sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Symphony No. 4 in B-flat major op. 60 e Symphony No. 5 in C minor op. 67

O F. Faria Israel, de Pernambuco, minha terra querida, que visitarei no próximo mês, deixou um comentário bastante bonito no dia de hoje. Reproduzo a seguir: "Olá Carlinus, O Ser da Música, pode até não ter muitos comentários, pode não ser o Blog de mais visitas, pode não ser o mais badalado da mídia, mas nem sempre a quantidade define algo realmente de qualidade. Eu diria que o Ser da Música está classificado no quesito DETALHE. E como tal, não salta os olhos do comum e corriqueiro. Nós internautas garimpeiros de pérolas e pepitas musicais, quando encontramos uma "mina", uma fonte riquíssima de informações preciosas, conteúdo bem humorado, e, opinião sobre seu conteúdo, ficamos empolgados, e raramente nos damos conta do trabalho árduo e da dedicação daquele(s) que está por trás deste conteúdo. Você(s) e o Blog O Ser da Música, estão de parabéns, e merecem todo o nosso reconhecimento. Quantos outros compositores e obras todos nós conhecemos através de suas descrições ricas em detalhes e apaixonadas. Não meça a qualidade nem a importância de seu trabalho e de seu blog pela quantidade de comentários que este possa ter. Acredite, como eu deve haver outros que, graças ao seu blog e seu trabalho de nos trazer estes verdadeiros "diamantes" lapidados (porque voce os burila na forma de texto antes de nos oferecer) temos conhecimento de um universo de compositores e obras que foge do pequeno círculo da mídia radiofônica e televisiva. À frente e Avante, bravo Alferes. Levanta teu Estandarte com orgulho, pois ainda que não nos veja, uma pequena multidão de cultuadores da Deusa Euterpe te seguem. Meus sinceros agradecimentos". Em homenagem a esta bonita declaração, segue o disco abaixo, para que encerremos bem os trabalhos no dia dia de hoje. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

Symphony No. 4 in B-flat major op. 60
01. I. Adagio - Allegro vivace
02. II. Adagio
03. III. Menuetto. Allegro vivace. Trio_ Un poco meno
04. IV. Allegro ma non troppo

Symphony No. 5 in C minor op. 67
05. I. Allegro con brio
06. II. Andante con moto
07. III. Allegro
08. IV. Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Symphonie-Orchester des Bayerischen Rundfunks
Rafael Kubelik, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Francesco Cavalli (1602-1676) - 5 Magnificat and other sacred works

Francesco Cavalli foi um dos bons compositores italianos do início do século XVII. Nasceu em Veneza. Segundo historiadores, foi aluno de Claudio Monteverdi e, quando este morreu, veio a sucedê-lo entre os grandes nomes da música de veneziana. Cavalli alcançou uma fama robusta com as óperas. Compôs mais de quarenta quando este gênero estava em alta na Europa. Escreveu inúmeras obras e no que tange à música sacra, seguiu os passos do seu mestre. Neste delicioso disco, temos alguns dos seus mais belos magnificats. É notória a estrutura da música da Renascença - a suavidade e a beleza. Não deixe de ouvir mais um disco em homenagem ao Natal. Uma boa apreciação!

Francesco Cavalli (1602-1676) - 

01. Magnificat a 6 (from the collection 'Messa a 4 Voci, Salmi e Litanie della B.V.' by C.Monteverdi (1650)
02. Magnificat a 8 (from 'Musiche Sacre', 1656)
03. Canzona a 10 (from 'Musiche Sacre', 1656)
04. Magnificat a 8 (from 'Vespero della Beata Vergine', 1675)
05. Magnificat a 8 (from 'Vespero delle Domeniche', 1675)
06. Magnificat a 8 (from 'Vespero delli Cinque Laudate', 1675)
08. Canzona a 12 (from 'Musiche Sacre', 1656)
07. Laetatus Sum a 3 (from 'Musiche Sacre', 1656)
09. Dixit Dominus a 8 (from 'Musiche Sacre', 1656)

Você pode comprar este disco na Amazon

Ensemble La Pifarescha
Coro Claudio Monteverdi
Bruno Gini, direção


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - A Paixão Segundo São Mateus, BWV 244 (Matthäus-Passion)

E vamos ao décimo oitavo disco em homenagem ao Natal. E, dessa vez, como não poderia deixar de ser, temos a poderosa Paixão Segundo São Mateus, de Bach. Creio que a importância de A Paixão Segundo São Mateus seja a mesma, por exemplo, da Capela Sistina. É uma obra que exalta o gênio de Bach e, acima de tudo, o gênio humano. Uma verdadeira mostra da grandiosidade da música protestante alemã e ocidental. A obra é a maior em duração entre aquelas escritas por Bach. Chega a mais de duas horas e meia. Algumas interpretações chegam a ter mais de três horas. A presente gravação realizada pelo senhor Enoch Zur Guttenberg não é das melhores: os movimentos são mais lentos, o que ganha em meditação, em reflexão, pelo menos. Mas, meus amigos, não devemos perder uma ocasião para ouvir a comovente obra do grande mestre alemão. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

