56 e Valse-Scherzo, Op.34, TH.58

O belíssimo Concerto para violino e orquestra, de Tchaikovsky, é um dos mais belos concertos para o gênero da história. A obra foi escrita em 1878 e estreou somente três anos mais tarde, com Hans Richter. Ele está colocado dentro do espírito romântico. Aqui ele ganha uma agradável com o jovem violinista Joshua Bell e uma interpretação segura com o maestro veterano Vladimir Ashkenazy, que se dá muito bem com os russos. Confesso que gosto bastante do Concerto. O primeiro movimento é de uma beleza extraordinária, pois exige uma técnica afiadíssima por parte do intérprete. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) -

Violin Concerto In D, Op.35, TH. 59
01. 1. Allegro moderato
02. Canzonetta (Andante)
03. 3. Finale (Allegro vivacissimo)

The Cleveland Orchestra
 Vladimir Ashkenazy, regente
Joshua Bell, violino

04. Sérénade mélancolique in B Flat Minor, Op.26, TH.56
05. Valse-Scherzo, Op.34, TH.58

London Symphony Orchestra
Leonard Slatkin

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 18 de novembro de 2018

Jazz - Bobo Stenson Trio - Contra La Indecision (2018)

Última postagem do dia - em grande estilo! O Bobo Stenson Trio é de origem sueca. É lá do Norte do Planeta, de um espaço afastado, mas está "antenado" à produção musical do mundo. O grupo demonstra o ecletismo global em canções que vão de Satie ao extraordinário compositor cubano Silvio Rodriguez. As canções são leves, mas encorpadas. Ótimas para serem escutadas em momentos de calmaria e solidão. Um belíssimo disco! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01 - Cancion Contra La Indecision
02 - Doubt Thou The Stars
03 - Wedding Song From Poniky
04 - Three Shades Of A House
05 - Elegie
06 - Cancion Y Danza VI
07 - Alice
08 - Oktoberhavet
09 - Kalimba Impressions
10 - Stilla
11 - Hemingway Intonations

Bobo Stenson Piano
Anders Jormin Double Bass
Jon Fält Drums 

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Oboe Concerto - Quartet - Sonata

Escutei este disco por duas vezes no dia de ontem. Parecia existir uma tépida e agradável impressão de que eu havia sido visitado por algo imensamente delicado. Temos aqui uma interpretação heterodoxa pelo conjunto e, principalmente, pela pessoa de Alexei Ogrintchouk (oboé e direção). Por heterodoxa quero dizer que a sonoridade me pareceu bastante diferente. No fundo, o disco é bom, agradável. Nada que a música de Mozart não consiga emitir em sinais claros de inquebrantável beleza. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) -

01. 01 Quartet in F major for oboe, violin, viola and cello, K370 - I. Allegro
02. 02 Quartet in F major for oboe, violin, viola and cello, K370 - II. Adagio
03. 03 Quartet in F major for oboe, violin, viola and cello, K370 - III. Rondo. Allegro ma non troppo
04. 04 Concerto in C major for Oboe and Orchestra, K314 - I. Allegro aperto
05. 05 Concerto in C major for Oboe and Orchestra, K314 - II. Adagio non troppo
06. 06 Concerto in C major for Oboe and Orchestra, K314 - III. Rondo. Allegretto
07. 07 Sonata for Violin and Piano in B flat major, K378 - I. Allegro moderato
08. 08 Sonata for Violin and Piano in B flat major, K378 - II. Andantino sostenuto e cantabile
09. 09 Sonata for Violin and Piano in B flat major, K378 - III. Rondeau. Allegro


Lithuanian Chamber Orchestra
Boris Brovtsyn, violino
Maxim Rysanov, viola
Kristina Blaumane, violoncelo
Alexei Ogrintchouk, oboé e direção


Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

sábado, 17 de novembro de 2018

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) - Danca Frenetica, Dancas caracteristicas Africanas, Danca dos mosquitos e Rudepoema

Hoje, faz 59 anos da morte de um dos grandes gênios brasileiros. Alguém que buscou descobrir a alma, a essência de uma linguagem que necessariamente representasse, simbolizasse, o Brasil. Referimo-nos a Villa-Lobos. Gênio. Compositor que possuía uma intuição poderosa e uma personalidade inquieta. Hoje, escutamos tanto falar em nacionalismo aqui no país. Villa-Lobos foi um dos primeiros que mergulhou fundo e atentou para as raízes do Brasil; para aquilo que nos torna singulares no mundo. Como sempre afirmo de forma humilde, sem pretensões: encontramos na música de Villa-Lobos, o cheiro da florestas, o barulho dos rios; os sons produzidos pelos animais; o calor da caatinga, o vento dos Pampas; o abafado úmido dos charcos; as danças indígenas, com suas ricas multifacetadas culturas; enfim, a polifonia de vozes e fragrâncias que constituem o nosso país. Escutar Villa-Lobos é um gesto de verdadeiro nacionalismo. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) -

01. Danca Frenetica
02. Dancas caracteristicas Africanas_ No.1 Farrapos
03. No.2 Kankukus
04. No.3 Kankikis
05. Danca dos mosquitos
06. Rudepoema

Slovak Radio Symphony Orchestra
Roberto Duarte, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Licinio Refice (1883-1954) - Trittico Francescano

