sexta-feira, 29 de maio de 2015

Krzysztof Penderecki (1933-) - Symphony No.8 "Lieder der Vergänglichkeit" (CD 5 de 5 - final)

Chegamos, assim, ao último disco dessa caixa imperdível. Diria que cumpri um projeto que há muito desejava. No último disco, aparece a Sinfonia número 8, que é o resultado do recorte de vários textos poéticos. A presente Sinfonia foi composta nos anos de 2004 e 2005, mostrando que apesar de, àquela altura Penderecki está com mais de setenta anos, ainda continuava na ativa. A Sinfonia no. 8 foi sua penúltima obra. Não deixe de ouvir este último disco. Uma boa apreciação!

Krzysztof Penderecki (1933-) -

01. I Nachts (Joseph von Eichendorff)
02. II Ende des Herbstes (Rainer Maria Rilke)
03. III Der brennende Baum (Bertold Brecht)
04. IV Bei einer Linde (Joseph von Eichendorff)
05. V Flieder (Karl Kraus)
06. VI Fruhlingsnacht (Hermann Hesse)
07. VII Ende des Herbstes (Rainer Maria Rilke)
08. VIII Sag' ich's euch, geliebte Baume (Johann Wolfgang von Goethe)
09. IX Im Nebel (Hermann Hesse)
10. X Der Blutengarten (Hans Bethge)
11. XI Abschied (Joseph von Eichendorff)
12. XII Verganglichkeit (Hermann Hesse)
13. XIII Ende des Herbstes (Rainer Maria Rilke)
14. XIV Herbsttag (Rainer Maria Rilke)
15. XV O gruner Baum des Lebens (Achim von Arnim)

The Polish Sinfonia Iuventus Orchestra
Krzysztof Penderecki, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Johann Joachim Quantz (1697-1773) - Flute Sonatas Nos. 272-277

Johann Joachim Quantz foi um dos mais famosos compositores do século XVIII, ou seja, daquele momento em que houve a transição do barroco para o clássico. Na sua Alemanha havia Johann Sebastian Bach e Telemann, dois nomes bem expressivos do momento histórico, mas Quantz se estabeleceu como um dos grandes. Sua especialidade era a flauta. Construía flautas e deu aulas para quem quisesse aprender a tocar o instrumento, um dos instrumentos que possuem uma das mais belas sonoridades da música. Esse belo disco da Naxos nos fornece uma ideia do gênio criativo de Johann Joachim Quantz. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Joachim Quantz (1697-1773) - 

Flute Sonata No. 272 in F Major, QV 1:93
01. I. Allegro
02. II. Largo
03. III. Vivace

Flute Sonata No. 273 in G Major, QV 1:109
04. I. Presto ma fiero
05. II. Grave
06. III. Vivace

Flute Sonata No. 274 in A Major, QV 1:145
07. I. Allegro
08. II. Alla Siciliana
09. III. Grazioso ma vivace

Flute Sonata No. 275 in B-Flat Major, QV 1:161
10. I. Allegro di molto
11. II. Affetuoso
12. III. Vivace

Flute Sonata No. 276 in C Minor, QV 1:18
13. I. Allegro ma con brio
14. II. Cantabile
15. III. Presto

Flute Sonata No. 277 in D Major, QV 1:42
16. I. Allegro assai
17. II. Arioso
18. III. Alla Forlana ma presto

Verena Fischer, transverse flute
Klaus-Dieter Brandt, baroque cello
Léon Berben, harpsichord

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Otorrino Respighi (1879-1936) - Piano Quintet in F minor, String Quartet in D minor e Six Pieces for violin and piano

Belíssimo disco com a música do compositor italiano Otorrino Respighi - mais um! Dessa vez, destacamos as suas composições com obras de câmara. Respighi foi um estudioso, um verdadeiro erudito, alguém que conhecia com muita propriedade as estruturas de composição, principalmente aquelas que precederam a música moderna. Não deixe de ouvir esse agradável disco. Uma boa apreciação!

