sexta-feira, 31 de maio de 2019

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No.4 In F Minor, Op.36 e Modest Mussorgsky (1839-1881) - Pictures At An Exhibition

Um disco de repertório espetacular - com um regente espetacular. "A Sinfonia Nº 4 em Fá menor, op. 36, foi escrita pelo compositor Piotr I. Tchaikovsky entre março e dezembro de 1877. Teve sua estréia em Moscou, Rússia, dia 22 de fevereiro de 1878, regida por Nikolai Rubinstein". "Quadros de uma Exposição é uma peça escrita para piano por Modest Mussorgsky em junho de 1874. Viktor Hartmann, arquiteto e pintor, grande amigo de Mussorgsky, havia falecido recentemente aos 39 anos de idade. Em março de 1874, estava acontecendo uma exposição de seus quadros em uma galeria de São Petersburgo". Não deixe de ouvir. Uma ba apreciação!

01. Tchaikovsky_ Symphony No.4 In F Minor, Op.36, TH.27-1. Andante sostenuto-Moderato con anima-
02. Tchaikovsky_ Symphony No.4 In F Minor, Op.36, TH.27-2. Andantino in modo di canzone
03. Tchaikovsky_ Symphony No.4 In F Minor, Op.36, TH.27-3. Scherzo. Pizzicato ostinato-Allegro
04. Tchaikovsky_ Symphony No.4 In F Minor, Op.36, TH.27-4. Finale (Allegro con fuoco)
05. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-Promenade I
06. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-1. Gnomus
07. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-Promenade II
08. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-2. The Old Castle
09. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-Promenade III
10. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-3. The Tuileries Gardens
11. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-4. Bydlo
12. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-Promenade IV
13. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-5. Ballet Of The Unhatched Chicks
14. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-6. Samuel Goldenberg and Schmuyle
15. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-7. The Market-Place At Limoges
16. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-8a. The Catacombs (Sepulchrum romanum)
17. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-8b. Cum mortuis in lingua mortua
18. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-9. The Hut On Fowl's Legs (Baba-Yaga)
19. Mussorgsky_ Pictures At An Exhibition-Orch. Ravel-10. The Great Gate Of Kiev

Concertgebouworkest
Antal Dorati, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 30 de maio de 2019

G. F. Handel (1685-1759) - Water Music

"Música Aquática (em inglês: Water Music) é uma coleção de movimentos orquestrais, frequentemente divididos em três suítes, compostas por George Frideric Handel. Sua estreia se deu em 17 de julho de 1717, após o rei Jorge I encomendar um concerto para ser execudado sobre o rio Tâmisa. O concerto foi executado originalmente por cerca de 50 músicos, situados sobre uma barca nas proximidades da barca real, a partir da qual o monarca escutava a peça com seus amigos mais próximos, incluindo Anne Vaughan, Duquesa de Bolton, a Duquesa de Newcastle, a Condessa de Darlington, Condessa de Godolphin, Madame Kilmarnock, e o Earl das Órcades. As barcas, que se dirigiam a Chelsea ou Lambeth, e deixando a festa pouco depois da meia-noite, aproveitavam-se das marés do rio. O rei Jorge teria gostando tanto das suítes que pediu a seus músicos, já esgotados, que tocassem-na por três vezes durante o tempo do percurso". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Suite in F major, HWV 348
01. I. Ouverture
02. II. Adagio e staccato
03. III. [ ]
04. IV. Andante
05. V. Variantes
06. VI. Allegro
07. VII. Air
08. VIII. Menuet
09. IX. Bourée
10. X. Hornpipe
11. XI. [ ]
12. XII. Variante alla Hornpipe

Suite in G Major, HWV 350
13. I. [ ]
14. II. Rigaudon
15. III. Menuet
16. IV. [ ]
17. V. [ ]

Suite in D Major, HWV 349
18. I. [ ]
19. II. Alla Hornpipe
20. III. Menuet pour trompette
21. IV. Lentement
22. V. Bourrée

Rodrigo (ouverture)
23. I. Ouverture
24. II. Gigue
25. III. Sarabande
26. IV. Matelot
27. V. Menuet
28. VI. Gavotte
29. VII. Bourée
30. VIII. Passacaglia

Les Musiciens du Louvre 
Marc Minkowski, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Jazz - The Real... Miles Davis, The Ultimate Collection

"Considerado um dos mais influentes músicos do século XX, Davis esteve na vanguarda de quase todos os desenvolvimentos do jazz desde a Segunda Guerra Mundial até a década de 1990. Ele participou de várias gravações do bebop e das primeiras gravações do cool jazz. Foi parte do desenvolvimento do jazz modal, e também do jazz fusion que originou-se do trabalho dele com outros músicos no final da década de 1960 e no começo da década de 1970.  Miles Davis pertenceu a uma classe tradicional de trompetistas de jazz, que começou com Buddy Bolden e desenvolveu-se com Joe "King" Oliver, Louis Armstrong, Roy Eldridge e Dizzy Gillespie. Ao contrário desses músicos ele nunca foi considerado com um alto nível de habilidade técnica. Seu grande êxito como músico, entretanto, foi ir mais além do que ser influente e distinto em seu instrumento, e moldar estilos inteiros e maneiras de fazer música através dos seus trabalhos. Muitos dos mais importantes músicos de jazz fizeram seu nome na segunda metade do século XX nos grupos de Miles Davis, incluindo: Joe Zawinul, Chick Corea e Herbie Hancock, os saxofonistas John Coltrane, Wayne Shorter, George Coleman e Kenny Garrett, o baterista Tony Williams e o guitarrista John McLaughlin".

DISCO 01

01. So What (9:25)
02. Some Day My Prince Will Come (9:09)
03. I Thought About You (4:55)
04. Teo (9:35)
05. Concierto de Aranjuez (Adagio) (16:21)
06. Will O' The Wisp (3:49)
07. The Pan Piper (3:53)
08. Pfrancing (8:33)
09. Blue In Green (5:36)
10. Drad Dog (4:51)

DISCO 02

01. Summertime (3:21)
02. All Blues (11:35)
03. Stella By Starlight (4:43)
04. Fran Dance (5:50)
05. My Man's Gone Now (6:16)
06. It Ain't Necessarily So (4:25)
07. Sid's Ahead (13:01)
08. Two Bass Hit (5:13)
09. Milestones (5:44)
10. On Green Dolphin Street (9:50)

DISCO 03

01. Love For Sale (11:46)
02. The Duke (3:35)
03. My Ship (4:29)
04. Dear Old Stockholm (7:51)
05. Tadd's Delight (4:28)
06. The Theme (2:46)
07. Ah-Leu-Cha (5:51)
08. Buzzard Song (4:09)
09. Bess, You Is My Woman Now (5:11)
10. Straight, No Chaser (10:37)

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Antonio Rosetti (1750-1792) - String Quartets, Op. 6 Nos. 1-6

Escrevi as magras palavras que se seguem já há algum tempo: "O disco abaixo é um verdadeiro espetáculo. É música clássica em sentido estrito do mais alto teor. Rosetti é uma entusiasta. Já andei postando por aí algum disco desse fabuloso compositor contemporâneo de Mozart e Haydn. Apesar da italianização do nome, Antonio Rosetti foi um compositor checo de nascimento. Seu nome era Franz Anton Rosler, tendo mudado quando passou a morar na Itália. Rosetti escreveu inúmeras sinfonias". De toda forma, elas continuam bastante atuais. Isso se confirmou ao ouvir mais este disco desse excelente compositor. Acredito que este seja o sexto disco com as músicas dele aqui no blog. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Antonio Rosetti (1750-1792) - 

01 Quartet op 6 no 5 in D major Allegro molto
02 Quartet op 6 no 5 in D major Andante sustenuto
03 Quartet op 6 no 5 in D major Rondeau - Allegretto
04 Quartet op 6 no 2 in E flat major Allegro con brio
05 Quartet op 6 no 2 in E flat major Menuetto - Allegretto
06 Quartet op 6 no 2 in E flat major Romance - Adagio - Allegro viv
07 Quartet op 6 no 6 in F major Larghetto - Allegro con brio
08 Quartet op 6 no 6 in F major Menuetto Fresco - Allegretto
09 Quartet op 6 no 6 in F major Rondeau - Allegro assai
10 Quartet op 6 no 4 in C minor Adagio
11 Quartet op 6 no 4 in C minor Menuetto Allegretto
12 Quartet op 6 no 4 in C minor Allegro molto
13 Quartet op 6 no 1 in A major Allegro spiritoso
14 Quartet op 6 no 1 in A major Menuetto Moderato
15 Quartet op 6 no 1 in A major Romance
16 Quartet op 6 no 1 in A major Rondeau Allegro come presto
17 Quartet op 6 no 3 in B flat major Allegro assai
18 Quartet op 6 no 3 in B flat major Larghetto
19 Quartet op 6 no 3 in B flat major Rondeau Allegro assai