DISCO 01

01. Kommt ihr tochter helft mir klagen
02. Da Jesus diese Rede vollendet hatte
03. Herzliebster Jesus, was hast du verbrochen
04. Da versammeleten sich die Hohepriester
05. Du lieber Heiland, Du
06. Buss und Reu
07. Da ging hin der Zwolfen einer
08. Blute nur, Du liebes Herz
09. Aber am ersten Tage der sussen Brot...
10. Ich bin's, Ich sollte bussen
11. Er antwortete und sprach
12. Wiewohl mein Herz in tranen schwimmt
13. Ich will dir mein Herze schenken
14. Und da sie den Lobgesang gesprochen hatten
15. Erkenne mich, mein Huter
16. Petrus aber antwortete und sprach zu Ihm
17. Ich will hier bei Dir stehen
18. Da kam Jesus mit Ihnen zu einem Hofe
19. O Schmerz! Hier zittert das gequalte Herz
20. Ich will bei meinem Jesus wachen
21. Und ging hin ein wenig
22. Der Heiland fallt vor Seinem Vater nieder
23. Gerne will ich mich bequemen
24. Und er kam zu Seinem Jungern
25. Was mein Gott will, das g'scheh allzeit
26. Und Er kam und fand sie aber schlafend
27. So ist mein Jesus nun gefangen...
28. Und siehe, einer aus denen
29. O Mensch, bewein ' Dein Sunde gross

DISCO 02

01. Ach, nun ist mein Jesus hin
02. Die aber Jesum ergriffen hatten
03. Mir hat die Welt trüglich gericht
04. Und wiewohl viel falsche Zeugen herzutraten
05. Mein Jesu schweigt zu falschen Lügen stille
06. Geduld
07. Und der Hohepriester antwortete
08. Wer hat dich so geschlagen
09. Petrus aber sass draussen im Palast
10. Erbarme dich
11. Bin ich gleich von Dir gewichen
12. Des Morgen hielten aber alle Hohepriester
13. Gebt mir meinem Jesu wieder
14. Sie hielten aber einen Rat
15. Befiehl Du Deine Wege
16. Auf das Fest aber hatte der Landpfleger
17. Wie wunderbarlich ist doch diese Strafe
18. Der Landpfleger sagte
19. Er hat uns allen wohlgetan
20. Aus Liebe will mein Heiland sterben
21. Sie schrieen aber noch mehr
22. Erbarm es Gott
23. Können Tränen meiner Wangen

DISCO 03

01. Da nahmen die Kriegsknechte
02. O Haupt voll Blut und Wunden
03. Und da sie Ihn verspottet hatten
04. Ja freilich will in uns das Fleisch und Blut
05. Komm, süsses Kreuz, so will ich sagen
06. Und da Sie an die Statte kamen
07. Ach Golgotha
08. Sehet, Jesus hat die Hand
09. Und von der sechsten Stunde an
10. Wenn ich einmal soll scheiden
11. Und sehe da, der Vorhang im Tempel zerriss
12. Am Abend, da es kühle war
13. Mache dich, mein Herze rein
14. Und Joseph nam den Leib
15. Nun ist der Herr zur Ruh' gebracht
16. Wir setzen uns mit Tränen nieder

Você pode comprar este disco na Amazon

Tolzer Knabenchor
Chorgemeinschaft Neubeuern
Bach-Collegium München
Enoch Zur Guttenberg, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2
BAIXAR AQUIparte3

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Jazz - Miles Davis (1926-1991) - Milestones (1958)

Penúltima quinta-feira do ano. É dia de jazz! É dia de energia; de colóquio inspirado da alma com o coração. Decidi, hoje, postar mais um Miles Davis. Creio que ninguém em sã consciência vá reclamar de minha teimosia em postá-lo. Pois é melhor do que Coca-Cola gelada. Esse fantástico disco do grande Miles foi lançado em 1958. É um disco fascinante. Com toda aquela atmosfera pegajosa do trompete de Miles que nos embriaga a alma e leva-nos a bons momentos de prazerosa audição. É só ouvir, por exemplo, o ritmo sincopado de Sid's Ahead ou a sonoridade safada e contagiante de Milestones. Baita disco! O disco conta com a presença de John Coltrane e Cannonball Adderley. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Miles Davis (1926-1991) - Milestones

01 Dr. Jackie
02 Sid's Ahead
03 Two Bass Hit
04 Milestones
05 Billy Boy
06 Straight, No Chaser
07 Two Bass Hit (Alternative Take)
08 Milestones (Alternative Take)
09 Straight, No Chaser (Alternative Take)

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Frank Bridge (1979-1941) - Phantasy Piano Quartet in F sharp minor, Cello Sonata, An Irish Melody The Londonderry Air etc

Este disco é, simplesmente, sensacional! Qualidade impecável! Sonoridade exata! Obras que exalam visceralidade. O The Nash Esemble realiza aqui uma excelente interpretação das obras do compositor inglês Frank Bridge. Bridge foi um compositor que nasceu na segunda metade do século XIX e viveu até o ano de 1941. Foi um professor extraordinário e teve entre seus alunos aquele que é considerado um dos maiores compositores de todos os tempos - Benjamin Britten. Resta-nos ouvir o disco com obras do professor de Britten. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Frank Bridge (1979-1941) - 

01 - Phantasy Piano Quartet in F sharp minor
02 - Cello Sonata - Movement 1 Allegro ben moderato
03 - Cello Sonata - Movement 2 Adagio ma non troppo
04 - An Irish Melody The Londonderry Air
05 - Cherry Ripe
06 - Sally in our alley
07 - Sir Roger de Coverley
08 - Violin Sonata

Você pode comprar este disco na Amazon

The Nash Ensemble

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Claudio Monteverdi (1567-1643) - Messa a 4 voci e Messa a 6 voci 'In illo tempore'

Vamos ao décimo sétimo disco em homenagem ao dia natalício de Cristo. Se existe algo bonito que o cristianismo nos legou foi a sua notória produção artística. A música enquanto manifestação histórica e artística é uma das maiores criações humanas. Por isso, inúmeros compositores já nos legaram páginas de muita beleza, leveza e, acima de tudo, de distinta eloquência. Compositores como Lassus, Palestina, Bach, Monteverdi etc exaltaram essa face da fé cristã. Esse lindo disco traz o talento genial de um dos maiores compositores da história, o italiano Claudio Monteverdi. Duas belas Não deixe de ouvir. Uma boa e incontida reflexão!