Não conhecia as composições do compositor Lucinio Refice. Vale mencionar que Refice era padre, tendo nascido na Itália no final do século passado. O compositor foi um dos nomes responsáveis por dar uma guinada na música religiosa do século XX. Escreveu obras fortemente dramáticas. Ao todo, produziu três óperas. A terceira ficou inconclusa. Suas obras são necessariamente religiosas, destacando-se as missas e uma variedade de obras sacras. A presente obra - o Trittico Francescano - foi escrito em 1926. É um trabalho de enorme beleza. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Licinio Refice (1883-1954) -

01. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ Introduzione del I quadro
02. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ Gli amici
03. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ Francesco-La mia sposa
04. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ A vostre innamorate
05. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ Il suo sembiante
06. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ Gli angeli e Madonna povertà
07. Trittico Francescano, Quadro primo, Le nozze_ Francesco e Madonna povertà
08. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ O Regina di tutte le virtù
09. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ Introduzione del secondo quadro
10. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ Ancora non s'imbianca
11. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ Altissimo bon Signore
12. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ Intermezzo del secondo quadro
13. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ Onda gaudiosa
14. Trittico Francescano, Quadro secondo, Le stimmate_ Gesù t'ha donato le stimmate
15. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ Introduzione del terzo Quadro
16. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ Laudato si mi' Signore
17. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ Ch'io muoia nudo
18. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ Francesco muore
19. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ Miracolo miracolo
20. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ O Francesco crudel pianto
21. Trittico Francescano, Quadro terzo, Morte e glorificazione_ Alleluia

Orchestra Sinfonica di Vratza
Leonardo Quadrini, direção

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Jazz - Dizzy Gillespie And Stan Getz - Diz And Getz (1955)

Este disco era para ter sido postado semana passada. Saiu somente hoje! Estamos com o atraso de uma semana com as postagens jazzísticas. Melhor sair atrasado do que não sair. O disco é um registro com nomes de peso como Dizzy Gillespie, Stan Getz e Max Roach. Ainda vale mencionar o Oscar Peterson Trio. Ou seja, é um material com um bop de primeira. Último registro do dia. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. It Don't Mean A Thing (If It Ain't Got That Swing)
02. I Let A Song Go Out Of My Heart
03. Exactly Like You
04. It's The Talk Of The Town
05. Impromptu
06. One Alone
07. Girl Of My Dreams
08. Siboney (Parts 1 & 2)

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Francesco Molino (1768-1847) - Sonate per chitarra e violino, Opp. 2 & 7

Encontrei este disco pouco pretensioso por aí. Ficou guardado por bastante tempo. Há duas semanas resolvi escutar. Como eu desconfiava, encontrei uma beleza singela. Francesco Molino foi um compositor italiano. Dessa forma, já temos uma tendência estabelecida. Viveu entre o período do Classicismo e do auge do Romantismo. Dizem que foi um grande violinista e guitarrista, nome que se dá àqueles que tocam violão nos países ibéricos. Neste disco, por exemplo, encontramos composições para os dois instrumentos. Vale a pena conferir este disco. Certamente, encontramos doces momentos de beleza singela. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Francesco Molino (1768-1847) -

01. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 1_ I. Allegro
02. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 1_ II. Romanza_ Andantino
03. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 1_ III. Rondo_ Allegro
04. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 2_ I. Allegro vivace
05. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 2_ II. Romanza_ Adagio
06. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 2_ III. Rondo_ Allegretto
07. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 3_ I. Allegro
08. Sonata for Guitar & Violin, Op. 2 No. 3_ II. Rondo_ Allegretto
09. Grande sonata for Guitar & Violin, Op. 7 No. 1_ I. Allegro
10. Grande sonata for Guitar & Violin, Op. 7 No. 1_ II. Rondo_ Allegro
11. Grande sonata for Guitar & Violin, Op. 7 No. 2_ I. Allegro
12. Grande sonata for Guitar & Violin, Op. 7 No. 2_ II. Romanza_ Andantino

Luciano Tortorelli
Mauro Tortorelli

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!


quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Franz Werner Henze (1926-2012) - Guitar Music I

Franz Werner Henze foi um compositor alemão. E foi um baita compositor. Transitou por vários segmentos musicais que vão da ópera ao rock. Era um colecionador de tendências. Flertou com o dodecafonismo e com vários outros ritmos como, por exemplo, o jazz. Era um sujeito de alma inquieta. Era homossexual. Possuía posições políticas bem delimitadas. Foi membro do Partido Comunista Italiano, quando passou a morar na Itália. Enfim, Henze é um compositor bastante curioso. Escreveu para vários estilos. No entanto, eu não conhecia suas composições para violão. A primeira obra que abre o disco - "Royal Winter Music" - é brilhante. Não deixe de ouvir este disco fantástico. Uma boa apreciação!