Arioso-Quartett

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 28 de maio de 2019

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 6 French Suites, Italian Concerto, French Ouverture

András Schiff é, certamente, um dos maiores intérpretes de Bach da atualidade. Facilmente, teríamos de colocá-lo entre os maiores das últimas décadas. A grande questão é que ele ainda está em atividade. Isso é bom! Dá a ele uma maior respeitabilidade. Schiff é um intérprete que leva sempre em conta o equilíbrio dinâmico nas suas execuções. Ele sabe elevar aquilo que precisa de ênfase; realçar determinadas alegrias; e tocar com enorme profundidade aquilo que exige reflexão. As Suítes Francesas foram compostas entre os anos de 1722 e 1725. São obras imensamente simples e possuem a marca da genialidade de Bach. A palavra "suíte" (de origem francesa) significa "sequência". Historicamente, podem ser entendidas com partes musicais que possuem um contraste entre si. O compositor não deu o nome que conhecemos hoje. Foi o biógrafo (Johann Forkel" do compositor que assim fez, denominando-as de "francês". O fato é que estamos diante de algo espetacular. A interpretação de Schiff serve para dignificar ainda mais essas obras. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

DISCO 01

French Suite No.1 BWV 812

01. I. Allemande (03:11)
02. II. Courante (01:47)
03. III. Sarabande (02:40)
04. IV. Menuet I (01:01)
05. V. Menuet II (01:49)
06. VI. Gigue (02:11)

French Suite No.2 BWV 813

07. I. Allemande (03:11)
08. II. Courante (01:39)
09. III. Sarabande (03:09)
10. IV. Air (01:31)
11. V. Menuet I (01:23)
12. VI. Menuet II (01:51)
13. VII. Gigue (01:58)

French Suite No.3 BWV 814

14. I. Allemande (03:04)
15. II. Courante (01:51)
16. III. Sarabande (02:46)
17. IV. Anglaise (01:21)
18. V. Menuet - Trio (02:35)
19. VI. Gigue (02:03)

French Suite No.4 BWV 815

20. I. Allemande (01:56)
21. II. Courante (01:43)
22. III. Sarabande (02:25)
23. IV. Gavotte (01:13)
24. V. Air (01:34)
25. VI. Menuet (00:42)
26. VII. Gigue (02:21)

DISCO 02

French Suite No.5 BWV 816

01. I. Allemande (02:44)
02. II. Courante (01:34)
03. III. Sarabande (04:22)
04. IV. Gavotte (01:13)
05. V. Bourree (01:09)
06. VI. Loure (01:56)
07. VII. Gigue (03:32)

French Suite No.6 BWV 817

08. I. Allemande (02:15)
09. II. Courante (01:31)
10. III. Sarabande (03:23)
11. IV. Gavotte (01:09)
12. V. Polonaise (01:29)
13. VI. Menuet (01:49)
14. VII. Bourree (01:30)
15. VIII. Gigue (02:23)

Italian Concerto BWV 971

16. I. Allegro (03:57)
17. II. Andante (04:47)
18. III. Presto (03:38)

French Overture (Partita) BWV 831

19. I. Ouverture (12:54)
20. II. Courante (02:12)
21. III. Gavottes I & II (03:25)
22. IV. Passepieds I & II (02:06)
23. V. Sarabande (03:29)
24. VI. Bourrees I & II (02:33)
25. VII. Gigue (02:05)
26. VIII. Echo (02:47)

András Schiff, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!


Antonio Vivaldi (1678-1741) - Concerti per violino VI "La boemia"

Um baita disco com a música de Vivaldi. Essa série da Naive é sensacional. As capas são, também, outro grande objeto de exotismo e beleza. O disco reúne seis concertos para violino. Quando mencionamos a palavra "concerto para violino", parece que teremos mais do mesmo, já que Vivaldi escreveu centenas deles. Ele era incansável e, ao mesmo tempo, imbatível. Era aquilo que podemos chamar de gênio. Estes concertos foram escritos entre 1730 e 1731, quando o compositor visitou Praga, capital da atual República Tcheca. As obras foram inspiradas nesse viagem. Cada obra revela uma grandiosidade dramática e harmônica. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Antonio Vivaldi (1678-1741) - 

01. Violin Concerto in F Major, RV 282: I. Allegro poco
02. Violin Concerto in F Major, RV 282: II. Largo
03. Violin Concerto in F Major, RV 282: III. Presto
04. Violin Concerto in E Minor, RV 278: I. Allegro molto
05. Violin Concerto in E Minor, RV 278: II. Largo
06. Violin Concerto in E Minor, RV 278: III. Allegro
07. Violin Concerto in B-Flat Major, RV 380: I. Andante moto
08. Violin Concerto in B-Flat Major, RV 380: II. Andante
09. Violin Concerto in B-Flat Major, RV 380: III. Allegro
10. Violin Concerto in C Major, RV 186: I. Allegro
11. Violin Concerto in C Major, RV 186: II. Largo
12. Violin Concerto in C Major, RV 186: III. Allegro
13. Violin Concerto in F Major, RV 288: I. Allegro ma poco
14. Violin Concerto in F Major, RV 288: II. Largo
15. Violin Concerto in F Major, RV 288: III. Allegro
16. Violin Concerto in G Minor, RV 330: I. Allegro non molto
17. Violin Concerto in G Minor, RV 330: II. Larghetto
18. Violin Concerto in G Minor, RV 330: III. Allegro

Europa Galante
Fabio Biondi, violino e direção

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Chausson, Berlioz, Duparc - Orchestral Songs

O presente disco reúne três compositores da música francesa - Chausson, Berlioz e Duparc. É música de indelével beleza. Todas as obras são acompanhadas pela soprano Soile Isokoski, uma das mais renomadas do mundo. Ele tem aparecido interpretando obras famosas pelo mundo a fora. Sua voz possui tonalidades suaves. Cada uma dos compositores é tratado com a ênfase devida, que cada compositor exige. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Chausson_ Poème de l’amour et de la mer - I. La Fleur des eaux
02. Chausson_ Poème de l’amour et de la mer - Interlude
03. Chausson_ Poème de l’amour et de la mer - II. La Mort de l'amour
04. Berlioz_ Les nuits d’été - I. Villanelle
05. Berlioz_ Les nuits d’été - II. Le Spectre de la Rosa
06. Berlioz_ Les nuits d’été - III. Sur les lagunes
07. Berlioz_ Les nuits d’été - IV. Absence
08. Berlioz_ Les nuits d’été - V. Au Cimetière
09. Berlioz_ Les nuits d’été - VI. L’Île inconnue
10. Duparc_ Le Manoir de Rosemonde
11. Duparc_ L'Invitation au voyage
12. Duparc_ Chanson triste

Helsinki Philharmonic Orchestra
John Storgards, regente
Soile Isokoski, soprano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Robert Schumann (1810-1856) - Symphonie No. 1 in B-flat major, Op. 38 - "Spring" e Simphonie No. 2 in C major, Op. 61

Vamos à segunda parte da postagem com as quatro sinfonias de Robert Schumann. As sinfonias de Schumann, quando da composição, foram criticadas por não serem densas e profundas. Havia o entendimento de que Schumann não era um grande orquestrador. Todavia, analisando a beleza de cada uma das quatro sinfonias, notamos que o conjunto é excelente. São obras leves! Repletas de grande alegria. Por exemplo, é o que podemos notar nos dois trabalhos que aparecem neste disco. A condução de Kubelik foca os detalhes. A Sinfonia "Primavera", a número 1, foi escrita em 1841; já a Segunda, entre os anos de 1845 e 1846. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Robert Schumann (1810-1856) - 

01. Symphonie Nr. 1 B-dur «Frühlingssymphonie», Op. 38_ I. Andante un poco maestoso. — Allegro molto vivace
02. Symphonie Nr. 1 B-dur «Frühlingssymphonie», Op. 38_ II. Larghetto
03. Symphonie Nr. 1 B-dur «Frühlingssymphonie», Op. 38_ III. Scherzo_ Molto vivace
04. Symphonie Nr. 1 B-dur «Frühlingssymphonie», Op. 38_ IV. Allegro animato e grazioso
05. Symphonie Nr. 2 C-dur, Op. 61_ I. Sostenuto assai. — Allegro ma non troppo
06. Symphonie Nr. 2 C-dur, Op. 61_ II. Scherzo_ Allegro vivace
07. Symphonie Nr. 2 C-dur, Op. 61_ III. Adagio espressivo
08. Symphonie Nr. 2 C-dur, Op. 61_ IV. Allegro molto vivace

