segunda-feira, 21 de julho de 2014

Paul Hindemith (1895-1963) - Konzertmusik, op. 50, "Bostoner Sinfonie", Antonin Dvorak (1841-1904) - Symphony No. 7 in D minor, Op. 70 e Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Egmont, Op. 84: Overture

Postagem de final de noite com mais um belo disco! É curiosa a minha compulsão por música. Escuto tudo aquilo que posto neste espaço. E também escuto aquilo que já postei. É tanta coisa para ouvir, que estou escutando o material que postei há dois anos atrás. O ponto alto deste disco é a Sinfonia no. 7, de Dvorak, que gosto com admiração. Já falei algumas vezes que não admiro as sinfonias do checo, mas a Sétima e a Oitava são os seus trabalhos sinfônicos mais expressivos. A outra obra que merece destaque é o Egmont, de Beethoven, que dispensa apresentações. A obra de Hindemith eu ainda não conhecia. Não deixe de ouvir mais este belo registro. Uma boa apreciação!

Paul Hindemith (1895-1963) -
 
Konzertmusik, op. 50, "Bostoner Sinfonie"
01. Parte I: massig schnell, mit Kraft
02. Parte II: Lebhaft - Langsam

Antonin Dvorak (1841-1904) -

Symphony No. 7 in D minor, Op. 70
03. I. Allegro maestoso
04. II. Poco adagio
05. III. Scherzo: Vivace
06. IV. Finale: Allegro

New Philharmonia Orchestra
Carlo Maria Giulini, regente

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 
  
Egmont, Op. 84: Overture
07. Egmont, Op. 84: Overture

London Philharmonic Orchestra
Carlo Maria Giulini, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importnte. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Maurice Ravel (1875-1937) - Complete works for solo piano

Belíssimo disco! Existe um "magicismo" na música desse francês iluminado. A linguagem de Ravel remete a mundos encantados - de fadas, seres alados e luminosos. É só ouvir a Pavane ou a Ondine do Gaspard de la nuit. Não há palavras! O pianista Louis Lortie faz do instrumento uma porta dimensional para mundos de sensações incomuns. O disco duplo merece obrigatoriamente ser escutado. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Maurice Ravel (1875-1937) - 

DISCO 01

01. Pavane pour une infante defunte
02. Le Tombeau de Couperin - I. Prelude
03. Le Tombeau de Couperin - II. Fugue
04. Le Tombeau de Couperin - III. Forlane
05. Le Tombeau de Couperin - IV. Rigaudon
06. Le Tombeau de Couperin - V. Menuet
07. Le Tombeau de Couperin - VI. Toccata
08. Serenade grotesque
09. Jeux d'eau
10. Valses nobles et sentimentales - I. Adelaide
11. Valses nobles et sentimentales - II. Assez lent–Avec une expression intense
12. Valses nobles et sentimentales - III. Modere
13. Valses nobles et sentimentales - IV. Assez anime
14. Valses nobles et sentimentales - V. Presque lent–Dans un sentiment intime
15. Valses nobles et sentimentales - VI. Vif
16. Valses nobles et sentimentales - VII. Moins vif
17. Valses nobles et sentimentales - VIII. Epilogue. Lent
18. La Valse - Poeme choregraphique pour orchestre

DISCO 02

01. Gaspard de la nuit - I. Ondine
02. Gaspard de la nuit - II. Le Gibet
03. Gaspard de la nuit - III. Scarbo
04. Menuet antique
05. Menuet sur le nom d'Haydn
06. A la maniere de...Borodine
07. A la maniere de...Chabrier
08. Prelude in A minor
09. Miroirs - I. Noctuelles
10. Miroirs - II. Oiseaux tristes
11. Miroirs - III. Une barque sur l'ocean
12. Miroirs - IV. Alborada del gracioso
13. Miroirs - V. La Vallee des cloches
14. Sonatine - I. Modere
15. Sonatine - II. Mouvement de menuet
16. Sonatine - III. Anime

Você pode comprar este disco na Amazon

Louis Lortie, piano

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

domingo, 20 de julho de 2014

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Sonatas and Partitas for Solo Violin