Otorrino Respighi (1879-1936) - 

Piano Quintet in F minor
01. I. Allegro - Largamente - Piu sostenuto - Tempo primo - Più allegro
02. II. Andantino
03. III. Vivacissimo - Meno - Andantino - Lentamente - Presto - Più presto - Prestissimo

String Quartet in D minor
04. I. Allegro - Meno mosso e molto calmo
05. II. Lentamente con tristezza - Molto calmo
06. III. Presto - Meno mosso - Tempo I - Allegretto - Tempo I
07. IV. Allegro energico - Più presto - Più presto ancora

Six Pieces for violin and piano
08. I. Berceuse Andantino
09. II. Melodia Andantino mosso - Largamente - Tempo primo
10. III. Leggenda Lento - Piu mosso - Agitato - Tempo Primo
11. IV. Vals caressante Tempo lento di valzer
12. V. Serenata Andante calmo
13. VI. Aria Lento - Piu mosso - Poco meno

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Jazz - Louis Armstrong (1901-1971) - Compact Jazz

Louis Armstrong é uma lenda, uma espécie de ícone que personifica o jazz. Ele deu feições populares ao movimento. Sua voz inconfundível, belamente rouca, o destaca entre as multidões. Como instrumentista, sua linguagem ao trompete também o torna em um ser singular. Não deixe de ouvir este belo disco que reúne a voz e a sonoridade inconfundíveis de Louis Armstrong. Uma boa apreciação!

Louis Armstrong (1901-1971) - 

01. I Gotta Right To Sing The Blues
02. Moon Song
03. Don't Get Around Much Anymore
04. Let's Fall In Love
05. Top Hat, White Tie And Tails
06. I Was Doing All Right
07. Blues In The Night
08. You Turned The Tables On Me
09. There's A Boat Dat's Leavin' Soon For New York
10. Sweet Lorraine
11. I Only Have Eyes For You
12. Little Girl Blue
13. Let's Do It

Oscar Peterson
Herb Ellis
Ray Brown
Louis Bellson

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Krzysztof Penderecki (1933-) - Symphony No.7 Seven Gates of Jerusalem (CD 4 de 5)

Talvez esta Os sete portões de Jerusalém seja a sinfonia mais importante e densa de Krzysztof Penderecki. Ela foi composta em 1997. Penderecki escreveu a obra para a comemoração do terceiro milênio da cidade de Jerusalém, uma das mais antigas do mundo. É uma obra pesada, densa, com texto extraído da bíblia. Fiquei impressionado com o sexto movimento da obra. Trata-se da narração de excertos do capítulo 37 do livro do profeta Ezequiel ("A mão do Senhor estava sobre mim").  O profeta fala da visão de um vale de ossos secos, que aos poucos passam a ter vida. O narrador da obra fala em tom apocalipcamente profético; cria uma atmosfera infensa, carregada pelo drama do d'além mundo. O número 7 na obra possui um aspecto emblemático. Para os judeus, o número 7 é o número da perfeição. Krzysztof Penderecki, assim, cria uma estrutura em que o número 7 está presente, praticamente, em toda a composição: são sete portões, são sete movimentos; as frases possuem sete blocos etc. Obra verdadeiramente genial como são as obras religiosas do polonês. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Krzysztof Penderecki (1933-) -

Symphony No.7 Seven Gates of Jerusalem
01.I Magnus Dominus et laudabilis nimis
02. II Si oblitus fuero tui, Jerusalem
03. III De profundis
04. IV Si oblitus fuero tui, Jerusalem
05. V Lauda, Jerusalem, Dominum
06. VI Facta est super me manus Domini
07. VII Haec dicit Dominus_ Ecce ego do coram vobis viam vitae, et viam mortis

The Polish Sinfonia Iuventus Orchestra 
Krzysztof Penderecki, regente

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Joseph Haydn (1732-1809) - Concerto for Cello and Orchestra No. 1 in C Major, Hob. VIIb-1 e Concerto for Cello and Orchestra No. 2 in D Major, Hob. VIIb-2; Vaja Azarashvili (1936 - ) - Concerto for Cello and String Orchestra (1978)

Última postagem da noite. Pensei em postar outro disco, mas após ouvir este que ora surge, mudei de ideia. Tenho em alta conta o Concerto número 1 para violoncelo de Joseph Haydn. Penso que seja um dos mais bonitos que já foram escritos. A sonoridade é das mais especiais do período clássico. O jovem celista Maximilian Hornung está em forma neste disco. Outra surpresa é a compositor georgiano Vaja Azarashvili e sua bela obra. Não deixe de ouvir o presente disco. Uma boa apreciação!

Joseph Haydn (1732-1809) - 

Concerto for Cello and Orchestra No. 1 in C Major, Hob. VIIb-1
01. 1. Moderato
02. 2. Adagio
03. 3. Finale. Allegro molto

Vaja Azarashvili (1936 - ) - 

Concerto for Cello and String Orchestra (1978)
04. 1. Andante
05. 2. Allegro

Concerto for Cello and Orchestra No. 2 in D Major, Hob. VIIb-2
06. 1. Allegro moderato
07. 2. Adagio
08. 3. Allegro

Kammerakademie Postdam
Antonello Manacorda, regente
Maximilian Hornung, cello

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Krzysztof Penderecki (1933-) - Symphony No.4 e Symphony No.5 (CD 3 de 5)

Terceiro disco desse material bastante relevante por se tratar das sinfonias de Krzysztof Penderecki. Vamos a mais duas delas - as de número quatro e cinco. A primeira foi composta em 1989, também chamada de Adagio. Já a de número 5 é do ano de 1992 e se chama Coreana.  A regência continua a cargo do compositor. Não deixe de ouvir. Uma boa e curiosa apreciação!