Bavarian Radio Symphony Orchestra 
Rafael Kubelik, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 26 de maio de 2019

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - The Complete Symphonies

O compositor inglês Ralph Vaughan Williams foi um homem que escreveu obras encantadoras. Tenho grande admiração pelas suas composições, especialmente as suas sinfonias. O que dizer de obras como Já postei duas ou três integrais de suas sinfonias - não lembro ao certo. Pode-se afirmar que Vaughan Willimas foi um grande nacionalista. Ele cortou os vínculos com o continente, principalmente com as suas influências da música alemã e italiana (apesar de ter estudado com Ravel). Quando jovem, esteve em Bayreuth a fim de testemunhar a grandiloquência das obras wagnerianas. Mas, as composições populares da Inglaterra o "afastaram" de Wagner. Mirou para a cultura nacional. Suas melodias são extraídas do caudal de constatações da sua terra. Nesse sentido, a obra do compositor possui uma forte relação com o folclore. Vaughan Williams é uma espécie de Bartók inglês, alguém que mergulhou fundo na cultura do seu país, sem artificialismos; com uma enorme consciência. Foi graças a ele que compositores como Walton, Britten ou Tippett puderam mostrar para o mundo a força da música britânica no século XX. Existe o Elgar, mas já é outra história. A interpretação desse ciclo de sinfonias é sensacional, de altíssimo nível. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - 

DISCO 01

01. A Sea Symphony (No.1)_ I. A Song for all Seas, all Ships
02. A Sea Symphony (No.1)_ II. On the Beach at Night, alone
03. A Sea Symphony (No.1)_ III. Scherzo - The Waves
04. A Sea Symphony (No.1)_ IV. The Explorers

DISCO 02

01. A London Symphony (No.2)_ I. Lento; Allegro risoluto
02. A London Symphony (No.2)_ II. Lento
03. A London Symphony (No.2)_ III. Scherzo (Nocturne) Allgro vivace
04. A London Symphony (No.2)_ IV. Andante con moto - Allegro - Epilogue
05. Symphony No.8_ I. Fantasia - Moderato
06. Symphony No.8_ II. Scherzo alla Marcia; Allegro
07. Symphony No.8_ III. Cavatina; lento espressivo
08. Symphony No.8_ IV. Toccata; moderato maestoso

DISCO 03

01. Symphony No.3 - I. Molto Moderato
02. Symphony No.3 - II. Lento Monderato
03. Symphony No.3 - III. Moderato pesante
04. Symphony No.3 - IV. Lento
05. Symphony No.4 - I. Allegro
06. Symphony No.4 - II. Andante moderato
07. Symphony No.4 - III. Scherzo; Allegro molto
08. Symphony No.4 - IV. Finale con Epilogo fugato_ Allegro molto

DISCO 04

01. Symphony No.5 in D - I. Preludio Moderato
02. Symphony No.5 in D - II. Scherzo - Presto misterioso
03. Symphony No.5 in D - III. Romanza - Lento
04. Symphony No.5 in D - IV. Passacaglia - Moderato
05. Symphony No.6 in E Minor - I. Allegro
06. Symphony No.6 in E Minor - II.  Moderato
07. Symphony No.6 in E Minor - III Scherzo - Allegro Vivace
08. Symphony No.6 in E Minor - IV. Epilogue - Moderato

DISCO 05

01. Sinfonia Antartica (Symphony No.7)_ I. Prelude - Andante Maestoso
02. Sinfonia Antartica (Symphony No.7)_ II. Scherzo - Moderato
03. Sinfonia Antartica (Symphony No.7)_ III. Landscape - Lento
04. Sinfonia Antartica (Symphony No.7)_ IV. Intermezzo - Andante Sostenuto
05. Sinfonia Antartica (Symphony No.7)_ V. Epilogue - Alla marcia, moderato (non
06. Symphony No.9 in E minor_ I. Moderato Maestoso
07. Symphony No.9 in E minor_ II. Andante sostenuto
08. Symphony No.9 in E minor_ III. Scherze - allegro pesante
09. Symphony No.9 in E minor_ IV. Andante tranquillo

The London Symphony Orchestra
Bryden Thomson, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 25 de maio de 2019

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - The Sleeping Beauty

"A Bela Adormecida é um balé de um prólogo e três atos do compositor russo Tchaikovsky, o libreto de Marius Petipa e Ivan Vsevolojsky, e coreografia de Marius Petipa baseado no contos de fadas do escritor francês Charles Perrault. Sua estreia ocorreu no Teatro Mariinski em São Petersburgo no dia 5 de Janeiro de 1890. Tchaikovsky escreveu a obra entre o período do ano de 1888 a 1889". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - 

DISCO 01

01. Introduction. Allegro Vivo - Andantino - Moderato
02. Marche. Moderato
  3. Scène Dansante. Moderato Con Moto - Un Poco Più Animato - Allegro Moderato - Tempo Di Valse - Grazioso
04. Intrada. Adagio
05. Adagio. Andante - Allegro Vivo
06. Variation I. Candide. Allegro Moderato
07. Variation II. Coulante. Fleur De Farine. Allegro
08. Variation III. Fée Aux Miettes. Allegro Moderato
09. Variation IV. Canari Qui Chante. Moderato
10. Variation V. Violente. Allegro Molto Vivace
11. Variation VI. La Fée Des Lilas. Tempo Di Valse
12. Coda. Allegro Giusto - Poco Più Animato
13. Finale. Andantino - Allegro Vivo - L'istesso Tempo - Moderato Assai - Andantino - Allegro Vivo - Allegro Risoluto - Allegro Vivo - Andante
14. Scène. Allegro Vivo - Moderato - Allegro Vivo - Moderato - Allegro Vivo - Moderato Con Moto
15. Valse. Allegro
16. Scène. Andante Espressivo E Cantabile - Un Poco Stringendo - Poco Più Animato - Allegro Giusto - L'istesso Tempo
17. Adagio. Andante - Adagio Maestoso - Più Mosso - Tempo I - Molto Sostenuto, Quasi Più Andante - Tempo I
18. Danse Des Demoiselles D'honneur Et Des Pages. Allegro Moderato - Più Mosso
19. Variation D'Aurore. Allegro Moderato - Meno Mosso Quasi Andantino - Tempo I - Allegro Vivace
20. Coda. Allegro Giusto - Poco Più Mosso - Tempo I - L'istesso Tempo
21. Finale. Allegro Giusto - Allegro Vivo - Presto - Andante Con Moto - Grave - Allegro Vivo - Poco Più Vivace
22. Entr'acte Et Scène. Allegro Con Spirito - Un Poco Più Tranquillo
23. Colin-maillard. Allegro Vivo
24. Scène. Moderato
25. Danse Des Duchesses. Moderato Con Moto
26. Danse Des Baronnes. Allegro Moderato
27. Danse Des Comtesses. Allegro Non Troppo
28. Danse Des Marquises. Allegro Non Troppo
29. Scène. Poco Più Vivo
30. Danse. Allegro Non Troppo (Tempo Di Mazurka) - Presto

DISCO 02

01. Scène. Allegro Con Spirito - Andantino - Allegro Vivace
02. Pas D'action. Andante Cantabile - Pochissimo Più Animato - Tempo I - Più Mosso - Allegro
03. Variation D'Aurore. Allegro Con Moto
04. Coda. Presto
05. Scène. Allegro Agitato
06. Panorama. Andantino
07. Entr'acte. Andante Sostenuto
08. Entr'acte Symphonique Et Scène. Andante Misterioso - Allegro Vivace
09. Finale. Allegro Agitato - Un Pochettino Più Tranquillo - Tempo I
10. Marche. Allegro Non Troppo
11. Polacca. Allegro Moderato E Brillante
12. Pas De Quatre. Allegro Non Tanto
13. Variation I. La Fée-or. Allegro
14. Variation II. La Fée-argent. Allegro Giusto
15. Variation III. La Fée-saphir. Vivacissimo
16. Variation IV. La Fée-diamant. Vivace
17. Coda. L'istesso Tempo
18. Pas De Caractère. Allegro Moderato
19. Pas De Quatre. Adagio
20. Variation I. Cendrillon Et Prince Fortuné. Allegro
21. Variation II. L'oiseau Bleu Et La Princesse Florine. Andantino
22. Coda. Presto
23. Chaperon Rouge Et Le Loup. Allegro Moderato - Più Mosso
24. Cendrillon Et Le Prince Fortuné. Allegro Agitato - Tempo Di Valse - Vivace Assai - Presto
25. Pas Berrichon. Allegro Vivo
26. Coda
27. Pas De Deux. Allegretto
28. Entrée. Allegro Moderato
29. Adagio. Andante Non Troppo - Poco Più Mosso - Tempo I
30. Variation I. Désiré. Vivace - Prestissimo
31. Variation II. Aurore. Andantino
32. Coda. Allegro Vivace
33. Sarabande. Andante
34. Finale. Allegro Brillante - Presto
35. Apothéose. Andante Molto Maestoso