Julia Fischer tem 31 anos de idade, mas um talento enorme. Entrou em contato com a música ainda muito jovem. Aos onze anos, ganhou o importante prêmio Yehudi Menuhin. Aos vinte e um ano de idade, ela encarou com bastante desassombro a gravação das partitas e sonatas de Bach. Uma grande responsabilidade, sem sombras de dúvida. É curioso perceber o quanto ela possui uma intuição profunda do espírito da música do grande compositor alemão. Existe uma escadaria lógica na música de Bach e ela parece subir com intimidade por essa estrutura perfeita erigida pelo gênio de compositor. É um disco que merece ser escutado. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) -

DISCO 01

Violin Sonata No. 1 in G minor, BWV 1001
01) I. Adagio
02) II. Fuga: Allegro
03) III. Siciliana
04) IV. Presto

Violin Partita No. 1 in B minor, BWV 1002
05) I. Allemanda
06) II. Double
07)III. Corrente
08) IV. Double: Presto
09) V. Sarabande
10) VI. Double
11) VII. Tempo di Borea
12) VIII. Double

Violin Sonata No. 2 in A minor, BWV 1003
13)I. Grave
14) II. Fuga
15)III. Andante
16) IV. Allegro

DISCO 02

Violin Partita No. 2 in D minor, BWV 1004
01) I. Allemande
02) II. Corrente
03) III. Sarabanda
04) IV. Giga
05) V. Ciaccona

Violin Sonata No. 3 in C major, BWV 1005
06) I. Adagio
07) II. Fuga
08) III. Largo
09) IV. Allegro assai

Violin Partita No. 3 in E major, BWV 1006
10) I. Preludio
11) II. Loure
12) III. Gavotte en rondeau
13) IV. Menuet I - Menuet II
14) V. Bourree
15) VI. Gigue

Você pode comprar este disco na Amazon

Julia Fischer, violino

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No.4 in E flat major ("Romantic")

Parece um vício, mas é que possuo uma compulsão pelas sinfonias de Bruckner. Nas postagens recentes feitas por mim, pode-se perceber  o quanto o compositor austríaco está presente. Já demonstrei por aqui o meu apreço à Quarta Sinfonia que, para mim, é o seu trabalho mais extremo. Existem, claro, a Sétima, a Oitava, a Nona, mas é que quando escuto a Quarta, todo o meu mundo vibra. Aquele som de trompa na abertura do primeiro movimento, chamando-nos para uma caçada, para uma viagem, para uma aventura pelas altas montanhas do idealismo, é um fenômeno singular para mim. Resolvi hoje à noite, trazer mais esta versão da "Romântica" de Bruckner. Dessa vez, a regência fica a cargo do lendário regente Eugene Ormandy. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) -

Symphony No.4 in E flat major ("Romantic")
01. 1 Bewegt,nicht zu schnell
02. 2 Andante quasi allegretto
03. 3 Scherzo; Bewegt - Trio; Nicht zu scherzo
04. 4 Finale; Bewegt,docht nicht zu schnell

Você pode comprar este disco na Amazon

Ed. Leopold Nowak

Philhadelphia Orchestra
Eugene Ormandy, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Georg F. Telemann (1681-1767) - Flute Concertos

Emannuel Pahud é um prodígio da flauta dos dias de hoje. O instrumentista franco-suíço tem trilhado pelos campos variados da música. E na arena da música barroca, Pahud dá uma verdadeiro espetáculo executando a música de Telemann, um dos compositores mais prolíficos e criativos da história da música. Estas sonatas para flauta são de audição obrigatória por causa do frescor, do tom agradável, da textura charmosa, do colorido, pela técnica magistral e emocionalmente envolvente. Uma excelente audição de todo esse conjunto!

Georg F. Telemann (1681-1767) -

Concerto em Sol Maior TWV 51: G2 (reconstruído) para flauta
01. Andante
02. Vivace
03. Adagio
04. Allegro

Triplo Concerto em Lá Maior TWV 53: A2 (Tafelmusik 1) para flauta, violino e Violincello
05. Largo
06. Allegro
07. Gratioso
08. Allegro

Concerto em Lá menor para 2 flautas e Violone TWV 53: A1
09. Lentement
10. (Allegro)
11. Loure
12. (Rondeau)

Triplo Concerto em Mi Maior TWV 53: E1 Para Flauta, Oboé D'amore E Viola D'amore
13. Andante
14. Allegro
15. Siciliano
16. Vivace

Concerto In D Major TWV 51: D2 para flauta
17. Moderato
18. Allegro
19. Largo
20. Vivace