Krzysztof Penderecki (1933-) - 

01. Symphony No.4 Adagio- I Adagio
02. II Piu animato, agitato
03. III Tempo I
04. IV Allegro
05. V Tempo I
06. Symphony No.5 Korean

The Polish Sinfonia Iuventus Orchestra 
Krzysztof Penderecki, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 26 de maio de 2015

John Adams (1947-) - The Dharma At Big Sur e My Father Knew Charles Ives

John Adams faz parte da safra atual de compositores americanos. Ele tem conseguido emplacar obras de inquestionável impacto. Seu minimalismo é apetecível. Suas composições são cerebrais. No presente disco temos duas bonitas, profundas reflexões. A primeira é The Dharma At Big Sur; e, a segunda, é My Father Knew Charles Ives. Esta última, por exemplo, é uma brincadeira do compositor, que tanto busca fazer uma homenagem a Charles Ives, um mestre inquestionável da música americana e seu ambiente na Nova Inglaterra, quanto busca fazer uma reflexão pessoal sobre a sua própria existência - no último caso, claro, refiro-me ao próprio Adams. A primeira obra traz um violino elétrico, que possui uma sonoridade singular, despertando mergulhos catárticos impressionantes. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

John Adams (1947-) - 

The Dharma At Big Sur
01.  Part_1._A_New_Day
02. Part_2._Sri_Moonshine

My Father Knew Charles Ives
03. I. Concord
02. II. The Lake
03. III. The Mountain

BBC Symphony Orchestra
John Adams, regente
Tracy Silverman, violino elétrico

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Krzysztof Penderecki (1933 - ) Symphony No.3 (CD 2 de 5)

Vamos ao segundo disco dessa "imperdível" caixa com as obras sinfônicas de Krzysztof Penderecki. Dessa vez, eis que surge a Sinfonia no. 3, composta entre os anos de 1988 e 1995. Mais um belo trabalho desse fabuloso compositor polonês, um dos grandes nomes da música da atualidade. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Krzysztof Penderecki (1933 - )

Symphony No.3
01. I Andante con moto
02. II Allegro con brio
03. III Adagio
04. IV Passacaglia. Allegro moderato
05. V Scherzo. Vivace

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Franz Schubert (1797-1828) - Symphony No.6 in C major e Rosamunde

Belíssimo disco! Cheira a alegria, a beleza, a música absoluta. Nesse quesito, Schubert foi um compositor privilegiado. Um gênio na acepção exata do termo. Um jovem talentoso, com uma capacidade criativa inquietante. Nesse disco de altíssima qualidade, temos dois dos seus trabalhos mais expressivos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) - 

01. Symphony No.6 in C major - I. Adagio - Allegro
02. Symphony No.6 in C major - II. Andante
03. Symphony No.6 in C major - III. Scherzo- Presto - Trio- Piu lento
04. Symphony No.6 in C major - IV. Allegro moderato
05. Rosamunde - Entr'acte No.1 in B minor
06. Rosamunde - Entr'acte No.3 in B flat major
07. Rosamunde - Ballet Music No.2 in G major
08. Rosamunde - Entr'acte No.2 in D major
09. Rosamunde - Ballet Music No.1 in B minor

Swedish Chamber Orchestra
Thomas Dausgaard, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Krzysztof Penderecki (1933 - ) - Symphony No.1 e Symphony No.2- Christmas Eve (CD 1 de 5)

Para iniciar bem esta última semana de maio, comecemos mais uma série. Dessa vez, decidi algo que há muito tempo era uma intenção incontida: ou seja, postar as oito sinfonias do compositor polonês Krzysztof Penderecki, um dos mais renomados artistas musicais vivos da atualidade. No primeiro disco temos duas sinfonias. A primeira é do ano de 1971; já a segunda, dos anos de 1979 e 1980. Penderecki já esteve na fronteira de vários movimentos. No fundo ele é um grande experimentalista. Trata-se de um grande compositor. Há obras de peso no seu repertório como, por exemplo, o Réquiem polonês e a Paixão segundo são Lucas, que são obras tidas como grandes entre aquelas escritas no século XX. Não deixe de conferir cada um dos trabalhos. Uma boa apreciação!