Bergen Philharmonic Orchestra
Nemme Jätvi, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Giuseppe Verdi (1813-1901) - Overtures

"[Verdi] Foi um dos compositores mais influentes do século XIX. Suas obras são executadas com frequência em casas de ópera em todo o mundo e, transcendendo os limites do gênero, alguns de seus temas já estão há muito enraizados na cultura popular - como "La donna è mobile", de Rigoletto, "Va, pensiero" (Coro dos Escravos Hebreus) de Nabucco, "Libiamo ne' lieti calici" (Valsa do Brinde) de La Traviata e a "Gloria al Egito e ad Iside" (Marcha Triunfal) de Aida. Embora sua obra tenha sido algumas vezes criticada por usar de modo geral a expressão musical diatônica em vez de uma cromática e com uma tendência de melodrama, as obras-primas de Verdi dominam o repertório padrão um século e meio depois de suas composições". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Verdi_ La forza del destino - Overture (Sinfonia)
02. Verdi_ Aroldo - Sinfonia
03. Verdi_ Nabucco - Overture
04. Verdi_ I vespri siciliani - Overture
05. Verdi_ Giovanna d'Arco - Overture
06. Verdi_ Oberto, Conte di San Bonifacio - Overture (Sinfonia)
07. Verdi_ Luisa Miller - Overture

The National Philharmonic Orchestra
Riccardo Chailly, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Félix Mendelssohn (1809-1847) - Symphony No 2, ‘Lobgesang’ (Hymn of Praise)

"A estreia de Lobgesang [como conhecida farfoi um grande sucesso, e a peça tornou-se uma das obras de Mendelssohn mais executadas durante a vida do compositor. Para Mendelssohn, a peça representou uma reviravolta após um bloqueio criativo que durou uma década e meia, durante a qual ele não conseguiu concluir uma obra sinfônica de modo satisfatório. Depois de apresentações sem sucesso, o compositor havia abandonado sua Sinfonia da Reforma e adiou o trabalho em suas sinfonias “Italiana” e “Escocesa”, pois não estava mais convencido dos princípios de suas composições. Para Lobgesang, foi solicitada uma combinação de uma obra sinfônica com parte coral. Foi esse impulso que permitiu que Mendelssohn resolvesse um problema estético típico do Romantismo e encontrasse uma forma aceitável de interação entre poesia e música. Depois de ter solucionado esse problema, Mendelssohn conseguiu superar seu bloqueio e concluir as outras obras de forma que o satisfizesse. Ele completou e publicou sua Sinfonia Escocesa e também musicou o poema Die erste Walpurgisnacht, de Goethe, sendo essa sua segunda sinfonia cantata que, diferentemente de Lobgesang, era de caráter secular".

Félix Mendelssohn (1809-1847) - 

01 No 1 Sinfonia – Maestoso con moto 11’47’’
02 No 1 Sinfonia – Allegretto un poco agitato 6’06’’
03 No 1 Sinfonia – Adagio religioso 6’25’’
04 No 2 Allegro moderato maestoso “Alles, was Odem hat, lobe den Herrn” 4’09’’
05 No 2 Molto più moderato ma con fuoco “Lobe den Herrn, meine Seele” 2’44’’
06 No 3 Recitativo – “Saget es, die ihr erlöst seid durch den Herrn” 0’52’’
07 No 3 Allegro moderato “Er zählet unsre Tränen” 2’17’’
08 No 4 Chor – A tempo moderato “Sagt es, die ihr erlöset seid” 1’47’’
09 No 5 Andante “Ich harrete des Herrn” 5’28’’
10 No 6 Allegro un poco agitato “Stricke des Todes hatten uns umfangen” 4’04’’
11 No 7 Allegro maestoso e molto vivace “Die Nacht ist vergangen” 4’17’’
12 No 8 Choral – Andante con moto “Nun danket alle Gott” 1’33’’
13 No 8 Un poco più animato “Lob, Ehr und Preis sei Gott” 2’56’’
14 No 9 Andante sostenuto assai “Drum sing’ ich mit meinem Liede ewig dein Lob” 4’16’’
15 No 10 Schlusschor – Allegro non troppo “Ihr Völker! bringet her dem Herrn” 5’22’’

London Symphony Orchestra
Monteverdi Choir
Sir John Eliot Gardiner, regente
Lucy Crowe, soprano
Jurgita Adamonyté, mezzo-soprano
Michael Spyres, tenor

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Félix Mendelssohn (1809-1847) - Piano Trio No. 1 in D Minor, Op. 49, MWV Q29 e Piano Trio No. 2 in C Minor, Op. 66, MWV Q33

Mendelssohn é um daqueles compositores cujas obras camerísticas sempre impressionam. Ao contrário de outras obras camerísticas do compositor (escritos quando o compositor ainda era adolescente), os dois trios para piano são obras tardias do compositor. Elas demonstram um Mendelssohn experimentado, pleno de sua capacidade criativa. O Trio número 1 é do ano de 1839; já o Trio número 2 é do ano de 1845. As obras são imensamente agradáveis, possuem uma atmosfera contagiante. Valem a audição. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!


Félix Mendelssohn (1809-1847) -


01. Piano Trio No. 1 in D Minor, Op. 49, MWV Q29: I. Molto allegro agitato
02. Piano Trio No. 1 in D Minor, Op. 49, MWV Q29: II. Andante con molto tranquillo
03. Piano Trio No. 1 in D Minor, Op. 49, MWV Q29: III. Scherzo. Leggiero e vivace
04. Piano Trio No. 1 in D Minor, Op. 49, MWV Q29: IV. Finale. Allegro assai appassionato
05. Piano Trio No. 2 in C Minor, Op. 66, MWV Q33: I. Allegro energico e fuoco
06. Piano Trio No. 2 in C Minor, Op. 66, MWV Q34: II. Andante espressivo
07. Piano Trio No. 2 in C Minor, Op. 66, MWV Q35: III. Scherzo. Molto allegro quasi presto
08. Piano Trio No. 2 in C Minor, Op. 66, MWV Q36: IV. Finale. Allegro appassionato


Pierre Réach, piano
Gérard Poulet, violino
Christoph Henkel, violoncelo


Você pode comprar este disco na Amazon


BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 21 de maio de 2019

Robert Schumann (1810-1856) - Symphonies 3 & 4; Overture - Manfred - Op. 115


Mais um disco sob a regência do maestro checo Rafael Kubelik. O músico é considerado como um dos grandes nomes da regência do século XX. Neste disco, que traz duas das quatro sinfonias de Schumann, percebemos as credenciais do grande condutor. Trata-se de interpretações bastante ensolaradas. As sinfonias de Schumann, de certa forma, também ajudam por serem bastante alegres; repletas de um espírito de bem-estar; sem muitos rebuscamentos temáticos. O que fica evidente dos trabalhos é a textura límpida, rica e suave. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação! 