Franz Werner Henze (1926-2012) - 

01. Royal Winter Music (Guitar Sonata No.2) - I. Sir Andrew Aguecheek
02. Royal Winter Music (Guitar Sonata No.2) - II. Bottom's Dream
03. Royal Winter Music (Guitar Sonata No.2) - III. Mad Lady Macbeth
04. Drei Fragmente nach Holderlin - I. In lieblicher Blaue
05. Drei Fragmente nach Holderlin - II. Mocht ich ein Komet sein
06. Drei Fragmente nach Holderlin - III. Wenn einer in den Spiegel siehet
07. Drei Tentos - I. Tranquillamente
08. Drei Tentos - II. Allegro rubato
09. Drei Tentos - III. Lento
10. Selbst- und Zwiegesprache
11. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Pastorale
12. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Morgenlied
13. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Ballade
14. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Tanz
15. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Rezitativ
16. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Abendlied
17. Neue Volkslieder und Hirtengesange - Ausklang

Franz Halász, guitar
Colin Balzer, tenor
Débora Haláz, piano
Gottfried Schneider, violin
Sophia Reuter, Viola
Sebastian Hess, cello
Karsten Nagel, basson

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!


terça-feira, 13 de novembro de 2018

Klaus Tennstedt Edition - Bruckner, W.A. Mozart, Sibelius, J. Haydn, Beethoven (CDs 5, 6, 7 e 8 de 8 - final)

Com esta postagem completamos os oito discos dessa caixa imperdível. Sou fã desses conjuntos que reúnem alguns dos trabalhos dos principais regentes do século XX. Existem inúmeros desses discos. No caso em questão, eu escolhi Klaus Tennstedt pela densidade de suas interpretações. Nestes discos, aparecem nomes de peso do romantismo e do classicismo, que vão de Beethoven a Bruckner. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

DISCO 05

01. Symphony No. 3 in D Minor, WAB 103 (1889 Version, Ed. L. Nowak): I. Mäßig bewegt
02. Symphony No. 3 in D Minor, WAB 103 (1889 Version, Ed. L. Nowak): II. Adagio. Bewegt, quasi andante
03. Symphony No. 3 in D Minor, WAB 103 (1889 Version, Ed. L. Nowak): III. Scherzo. Ziemlich schnell
04. Symphony No. 3 in D Minor, WAB 103 (1889 Version, Ed. L. Nowak): IV. Finale. Allegro

DISCO 06

01. Symphony No. 32 in G Major, K. 318: I. Allegro spiritoso
02. Symphony No. 32 in G Major, K. 318: II. Andante
03. Symphony No. 32 in G Major, K. 318: III. Allegro spiritoso
04. Symphony No. 1 in E-Flat Major, K. 16: I. Molto allegro
05. Symphony No. 1 in E-Flat Major, K. 16: II. Andante
06. Symphony No. 1 in E-Flat Major, K. 16: III. Presto
07. Violin Concerto in D Minor, Op. 47: I. Allegro moderato
08. Violin Concerto in D Minor, Op. 47: II. Adagio di molto
09. Violin Concerto in D Minor, Op. 47: III. Allegro, ma non tanto

DISCO 07

01. Sinfonia concertante in A Major, K. Anh. 104
02. Bella mia fiamma, addio, K. 528
03. Cor sincerum amore plenum
04. Symphony No. 64 in A Major, Hob. I:64 "Tempora mutantur": I. Allegro con spirito
05. Symphony No. 64 in A Major, Hob. I:64 "Tempora mutantur": II. Largo
06. Symphony No. 64 in A Major, Hob. I:64 "Tempora mutantur": III. Menuet. Allegretto
07. Symphony No. 64 in A Major, Hob. I:64 "Tempora mutantur": IV. Finale. Presto

DISCO 08

01. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 55 "Eroica": I. Allegro con brio
02. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 55 "Eroica": II. Marcia funebre. Adagio assai
03. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 55 "Eroica": III. Scherzo. Allegro vivace
04. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 55 "Eroica": IV. Finale. Allegro molto
05. Coriolan Overture, Op. 62

Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks
NDR Sinfonieorchester 
Deutsches Symphonie-Orchester Berlin
Klaus Tennstedt, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Carl Friedrich Abel (1723-1787) - 4 Flute Concertos

Carl Freidrich Abel não é um nome muito conhecido. Suas composições não facilmente encontráveis. Aqui no blog não há tanta coisa dele. Acredito que este seja o primeiro disco completo com as suas composições que posto. Devo assentir em um primeiro momento que sua música é graciosa, elegante, alternando momentos ensolarados com outros mais melancólicos. Ele se insere num momento de transição musical. Nasceu quando o barroco estava em alta e morreu quando a música vienense, principalmente, com Haydn, Mozart e os filhos de Bach dominavam o cenário. Por isso, é possível afirmar de forma ousada que ele possui a personalidade de um Vivaldi, com a elegância de um Mozart. Neste disco temos os seus concertos para flauta. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Fl Con in C, Op.6 No.1: Allegro Moderato
02. Fl Con in C, Op.6 No.1: Adagio
03. Fl Con in C, Op.6 No.1: Allegro
04. Fl Con in e, Op.6 No.2: Allegro
05. Fl Con in e, Op.6 No.2: Adagio Ma Non Troppo
06. Fl Con in e, Op.6 No.2: Allegro
07. Fl Con in D, Op.6 No.3: Moderato
08. Fl Con in D, Op.6 No.3: Adagio Ma Non Troppo
09. Fl Con in D, Op.6 No.3: Allegro Assai
10. Fl Con in G, Op.6 No.5: Allegro
11. Fl Con in G, Op.6 No.5: Adagio
12. Fl Con in G, Op.6 No.5: Presto