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Barock Solisten
Emannuel Pahud, flaute
Rainer Kussmaul, violino e direção
Wolfram Christ, viola d`amore
Georg Faust,violoncelo
Jacques Zoon, flauta
Albrecht Mayer, oboe d`amore

BAIXAR AQUI

 *Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

sábado, 19 de julho de 2014

César Franck (1822-1890) - Violin sonata in a major e Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Violin sonata, op. 134

Um excelente disco de final de noite! Uma música sensível e repleta de platôs longínquos, melancólicos e cinzentos. Todavia, essa viagem é feita por um ambiente de muita beleza, de muita sensibilidade. A Sonata de Franck é uma das coisas mais belas e tristes que já ouvi. Faz-me lembrar a linguagem de Brahms e aqueles seus trabalhos do final da vida. A diferença é que a estética de Franck é francesa. O outra obra do disco é do meu querido Shostakovich. Esse é um disco que só pode redundar em beleza e bons momentos de reflexão. Os jovens Khachatryans são fantásticos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

César Franck (1822-1890) -

Violin sonata in a major
01. Allegro ben moderato
02. Allegro
03. Recitativo fantasia, ben moderato
04. Allegro poco mosso

Dmitri Shostakovich (1906-1975) -

Violin sonata, op. 134
05. Andante
06. Allegretto
07. Largo

Você pode comprar este disco na Amazon

Sergey Khachatryan, violino
Lusine Khachatryan, piano

BAIXAR AQUI

 *Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Richard Strauss (1864-1949) - Also Sprach Zarathustra, Op.30 e Johannes Brahms (1833-1897) - Symphony No. 1 em C menor, op. 68

Vamos a mais uma postagem - mais uma daquelas gravações ao vivo, retiradas direto das salas de concerto e repleta dos convencionalismos da situação. Eis que surge um dos bons regentes do dias atuais - Mariss Jansons, o maestro letão. São duas obras bastante emblemáticas regidas por ele - o Assim falou Zaratustra, de Richard Strauss e a incrível Sinfonia no. 1, de Brahms (que, alíás, não era postado há bastante tempo). As interpretações ficaram bastante redondas; e conservam todo aquele charme de uma gravação ao vivo. Vale a pena a audição. Não deixe de fazê-la. Uma boa interpretação!

Richard Strauss (1864-1949) -

Also Sprach Zarathustra, Op.30

01. Intro
02. Of The Backworldsmen
03. Of The Great Longing
04. Of Joys And Passions
05. The Song Of The Grave
06. Of Science And Learning
07. The Convalescent
08. The Dance-Song
09. Song Of The Night Wanderer

Johannes Brahms (1833-1897) -

Symphony No. 1 em C menor, op. 68

10. 1. Un poco sostenuto - Allegro
11. 2. Andante sostenuto 
12. 3 Un poco Allegretto e grazioso
13. 4 Adagio - Allegro non troppo, ma con brio

Você pode comprar este disco na Amazon

Bavarian Radio Symphony Orchestra
Mariss Jansons, regente

BAIXAR AQUI

 *Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Richard Strauss (1864-1949) - Don Juan, op.20 e Tod und Verklärung, op.24; Otorrino Respighi (1879-1936) - Pini di Roma

 Está aí um disco fantástico - mais um, claro! É curioso o que escuto de música diariamente. Penso que Nietzsche tenha acertado de forma plena e absoluta em uma de suas afirmações: "Sem a música a vida seria uma erro". De fato, sem música, sem essa sonoridade que nos invade e colore a nossa existência, permitindo que nos tornemos melhores como seres humanos, a vida seria, deveras, insuportável. Este disco, por exemplo, está cheio dessa música que nos eleva, que nos tira do chão e nos leva para posições altaneiras. Traz duas obras de Richard Strauss e o delicioso Os pinheiros de Roma, de Respighi. Esta última obra (principalmente o segundo movimento) e a Primavera Apalache, de Copland, possuem um mistério estético e espiritual curioso - pelo menos para mim - muito próximo. A regência fica a cargo de Sergiu Celibidache. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Richard Strauss (1864-1949) -

Don Juan, op.20
01. Don Juan, op.20

Tod und Verklärung, op.24
02. Tod und Verklärung, op.24

Otorrino Respighi (1879-1936) - 

Pini di Roma
03. I. I pini di Villa Borghese
04. II. Pini presso una catacomba
05. III. I pini del Gianicolo
04. II. Pini presso una catacomba