Claudio Monteverdi (1567-1643) - 

01 - Messa a 4 voci - Kyrie
02 - Messa a 4 voci - Gloria
03 - Messa a 4 voci - Credo
04 - Messa a 4 voci - Sanctus
05 - Messa a 4 voci - Benedictus
06 - Messa a 4 voci - Agnus Dei
07 - Adoramus te, Christe à 6
08 - Messa a 6 voci 'In illo tempore' - Kyrie
09 - Messa a 6 voci 'In illo tempore' - Gloria
10 - Messa a 6 voci ' In illo tempore' - Credo
11 - Messa a 6 voci 'In illo tempore' - Sanctus
12 - Messa a 6 voci 'In illo tempore' - Benedictus
13 - Messa a 6 voci 'In illo tempore' - Agnus Dei

Você pode comprar este disco na Amazon

Ensemble Vocal Europeen de la Chapelle Royale
Philippe Herreweghe, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

Maurice Ravel (1875-1937) - Daphnis et Chloe_ Suite No.1, Daphnis et Chloe_ Suite No.2, Rapsodie espagnole, La valse, poeme choregraphique e Bolero, ballet

Dizer que sou um admirador de Maurice Ravel é muito pouco. Simplesmente fico fascinado com os seus trabalhos. Ravel foi um dos maiores orquestradores, um dos maiores melodistas, um sujeito que elaborou sofisticadas brincadeiras musicais. Impressiona-me como existe em seus trabalhos um mundo de mistérios mágicos, de atmosferas psicológicas. Este disco sob a regência de Lorin Maazel nos fornece essa visão mágica de quatro dos seus principais trabalhos. Já pensei até em postar toda a obra de Ravel por aqui. Quem sabe qualquer dias desses a gente não traga à tona esse empreendimento fantástico. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Maurice Ravel (1875-1937) - 

Daphnis et Chloe_ Suite No.1
01. 1. Nocturne
02. 2. Interlude
03. 3. Danse guerriere

Daphnis et Chloe_ Suite No.2
04. 1. Lever du jour
05. 2. Pantomime
06. 3. Danse generale

Rapsodie espagnole
07. 1. Prelude a la nuit
08. 2. Malaguena
09. 3. Habanera
10. 4. Feria

La valse, poeme choregraphique
11. La valse, poeme choregraphique

Bolero, ballet
12. Bolero, ballet

Você pode comprar este disco na Amazon

Vienna Philharmonic Orchestra
Lorin Maazel, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Réquiem, K. 626 e Adagio & Fugue K.546

Vamos, hoje, em nossa humilde homenagem ao Natal, ao décimo sexto disco. O disco do dia traz uma obra bastante conhecida e que já apareceu por aqui outras vezes. Refiro-me, como se pode constatar, ao Réquiem de Mozart, um monumento, uma obra de referência para o gênero. Talvez, ao lado dos réquiens de Verdi, Fauré e (quiça!) Brahms sejam os mais conhecidos. Decidi postar o disco pela presença de Ferenc Fricsay, que foi um gigante da regência. Estou ouvindo enquanto digito esse comentário magro e noto a qualidade. A força impressa e o lado espiritual foram destacados pela batuta do grande regente. O disco ainda traz o emblemático e poderoso Adagio e Fuga. Desse jeito ouvir Mozart fica mais fácil e agradável do que já é. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Réquiem, K. 626
01. I.Introitus_ Requiem - II. Kyrie
02. III.Sequenz - Dies irae
03. III.Sequenz - Tuba mirum
04. III.Sequenz - Rex tremendae
05. III.Sequenz - Recordare
06. III.Sequenz - Confutatis
07. III.Sequenz - Lacrimosa
08. IV.Offertorium - Domine jesu
09. IV.Offertorium -Hostias
10. V.Sanctus
11. VI.Benedictus
12. VII.Agnus dei - VIII.Communio

Adagio & Fugue K.546
13. I.Adagio
14. II.Fuge

Você pode comprar este disco na Amazon

Radio-Simphonie-Orchester Berlin
Chor der St. Hedwigs-Kathedrale
Ferenc Fricsay, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 


George Enescu (1881-1955) - Piano Sonata No.1 in F sharp minor, Op.24, No.1, Pieces impromptues, Op.18 e Suite No.2 in D major, Op.10

Como posso classificar este disco delicadamente exato? Como posso classificar a bela Suite no. 2? Ou: como posso classificar o disco todo? Confesso que gostei absurdamente desse disco com algumas obras pianísticas do romeno George Enescu. A interpretação do Matei Varga é, também, exata, digna, técnica, mas capaz de capturar as cores mais sensíveis dessas obras do repertório pianístico do grande Enescu. Vale mencionar que George Enescu foi um compositor múltiplo. Foi um pianista de mão cheia. Viajou pela Europa realizando apresentações. E esse disco charmoso da Naxos nos revela a música agradável do romeno. Nã odeixe de ouvir. Uma boa apreciação!