La Stagione Frankfurt
Michael Schneider, direção
Karl Kaiser, transverse flute

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 11 de novembro de 2018

Johannes Brahms (1833-1897) - Sonata No.1 in E minor, Op.38, Sonata No.2 in F major, Op.99 & Sonata in D major (arr. from Violin Sonata No.1)


Hoje o dia foi bastante corrido - mesmo sendo domingo. Quase não sobrou tempo para fazer nada. Mesmo assim, ainda procurei um espaço para ouvir uns dois disquinhos. Um deles foi essa joia com a música de Brahms. Essas sonatas já foram copiosamente gravadas. E, quanto mais as ouvimos, mais belas elas se tornam. Aqui Brahms deixa claro que ele sabia escrever coisas bonitas e singulares. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Sonata No.1 in E minor, Op.38 - I. Allegro non troppo
02. Sonata No.1 in E minor, Op.38 - II. Allegretto quasi Menuetto
03. Sonata No.1 in E minor, Op.38 - III. Allegro
04. Sonata No.2 in F major, Op.99 - I. Allegro vivace
05. Sonata No.2 in F major, Op.99 - II. Adagio affettuoso
06. Sonata No.2 in F major, Op.99 - III. Allegro passionato
07. Sonata No.2 in F major, Op.99 - IV. Allegro molto
08. Sonata in D major (arr. from Violin Sonata No.1) - I. Vivace ma non troppo
09. Sonata in D major (arr. from Violin Sonata No.1) - II. Adagio
10. Sonata in D major (arr. from Violin Sonata No.1) - III. Allegro molto moderato

Torleif Thedéen, cello
Roland Pöntinen, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 10 de novembro de 2018

Henry Purcell (1659-1695) and John Blow (1649-1708) - Countertenor duets

Henry Purcell é considerado por muitos como o maior compositor inglês de todos os tempos. E, de fato, para uma vida relativamente breve como a de Purcell, produzir a quantidade de obras que escreveu - e com a qualidade com que escreveu - é algo verdadeiramente de gênio. Purcell escreveu para os mais variados gêneros e públicos. Foi da música religiosa à música cortesã. Esteve na corte de três monarcas e isso lhe permitiu voos grandiosos. O outro compositor do disco é o também inglês John Blow. Blow foi professor de Purcell. Foi um experimentado organista e teve um notável destaque por onde passou. Escreveu algumas óperas. Dedicou-se ao trabalho religioso, escrevendo peças de invulgar beleza. Não deixe de ouvir o presente disco. Uma boa apreciação!

01. Purcell_ Sound the trumpet
02. Purcell_ In vain the Am'rous Flute
03. Purcell_ O solitude, my sweetest choice
04. Purcell_ Sing, sing ye druids
05. Purcell_ O dive custos Auriacae domus
06. Purcell_ No, resistance is but vain
07. Purcell_ Hark how the songsters
08. Purcell_ Incassum Lesbia
09. Blow_ Ah, heav'n! What is't I hear!
10. Blow_ Ode on the death of Mr Henry Purcell

The King's Consort
Robert King, diretor

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No.4 in E flat major, "Romantic"

Bruckner é para mim uma grande paixão. Sempre que o escuto - ou sei que vou escutá-lo - fico na expectativa para um grande acontecimento. Antecipo a aventura. A grandiosidade do evento. Há algum tempo, eu tinha a compreensão de que os verdadeiros trabalhos de Bruckner começavam a partir da Quarta Sinfonia. Hoje, já admito a Terceira ("Wagner") como uma obra fabulosa. Ou seja, o problema não é Bruckner. Sou eu mesmo! Aqui temos mais uma versão da Quarta com o Haitink, um maestro cuja obra merece todo os respeito. Escutemos, pois trata de algo verdadeiramente belo, imponente, grandioso. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) -

01. Symphony No.4 in E flat major, _Romantic__ I. Bewegt, nicht zu schnell
02. Symphony No.4 in E flat major, _Romantic__ II. Andante, quasi allegretto
03. Symphony No.4 in E flat major, _Romantic__ III. Scherzo. Bewegt - Trio. Nicht zu schnell. Keinesfalls schleppend - Scherzo
04. Symphony No.4 in E flat major, _Romantic__ IV. Finale. Bewegt, doch nicht zu schnell

Concertgebouw Orchestra
Bernard Haitink, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Franz Schubert (1797 - 1828) - Sonatina in D for violin & piano, D384, Moments musicaux, Op.94 D.780, Schwanengesang, D.957 etc

Não era minha intenção postar este disco. Escutei-o no dia de ontem. Mas após fazê-lo, não sobraram dúvidas. Era necessário compartilhá-lo. O disco é um trabalho ousado de transcrição de algumas das principais obras de Franz Schubert. Ao escutá-las, pelo menos para mim, a música do austríaco tornou-se mais atraente, mais bela. Não que ela não seja. Schubert era um sujeito com um nível de genialidade absurdamente privilegiada. Um exemplo é a primeira obra do disco - o D.384 - algo para se ouvir e ser visitado pelas etéreas forças da beleza. Ou, simplesmente, a transcrição de "Ave Maria", a última obra do disco. Não deixe de ouvir. Certamente, você não vai se arrepender. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797 - 1828) -