Você pode comprar este disco na Amazon

SWR Stuttgart Radio Symphony Orchestra
Sergiu Celibidache, regente

BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Jazz - Miles Davis (1926-1991) - The Complete Blue Note Albuns

Quinta-feira. Dia de jazz. E este disco é, simplesmente, formidável. Traz um conjunto de obras do mago visceral Miles Davis. É um disco de música fácil, leve, gostosa e rarefeita. As gravações fazem parte da fase inicial da vida de Miles. São gravações realizadas ainda na década de 50. Ainda estão ausentes do psicodelismo dos anos 60 ou do experimentalismo das décadas seguintes. Desafio você a ouvir este disco. Garanto que a audição vai acontecer por mais de uma vez. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Miles Davis (1926-1991) -

DISCO 01

01 - Dear Old Stockholm
02 - Chance It
03 - Yesterdays
04 - Donna
05 - Woody 'N You
06 - How Deep Is The Ocean
07 - Kelo
08 - Enigma
09 - Ray's Idea
10 - Tempus Fugit
11 - C.T.A
12 - I Waited For You

DISCO 02

01 - Take Off
02 - Lazy Susan
03 - The Leap
04 - Well You Needn't
05 - Weirdo
06 - In Never Entered My Mind
07 - Chance It take 2
08 - Donna take 1 - single version
09 - Woody 'N You take 1
10 - Kelo take 1
11 - Enigma take 1
12 - Ray's Idea take 1
13 - Tempus Fugit take 2
14 - C.T.A. take 2

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Maurice Ravel (1875-1937) - Quatuor pour instrument a cordes, Gabriel Fauré (1845-1924) - Quatuor a cordes e Claude Debussy (1862-1918) - Quatuor op.10

A música francesa, com certeza, deve muito a esses três compositores. São nomes expressivos, esteticamente envolvidos. Os três compositores marcaram a música da França do início do século XX, sendo responsáveis pela renovação na forma de compor. Este disco de final de noite, traz três obras - uma de cada um dos compositores. O disco é bom! Vale ser conferido. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Maurice Ravel (1875-1937) -

Quatuor pour instrument a cordes
01. Allegro moderato. Tres doux
02. Assez vif. Tres rythme
03. Tres lent
04. Vif et agite

Gabriel Fauré (1845-1924) -  

Quatuor a cordes
05. Allegro monderato
06. Andante
07. Allegro

Claude Debussy (1862-1918) -

Quatuor op.10
08. Anime et tres decide
09. Assez vif et bien rythme
10. Andantino, doucement expressif
11. Tres modere-tres mouvemente et avec passion

Você pode comprar este disco na Amazon

Auryn Quartet

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Benjamin Britten (1913-1976) - String Quartet No 1 in D major, Op 25, String Quartet No 2 in C major, Op 36 e String Quartet No 3, Op 94

Duas coisas a declarar sobre o disco. Primeiro diz respeito à inteligência e magnitude dos trabalhos de Benjamin Britten, que para mim se projeta como um dos grandes compositores ingleses de todos os tempos ao lado de Purcell. Britten fez renascer, em pleno século XX, a chama da música inglesa. Claro, não olvidemos Elgar, Vaughan Williams, Walton e sua turma. Todavia, Britten é especial pela significação de sua música. A segunda questão diz respeito ao Takacs que possui um repertório eminentemente romântico e clássico. São incríveis as gravações de Beethoven, Schubert e Brahms, por exemplo. Contudo, o Takacs fez essa bonita leitura de três dos quartetos de Britten. São três obras importantíssimas do repertório de câmara do século XX. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Benjamin Britten (1913-1976) - 

String Quartet No 1 in D major, Op 25
01. 1 Andante sostenuto – Allegro vivo
02. 2 Allegretto con slancio
03. 3 Andante calmo
04. 4 Molto vivace

String Quartet No 2 in C major, Op 36
05. 1 Allegro calmo senza rigore
06. 2 Vivace
07. 3 Chacony Sostenuto

String Quartet No 3, Op 94
08. 1 Duets With moderate movement
09. 2 Ostinato Very fast
10. 3 Solo Very calm
11. 4 Burlesque Fast, con fuoco
12. 5 Recitative and Passacaglia (La Serenissima) Slow