Robert Schumann (1810-1856) - 

01. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 97 - Rhenish: Lebhaft
02. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 97 - Rhenish: Scherzo Sehr Massig
03. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 97 - Rhenish: Nicht Schnell
04. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 97 - Rhenish: Feierlich
05. Symphony No. 3 in E-Flat Major, Op. 97 - Rhenish: Lebhaft
06. Symphony No. 4 in D Minor, Op. 120: Ziemlich Langsam-Lebhaft
07. Symphony No. 4 in D Minor, Op. 120: Romanze - Ziemlich Langsam
08. Symphony No. 4 in D Minor, Op. 120: Scherzo - Labhaft
09. Langsam--Lebhaft
10. Overture - Manfred - Op. 115: Rasch - Langsam - In Leidenschaftlichem Tempo - Langsam

Orchester des Bayerischen Rundfunks
Rafael Kubelik, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Anton Dvorak (1841-1904) - Violin Concerto in A Minor, Op. 53, B. 108 e Symphony No. 7 in D Minor, Op. 70, B. 141

Este é um disco primoroso. Traz o famoso Concerto para violino e a espetacular Sinfonia número 7, de Dvorak. As duas obras são gravações realizadas ao vivo, nos de 1978 e 1979. Neste disco, a interpretação da Sétima é um das melhores que já escutei. O ano da escrita da obra é 1885. Vale a pena conferir o presente disco. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Anton Dvorak (1841-1904) -

01. Dvorak Violin Concerto Op.53 I
02. Dvorak Violin Concerto Op.53 II
03. Dvorak Violin Concerto Op.53 III
04. Dvorak Symphony no.7 I
05. Dvorak Symphony no.7 II
06. Dvorak Symphony no.7 III
07. Dvorak Symphony no.7 IV

Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks
Rafael Kubelik, regente
Yuuko Shiokawa, violino

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Jazz - Pat Metheny Group - Blue Asphalt

O Pat Metheny Group é um importante grupo de jazz fusion fundado em 1977.  Os principais integrantes do grupo são o guitarrista e fundador do grupo Pat Metheny, o compositor, tecladista e pianista Lyle Mays e o baixista e produtor Steve Rodby. Vale mencionar o baterista Paul Wertico, que ficou com o grupo durante 18 anos. O presente disco é do ano de 1990. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Phase Dancer - 9'05
(Pat Metheny/Lyle Mays)
02. Watercolors - 7'40
(Pat Metheny)
03. San Lorenzo - 11'06
(Pat Metheny/Lyle Mays)
04. Wrong Is Right - 6'31
(Gary Burton/Larry Coryell)

Pat Metheny Group

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 19 de maio de 2019

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Kammermusik

Este material é verdadeiramente um primor, algo verdadeiramente imperdível; deve fazer parte da coleção de todo amante da música de Bach e, acima de tudo, da boa música. A caixa reúne toda a música de câmara do compositor alemão. As obras são interpretadas pelos excelentes músicos da Musica Antiqua Köln. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

DISCO 01

01. Sonata for Violin and Harpsichord No. 1 in B minor, BWV 1014: I. Adagio
02. II. Allegro
03. III. Andante
04. IV. Allegro
05. Sonata for Violin and Harpsichord No. 2 in A major, BWV 1015: I. [without tempo indication]
06. II. Allegro assai
07. III. Andante un poco
08. IV. Presto
09. Sonata for Violin and Harpsichord No. 3 in E major, BWV 1016: I. Adagio
10. II. Allegro
11. III. Adagio ma non tanto
12. IV. Allegro
13. Sonata for Violin and Harpsichord No. 4 in C minor, BWV 1017: I. Siciliano (Largo)
14. II. Allegro
15. III. Adagio ma non tanto
16. IV. Allegro assai
17. Sonata for Violin and Harpsichord No. 5 in F minor, BWV 1018: I. Largo
18. II. Allegro
19. III. Adagio
20. IV. Vivace

DISCO 02

01. Sonata for Violin and Harpsichord No. 6 in G major, BWV 1019: I. Allegro
02. II. Largo
03. III. Allegro
04. IV. Adagio
05. V. Allegro
06. Sonata for Violin and Harpichord in G minor, BWV 1020: I. [without indication]
07. II. Adagio
08. III. Allegro
09. Sonata for Violin and Harpsichord in F major, BWV 1022: I. [without indication]
10. II. Allegro e presto
11. III. Adagio
12. IV. Presto
13. Fugue for Violin and Harpsichord in G minor, BWV 1026: Allegro
14. Suite for Violin and Harpsichord in A major, BWV 1025: I. Fantasia
15. II. Courante
16. III. Entrée
17. IV: Rondeau
18. V. Sarabande
19. VI. Menuett
20. VII. Allegro
21. Sonata for Violin and B.c. in G major, BWV 1021: I. Adagio
22. II. Vivace
23. III. Largo
24. IV. Presto

DISCO 03

01. Sonata for Violin and B.c. in E minor, BWV 1023: I. Adagio ma non tanto
02. II. Allemande
03. III. Gigue
04. Sonata for Violin and B.c. in C minor, BWV 1024: I. Adagio
05. II. Presto
06. III. Affettuoso
07. IV. Vivace
08. Sonata for Violin and B.c. in A major, BWV Anh.153: I. Allegro
09. II. Largo
10. III. Allegro assai
11. IV. Adagio
12. V. Allegro
13. Sonata No. 1 for Viola da Gamba and Harpsichord in G major, BWV 1027: I. Adagio
14. II. Allegro ma non tanto
15. III. Andante
16. IV. Allegro moderato
17. Sonata No. 2 for Viola da Gamba and Harpsichord in D major, BWV 1028: I. Adagio
18. II. Allegro
19. III. Andante
20. IV. Allegro

DISCO 04

01. Sonata for Viola da Gamba and Harpsichord No. 3, BWV 1029: I. Vivace
02. II. Adagio
03. III. Allegro
04. Sonata for Violin and Harpsichord, BWV 1019a: I. Presto
05. II. Largo
06. III. Cantabile ma un poco adagio
07. IV. Adagio
08. V. Presto
09. Sonata No. 1 for Flute and B.c., BWV 1033: I. Andante - Presto
10. II. Allegro
11. III. Adagio
12. IV. Menuett I/ II
13. Sonata No. 2 for Flute and B.c., BWV 1034: I. Adagio ma non tanto
14. II. Allegro
15. III. Andante
16. IV. Allegro
17. Sonata No. 3 for Flute and B.c., BWV 1035: I. Adagio ma non tanto
18. II. Allegro
19. III. Siciliano
20. IV. Allegro assai

DISCO 05

01. Partita for Solo Flute in A minor, BWV 1013: I. Allemande
02. II. Corrente
03. III. Sarabande
04. IV. Bourée. Anglaise
05. Sonata No. 1 for Flute and Harpsichord in B minor, BWV 1030: I. Andante
06. II. Largo e dolce
07. III. Presto - Allegro
08. Sonata No. 2 for Flute and Harpsichord in E-flat major, BWV 1031: I. Allegro moderato
09. II. Siciliano
10. IV. Allegro
11. Sonata No. 3 for Flute and Harpsichord in A major, BWV 1032: I. Vivace
12. II. Largo e dolce
13. III. Allegro


Musica Antiqua Köln 
Reinhard Goebel, Violine
Jaap Ter Linden, Viola da Gamba, Violoncello
Wilbert Hazelzet, Traversflöte
Robert Hill, Henk Bouman, Cembalo

Você pode comprar este disco na Amazon


BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 18 de maio de 2019

American Concertos of the Jazz Age - Johnson, Reser, Gershwin & Suesse

Eric Hobsbawn diz em seu imprescindível A história social do jazz, que o movimento é um dos maiores prodígios já criados pelo ser humano. Trata-se de um movimento que possui uma origem e motivos sócio-históricos para ter surgido. Logo após a Primeira Grande Guerra, percebemos os primeiros embriões daquilo que viria a ser gestado nos anos 30 e 40. Esse primeiro momento é chamado de "A era do jazz". Todas as obras que aparecem neste disco foram compostas nas décadas de 20 e 30. Mostra como o movimento influenciou certos compositores. São quatro compositores ao todo. Destaque, claro, para imortal A Rhapsody in Blue, de Gershwin e para o Concerto em três ritmos e Jazz Nocturne, da bela Dana Suesse. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Johnson- Yamekraw, A Negro Rhapsody
02. Reser- Suite for Banjo and Orchestra - I. Heebie Jeebies
03. Reser- Suite for Banjo and Orchestra - II. Flaperette
04. Reser- Suite for Banjo and Orchestra - III. Pickin's
05. Gershwin- A Rhapsody in Blue
06. Suesse-  Jazz Nocturne
07. Suesse- Concerto in Three Rhythms - I. Fox Trot
08. Suesse- Concerto in Three Rhythms - II. Blues
09. Suesse- Concerto in Three Rhythms - III. Rag

Hot Springs Music Festival Symphony Orchestra
Richard Rosenberg, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Piano Quartets K478 & K493, iano Quartets, Kegelstatt Trio