Krzysztof Penderecki (1933 - )

Symphony No.1
01. I Arche I
02. II Dynamis I
03. III Dynamis II
04. IV Arche II

Symphony No.2- Christmas Eve
05. Symphony No.2- Christmas Eve

The Polish Sinfonia Iuventus Orchestra
Krzysztof Penderecki, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 24 de maio de 2015

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Complete Piano Concertos

Última postagem do dia. Decidi postar os concertos para piano de Beethoven. A gravação é do ano de 2010 e traz o jovem e talentoso pianista Paul Lewis. O grande músico tem gravado discos com a música de Beethoven e despertado a atenção da crítica. A sua incursão mais audaciosa foi a gravação das 32 sonatas para piano do grande mestre alemão. Nestes concertos que ora posto notamos o charme, a cadência reflexiva e a apoteose idealista da obra de Beethoven - técnica e beleza. Está tudo lá! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 01

01.Piano Concerto No.1 in C-dur, Op.15 - I. Allegro con brio
02.Piano Concerto No.1 in C-dur, Op.15 - II. Largo
03.Piano Concerto No.1 in C-dur, Op.15 - III. Rondo. Allegro
04.Piano Concerto No.2 in B-dur, Op.19 - I. Allegro con brio
05.Piano Concerto No.2 in B-dur, Op.19 - II. Adagio
06.Piano Concerto No.2 in B-dur, Op.19 - III. Rondo. Allegro molto

DISCO 02

01.Piano Concerto No.3 in c-moll, Op.37 - I. Allegro con brio
02.Piano Concerto No.3 in c-moll, Op.37 - II. Largo
03.Piano Concerto No.3 in c-moll, Op.37 - III. Rondo. Allegro
04.Piano Concerto No.4 in G-dur, Op.58 - I. Allegro moderato
05.Piano Concerto No.4 in G-dur, Op.58 - II. Andante con moto
06.Piano Concerto No.4 in G-dur, Op.58 - III. Rondo. Vivace

DISCO 03

01.Piano Concerto No.5 in Es-dur, Op.73, Emperor - I. Allegro
02.Piano Concerto No.5 in Es-dur, Op.73, Emperor - II. Adagio un poco mosso
03.Piano Concerto No.5 in Es-dur, Op.73, Emperor - III. Rondo. Allegro

BBC Symphony Orchestra
Jiri Belohlavek, regente
Paul Lewis, piano

Você pode compra este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2
BAIXAR AQUIparte3

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No.9 In D Minor

Em janeiro de 2014, o mundo perdeu um grande sujeito; alguém que não media esforços a fim de patrocinara beleza, a arte. Era um mecenas. Todos os anos organizava o Festival de Lucerne, na Suiça. Em 2013 fez essa gravação, talvez uma das suas últimas conduções, regendo Bruckner - a poderosa e emblemática Sinfonia no. 9, de Bruckner. Um grande registro. Não deixe de conferir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) - 

Symphony No.9 In D Minor
01. 1. Feierlich. Misterioso
02. 2. Scherzo (Bewegt lebhaft) - Trio (Schnell)
03. 3. Adagio (Langsam, feierlich)

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 23 de maio de 2015

Gustav Mahler (1860-1911) - Symphony No. 5 in C sharp minor

Uma postagem mahleriana para tornar a noite de sábado mais agradável e repleta de ressonâncias filosóficas. No caso em questão, temos uma gravação realizada em 1952, pelo regente Hermann Scherchen, conduzindo a Quinta de Mahler. Os efeitos do tempo podem ser observados na gravação, mas o trabalho de remasterização colocou tudo a contento. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Gustav Mahler (1860-1911) - Symphony No. 5 in C sharp minor  
01. I. Trauermarsch.  In gemessenem Schritt. Streng Wie ein Kondukt
02. II. Stürmisch bewegt.  Mit größter Vehemenz
03. III. Scherzo. Kräftig, nicht zu schnell
04. IV. Adagietto.  Sehr langsam
05. V. Rondo-Finale.  Allegro - Allegro giocoso.  Frisch

Vienna State Opera Orchestra
Hermann Schercher, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Béla Bártok (1881-1945) - Concerto For Orchestra, Sz. 116

Este foi um dos primeiros trabalhos conduzidos pelo maestro pop venezuelano, Gustavo Dudamel, à frente da Los Angeles Philharmonic. Existe um trunfo a favor do grande maestro: ele sabe, latinamente, extrair a energia e as sutilezas da orquestra e criar apoteoses artísticas. Isso pode ser constatado nessa gravação ao vivo, realizada em 2007. Achei o som um pouco abafado. Acredito que os técnicos da DG poderiam ter caprichado um pouco mais. Mas fica a certeza de uma grande gravação. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Béla Bártok (1881-1945) - 