George Enescu (1881-1955) - 

Piano Sonata No.1 in F sharp minor, Op.24, No.1
01. I. Allegro molto moderato e
02. II. Presto vivace
03. III. Andante molto espressivo

Pieces impromptues, Op.18
04. VI Choral_ Moderato, non troppo lento
05. VII. Carillon nocturne_ L’istesso tempo (Moderato

Suite No.2 in D major, Op.10
06. I. Toccata
07. II. Sarabande
08. III. Pavane
09. IV. Bourree

Você pode comprar este disco na Amazon

Matei Varga, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

György Ligeti (1923-2006) - Quartet for Strings no 1 "Métamorphoses nocturnes", Witold Lutoslawski (1913-1994) - Quartet for Strings e

Sensacional este disco! Três compositores que representam bem até onde vai a radicalidade na arte de compor. Por exemplo, enquanto escuto o sensacional Quarteto de cordas de Lutoslawski, minha esposa me interpela: "Meu Deus! Que música é essa"! É que ela corre de música contemporânea. Eu, por sua vez, fico impressionado com os esquemas atonais dos compositores; impressiona-me toda a aspereza; aquele mundo imenso de sentimentos brutos, exangues, de cores confusas, caóticas. Isso é muito bom! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

György Ligeti (1923-2006) - 

Quartet for Strings no 1 "Métamorphoses nocturnes" 
01. Quartet for Strings no 1 "Métamorphoses nocturnes"

Lukas Hagen, violino
Rainer Schmidt, violino
Clemens Hagen, cello 

Witold Lutoslawski (1913-1994) - 

Quartet for Strings 
02. Quartet for Strings 

Lukas Hagen, violino 
Clemens Hagen, Cello 
Veronika Hagen, viola 

Alfred Schnittke (1919-1996) - 

Canon in memoriam Igor Stravinsky 
03. Canon in memoriam Igor Stravinsky

Clemens Hagen, cello
Rainer Schmidt, Violino
Veronika Hagen, viola

Você pode comprar este disco na Amazon

Hagen Quartett

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

William Byrd (1539/40-1623) - Mass for five voices

Vamos a mais um disco em homenagem ao aniversário de Cristo - o décimo quinto. Trazemos um compositor que surge por aqui pela primeira vez. Trata-se do inglês William Byrd, que viveu em período bem singular da história inglesa - os séculos XVI e XVII. Byrd foi um compositor católico no reinado protestante da famosa rainha Elizabeth I. Apesar dessa divergência com relação à fé hegemônica, Byrd gozou de uma sólida reputação ao lado do seu professor e, mais tarde, companheiro de trabalho Thomas Tallis. Sua obra possui peças significativas e belas como, por exemplo, a Ave Verum Corpus. Não deixe e ouvir este bonito disco! Uma boa apreciação!

William Byrd (1539/40-1623) - 

01. Ego sum panis vivus
02. Cibavit eos
03. Mass for 5 Voices - 1. Kyrie
04. Mass for 5 Voices - 2. Gloria
05. Oculi omnium
06. Anon_ Lauda Sion salvatorem
07. Mass for 5 Voices - 3. Credo
08. Sacerdotes Domini
09. Mass for 5 Voices - 4. Sanctus
10. Mass for 5 Voices - 5. Benedictus
11. Mass for 5 Voices - 6. Agnus Dei
12. Quotiescunque manducabitis
13. Anon_ Pange lingua gloriosi
14. Ab ortu solis
15. Alleluia. Cognoverunt discipuli
16. O sacrum convivium
17. O salutaris hostia
18. Ave verum corpus

Você pode comprar este disco na Amazon

Winchester Cathedral Choir
David Hill, direção


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 14 de dezembro de 2014

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Concert for Clarinet and Orchestra in A major, K. 622, Concerto for Flute and Orchestra in G major, K. 313 e Concerto for Bassoon and Orchestra in B flat major, K. 191

Nada como ouvir o velho e bom Mozart - e num disco cuja boa interpretação renova o sentido da vida e das boas expectativas em torno da beleza. Belíssimo disco com três obras bem representativas da grandeza do compositor austríaco. A primeira é o Concerto para Clarinete, o segundo para flauta e terceira é o Concerto para fagote. Das obras presentes neste disco, creio que tenha sido o K.313 que tenha causado grandes impressões, principalmente, quando eu tinha vinte anos, já que foi com ele (e com o K. 314) que eu consolidei minha paixão pela chamada música erudita. Talvez, os dois concertos para flauta de Mozart sejam as obras mais delicadas e suaves que eu conheço. A regência das obras delicadas do presente disco fica a cargo de Karl Bohm. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Concert for Clarinet and Orchestra in A major, K. 622
01. Allegro
02. Adagio
03. Rondo, Allegro

Concerto for Flute and Orchestra in G major, K. 313
04. Allegro maestoso
05. Adagio ma non troppo
06. Rondeau, Tempo di Menuetto

Concerto for Bassoon and Orchestra in B flat major, K. 191
07. Allegro
08. Andante ma Adagio
09. Rondeau, Tempo di Menuetto

Você pode comprar este disco na Amazon

Wiener Philharmoniker
Karl Bohm, regente
Alfred Prinz, clarinete
Werner Tripp, flauta
Dietmar Zenan, fagote

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Cristo no Monte das Oliveiras, Op. 85 ("Christus am Olberge")

Vamos ao décimo quarto disco em homenagem ao Natal. Dessa vez, trazemos o conhecido Oratório Cristo no Monte das Oliveiras, cuja presença se faz a primeira vez aqui no blog. Este oratório foi composto pelo compositor pelos idos de 1802, quando Beethoven começava a sentir os primeiros sinais da surdez. A obra retrata a presença dramática de Cristo no Jardim das Oliveiras e sua terrível luta existencial a fim de se fortalecer para a missão que o esperava. O livreto foi escrito por Franz Xaver Huber. É uma obra dramática que exatifica essa passagem bíblica. O tenor representa Cristo, o soprano um serafim e, o baixo, o apóstolo Pedro. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