O DOMUS foi um excelente grupo. Não existe mais. Os seus integrantes formaram o também excelente Florestan Trio. Esta gravação aconteceu antes do terceiro milênio. A música é grandiosa, radiante, repleta de uma poesia sensível, delicada, típica de Mozart. O K 493 e o K 478 foram compostos praticamente na mesma época. Todavia, possuem perspectivas completamente distintas. Isso evidencia a genialidade do compositor, que conseguia emitir expressões profundas com uma linguagem singela. Trata-se de um bom disco, com quase 80 minutos de música. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

01. Piano Quartet #1 In G Minor, K 478_ 1. Allegro
02. Piano Quartet #1 In G Minor, K 478_ 2. Andante
03. Piano Quartet #1 In G Minor, K 478_ 3. Rondò
04. Mozart_ Piano Quartets, Kegelstatt Trio
05. Mozart_ Piano Quartets, Kegelstatt Trio
06. Mozart_ Piano Quartets, Kegelstatt Trio
07. Piano Quartet #2 In E Flat, K 493_ 1. Allegro
08. Piano Quartet #2 In E Flat, K 493_ 2. Larghetto
09. Piano Quartet #2 In E Flat, K 493_ 3. Allegretto

DOMUS
Richard Hosford, clarinete

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Die Geschöpfe des Prometheus, Op. 43_ Overture, Concerto for Violin, Cello, and Piano in C Major, Op. 56, _Triple Concerto, Egmont, Op. 84 e Coriolan Overture, Op. 62

"Beethoven começou a escrever a obra em 1803, época em que o Arquiduque Rodolfo da Áustria era seu aluno. De acordo com Anton Schindler, primeiro biógrafo de Beethoven, ele teria escrito a parte para piano para o Arquiduque. No entanto, não há registro de que Rudolf tenha executado a obra, uma vez que ela só foi estreada em público em 1808, nos concertos de verão "Augarten", em Viena. Fora isso, quando foi publicada, a partitura trazia dedicatória a um patrono diferente, o príncipe Lobkowitz. Obras próximas ao ano em que Beethoven começou a compor o concerto foram a terceira sinfonia, a quinta, a Sonata para piano n. ° 23 ("Apassionata") e a única ópera de Beethoven, Fidelio. O Concerto Triplo têm semelhanças com o gênero de trio para piano e a sinfonia concertante, tais como as de Johann Christian Bach, embora Beethoven mantenha sua inspiração em Haydn e Mozart. A obra segue o mesmo padrão do Concerto para piano n. ° 1. Em comparação ao Concerto para piano n. ° 3, porém, há uma diferença: enquanto no concerto n. ° 3 a parte orquestral recebe maior peso, no Concerto Triplo destacam-se os solistas. Devido à preponderância que o violoncelo recebe em certa medida, a música tem também o caráter de um concerto para violoncelo".

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

01. Die Geschöpfe des Prometheus, Op. 43_ Overture
02. Concerto for Violin, Cello, and Piano in C Major, Op. 56, _Triple Concerto_ _ I. Allegro
03. Concerto for Violin, Cello, and Piano in C Major, Op. 56, _Triple Concerto_ _ II. Largo
04. Concerto for Violin, Cello, and Piano in C Major, Op. 56, _Triple Concerto_ _ III. Rondo alla Polacca
05. Egmont, Op. 84_ Overture
06. Coriolan Overture, Op. 62

Kammerorchester Basel
Giovanni Antonini, regente
Giuliano Carmignola, violino
Sol Gabetta, cello
Dejan Lazic, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Anton Bruckner (1824-1894) - Symphony No. 4 in E flat major, "Romantic"

Esta semana tem sido bastante corrida. Tenho saído de casa às seis da manhã e voltado próximo das dez da noite. Sobra muito pouco tempo para dedicar-me ao blog. Entretanto, entre um intervalo e outro, apreciamos a boa música. Este disco, por exemplo, eu escutei no dia de ontem, enquanto me deslocava para o trabalho. É importante entender de que se trata de uma gravação histórica, realizada ao vivo, no ano de 1962. A sonoridade fica um pouco afetada. A qualidade não é das melhores. Notamos chiados, estalidos e um som um pouco abafada. Mas, a interpretação é alta. É a música de Bruckner com todas as suas implicações. Lovro von Matacic, o famoso maestro croata, conduz-nos pelas enormes montanhas do idealismo bruckeneriano. Ele era um grande intérprete da música do compositor austríaco. Cada vez que escuto esta obra, mais me apaixono por ela. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Bruckner (1824-1894) - 

01. Bewegt, nicht zu schnell
02. Andante quasi allegretto
03. Scherzo. Bewegt
04. Finale. Bewegt, doch nicht zu schnell

Orchestra Sinfonica di Millano della Rai
Lovro von Matacic, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo

quarta-feira, 15 de maio de 2019

Johannes Brahms (1833-1896) - Symphonies 1 - 4

Mais uma postagem com a música de Brahms. Seguem alguns dados: "Brahms levou relativamente um longo tempo para compor suas obras orquestrais: apenas na sua fase madura é que o gênero é explorado em peças de fôlego. Sua primeira obra-prima no campo é o majestoso Concerto para Piano n.º 1, que tem um caráter quase de sinfonia. As duas serenatas, opus 11 e 16, são bem mais leves e têm um sabor clássico. Mas foram as Variações sobre um Tema de Haydn em sua versão orquestral que realmente impulsionaram Br"ahms no gênero e abriram terreno para sua Primeira Sinfonia. Solene e dramática, esta sinfonia tem forte afinidade com as similares de Beethoven, principalmente com a Terceira e Quinta. Já a Segunda Sinfonia é mais mozartiana e pastoral - chega a lembrar a Sexta de Beethoven - com sua orquestração leve e brilhante. A Terceira, com dois movimentos lentos e um finale sombrio, que retoma as ideias do início, é, das suas sinfonias, a mais pessoal e enigmática. A Quarta Sinfonia é a mais conhecida delas, e talvez a maior de todas. Sua orquestração compacta e a monumental chacona do finale remetem o ouvinte à música pré-clássica, principalmente Bach". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1896) - 

01. Brahms_ Symphony No.1 in C minor, Op.68-1. Un poco sostenuto-Allegro-Meno allegro
02. Brahms_ Symphony No.1 in C minor, Op.68-2. Andante sostenuto
03. Brahms_ Symphony No.1 in C minor, Op.68-3. Un poco allegretto e grazioso
04. Brahms_ Symphony No.1 in C minor, Op.68-4. Adagio-Più andante-Allegro non troppo, ma con brio-Più allegro
05. Brahms_ Symphony No.2 in D, Op.73-1. Allegro non troppo
06. Brahms_ Symphony No.2 in D, Op.73-2. Adagio non troppo-L'istesso tempo, ma grazioso
07. Brahms_ Symphony No.2 in D, Op.73-3. Allegretto grazioso ( Quasi andantino)-Presto ma non assai
08. Brahms_ Symphony No.2 in D, Op.73-4. Allegro con spirito
09. Brahms_ Symphony No.3 in F, Op.90-1. Allegro con brio-Un poco sostenuto-Tempo I
10. Brahms_ Symphony No.3 in F, Op.90-2. Andante
11. Brahms_ Symphony No.3 in F, Op.90-3. Poco allegretto
12. Brahms_ Symphony No.3 in F, Op.90-4. Allegro
13. Brahms_ Symphony No.4 in E minor, Op.98-1. Allegro non troppo
14. Brahms_ Symphony No.4 in E minor, Op.98-2. Andante moderato
15. Brahms_ Symphony No.4 in E minor, Op.98-3. Allegro giocoso-Poco meno presto-Tempo I
16. Brahms_ Symphony No.4 in E minor, Op.98-4. Allegro energico e passionato-Più allegro

Wiener Philharmoniker
Rafael Kubelik, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo

terça-feira, 14 de maio de 2019

Johannes Brahms (1833-1897) - The Violin Sonatas

Seguem algumas palavras sobre o compositor e sobre as sonatas do compositor alemão: "Este foi o gênero brahmsiniano por excelência, tendo exemplares em todas suas quatro fases. Entre as primeiras, destacam-se o ardente Trio op. 8, que seria revisado 35 anos mais tarde, o impressionante Sexteto de Cordas no. 1 e o exuberante Quarteto para Piano op. 25 - o último seria orquestrado por Schoenberg, que queria demonstrar as potencialidades sinfônicas da obra." Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1897) -