Concerto For Orchestra, Sz. 116
01. I. Introduction_ Allegro non troppo
02. II. Giuoco delle coppie_ Allegretto scherzando
03. III. Elegia_ Andante non troppo
04. IV. Intermezzo interrotto_ Allegretto
05. V. Finale_ Presto

Los Angeles Philharmonic
Gustavo Dudamel, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Felix Mendelssohn (1809-1847) - Overture- The Hebrides e Symphony No 3 in A minor, Op. 56 - "Scottish" e Robert Schumann (1810-1856) - Piano Concerto in A minor, Op. 54

Última postagem do dia de hoje. Trata-se de um disco bastante bonito. Traz obras em que notamos paixão, beleza e uma exigência virtuosística. O destaque ao meu modo de ver fica por conta das duas obras de Mendelssohn. O compositor as escreveu em conjunto após uma viagem que fez à Escócia. A sua visita deixou marcas profundas em suas percepções. A beleza das terras altas da Escócia o impeliu a escrever duas das mais significativas obras do romantismo. Do outro lado, temos o Concerto de Schumann, também, de grande qualidade. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Felix Mendelssohn (1809-1847) - 

Overture- The Hebrides
01. Overture- The Hebrides

Robert Schumann (1810-1856) - 

Piano Concerto in A minor, Op. 54
02. I. Allegro affettuoso
03. II. Intermezzo- Andantino grazioso
04. III. Allegro vivace

Felix Mendelssohn (1809-1847) - 

Symphony No 3 in A minor, Op. 56 - "Scottish"
05. I. Andante con moto - Allegro un poco agitato
06. II. Vivace non troppo
07. III. Adagio
08. IV. Allegro vivacissimo - Allegro maestoso assai

London Symphony Orchestra
Sir John Eliot Gardiner, regente
Maria João Pires, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - Orchestral Works

Um disco bonito, belo, para ninguém botar defeito. Uma profusão de cores, sensações, matizes e paisagens quietas, repletas de solidões frias; de ventos calmos a soprar na tarde diáfano da saudade. Talvez seja assim que tenhamos que descrever esse disco. Ele possui o ponto exato do impressionismo inglês, principalmente na música espiritualmente bela, pastoril, de Ralph Vaughan Williams. Gosto bastante desse compositor. Ouvi-lo é sempre um enlevo estético. Ouvir  The Lark Ascending ou Fantasia on a Theme by Thomas Tallis é uma atividade para monges. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - 

DISCO 01

01. Fantasia on «Greensleeves» (arr. Ralph Greaves)
02. English Folk Song Suite (transcr. Gordon Jacob)- I. March- Seventeen come Sunday
03. English Folk Song Suite (transcr. Gordon Jacob)- II. Intermezzo- My bonny boy
04. English Folk Song Suite (transcr. Gordon Jacob)- III. March- Folk songs from Somerset
05. Oboe Concerto- I. Rondo pastorale
06. Oboe Concerto- II. Minuet and musette
07. Oboe Concerto- III. Finale
08. Concerto grosso- I. Intrada
09. Concerto grosso- II. Burlesca ostinata
10. Concerto grosso- III. Sarabande
11. Concerto grosso- IV. Scherzo
12. Concerto grosso- V. March and Reprise
13. Romance for harmonica, strings and piano
14. The Lark Ascending

DISCO 02

01. Five Variants of «Dives and Lazarus»
02. Norfolk Rhapsody No. 1
03. Partita for double string orchestra- I. Prelude- Andante tranquillo
04. Partita for double string orchestra- II. Scherzo ostinato- Presto
05. Partita for double string orchestra- III. Intermezzo (Homage to Henry Hall)
06. Partita for double string orchestra- IV. Fantasia- Allegro
07. In the Fen Country
08. Fantasia on a Theme by Thomas Tallis

Academy of St Martin-in-the-Fields
The Queen's Hall Orchestra
London Philharmonic Orchestra
Sir Neville Marriner, regente
Barry Woordsworth, regente
Sir Adrian Boult, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Overtures

Mais um belo disco a aparecer por aqui. Ouvi-o umas quatro vezes. É um daqueles belos registros remasterizados da RCA. Traz o grande regente inglês - talvez, um dos maiores do século XX - conduzindo a abertura de boa parte das óperas de Mozart. Quando escuto Mozart, uma porta celestial se abre e eu sou conduzido ao empíreo; ou seja, lá onde estão as coisas puras, sagradas e imóveis. A abertura de As bodas de Fígaro é uma das coisas mais belas que conheço. Maravilhosa condução de Colin Davis, um mozartiano genuíno. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