01. Introduzione
02. No.1. Jesus _ Jehovah, du mein Vater!
03. Jesus _ Meine Seele ist erschuttert
04. No.2. Seraph _ Erzittre Erde!
05. Seraph _ Preist des Erlosers Gute
06. No.3. Jesus, Seraph _ Verkundet, Seraph
07. Jesus, Seraph _ So ruhe denn mit ganzer Schwere
08. No.4. Jesus _ Willkommen, Tod!
09. Chor der Krieger _ Wir haben ihn gesehen
10. No.5. Jesus _ Die mich zu fangen ausgezogen sind
11. Chor der Krieger, Chor der Junger _ Hier ist er
12. No.6. Petrus, Jesus _ Nicht ungestraft
13. Petrus, Jesus, Seraph _ In meinen Adern
14. Chor der Krieger, Chor der Junger, Jesus _ Auf, auf!
15. Chor der Engel _ Welten singen Dank und Ehre

Você pode comprar este disco na Amazon

Deutshes Symphonie-Orchester Berlin
Kent Nagano, regente
Luba Organosova, soprano
Plácido Domingo, tenor
Andreas Schmidt, baixo

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Maurice Ravel (1875-1937) - Ma mère l'Oye, Rapsodie espagnole, Daphnis et Chloé, La Valse, Piano Concerto in G major, Valses nobles et sentimentales

Comecei a postagem desse material há algum tempo atrás e acabei esquecendo a consecução do projeto. Mas antes tarde do nunca, eis que saem os três últimos discos. Nos primeiros discos, Debussy ocupou a maior parte do espaço. Confesso que a interpretação de Ravel me apeteceu mais do que a de Debussy. E, sinceramente, tirando La Mer, Ibéria e Nuvens - de Debussy - que são muito boas, penso que a obra orquestral de Ravel seja mais substantiva, uma das maiores do século XX. É só ouvir o material contido nos três discos. A orquestração de Ravel é coisa de louco. Admiro muito o seu trabalho. Por exemplo, O concerto para mão esquerda é uma das coisas mais belas que eu conheço. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Maurice Ravel (1875-1937) -

DISCO 04

01. Ma mère l'Oye - Prélude
02. Ma mère l'Oye - Tableau 1
03. Ma mère l'Oye - Tableau 2
04. Ma mère l'Oye - Tableau 3
05. Ma mère l'Oye - Tableau 4
06. Ma mère l'Oye - Interlude
07. Ma mère l'Oye - Tableau 5
08. Ma mère l'Oye - Apothéose
09. Une barque sur l'océan
10. Alborada del gracioso
11. Rapsodie espagnole - I. Prelude à la nuit
12. Rapsodie espagnole - II. Malaguena
13. Rapsodie espagnole - III. Habanera
14. Rapsodie espagnole - IV. Feria
15. Boléro

DISCO 05

01. Daphnis et Chloé, partie 1, Introduction
02. Daphnis et Chloé, partie 1, Danse religieuse
03. Daphnis et Chloé, partie 1, Danse des jeunes filles
04. Daphnis et Chloé, partie 1, Danse grotesque de Dorcon
05. Daphnis et Chloé, partie 1, Danse légère et gracieuse de Daphnis
06. Daphnis et Chloé, partie 1, Lycénion entre
07. Daphnis et Chloé, partie 1, Nocturne
08. Daphnis et Chloé, partie 2, Interlude
09. Daphnis et Chloé, partie 2, Danse guerrière
10. Daphnis et Chloé, partie 2, Danse suppliante de Chloé
11. Daphnis et Chloé, partie 3, Lever du jour
12. Daphnis et Chloé, partie 3, Pantomime
13. Daphnis et Chloé, partie 3, Danse générale
14. La Valse

DISCO 06

01. Piano Concerto in G major - I. Allegramente
02. Piano Concerto in G major - II. Adagio assai
03. Piano Concerto in G major - III. Presto
04. Valses nobles et sentimentales - I. Modere
05. Valses nobles et sentimentales - II. Assez lent
06. Valses nobles et sentimentales - III. Modere
07. Valses nobles et sentimentales - IV. Assez anime
08. Valses nobles et sentimentales - V. Presque lent
09. Valses nobles et sentimentales - VI. Assez vif
10. Valses nobles et sentimentales - VII. Moins vif
11. Valses nobles et sentimentales - VIII. Epilogue, Lent
12. Piano Concerto in D major, for the left hand

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Rundfunkchor Berlin
The Cleveland Orchestra
London Symphony Orchestra
Kristian Zimerman, piano
Pierre Boulez, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2
BAIXAR AQUIparte3

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 13 de dezembro de 2014

Anton Dvorák (1841-1904) - Requiem para solistas vocais, coro e orquestra, B. 165 e Missa para solistas vocais, coro e órgão em D major, B.153

Vamos ao décimo terceiro disco com obras religiosas em homenagem ao Natal. Dessa vez, trazemos duas peças soberbas e - quiçá - relegadas a um plano de inferioridade. O Réquiem de Dvorak é daquelas obras monumentais soberbas e podem ser colocadas ao lado dos réquiens de Fauré, Mozart, Brahms ou Verdi - os mais famosos. Talvez falte a ele a maviosidade do Réquiem de Fauré; ou beleza cética do Réquiem de Brahms; ou ainda a monumentalidade do Réquiem de Verdi. Todavia, o Réquiem de Dvorak é bonito ao seu modo. É uma obra grandiosa. É dramática. O coro é eloquente e a música soa poderosa. Falta melodia, mas sobra força. Dizem os entendidos que esta é uma das grandes gravações dessa obra do compositor checo. A Missa, por sua vez, é mais delicada. Mais suave. E muito bonita! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Dvorak (1841-1904) - 

DISCO 01

Requiem para solistas vocais, coro e orquestra, B. 165 
01.1. Requiem Aeternam
02. 2. Gradual
03. 3. Dies Irae
04. 4. A trombeta,
05. 5. Quid avarento soma
06. 6. Lembre-se
07. 7. Quando o maldito tem
08. 8. Lacrimosa
09. 9. Ofertório
10. 10. Hostias