01. Violin Sonata #1 In G, Op. 78_ 1. Vivace Ma Non Troppo
02. Violin Sonata #1 In G, Op. 78_ 2. Adagio
03. Violin Sonata #1 In G, Op. 78_ 3. Allegro Molto Moderato
04. Violin Sonata #2 In A, Op. 100_ 1. Allegro Amabile
05. Violin Sonata #2 In A, Op. 100_ 2. Andante Tranquillo
06. Violin Sonata #2 In A, Op. 100_ 3. Allegretto Grazioso
07. Violin Sonata #3 In D Minor, Op. 108_ 1. Allegro
08. Violin Sonata #3 In D Minor, Op. 108_ 2. Adagio
09. Violin Sonata #3 In D Minor, Op. 108_ 3. Un Poco Presto E Con Sentimento
10. Violin Sonata #3 In D Minor, Op. 108_ 4. Presto Agitato

Peter Serkin
Pamela Franck,

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo
 

segunda-feira, 13 de maio de 2019

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 , Violin Partita No 2

Última postagem do dia para finalizar os trabalhos. E é uma postagem bastante interessante. O disco nos apresenta a música de Johann Sebastian Bach. Essa música extraordinária aparece transcrita para violão.  O intérprete é Graham Anthony Devine. Aparecem algumas das mais famosas obras de Bach como, por exemplo, a Suíte número 4 para violoncelo ou a Partita para violino número 2. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

01. J.S. Bach - Nun komm' der Heiden Heiland BWV 659
02. J.S. Bach - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 - part1 Prelude
03. J.S. Bach - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 - part2 Allemande
04. J.S. Bach - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 - part3 Courante
05. J.S. Bach - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 - part4 Sarabande
06. J.S. Bach - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 - part5 Bourrees I & II
07. J.S. Bach - Cello Suite No4 in E flat major BWV 1010 - part6 Gigue
08. J.S. Bach - Ich ruf' zu dir, Herr Jesu Christ BWV 639
09. J.S. Bach - Herz und Mund und Tat und Leben BWV 147
10. J.S. Bach - Violin Partita No 2 in d minor BWV 1004 - part1 Allemande
11. J.S. Bach - Violin Partita No 2 in d minor BWV 1004 - part2 Courante
12. J.S. Bach - Violin Partita No 2 in d minor BWV 1004 - part3 Sarabande
13. J.S. Bach - Violin Partita No 2 in d minor BWV 1004 - part4 Gigue
14. J.S. Bach - Violin Partita No 2 in d minor BWV 1004 - part5 Chaconne
15. Bist du bei mir BWV 508

Graham Anthony Devine, guitar

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

Jazz - Polish Jazz - Music For My Friends

Mais uma postagem jazzística. Dessa vez, ela aparece na segunda-feira para tornar o dia mais ensolarado, mais repleto de uma energia contagiante. O que se pode dizer inicialmente é que o jazz é uma música universal. Mas, geralmente, quando pensamos em jazz, lembramos imediatamente do contexto estadunidense, canadense, europeu (França, Inglaterra etc). Nunca pensei em ouvir algo vindo da Polônia. Trata-se de coisa boa! O disco oscila do clássico swingado ao fusion mais expressivo, repleto de sotaques do funk. Vale a audição!


01. Happening (2:50)
02. Li'l Darlin' (4:48)
03. Sorcery (4:39)
04. Ballada dla Alicji / The Ballade For Alice (4:31)
05. Madrox (3:42)
06. Hey, Man (7:34)
07. Music For My Friends (7:21)
08. Experience (6:47)

Big Band Katowice

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

domingo, 12 de maio de 2019

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Complete String Quartets (CDs 6, 7, 8, 9 & 10 de 10 - final)


Vamos, finalmente, aos cinco últimos discos desta sensacional caixa. Escutei os discos de forma silenciosa, ruminando cada um dos quartetos que faltavam. São obras fabulosas, extraordinárias, repletas de evocações e insinuações. Se existe uma obra pela qual podemos conhecer alguém, acredito que esses quartetos são verdadeiros espelhos da mente de Beethoven. São realizações experimentais da inteligência privilegiada do alemão. Os quartetos revelam o progresso criativo do compositor. Dos primeiros quartetos - mais haydnianos - aos últimos - mais soltos, com uma linguagem fluídica, concentradora de possibilidades - notamos sua evolução e transformação. Os quartetos são construções geniais. Ainda deve ser mencionada a deslumbrante beleza estética de cada um deles. São obras que fazem bem; que provocam - bem-estar. Novamente, aplausos para o Gewandhaus-Quartett. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!


Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 06

01. String Quartet No. 9 in C major ('Rasumovsky No. 3'), Op. 59/3: Introduzione: Andante con moto - Allegro vivace
02. String Quartet No. 9 in C major ('Rasumovsky No. 3'), Op. 59/3: Andante con moto quasi Allegretto
03. String Quartet No. 9 in C major ('Rasumovsky No. 3'), Op. 59/3: Menuetto: Grazioso
04. String Quartet No. 9 in C major ('Rasumovsky No. 3'), Op. 59/3: Allegro molto
05. String Quartet No. 11 in F minor ('Serioso'), Op. 95: Allegro con brio
06. String Quartet No. 11 in F minor ('Serioso'), Op. 95: Allegretto, ma non troppo
07. String Quartet No. 11 in F minor ('Serioso'), Op. 95: Allegro assai vivace, ma serioso
08. String Quartet No. 11 in F minor ('Serioso'), Op. 95: Larghetto espressivo - Allegretto agitato

DISCO 07

01. String Quartet No. 12 in E flat major, Op. 127: Maestoso - Allegro
02. String Quartet No. 12 in E flat major, Op. 127: Adagio, ma non troppo e molto cantabile
03. String Quartet No. 12 in E flat major, Op. 127: Scherzando vivace
04. String Quartet No. 12 in E flat major, Op. 127: Finale
05. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Adagio ma non troppo e molto espressivo
06. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Allegro molto vivace
07. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Allegro moderato
08. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Andante ma non troppo e molto cantabile
09. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Presto
10. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Adagio quasi un poco andante
11. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Allegro

DISCO 08

01. String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130: Adagio ma non troppo - Allegro
02. String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130: Presto
03. String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130: Andante con moto, ma non troppo
04. String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130: Alla danza tedesca: Allegro assai
05. String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130: Cavatina: Adagio molto espressivo
06. String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130: Finale: Allegro
07. Fugue for string quartet in B flat major ('Grosse Fuge'), Op. 133

DISCO 09

01. String Quartet No. 15 in A minor ('Heiliger Dankgesang'), Op. 132: Assai sostenuto - Allegro
02. String Quartet No. 15 in A minor ('Heiliger Dankgesang'), Op. 132: Allegro ma non tanto
03. String Quartet No. 15 in A minor ('Heiliger Dankgesang'), Op. 132: Molto adagio 'Heiliger Danksgesang eines Genesenen an die Gottheit
04. String Quartet No. 15 in A minor ('Heiliger Dankgesang'), Op. 132: Alla Marcia, assai vivace
05. String Quartet No. 15 in A minor ('Heiliger Dankgesang'), Op. 132: Più allegro - Allegro appassionato
06. String Quartet No. 16 in F major, Op. 135: Allegretto
07. String Quartet No. 16 in F major, Op. 135: Vivace
08. String Quartet No. 16 in F major, Op. 135: Lento assai, cantante e tranquillo
09. String Quartet No. 16 in F major, Op. 135: 'Der schwer gefaßte Entschluß'. Grave: Muß es sein? Allegro: Es muß sein! - Es muß sein! G

DISCO 10

01. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Andante ma non troppo e molto cantabile [Excerpt]
02. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Andante ma non troppo e molto cantabile - Presto [Excerpt]
03. Prof. Gerhard Bosse discusses the Gewandhaus-Quartett's 1916 recording of Beethoven's String Quartet Op. 131
04. String Quartet No. 10 in E flat major ('Harp'), Op. 74: Poco Adagio - Allegro [Excerpt]
05. Prof. Gerhard Bosse discusses the Gewandhaus-Quartett's 1968 recorging of Beethoven's String Quartet Op. 74
06. String Quartet No. 12 in E flat major, Op. 127: Presto [Excerpt]
07. Prof. Dietmar Hallmann discusses the Gewandhaus-Quartett's 1968 recording of Beethoven's String Quartet Op. 127
08. String Quartet No. 10 in E flat major ('Harp'), Op. 74: Allegretto con Variazioni [Excerpt]
09. Prof. Dietmar Hallmann discusses the Gewandhaus-Quartett's 1968 recording of Beethoven's String Quartet Op. 74
10. String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131: Allegro moderato - Andante ma non troppo e molto cantabile [Excerpt]
11. Prof. Karl Suske discusses the Gewandhaus-Quartett's 1985 recording of Beethoven's String Quartet Op. 131
12. String Quartet in F major (arrangement of Piano Sonata No. 9 in E major, Op. 14/1), Hess 34: Allegro moderato
13. String Quartet in F major (arrangement of Piano Sonata No. 9 in E major, Op. 14/1), Hess 34: Allegretto
14. String Quartet in F major (arrangement of Piano Sonata No. 9 in E major, Op. 14/1), Hess 34: Allegro

Gewandhaus-Quartett 

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!


Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

sábado, 11 de maio de 2019

Tomaso Albinoni (1647-1751) - Trio Sonatas, Op. 1

Albino "foi um compositor barroco italiano, nascido na República de Veneza. Famoso em sua época como compositor de óperas, atualmente é mais conhecido por sua música instrumental, parte da qual é regularmente regravada. Massificou sua música, mas graças a seu talento melódico e estilo pessoal foi tão popular na época quanto Arcangelo Corelli e Antonio Vivaldi. Filho de um rico fabricante de papel, não pensava em seguir a carreira artística e muito menos em ganhar dinheiro com ela. Recusou-se a gerir a herança do pai e dedicou-se a compor para violino, passando a responsabilidade da fábrica para os seus dois irmãos mais novos. Estreou em Munique, em 1722, com muito sucesso". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Tomaso Albinoni (1647-1751) - 

01. Trio nº1 in D minor (Grave)
02. Trio nº1 in D minor (Allegro)
03. Trio nº1 in D minor (Largo)
04. Trio nº1 in D minor (Allegro)
05. Trio nº2 in F major (Grave)
06. Trio nº2 in F major (Allegro)
07. Trio nº2 in F major (Largo)
08. Trio nº2 in F major (Vivace)
09. Trio nº3 in A major (Grave)
10. Trio nº3 in A major (Allegro)

(...)

40. Trio nº10 in F minor (Allegro)
41. Trio nº11 in E minor (Grave)
42. Trio nº11 in E minor (Allegro)
43. Trio nº11 in E minor (Grave)
44. Trio nº11 in E minor (Allegro)
45. Trio nº12 in B flat major (Grave)
46. Trio nº12 in B flat major (Allegro)
47. Trio nº12 in B flat major (Grave)
48. Trio nº12 in B flat major (Presto)

Parnassi Musici


Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

sexta-feira, 10 de maio de 2019

Antonio Caldara (1670-1736) - Madallena al pidi de Cristo

"Caldara nasceu em Veneza em data desconhecida, numa família de músicos. Seu primeiro professor foi seu pai, Giuseppe, que foi violinista. Aos onze anos, estudou sob a direcção de Giovanni Legrenzi onde foi corista na Catedral de San Marco em Veneza, onde aprendeu vários instrumentos. Em 1699 mudou-se para Mântua, onde se tornou Mestre di cappella Charles IV, Duque de Mântua. Foi um dos mais prolíficos autores da sua geração. Caldara ocupou cargos importantes em Mântua, Roma e Viena, num momento em que a música vocal italiana estava a atravessar um processo de desenvolvimento rápido". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Antonio Caldara (1670-1736) -

01. Maddalena ai piedi di Christo, Parte prima_ Sinfonia
02. Maddalena ai piedi di Christo, Parte prima_ Aria _Dormi, O cara, E formi il sonno_
03. Maddalena ai piedi di Christo, Parte prima_ Recitativo _Così godea la mente_
04. Maddalena ai piedi di Christo, Parte prima_ Ritornello _ Aria _Deh librate_
05. Maddalena ai piedi di Christo, Parte prima_ Recitativo _Del sonno lusinghiero_

(...)

64. Maddalena ai piedi di Christo, Parte seconda_ Recitativo _Voi, Che in mirarmi oppresso ogn’or godete_
65. Maddalena ai piedi di Christo, Parte seconda_ Aria _Voi del tartaro_
66. Maddalena ai piedi di Christo, Parte seconda_ Recitativo _Va dunque, Maddalena_
67. Maddalena ai piedi di Christo, Parte seconda_ Recitativo _L’ottenuto perdono_
68. Maddalena ai piedi di Christo, Parte seconda_ Ritornello _ Aria _Chi serva la beltà_

Le Banquete Cèleste
Damien Guillon, direção

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Brahms, Bach, Schubert: Works for Violin and Piano

Um disco sensacional, que vale a pena ser escutado, apreciado, pela qualidade da música e da jovem violinista georgiana Lisa Batiashvili. Batiashvili toca de maneira singular, segura, demonstrando uma enorme habilidade. No caso em questão, aparecem três obras bastante complexas e difíceis. Um exemplo é o BWV 1002, que ganha aqui interpretação bonita, cerebral, mas apaixonada. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Sonata for Violin and Piano no 1 in G major, Op. 78 by Johannes Brahms
01. Violin Sonata No 1 in G Major Op 78 I Vivace Ma No
02. Violin Sonata No 1 in G Major Op 78 II Adagio
03. Violin Sonata No 1 in G Major Op 78 III Allegro Mo

Partita for Violin solo no 1 in B minor, BWV 1002 by Johann Sebastian Bach
04. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 I Allemand
05. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 II Double
06. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 III Corren
07. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 IV Double
08. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 V Saraband
09. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 VI Double
10. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 VII Bourre
11. Violin Partita No 1 in B Minor Bwv 1002 VIII Doubl

Rondo for Violin and Piano in B minor, D 895/Op. 70 "Rondo Brillant" by Franz Schubert

12. Rondo in B Minor D 895

Lisa Batiashvili,
Milana Chernyavska


Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Heirinch Schütz (1585-1672) - St. Matthew Passion

"A música de Schütz é de cariz predominantemente religioso, e sua intensa piedade pessoal o imbuiu de grande capacidade de expressão emocional. Dominou a escrita para grandes grupos tão bem quanto para os reduzidos, e suas Paixões, para pequenos conjuntos, talvez estejam entre suas obras mais impressionantes. A influência da arte musical italiana perpassa toda sua obra, embora a tenha adaptado para o caráter nórdico de uma forma altamente pessoal. Foi um mestre no estilo concertato, no contraponto e na oratório musical, com uma maravilhosa capacidade de interpretação expressiva dos textos num ritmo coerente com a prosódia e ao mesmo tempo desenhando as linhas vocais em melodias da mais alta musicalidade".  Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Introitus
02. Und Es Begab Sich, Da Jesus Diese Rede Vollend
03. Da Ging Hin Der Zwulfen Einer
04. Da Sie Aber auen, Nahm Jesus Das Brot
05. Und Da Sie Den Lodgesang Gesprochen Hatten
06. Und Als Er Noch Redete
07. Die Aber Jesum Gegriffen Hatten
08. Petrus Aber Sau Drauuen Im Palast
09. Des Morgrns Aber Hielten Alle Hohenpriester Un
10. Jesus Aber Stund Fur Dem Landpfleger
11. Nahmen Die Kriegsknechte Des Landpflegers
12. Da Sie Ihn Aber Gekreuziget Hatten
13. Desgleichen Schmeheten Ihn Auch Die Murder
14. Und Siehe Da, Der Vorhang Im Tempel Zerreiu I
15. Ehre Sei Dir, Christe

The Hilliard Ensemble
Paul Hillier, direção

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto

terça-feira, 7 de maio de 2019

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No. 2 in C Minor, WAB 102


Todas as vezes que encontro uma gravação das sinfonias de Bruckner, interpretada pela Münchner Philharmoniker, fico com a sensação de que ali há algo bom. Poucas filarmônicas possuem tanta intimidade com a música do compositor austríaco como a Münchner Philharmoniker. Neste disco gravado ao vivo, o nome da vez é do russo Valéry Gergiev, regente do qual gosto bastante. Existe o projeto de Gergiev gravar o ciclo das imortais sinfonias do compositor. O projeto deve se concluir em 2021. Por enquanto, ficamos com a sensacional número 2. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Symphony No. 2 in C Minor, WAB 102: I. Moderato (Live) (17:50)
02. Symphony No. 2 in C Minor, WAB 102: II. Andante (Live) (14:04)
03. Symphony No. 2 in C Minor, WAB 102: III. Scherzo (Schnell) [Live] (06:56)
04. Symphony No. 2 in C Minor, WAB 102: IV. Finale (Schnell) [Live] (16:38)

Münchner Philharmoniker
Valery Gergiev, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Mine coins - make money: http://bit.ly/money_crypto