01. Le nozze di Figaro, K.492
02. Bastian und Bastienne, K.50
03. Der Schauspieldirektor, K.486
04. Lucio Silla, K.135 - Molto allegro
05. Lucio Silla, K.135 - Andante
06. Lucio Silla, K.135 - Monto allegro
07. Così fan tutte, K.588
08. La finta giardiniera, K.196 - Allegro molto
09. La finta giardiniera, K.196 - Andantino grazioso
10. La finta giardiniera, K.196 - Allegro
11. Die Entführung aus dem Serail, K.384
12. Il re pastore. K.208
13. Idomeneo, K.366
14. La clemenza di Tito, K.621
15. Don Giovanni, K.527
16. Die Zauberflöte, K.620

Staatskapelle Dresden
Sir Colin Davis, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Jazz - Charles Mingus (1922-1979) - Mingus Dinasty

Um disco fora de série! Charles Mingus é uma figura iconoclástica do jazz. Possui por trás de si toda aquela aura mítica que o torna em um titã, tanto no que tange à criatividade musical ou no que tange aos eventos que envolviam a sua personalidade ácidas. Esse disco, por exemplo, foge das convencionalidades. As melodias são variadas. A música nos empurra caoticamente em todas as direções. Gosto disso. Esse experimentalismo nos coloca de sobreaviso. Sabemos que aquilo que toca é Mingus e isso não nos dá motivos para indulgências. Um disco sensacional! Vale a pena conferir e se entusiasmar. Se você deseja o bom e velho bop, vá a Things Ain't What They Used To Be; se você deseja algo mais melífluo, escute Strollin'; mas se você está à cata de emoções fugidias e anárquicas, ponha Slop e tenha bons momentos, colocando os seus sentidos para funcionar. Uma boa apreciação!

Charles Mingus (1922-1979) - 

01 - Slop
02 - Diane
03 - Song With Orange
04 - Gunslinging Bird
05 - Things Ain't What They Used To Be
06 - Far Wells, Mill Valley
07 - New Now, Know How
08 - Mood Indigo
09 - Put Me In That Dungeon
10 - Strollin'

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Cantatas - BWV 9, 94 & 187

Mais um disco com a música delicada, espiritual, sensível e profunda de Bach. Um disco que tem o selo de qualidade Sigiswald Kuijken. Esse importante músico belga tem contribuído de forma significativa com gravações bem feitas. O que prevalece nesses trabalhos é a qualidade. Kuijken descende de uma importante família de músicos. Em 1972, fundou a sua inseparável La Petite Bande, que aqui aparece trazendo nomes como Magdalena Kozena e Midori Suzuki. Não deixe de ouvir esse disco entusiasmante. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) -

01. Kantate BWV 9. Choral_ Es ist das Heil uns kommen her
02. Recitativo (Bass)_ Gott gab uns ein Gesetz
03. Aria (Tenor)_ Wir waren schon zu tief gesunken
04. Recitativo (Bass)_ Doch musste das Gesetz erfuellet werden
05. Aria (Duetto Sopran, Alt)_ Herr, du siehst statt guter Werke
06. Recitativo (Bass)_ Wenn wir die Suend aus dem Gesetz erkennen
07. Choral_ Ob sichs anliess, als wollt er nicht
08. Kantate BWV 94. Choral_ Was frag ich nach der Welt
09. Aria (Bass)_ Die Welt ist wie ein Rauch und Schatten
10. Recitativo (Tenor) & Choral_ Die Welt such Ehr und Ruhm
11. Aria (Alt)_ Betoerte Welt
12. Recitativo (Bass) & Choral_ Die Welt bekuemmert sich
13. Aria (Tenor)_ Die Welt kann ihre Lust und Freud
14. Aria (Sopran)_ Es halt es mit der blinden Welt
15. Choral_ Was frag ich nach der Welt
16. Kantate BWV 187. Choral_ Es wartet alles auf dich
17. Recitativo (Bass)_ Was Kreaturen haelt des grosse Rund der Welt
18. Aria (Alt)_ Du Herr, du kroenst allein das Jahr
19. Basso solo_ Darum sollt ihr nicht sorgen noch sagen
20. Aria (Sopran)_ Gott versorget alles Leben
21. Recitativo (Sopran)_ Halt mich nur fest
22. Choral_ Gott hat die Erde zugericht'

La Petite Bande
Sigiswald Kuijken, regente
Midori Suzuki, soprano
Magdalena Kozena, mezzo-soprano
Knut Schoch, tenor
Jan Van der Crabben, barítono