Sonatina in D for violin & piano, D384
01) 1. Allegro molto [4:57]
02) 2. Andante [5:16]
03) 3. Allegro vivace [4:25]

06 Moments musicaux, Op.94 D.780

04) Moment musical (D 780/3) [1:59]

Schwanengesang, D.957
05) Serenade (Ständchen D 957/4) [4:09]

Valses nobles, D 969 (Op.77)
06) Valse No.4 [1:21]

12 German Dances, D.790
07) Ländler (German Dance) No.3 [0:53]

20 Waltzes (Letzte Waltzer) D 146, Op.127
08) Valse (Ländler) No.12 [1:11]

Valses nobles, D 969 (Op.77)
09) Valse No.3 [2:36]

16 German Dances, D.783
10) German Dance No.10 [1:33]

Sonata for Arpeggione and Piano in A minor, D.821
11) 1. Allegro moderato [11:42]
12) 2. Adagio [3:52]
13) 3. Allegretto [9:54]

36 Originaltänze (German Dances) for Piano, Op.9
14) Valse (D 365, No.36), Op.9b No.18 [1:07]
16 German Dances, D.783
15) German Dance No.2, Op.33 No.2 [1:12]

36 Originaltänze (German Dances) for Piano, Op.9
16) Valse (D 365, No.2), Op.9a No.2 [1:08]
17) German Dance No.1 (D 365, No.1) [0:48]
18) German Dance No.2 (D 365, No.19) [0:47]
19) German Dance No.3 (D 365, No.20) [0:43]
20) German Dance No.4 (D 365, No.21) [0:46]
21) German Dance No.5 (D 365, No.6) [0:50]
22) German Dance No.6 (D 365, No.2) "Trauerwalzer" [0:51]
23) German Dance No.7 (D 365, No.3) [0:45]
24) German Dance No.8 (D 365, No.4) [0:49]
25) German Dance No.9 (D 365, No.16) [0:43]
26) German Dance No.10 (D 365, No.23) [0:44]
27) German Dance No.11 (D 365, No.7) [0:47]
28) German Dance No.12 (D 365, No.11) [0:44]
29) German Dance No.13 (D 365, No.12) [0:41]
30) German Dance No.14 (D 365, No.9) [0:46]
31) German Dance No.15 (D 365, No.10) [1:00]
32) Ave Maria, "Ellens Gesang III", D839 [7:03]

Gil Shaham, violin
Göran Söllscher, guitar

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Violin Concertos No. 1 - 5, Sinfonia Concertante, Concertone

Escrevi o que se segue há algum tempo. Não sei se deve ser levado em conta. Todavia, fica como preâmbulo. "Por si só, os concertos para violino de Mozart, são obras primas absolutas. São delicados; com um forte apelo estético; uma intrigável sensibilidade. Impossível ouvi-los sem se sentir muito bem. Existem dois fatos curiosos sobre esses concertos. Primeiro se trata do fato, dizem, que Mozart não gostava do "instrumento" violino. Tanto é assim que se formos analisar a quantidade de concertos para piano (27 ou 28 no total) e a quantidade de concertos para violino a quantidade é bem menor. Sem dúvidas. Ele os escreveu em uma viagem que fez. Outra intrigante realidade é que quando Mozart os escreveu não tinha nem vinte anos de idade, um fato que nos deixa de queixo caído. Não há o que contestar: Mozart era um sujeito bem-aventurado pelas ironias da natureza". Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) -

DISCO 01

01. Concerto for Violin and Orchestra No. 1 in B-flat major, K. 207 - Allegro moderato
02. Concerto for Violin and Orchestra No. 1 in B-flat major, K. 207 - Adagio
03. Concerto for Violin and Orchestra No. 1 in B-flat major, K. 207 - Presto
04. Concerto for Violin and Orchestra No. 2 in D major, K. 211 - Allegro moderato
05. Concerto for Violin and Orchestra No. 2 in D major, K. 211 - Andante
06. Concerto for Violin and Orchestra No. 2 in D major, K. 211 - Rondeau. Allegro
07. Concerto for Violin and Orchestra No. 3 in G major, K. 216 -  Allegro
08. Concerto for Violin and Orchestra No. 3 in G major, K. 216 -  Adagio
09. Concerto for Violin and Orchestra No. 3 in G major, K. 216 -  Rondeau. Allegro

DISCO 02

01. Concerto for Violin and Orchestra Nos. 4 in D major, K.218 Allegro
02. Concerto for Violin and Orchestra Nos. 4 in D major, K.218 Adagio
03. Concerto for Violin and Orchestra Nos. 4 in D major, K.218 Rondeau Allegro
04. Concerto for Violin and Orchestra Nos. 5 in A major, K.219 Allegro aperto
05. Concerto for Violin and Orchestra Nos. 5 in A major, K.219 Adagio
06. Concerto for Violin and Orchestra Nos. 5 in A major, K.219 Rondeau. Tempo di menuetto
07. Adagio for Violin and Orchestra in E major, K. 261
08. Rondo for Violin and Orchestra in C major, K. 373