Você pode comprar este disco na Amazon

Takács Quartet

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No.5 in B flat major e Symphony No.6 in A major

Postagem de final de noite com um dos meus compositores admirados. Há alguns dias eu postei as sinfonias de números 3 e 4 com Inbal. Dessa vez, eis que apareço com o mesmo Inbal. Todavia, temos duas outras sinfonias do mestre austríaco - as de número 5 e 6. Algo verdadeiramente espetacular. Gosto de Bruckner. Não me canso de ouvir suas sinfonias. O presente disco eu ouvi por duas vezes seguidas. Gostei mais deste do que do primeiro que postei. Inbal nos presenteia com as versões originais das duas sinfonias. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) -

DISCO 01

Symphony No.5 in B flat major
01. 1 Introduktion; Adagio - Allegro
02. 2 Adagio - Sehr langsam
03. 3 Scherzo; Molt vivace - Schnell
04. 4 Finale; Allegro moderato

Original Version: 1875-1878

DISCO 02

Symphony No.6 in A major
01. 1 Maestoso
02. 2 Adagio; Sehr feierlich und sehr langsam
03. 3 Scherzo; Sehr schnell - Trio; Etwas langsam
04. 4 Finale; Bewegt,doch nicht zu schnell


Composed 1879-1881

Você pode comprar este disco na Amazon

Frankfurt Radio Synphony Orchestra
Eliahu Inbal, regente

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Robert Schumann (1810-1856) - Music for cello and piano

Não há que se negar que Steven Isserlis é uma das maiores autoridades a dominar o violoncelo nos nossos dias. Neste disco, do "romanticão" do Schumann, temos um conjunto de obras para piano e violoncelo, o que se constitui num quadro estético imensamente delicioso. É disco cuja audição deve ser realizada com devotamento e atenção. Excepcional disco do selo Hypérion (mais um!). Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Robert Schumann (1810-1856) - 

Soiréestücke (Fantasiestücke) Op. 73
01. I. Zart und mit Ausdruck
02. II. Lebhaft, leicht
03. III. Rach und mit Feuer

Adagio & Allegro Op. 70
04. I. Adagio
05. II. Allegro

Violin Sonata No 3 In A Minor 
06. I. Ziemlich langsam - (lebhaft)
07. II. Scherzo Lebhaft
08. III. Intermezzo Bewegt, docht nicht zu schnell
09. IV. Finale Markiertes, ziemlich lebhaftes Tempo

Abendlied Op 85 No 12 piano duet
10. Abendlied Op 85 No 12 piano duet

Drei Romanzen, Op. 94
11. I. Nicht schnell
12. II. Einfach, innig - Etwas lebhafter
13. III. Nicht schnell

Fünt Stücke Im Volkston, Op. 102
14. I. Mit Humor
15. II. Langsam
16. III. Nicht schnell, mit viel Ton zu spielen
17. IV. Nicht zu rasch
18. V. Stark und markiert

Você pode comprar este disco na Amazon

Steven Isserlis, violoncelo
Dénes Várjon, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Gustav Mahler (1860-1911) - Kindertotenlieder, Symphony No. 6 in A minor e Symphony No. 9 in D minor (CDs 3 e 4 de 7)

Sigamos com as postagens desta caixa - e, aliás, esta é a penúltima postagem. Antes de saírem os três discos finais, eis que soltarei mais dois deles. Traz uma reunião de três peças - Kindertotenlieder, Sinfonia no. 6 (Trágica)e a primeira parte da Sinfonia no. 9, a mítica sinfonia do compositor austríaco. Com relação a regência, muito boa interpretação do velho kaiser - Herbert von Karajan. Muita elegância e rigor na interpretação. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Gustav Mahler (1860-1911) -

DISCO 03

Kindertotenlieder
01. Will Die Sonn` So Hell Aufgehn
02. eh` Ich Wohl.warum So Dunkel Flammen
03. Dein Muetterlein
04. Denk` Ich.sie Sind Nur Ausgegangen
05. Diesem Wetter.in Diesem Braus

Symphony No. 6 in A minor 
06. Allegro Energico.ma Non Troppo
07. Scherzo (Wuchtig)
08. Andante Moderato

DISCO 04
 
Symphony No. 6 in A minor 
01. Finale (Allegro Moderato-allegro Energico)