DISCO 02

01.11. Santo
02. 12. Pie Jesu
03. 13. Agnus Dei

London Symphony Orchestra
The Ambrosian Singers
István Kertész, regente
Pilar Lorengar, soprano
Erzsébet Komlóssy, contralto
Robert Ilofalvy, tenor
Tom Krause, baixo


Missa para solistas vocais, coro e órgão em D major, B.153
04. 1. Kyrie
05. 2. Gloria
06. 3. Credo
07. 4. Sanctus
08. 5. Benedictus
09. 6. Agnus Dei

The Choir of Christ Church Cathedral, Oxford
Simon Preston, regente
Neil Ritchie, treble
Andrew Giles, alto
Alan Byers, tenor
Robert Morton, baixo

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Piotr. I. Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No.1 in G minor, Op.13 'Winter Reveries', Symphony No.3 in D, Op.29 'Polish' e Symphony No.6 h-moll 'Pathetique' (CDs 3 e 4 - de - final)

Com esta postagem, finalizamos mais uma integral das sinfonias de Tchaikovsky, regidas pelo velho e bom Karajan. As gravações são excelentes e revelam um Tchaikovsky de grande estatura, com toda aquela força imperiosa russa. Não deixe de ouvir os dois últimos discos! Uma boa apreciação!

Piotr. I. Tchaikovsky (1840-1893) -

DISCO 03

Symphony No.1 in G minor, Op.13 'Winter Reveries'
01. I. Allegro tranquillo
02. II. Adagio cantabile ma non tanto
03. III. Scherzo (Allegro scherzando giocoso)
04. IV. Finale (Andante lugubre - Allegro maestoso)

Symphony No.3 in D, Op.29 'Polish'
05. I. Introduzione e Allegro
06. II. Alla tedesca (Allegro moderato)

DISCO 04

01. III. Andante elegiaco
02. IV. Scherzo. Allegro vivo
03. V. Finale. Allegro con fuoco (Tempo di Polacca)

Symphony No.6 h-moll 'Pathetique'
04. I. Adagio - Allegro non troppo - Andante -
05. II. Allegro con grazia
06. III. Allegro nolto vivace
07. IV. Finale. Adagio lamentoso - Andante

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philhamoniker
Hebert von Karajan, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Carlo Gesualdo (1561?-1613) - Madrigals

Vamos ao décimo segundo disco em homenagem ao Natal. Dessa vez, trazemos um artista lá dos idos da Renascença tardia. Trata-se, de uma figura relevante e de backgroud trágico e curioso, já que premeditou a morte da esposa - Carlo Gesualdo. Nota-se, assim, em Gesualdo a sensibilidade extrema e o instinto de violência. O que fica é que o sujeito era um excelente compositor e, principalmente, um grande artista. O que o notabilizou foram os seus livros de madrigais. O madrigal foi uma forma musical surgida entre os séculos XII e XVI. O madrigal abordava os mais variados temas - pastoris, religiosos, heroicos etc. No disco ora postado encontramos alguns madrigais compostos pelo habilidoso e trágico Gesualdo. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Carlo Gesualdo (1561?-1613) - 

01. Ahi, disperata vita
02. Sospirava il mio core
03. O malnati messaggi
04. Non t'amo, o voce ingrata
06. Luci serene e chiare
05. Canzon francese del Principe (harpe)
08. Arde il mio cor
07. Sparge la morte al mio Signor
09. Io tacero - Invan dunque (harpe et lyrone)
10. Occhi del mio cor vita
11. Merce grido piangendo
12. Asciugate i begli occhi
13. Correte, amanti (harpe et theorbe)
14. Se la mia morte brami
15. Io parto
16. Ardita zanzaretta
17. Ardo per te, mio bene

Você pode comprar este disco na Amazon

Les Arts Florissants
William Christie, direção


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Piotr. I. Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No.2 c-moll, Op. 17 - 'Kleinrussische', Symphony No.4 f-moll, Op. 36 e Symphonie No. 5 In E Minor, Op. 64 (CDs 1 & 2 de 4)

Vamos a mais uma integral com as sinfonias de Tchaikovsky - por Karajan. O regente foi uma daquelas figuras autocráticas por excelência que dominou, por décadas, o círculo musical da Europa. O conjunto sinfônico de Tchaikovsky é um dos meus favoritos. Sou meio suspeito para emitir qualquer opinião nesse sentido. Essas gravações realizadas na década de 70 revelam o velho kaiser em excelente forma. A caixa traz as seis sinfonias de do compositor russo. Eis que saem as três primeiras. Verdadeiramente um belo espetáculo. Vale a pena ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr. I. Tchaikovsky (1840-1893) - 

DISCO 01

Symphony No.2 c-moll, Op. 17 - 'Kleinrussische'
01. I. Andante sostenuto - Allegro vivo
02. II. Andantino marziale, quasi moderato
03. III. Scherzo. Allegro molto vivace - T
04. IV. Moderato assai - Allegro vivo - Pr

Symphony No.4 f-moll, Op. 36
05. I. Andante sostenuto - Moderato con anima - Moderato as
06. II. Andantino in modo di canzone
07. III. Scherzo. Pizzicato ostinato- Allegro
08. IV. Finale. Allegro con fuoco

DISCO 02

Symphonie No. 5 In E Minor, Op. 64
01. I. Andante - Allegro con anima
02. II. Andante cantabile, con alcuna licenza
03. III. Valse. Allegro moderato
04. IV. Finale. Andante maestoso -

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Hebert van Karajan, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Giovani Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) - Missa Ecce ego Johannes