DISCO 03

01. Concertone for 2 Violins in Do Major KV190 (186e) -I. Allegro spiritoso
02. Concertone for 2 Violins in Do Major KV190 (186e) -II. Andante grazioso
03. Concertone for 2 Violins in Do Major KV190 (186e) -III. Tempo di Menuetto. Vi
04. Sinfonia Concertante in Mi-bemol Major KV364 (KV320d) -I. Allegro maestoso
05. Sinfonia Concertante in Mi-bemol Major KV364 (KV320d) -II. Andante
06. Sinfonia Concertante in Mi-bemol Major KV364 (KV320d) -III. Presto

Isaac Stern
Daniel Baremboim
Pinchas Zukerman

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

terça-feira, 6 de novembro de 2018

George Philipp Telemann (1681-1767) - Spirituosa

Um pequeno trecho de um artigo que encontrei em um sítio português: "Se, por volta de 1720-1730, se se fizesse uma sondagem entre a elite intelectual e a comunidade musical germânica sobre quem eram os maiores compositores vivos, é provável que o nome mais frequentemente mencionado fosse Georg Philipp Telemann. Em 1728, Johann Christoph Gottsched apontava Telemann, Handel e Bach como os três mestres nascidos em solo alemão. Os compositores Johann Mattheson, Johann Joachim Quantz e Johann Adolf Scheibe e o musicólogo Friedrich Wilhelm Marpurg elogiaram Telemann e citaram composições suas, em diversos géneros, como paradigmas a seguir. É verdade que Telemann publicou numerosas colecções de peças, o que lhe conferiu uma notoriedade com a qual Bach dificilmente poderia rivalizar". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

George Philipp Telemann (1681-1767) - 

01. Quintet in D Major, TWV 44_1_ Quintet in D Major, TWV 44_1_ I. Sinfonia
02. Quintet in D Major, TWV 44_1_ Quintet in D Major, TWV 44_1_ II. Largo
03. Quintet in D Major, TWV 44_1_ Quintet in D Major, TWV 44_1_ III. Vivace
04. Trio Sonata in A Major, TWV 42_A10_ I. Cantabile
05. Trio Sonata in A Major, TWV 42_A10_ Trio Sonata in A Major, TWV 42_A10_ II. Vivace

(...)

27. TWV 42_E12_ III. Adagio
28. TWV 42_E12_ IV. Presto
29. Sonata for String Quartet in A Major, TWV 40_200_ Sonata for String Quartet in A Major, TWV 40_200_ I. Affettuoso
30. Sonata for String Quartet in A Major, TWV 40_200_ II. Allegro
31. Sonata for String Quartet in A Major, TWV 40_200_ Sonata for String Quartet in A Major, TWV 40_200_ III. Vivace

Concerto Melante

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Franz Schubert (1797-1828) - Symphony No. 9 in C major, D. 944, "Great" e Symphony No. 3 in D major, D. 200

Já escutei este disco umas quatro vezes. Confesso que a interpretação da Nona é soberba. Inicialmente, bateu uma certa desconfiança, pois no encarte do disco aparece escrito "Oitava Sinfonia", todavia, quando se escuta o disco, percebe-se a presença da Nona. Depois de tentar entender o porquê do selo Audite assim fazer, penso que tenha chegado a uma compreensão. Schubert não escreveu uma Sétima Sinfonia. Depois da Sexta, pula-se logo para a Oitava. Penso que a gravadora tenha considerado apenas as sinfonias existentes. O que é Oitava virou Sétima; e, por sua vez, o que era Nona virou Oitava. De qualquer forma, a gravação das duas sinfonias, como já falei, é espetacular. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) - 

01. Symphony No. 9 in C major, D. 944, _Great__I. Andante - Allegro ma non troppo
02. Symphony No. 9 in C major, D. 944, _Great__II. Andante con moto
03. Symphony No. 9 in C major, D. 944, _Great__III. Scherzo_ Allegro vivace - Trio
04. Symphony No. 9 in C major, D. 944, _Great__IV. Allegro vivace
05. Symphony No. 3 in D major, D. 200_I. Adagio maestoso - Allegro con brio
06. Symphony No. 3 in D major, D. 200_II. Allegretto
07. Symphony No. 3 in D major, D. 200_III. Menuetto_ Vivace - Trio
08. Symphony No. 3 in D major, D. 200_IV. Presto vivace

Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks
Rafael Kubelik, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 4 de novembro de 2018

Klaus Tennstedt Edition - Prokofiev & Mahler (CDs 1, 2, 3 & 4 de 8)

Esta é uma caixa, até agora, fenomenal. Ainda não escutei os outros quatro discos, por isso uso o "até agora". Os quatro primeiros discos se mostraram bastante convincentes. Há coisas extraordinárias por aqui. Um exemplo é o primeiro e o terceiro discos. O primeiro deles traz duas espetaculares sinfonias de Prokofiev. A interpretação é uma das melhores que já escutei. Assustadoramente dramáticas, os que as torna ainda mais belas. Outro ponto alto é a interpretação da Quinta de Mahler, que aparece no terceiro disco. Também segue os passos do primeiro disco. Klaus Tennstedt foi um maestro alemão - um dos maiores do século. É possível encontrar algumas das suas interpretações no Youtube. Não deixe de ouvir a presente postagem. Uma boa apreciação!