Symphony No. 9 in D minor 
02. Andante Comodo
03. Im Tempo Eines Gemaechlichen Landlers.etwas Taeppisch Und Sehr D

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Herbert von Karajan, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Cello Concerto No. 1 em Mi bemol maior, op. 107 e Symphony No. 5 in D-Minor, Op. 47

Lorin Maazel (1930-1914)
Ontem, enquanto olhava os meus arquivos, acabei separando este broadcasting para postar. A regência fica a cargo de Lorin Maazel, que ontem acabou nos deixando. Mais um grande regente que se vai este ano. No início do ano, Claudio Abbado faleceu. Tais nomes construíram uma reputação que dificilmente será esquecida na história da música. Ouvi este disco hoje cedo e gostei bastante da interpretação da poderosa Quinta Sinfonia de Shostakovich. Ao meu modo de ver, esta é a "porta de entrada" para o mundo do compositor russo. O concerto para cello, idem. A gravação foi realizada em 2006. Segue mais um disco em homenagem a Maazel. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

Cello Concerto No. 1 em Mi bemol maior, op. 107
01. I. Allegretto
02. II. Moderato
03. III. Cadência
04. IV. Allegro con moto

Symphony No. 5 in D-Minor, Op. 47
05. I. Moderato
06. II. Allegretto
07. III. Largo
08. IV. Allegro non troppo

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmonic
Lorin Maazel, regente
Lynn Harrell, cello


*Se possível, deixe um comentário. Sua particpação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blogo vivo!

domingo, 13 de julho de 2014

Richard Strauss (1864-1949) - Don Juan, Death and Transfiguration, Op. 24, Dance of the Seven Veils, from Salome e Rosenkavalier Suite

Hoje, o mundo perdeu o grande regente Lorin Maazel, nascido na França e radicado nos Estados Unidos. Conforme a boa matéria da página de O Globo, Maazel morreu vitimado por complicações com a pneumonia. Ao longo da carreira, Mazzel colecionou sucessos. Desde muito cedo mostrou aptidões para a música. Regeu a Orquestra da NBC aos onze anos de idade (sic.). Foi o mais jovem maestro a reger na casa criada por Wagner para que suas óperas fossem encenadas - o célebre e místico Festival de Bayreuth. Em 2010, Maazel andou por aqui à frente da Orquestra Sinfônica Brasileira. Esse encontro se repetiria no próximo mês, mas acabou sendo cancelado por conta dos motivos óbvios com a saúde do regente. Ao longo da vida, Maazel regeu aproximadamente 132 orquestras. É de se admirar. Resolvi postar este disco em homenagem ao grande regente. Essas gravações das obras de Richard Strauss aconteceram em 2005, à frente da New York Philharmonic. orquestra a qual Maazel fez memoráveis apresentações. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

P.S. Em tempo: no início do ano, morreu outro fantástico regente, Claudio Abbado. 2014 não está fácil!

Richard Strauss (1864-1949) - 

Don Juan, Tone Poem after Nicolaus Lenau, Op. 20
01. Don Juan, Tone Poem after Nicolaus Lenau, Op. 20

Death and Transfiguration, Op. 24
02. Death and Transfiguration, Op. 24

Dance of the Seven Veils, from Salome
03. Dance of the Seven Veils, from Salome

Rosenkavalier Suite
04. Con moto agitato
05. Tempo di Valse, assai comodo da primo
06. Moderato molto sostenuto
07. Quick Waltz_ Molto con moto

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmonic
Lorin Maazel, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!


Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Ballet Suites

Fazia já um certo tempo que Tchaikovsky não aparecia por aqui, o que constitui algo bastante sério. Gosto de Tchaikovsky. Admiro a pujança dos seus trabalhos. Tchaikovsky é o rei da melodias. Poucos foram os compositores que conseguiram esse trunfo. Neste disco, que acabo de ouvir, encontramos algumas das suítes mais célebres criadas pelo compositor de O quebra nozes. A regência fica a cargo do russo Vladimir Spivakov, dirigindo a Filarmônica Nacional da Rússia. Ou seja, um disco que possui enormes predicados. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - 

01. Suite from The Nutcracker - Scene 10
02. Scene 1 1
03. Le chocolat
04. Lecafe
05. Lethe
06. Trepak
07. Danse des mirlitons
08. Valse des fleurs
09. Pas de deux
10. Tchaikovsky - Suite from Swan lake - Scene 1
11. Valse
12. Danse des cygnes
13. Scene 4
14. Danse hongroise (Czardas)
15. Danse espagnole
16. Danse napolitaine
17. Mazurka