É sempre um motivo de grande alegria poder ouvir a música de Palestrina. Não consigo explicar, mas é como se existisse em mim uma predisposição para escutá-lo. Penso que Palestrina, em matéria de composição, tenha sido, ao lado de Bach, um dos maiores compositores de todos os tempos no quesito música religiosa. Claro, há Monteverdi, há Gesualdo, há Lassus, Victoria etc, mas Palestrina é daqueles compositores que geram, no mínimo um senso de dignidade e respeito. Eis que surge mais um excelente disco em nossa homenagem ao Natal. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Giovani Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) - 

01 - Laudate Pueri
02 - Peccantem me quotidie
03 - Tribulationes civitatum
04 - Missa Ecce ego Johannes - Kyrie
05 - Missa Ecce ego Johannes - Gloria
06 - Missa Ecce ego Johannes - Credo
07 - Missa Ecce ego Johannes - Sanctus
08 - Missa Ecce ego Johannes - Benedictus
09 - Missa Ecce ego Johannes - Agnus Dei I
10 - Missa Ecce ego Johannes - Agnus Dei II
11 - Tu es Petrus
12 - Magnificat quarti toni
13 - Cantantibus organis

Você pode comprar este disco na Amazon

The Choir of Westminster Cathedral
James O' Donnell, direção

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Jazz - John Coltrane (1926-1967) - Standard Coltrane

Quinta-feira! Dia de jazz! Dia de swing, charme e eletricidade. A cada nova quinta-feira tenho tentado familiarizar ou ventilar o espaço com música jazzística. E tem sido uma experiência gratificante. E, nesta semana, temos John Coltrane, um nome que representa muito para o bebop, movimento jazzístico que imperou nos anos 50 e início dos anos 60 - ou A era de ouro do jazz. Estas gravações, por exemplo, foram realizadas em Helsinque, Finlândia, lá pelos idos de 1958. Há nomes no disco como Red Garland (piano), Paul Chambers (baixo) e o mítico Jimmy Cobb (bateria). Não deixe de ouvir. A música de abertura é leve, suave como a noite. Mas, penso que "a música pedra", ou seja, aquela que trinca a vidraça da situação seja I'll Get By (As Long As I Have You). Uma boa apreciação!

John Coltrane (1926-1967) - 

01 - Don't Take Your Love From Me
02 - I'll Get By (As Long As I Have You)
03 - Spring Is Here
04 - Invitation

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Heirinch Schütz (1585-1672) - Psalms, Motets, Concertos

Vamos ao nosso décimo disco com obras sacras em homenagem ao Natal. Quem chegou por aqui somente agora, talvez não tenha percebido que desde o dia primeiro de dezembro, eu tenho tentado postar um disco com obras vocais - missas, réquies, oratórios, cantos gregorianos etc  - por dia, em homenagem ao mês em que se comemora o nascimento de Cristo. Pois, hoje, postaremos Heirinch Schütz, um dos mestres da música protestante pré-Bach. Schütz certamente deve ter sido uma influência para o grande mestre alemão. Aqui neste disco belíssimo e - em que ainda percebemos as formas antigas -, notamos o quanto a música de Schütz era refinada. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Heirinch Schütz (1585-1672) - 

DISCO 01

01. Auf dich, Herr, traue ich SWV 462
02. Herr, wer wird wohnen in deiner Hütten SWV 466
03. Veni, sancte Spiritus SVW 475
04. Herr, unser Herrscher SWV 449
05. Wo der Herr das Haus nicht bauet SWV 473
06. Herr, höre mein Wort SWV Anh. 7
07. Surrexit pastor bonus SWV 469
08. An den Wassern zu Babel SWV 500
09. Da pacem, Domine SWV 465

DISCO 02

01. Es erhub sich ein Streit SWV Anh. 11
02. Freue dich des Weibes deiner Jugend SWV 453
03. Syncharma Musicum SWV 49
04. Wohl dem, der ein tugendsam Weib hat SWV 20
05. Domini est terra SWV 476
06. Haus und Güter erbet man von Eltern SWV 21
07. Herr, der du bist vormals genädig gewest SWV 461

Você pode comprar este disco na Amazon

Cantus Cölln 
Musica Fiata
Knabenchor Hannover


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Jean Sibelius (1865-1957) - Symphony No. 1 in E minor, Op.39 e Johannes Brahms (1833-1897) - Symphony No. 1 in C minor , Op. 68

Vamos a mais um disco com gravações ao vivo. Não são gravações catalogadas e que viraram álbum por alguma gravadora. São, na verdade, gravações captadas, extraídas de forma direta da sala de concerto. Ouvimos a respiração, os pigarros; e isso nos fornece uma ideia da atenção, da concentração do público que acompanha o trabalho do regente e da orquestra. As duas gravações aqui captadas foram realizadas em 2005 à frente de uma mais importantes orquestras do mundo - e com um maestro extremamente respeitado. Vale a pena conferir! Uma boa apreciação!

Jean Sibelius (1865-1957) - 

Symphony No. 1 in E minor, Op. 39 38’

Johannes Brahms (1833-1897) - 

Symphony No. 1 in C minor, Op. 68 44’

Você pode comprar este disco na Amazon /Amazon

Vienna Philharmonic Orchestra
Mariss Jansons, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Béla Bartók (1881-1945) - Concerto for Orchestra, Sz 116 e Music for Strings, Percussion and Celesta, Sz 106

Vamos a mais um baita disco para finalizarmos os trabalhos por hoje - como de praxe! Dessa vez surge mais um monumental disco dessa sensacional edição com trabalhos regidos por Bernstein. Até hoje, entre os tantos discos que escutei dessa edição, nunca me decepcionei. São gravações bem cuidadas. E muitas dessas gravações aconteceram quando Leo estava à frente da Filarmônica de Nova York. No disco que ora posto, temos duas das sensacionais obras do húngaro Béla Bartók - Concerto para Orquestra e a Música para cordas, percussão e celesta. Ou seja, coisas finíssimas. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Béla Bartók (1881-1945) - 