DISCO 01

01. Symphony No. 5 in B-Flat Major, Op. 100_ I. Andante
02. Symphony No. 5 in B-Flat Major, Op. 100_ II. Allegro marcato
03. Symphony No. 5 in B-Flat Major, Op. 100_ III. Adagio
04. Symphony No. 5 in B-Flat Major, Op. 100_ IV. Allegro giocoso
05. Symphony No. 7 in C-Sharp Minor, Op. 131_ I. Moderato
06. Symphony No. 7 in C-Sharp Minor, Op. 131_ II. Allegretto
07. Symphony No. 7 in C-Sharp Minor, Op. 131_ III. Andante espressivo
08. Symphony No. 7 in C-Sharp Minor, Op. 131_ IV. Vivace

DISCO 02

01. Symphony No. 4 in G Major_ I. Bedächtig, nicht eilen
02. Symphony No. 4 in G Major_ II. In gemächlicher Bewegung, ohne Hast
03. Symphony No. 4 in G Major_ III. Ruhevoll, poco adagio
04. Symphony No. 4 in G Major_ IV. Sehr behaglich
05. Des Knaben Wunderhorn_ No. 5, Das irdische Leben
06. Des Knaben Wunderhorn_ No. 7, Rheinlegendchen
07. Des Knaben Wunderhorn_ No. 4, Wer hat dies Liedlein erdacht_

DISCO 03

01. Symphony No. 5 in C-Sharp Minor_ I. Trauermarsch
02. Symphony No. 5 in C-Sharp Minor_ II. Stürmisch bewegt, mit größter Vehemenz
03. Symphony No. 5 in C-Sharp Minor_ III. Scherzo
04. Symphony No. 5 in C-Sharp Minor_ IV. Adagietto
05. Symphony No. 5 in C-Sharp Minor_ V. Rondo-Finale

DISCO 04

01. Kindertotenlieder_ No. 1, Nun will die Sonn' so hell aufgeh'n
02. Kindertotenlieder_ No. 2, Nun seh' ich wohl
03. Kindertotenlieder_ No. 3, Wenn dein Mütterlein
04. Kindertotenlieder_ No. 4, Oft denk' ich, sie sind nur ausgegangen
05. Kindertotenlieder_ No. 5, In diesem Wetter

Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks
SWR Sinfonieorchester Baden-Baden und Freiburg
NDR Sinfonieorchester
Eva Csapó, soprano
Brigitte Fassbaender, mezzo-soprano
Klaus Tennstedt, regente


Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 3 de novembro de 2018

Jazz - Dexter Gordon - True Blue

Dexter Gordon foi uma figura relevantíssima do jazz. Ele é, simplesmente, um dos responsáveis pela origem do bebop. Ao longo de quatro décadas, tocou ao lado dos principais nomes do movimento - Charles Mingus, Louis Armstrong, Lionel Hampton, entre outros. O estilo elegantemente sensível de Gordon é um ponto de relevante destaque no sua carreira. Podemos conhecer um pouco sobre ele no filme Round Midnight, de 1986. Nesta produção, ele faz o papel de um músico de jazz. Sua interpretação é sensacional. Chegou a ser indicado para o Oscar. Escutemos este disco que possui um forte cheiro de jam session. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Ladybird
02. How Deep is the Ocean
03. True Blue

Tenor Saxophone – Al Cohn, Dexter Gordon
Trumpet – Blue Mitchell, Sam Noto
Piano – Barry Harris
Bass – Sam Jones
Drums – Louis Hayes

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Jazz - The Brighton Beat - Live at the Clayton Opera House (live)

Um disco sensacional, bastante dançante! O jazz em atraso aqui no blog sairá no dia de hoje. Dois discos, aliás, para colocar em dia a conta! O The Brighton Beat é novo. Foi formado em 2010 nos Estados Unidos. É nítida a influência do tempero latino, do funk com swing africano tipo Fela Kuti e doses generosas de metais inspirados, tornando a coisa bastante agradável. Trata-se de música positiva, daquelas que iluminam, geram alegria. Coisa boa para se ouvir, enquanto se está numa roda de conversa com os amigos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Sweet Baby Chazz. 6:41
02. Hot Sand Cold Feet. 9:27
03. Momentum. 7:51
04. Genghis Khan. 9:35
05. Stand With The Herd. 8:05
06. Fortune Teller. 10:20
07. Groove City Skyline. 7:48

Nick Benitez / Trumpet
Dan Glaude / Alto Sax
Drew Vandewinckel / Tenor Sax
Nat Ranson / Trombone
Joseph Natale / Bari Sax
Greg Schettino / Guitar
Mark Cocheo / Guitar
Derek Van Wormer / Bass
Matt Graff / Percussion
Ryan Nava / Percussion, Vocals
Sammy Wags / Drums

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Symphonies 4, 5, 7, 8 & 9 (CDs 3, 4 & 5 de 5 - final)

Com esta postagem, damos por encerrada a postagem das sinfonias de Beethoven com Günther Wand. No primeiro post, foram apresentadas quatro sinfonias; neste, as cinco que faltavam. Fiz uma pequena apresentação das prerrogativas do velhinho espetacular na primeira postagem. Hoje pela manhã, escutei a Nona em volume relativamente alto, para perceber aquelas sonoridades escondidas e a experiência foi boa. Assustei-me com a interpretação. Há um senso apoteótico na condução de Wand. A grandeza que a música de Beethoven exige. Ouvir Wand é ter a certeza de que está diante de algo de alta qualidade. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 03