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Sergei Prokofiev (1891-1953) - Piano Concerto No. 3 in C major op. 26 e Béla Bartók (1881-1945) - Piano Concerto No. 2 Sz 95 BB 101

Mais um disco sensacional para que encerremos bem os trabalhos no dia de hoje. O disco é do ano de 2013. Faz parte de uma parceria entre um dos maiores pianistas da atualidade - o astro chinês Lang Lang - e o regente inglês Sir Simon Rattle, em sua temporada à frente da poderosa Orquestra Filarmônica de Berlim. O encontro rendeu um excelente disco. Os dois concertos não são fáceis. Exigem técnica e virtuosismo. E isso o chinês tem de sobra, junto com a firme condução de Rattle. Não deixe de ouvir esse belo disco, Uma boa apreciação!

Sergei Prokofiev (1891-1953) - 

Piano Concerto No. 3 in C major op. 26
01. 1. Andante - Allegro
02. 2. Tema. Andantino - Variations I-V - Tema
03. 3. Allegro ma non troppo

Béla Bartók (1881-1945) - 

Piano Concerto No. 2 Sz 95 BB 101
04. 1. Allegro
05. 2. Adagio - Presto - Adagio  
06. 3. Allegro molto

Berliner Philharmoniker
Sir Simon Rattle, regente
Lang Lang, piano

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

György Ligeti (1923-2006) - Aventures, Nouvelles Aventures, Artikulation For Tape, Eight Pieces from 'Musica ricercata' etc (CD 5 de 5 - final)

Finalizamos com este post mais um sensacional empreendimento musical. Dessa vez, foram cinco discos do compositor húngaro György Ligeti, alguém que representou tão bem a música do século XX, levando-a a patamares estruturais impensados. Esta caixa é especial, pois foi "montada" sob a supervisão do próprio Ligeti. É sintomática. Traz aquilo que é essencial no compositor. Por exemplo, neste último disco temos de canções folclóricas àqueles trabalhos característicos do compositor - Aventures, Nouvelles Aventures. Sendo assim, não deixe de conferir cada um dos discos com bastante atenção. Uma boa apreciação!

György Ligeti (1923-2006) - 

Aventures, Nouvelles Aventures
01. Aventures 10ft. 40in.
02. Nouvelles Aventures I
03. Nouvelles Aventures II

Artikulation For Tape
04. Artikulation For Tape

Eight Pieces from 'Musica ricercata'
05. I Sostenuto
06. II Allegro Con Spirito
07. III Tempo Di Valse (Poco Vivace - A L'orgue De Barbarie)
08. IV Con Moto, Giusto - Cantabile, Molto legato
09. V Vivace. Energico
10. VI (Bela Bartok In Memoriam) Adagio. Mesto - Allegretto Maestoso
11. VII Vivace. Capriccioso
12. VIII (Omaggio A Girolamo Frescobaldi) Andante Misurato E Tranquillo

Sonata for Cello Solo
13. I Dialogo. Adagio, Rubato, Cantabile
14. II Capriccio. Presto Con Slancio

The Big Turtle Fanfare From The South China Sea
15. The Big Turtle Fanfare From The South China Sea

Balada si joc (Ballad and Dance) after Romanian Folksongs
16. Andantino
17. Allegro Vivace, Energisch

Regi Magyar Tarsas Tancok (Old Hungarian Ballroom Dances)
18. Regi Magyar Tarsas Tancok (Old Hungarian Ballroom Dances)

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 19 de maio de 2015

György Ligeti (1926-2006) - Hamburg Concerto, Double Concerto, Ramifications, Requiem (CD 4 de 5)

Vamos ao penúltimo disco dessa fabulosa caixa com a música de Gyorgy Ligeti. O destaque desse disco, do meu ponto de vista, é o maravilhoso Réquiem, uma obra cuja linguagem provoca arrepios por subverter aquela estética dramática tão costumeira desse tipo de obra. Aqui temos o grotesco, o tétrico bem ao estilo Ligeti. Quer se impressionar? Vá direto ao Réquiem - uma verdadeira obra-prima. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

György Ligeti (1926-2006) -

Hamburg Concerto
01. I. Paraludium
02. II. Singale, Tanz, Choral
03. III. Aria, Aksak, Hoketus
04. IV. Solo, Intermezzo, Mixtur, Kanon
05. V. Spectra
06. VI. Capricco
07. VII. Hymnus

Double Concerto
08. I. Calmo, Con Tenerezza - Heniz Holliger
09. II. Allegro Corrente - Heniz Holliger