Concerto for Orchestra, Sz 116
01. I. (Introduzione). Andante non troppo  
02. II. (Giuoco delle coppie). Allegretto scherzando  
03. III. (Elegia). Andante, non troppo
04. IV. (Intermezzo interrotto). Allegretto
05. V. (Finale) Pesante - Presto  

Music for Strings, Percussion and Celesta, Sz 106
06. I. Andante tranquillo  
07. II. Allegro
08. III. Adagio  
09. IV. Allegro molto  

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmonic
Leonard Bernstein, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Arvo Pärt (1935- ) - Stabat Mater, I Sümfoonia, Missa syllabica, Magnificat

Vamos ao nono disco em homenagem ao Natal. Resolvi postar um disco com música sacra ou com intenções sacras do dia primeiro até o último dia de dezembro. E, dessa vez, temos um compositor que nunca apareceu por aqui. Refiro-me ao estoniano Arvo Pärt. Pärt é um compositor minimalista e que tem uma relevância extraordinária para a música atual. Suas canções são hipnóticas. Este disco possui algumas obras instrumentais, mas a maior parte é de música mística. É um disco bonito, de efeitos psicológicos tocantes. Baita compositor, baita música. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Arvo Pärt (1935-) 

DISCO 01

01. Nekrolog Op5
02. I Sümfoonia_ Kaanonid
03. I Sümfoonia_ Prelüüd ja Fuuga
04. Stabat Mater - Parrott, Fretwork

Royal Stockholm Philharmonic Orchestra (1-2)
Paavo Järvi, regente

DISCO 02

01. Statuit ei Dominus
02. Missa syllabica - I. Kyrie
03. Missa syllabica - II. Gloria
04. Missa syllabica - III. Credo
05. Missa syllabica - IV. Sanctus
06. Missa syllabica - V. Agnus Dei
07. Missa syllabica - VI. Ite, missa est
08. Beatus Petronius
09. Magnificat-Antiphonen  I. O Weisheit
10. Magnificat-Antiphonen  II. O Adonai
11. Magnificat-Antiphonen  III. O Spross aus Isias Wurzel
12. Magnificat-Antiphonen  IV. O Schlüssel Davids
13. Magnificat-Antiphonen  V. O Morgenstern
14. Magnificat-Antiphonen  VI. O König aller Volker
15. Magnificat-Antiphonen  VII. O Immanuel
16. De profundis
17. Memento
18. Cantate Domino
19. Solfeggio

Você pode comprar este disco na Amazon

Estornian Philharmonic Chamber Choir
Estonian National Symphony Orchestra
Tonu Kaljuste, direção

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Camille Saint-Säens (1835-1921) - String Quartet No.1 in E minor, Op.112 e String Quartet No.2 in G major, Op.153

Disquinho maravilhoso! Ainda não havia escutado este disco. Sonoridade maravilhosa! Em um primeiro momento a impressão pode ser de recepção negativa. Todavia, os amantes do gênero devem escutar. É algo fino! Saint-Säens foi um dos grandes compositores do século XIX. Alguém que conhecia o mundo e sabia o que fazia. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Camille Saint-Säens (1835-1921) - 

String Quartet No.1 in E minor, Op.112
01. I. Allegro
02. II. Molto allegro quasi presto
03. III. Molto adagio
04. IV. Allegro non troppo

String Quartet No.2 in G major, Op.153
05. I. Allegro animato
06. II. Molto adagio - Andantino
07. III. Interlude et finale Andantino

Você pode comprar este disco na Amazon

Fine Arts Quartet
Ralph Evans, violino
Efim Boico, violino
Nicolo Eugelmi, viola
Wolfgang Laufer, cello

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Gregorian Chant- The Great Festivals of the Church Year

O canto gregoriano é uma das mais antigas manifestações musicais do mundo ocidental. O período de formação desse tipo de música vai dos séculos I a V d.C. O nome gregoriano foi dado em homenagem ao papa Gregório Magno (540-604), que fez uma coletânea com dois livros, publicando as canções. O canto gregoriano é uma declaração da beleza produzida pela história da arte sacra. Além de ser um hino de celebração à fé é, também, uma catedral sonora para aqueles que querem paradoxalmente beleza, grandiosidade e simplicidade. Uma das principais características desse tipo de elaboração é a música cantada em uníssono (em tom monódico). Sem acompanhamento de instrumentos musicais, o canto gregoriano é uma celebração à voz humana. Não deixe de ouvir esse belo disco. Uma boa apreciação!

Gregorian Chant- The Great Festivals of the Church Year

Proprium primae missae in nativitate
01. 1. Introitus
02. 2. Kyrie IV
03. 3. Gloria IV
04. 1. Alleluia
05. 2. Communio

Epiphania 
06. Graduale

Feria sexta in passione Domini
07. 1. Acclamatio
08. 2. Improperia
09. 3. Antiphona

Dominica resurrectionis
10. 1. Graduale
11. 2. Alleluia
12. 3. Sequentia

Ascensio Domini
13. 1. Offertorium I
14. 2. Communio
15. 3. Sequentia

Dominica Pentecostes
16. 1. Communio
17. 2. Kyrie XIV
18. 3. Gloria XIV

Dedicatio ecclesiae
19. 1. Sanctus
20. 2. Agnus Dei

In Assumptione Beatae Mariae Virginis
21. 1. Alleluia
22. 2. Offertorium

Münsterschwarzach Benedictine Abbey Choir 

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI (1Fichier)
BAIXAR AQUI (Zippy)

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!