Symphonies Nos.4 & 51. Sinfonie Nr.4  I. Adagio; Allegro vivace
Symphonies Nos.4 & 52. Sinfonie Nr.4  II. Adagio
Symphonies Nos.4 & 53. Sinfonie Nr.4  III. Menuetto Allegro vivace
Symphonies Nos.4 & 54. Sinfonie Nr.4  IV. Allegro ma non troppo
Symphonies Nos.4 & 55. Sinfonie Nr.5  I. Allegro con brio
Symphonies Nos.4 & 56. Sinfonie Nr.5  II. Andante con moto
Symphonies Nos.4 & 57. Sinfonie Nr.5  III. Allegro
Symphonies Nos.4 & 58. Sinfonie Nr.5  IV. Allegro

DISCO 04

Symphonies Nos.7 & 81. Sinfonie Nr.7  I. Poco sosteunto; Vivace
Symphonies Nos.7 & 82. Sinfonie Nr.7  II. Allegretto
Symphonies Nos.7 & 83. Sinfonie Nr.7  III. Presto
Symphonies Nos.7 & 84. Sinfonie Nr.7  IV. Allegro con brio
Symphonies Nos.7 & 85. Sinfonie Nr.8  I. Allegro vivace e con brio
Symphonies Nos.7 & 86. Sinfonie Nr.8  II. Allegretto scherzando
Symphonies Nos.7 & 87. Sinfonie Nr.8  III. Tempo di Menuetto
Symphonies Nos.7 & 88. Sinfonie Nr.8  IV. Allegro vivace

DISCO 05

Symphony No.91. Sinfonie Nr.9  I. Allegro ma non troppo, un poco maestoso
Symphony No.92. Sinfonie Nr.9  II. Molto vivace; Presto
Symphony No.93. Sinfonie Nr.9  III. Adagio molto e cantabile
Symphony No.94. Sinfonie Nr.9  IV. Presto
Symphony No.95. Sinfonie Nr.9  IV. Presto O Freunde, nicht diese Tone!; Allegro assai

NDR-Sinfonie-Orchester
Günther wand, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUiparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Charles Gounod (1818-1893) - Messe de Requiem & Messe Chorale


Como costumo fazer nos feriados com temáticas religiosas, vamos a um bonito disco. Ainda não tinha conhecimento do Réquiem de Charles Gounod. Gounod nasceu na França. É bastante conhecido pelas óperas e pela música religiosa que escreveu. No que tange à música religiosa, o compositor era um profundo conhecedor da música de Palestrina. A música francesa possui uma bela tradição na música religiosa - Fauré, Poulenc, Messiaen e o próprio Gounod escreveram coisas bonitas e singulares. Como o feriado de hoje é em homenagem aos mortos, as duas obras do compositor casam muito bem com o momento. Lembrando que a missa de réquiem é feita para entregar as almas dos mortos à eternidade. Faz parte da liturgia da Igreja Católica. A obra de Gounod é grandiosa. Começa com um órgão em forte tom dramático, revelando uma linguagem com rigores sombrios. Em alguns momentos, aponta-nos para efeitos operísticos. Material bastante bonito e indispensável. Uma boa apreciação! 

Charles Gounod (1818-1893) -

01. Messe da Requiem in Ut Majeur_ I. Introit & Kyrie
02. II. Dies Irae
03. III. Sanctus
04. IV. Benedictus
05. V. Pie Jesu
06. VI. Agnus Dei
07. Messe Chorale in Sol mineur_ I. Introit
08. II. Kyrie
09. III. Gloria
10. IV. Credo
11. V. Sanctus
12. VI. Benedictus
13. VII. Agnus Dei

Ensemble Vocal et Instrumental de Lausanne 
Michel Corboz, direção

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

 *Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Charles Ives (1874-1954) - Romanzo di Central Park

Este é um disco fabuloso! Escutei-o hoje à tarde, enquanto trabalhava. Foi uma tarde chuvosa aqui no DF e, portanto, a coisa se agigantou em significações. O disco traz canções escritas ao longo da vida do compositor Charles Ives, um dos meus compositores estadunidenses favoritos. Ives foi um verdadeiro gênio, alguém que concebeu uma escrita à frente do seu tempo. Nestas composições, Ives nos apresenta uma pátina com os mais variados humores. Vai da singeleza à efervescência ígnea. É para se ouvir sempre que se desejar momentos de calmaria, reflexão; doces horas preguiçosas. A voz do barítono Gerald Finley acerta no âmago dos sentimentos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Charles Ives (1874-1954) - 

01. On the Counter
02. The Circus Band
03. Two Little Flowers
04. Ilmenau
05. A Night Song
06. Down East
08. The See'r
09. Songs my mother taught me
10. In the Alley
11. Mists
12. They are There!
13. In Flanders Fields
14. The South Wind
15. My Native Land
16. Watchman!
17. The Children's Hour
18. Evidence
19. The World's Wanderers
20. Slow March
21. Omens and Oracles
22. Those Evening Bells
23. Allegro
24. Evening
25. The Last Reader
26. To Edith
27. At the River
28. A Christmas Carol
29. The Light that is Felt
30. Romanzo di Central Park

Gerald Finley, baritone
Julius Drake, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!