Ramifications
10. Ramifications For 12 Solo Strings - Heniz Holliger

Réquiem
11. I. Introitus. Sostenuto - Jonathan Nott
12. II. Kyrie. Molto Espressivo - Jonathan Nott
13. III. De Die Judicii Sequentia. Subito: Agitato Molto - Jonathan Nott
14. IV. Lacrimosa. Molto Lento - Jonathan Nott

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Camille Saint-Saens (1835-1921) - Cello Sonatas

Sempre tive uma visão, uma perspectiva altamente afirmativa sobre a obra de Camille Saint-Saens. Gosto dos seus trabalhos - sinfonias, concertos para piano e violino; as sonatas para piano; o Carnaval dos animais, que reputo como uma obra deliciosa. No presente disco, temos trabalhos cujo foco está centrado nas sonatas para cello e piano. Disquinho excelente e delicado para que comecemos bem a tarde de hoje. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Camille Saint-Saens (1835-1921) - 

01. Cello Sonata No.1 in C minor -I- Allegro
02. Cello Sonata No.1 in C minor -II- Andante Tranquillo Sostenuto
03. Cello Sonata No.1 in C minor -III- Allegro moderato
04. Le Cygne I
05. Cello Sonata No.2 in F -I- Maestoso, largamento
06. Cello Sonata No.2 in F -II- Scherzo Allegro animato
07. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 1 Poco meno allegro
08. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 2
09. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 3 Tranquille - sans lenteur
10. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 4 Molto allegro
11. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 5 Sempre allegro
12. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 6 Moto moderato e marcato
13. Cello Sonata No.2 in F -II- Variation 7 Poco allegro
14. Cello Sonata No.2 in F -II-  Variation 8
15. Cello Sonata No.2 in F -III- Romanesque
16. Cello Sonata No.2 in F -IV- Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Mats Lidström, cello
Bengt Forsberg, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 18 de maio de 2015

György Ligeti (1923-2006) - Cello Concerto, Clocks and Clouds, for female voices & orchestra, Violin Concerto e Sippal, dobbal, nádihegeduvel (With Pipes, Drums, Fiddles), for mezzo-soprano & percussion esemble (CD 3 de 5)

Mais um disco essencial para os entusiastas e amantes da música de Ligeti - meu caso - e aqueles que querem se aproximar do compositor, mas que ainda conservam determinado receio - seja por falta de coragem, seja por indisposição estética. O disco traz quatro obras de dois períodos bastante distintos da vida do compositor. A mais antiga é o Concerto par cello; as mais novas  são da década de 90, sendo que a última (Clocks and Clouds, for female voices & orchestra) é do ano 2000. Acredito que seja a mais fantasmagórica e que traz o selo Ligeti de qualidade. Não deixe de ouvir mais este disco. Uma boa apreciação!

György Ligeti (1923-2006) - 

Cello Concerto
01. 1st movement
02. 2nd movement

Clocks and Clouds, for female voices & orchestra
03. Clocks and Clouds, for female voices & orchestra

Violin Concerto
04. I. Vivacissimo luminoso
05. II. Aria, Hoquetus, Choral. Andante con moto
06. III. Intermezzo. Presto fluido
07. IV. Passacaglia. Lento intenso
08. V. Appassionato. Agitato molto

Sippal, dobbal, nádihegeduvel (With Pipes, Drums, Fiddles), for mezzo-soprano & percussion esemble
09. I. Fabula
10. II. Táncdal
11. III. Kínai templom
12. IV. Kuli
13. V. Alma álma
14. VI. Keserédes
15. VII. Szajkó

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Felix Mendelssohn (1809-1847) - Violin Concerto in E minor, Op.64, The Hebrides, Op.26 ('Fingal's Cave') e Violin Concerto in D minor

Um belíssimo disco para um início de semana. O disco traz duas obras das quais, particularmente, eu gosto bastante. A primeira é o Concerto para violino, um dos grandes concertos para violino da história. Aqui ele ganha uma convincente leitura pela bela violinista Alina Ibragimova. A outra obra é As Hébridas, uma obra cuja abertura é uma das mais solenes e misteriosas que eu conheço. Vale a pena ouvir este disco delicioso pelo selo Hyperion. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Felix Mendelssohn (1809-1847) - 

Violin Concerto in E minor, Op.64
01. 1. Allegro molto appassionato
02. 2. Andante
03. 3. Allegretto non troppo - Allegro molto

The Hebrides, Op.26 ('Fingal's Cave')
04. The Hebrides, Op.26 ('Fingal's Cave')

Violin Concerto in D minor
05. 1. Allegro
06. 2. Andante
07. 3. Allegro

Orchestre of the Age of Enlightenment
Vladimir Jurowski, regente
Alina Ibragimova, violino

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!