Você pode comprar este disco na Amazon

The National Philharmonic of Russia
Vladimir Spivakov, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

sábado, 12 de julho de 2014

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Symphony No.1 in F minor, Op.10 e Symphony No.3 in E flat major 'The First of May', Op.20

Parece-me que é intenção da Naxos lançar as quinze sinfonias de Shostakovich, sob a condução do jovem Vasily Petrenko. Deve-se assentir que os discos têm ficado bons. No presente registro, por exemplo, temos dois trabalhos do jovem Shostakovich. O centro de gravidade do trabalho na Primeira Sinfonia, o primeiro grande trabalho do russo, situa-se nos anos de 1924 e 1925, sendo que obra começou a ser rascunhada em 1923. Shosta era um jovem de 20 e a Primeira Sinfonia funcionou como trabalho de conclusão de curso no Conservatório. Quando a escutaram pela primeira vez, sendo executada pela Orchestra de Leningrado, claro estava que ali não estava um sujeito comum, mas sim, um músico promissor. É um trabalho que serve de embrião para os trabalhos futuros. Ali estava a descrição da paisagem da linguagem shostakovichiana, ou seja, os fortes tons burlescos, caricatos e irônicos, sendo empurrados para uma explosão fulminante. Já a Terceira Sinfonia ("Ao Primeiro de Maio") é envolvida por uma solenidade política imanente. Ela, é verdade, termina com um retumbante coro, o que nos transmite uma ideia de respeito e triunfo, mas a primeira parte está envolta por uma reflexão que conduz para outra direção, como se Shosta estivesse fazendo uma paródia da solenidade do momento do coro. Excelentes trabalhos, que devem ser ouvidos com bastante atenção. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

Symphony No.1 in F minor, Op.10
01. I. Allegretto - Allegro non troppo
02. II. Allegro
03. III. Lento - Largo -
04. IV. Lento - Allegro molto - Adagio - Largo

Symphony No.3 in E flat major 'The First of May', Op.20
05. Allegretto -
06. Piu mosso -
07. Andante -
08.  Allegro -
09. Andante -
10. Moderato 'V pervoy,

Você pode comprar este disco na Amazon

Royal Liverpool
Philharmonic Orchestra
Vasily Petrenko, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Works for Trumpet

Disco simplesmente sensacional! De uma delicadeza arcaizante, transportando-nos para o espírito do barroco. Esse Bach executado por Alison Balsom é uma "brincadeira" repleta de coloridos refrescantes. Transcrições para as obras de Bach não faltam, mas acredito que este disco possua algo especial pelo instrumento utilizado, que é nos transmite esteticamente uma sonoridade nobre. O trompete de Balsom em alguns momentos dialoga com o viola da gamba, com violino, com órgão e com o cravo. A técnica da moça é apuradíssima. Ela possui um controle notável do seu instrumento, algo realmente grandioso para uma instrumentista tão jovem. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

Concerto In D Major (after Vivaldi) BWV 972
01. Allegro
02. Adagio
03. Allegro Assai

Suite No. 2 in D minor, BWV 1008
04. Sarabande
05. Gigue

Aria variata In A Minor (Variações italianos) BWV 989
06.  Aria variata In A Minor (Variações italianos) BWV 989

Partita No. 3 In E BWV1006
07. Gigue
08. Allegro
09. Largo
10. Allegro

Concerto In C Minor (Depois Marcello) BWV 974
11. Allegro
12. Largo
13. Presto

Klavierbüchlein für Anna Magdalena Bach, II: Aria: Bist du bei mir, BWV 508
14. Klavierbüchlein für Anna Magdalena Bach, II: Aria: Bist du bei mir, BWV 508

Concerto em Lá Maior BWV 1055 (transposta para C Major)
15. Allegro
16. Larghetto
17. Allegro Ma Non Tanto

Badinerie De Suite No. 2, BWV 1067
18.  Badinerie De Suite No. 2, BWV 1067

Mass In B Minor BWV232
19. Agnus Dei

Você pode comprar este disco na Amazon

Alison Bolsom, trompete
Colm Carey, órgão
Alina Ibragimova, violino
Alistair Ross, cravo e chamber organ
Mark Caudle, viola da gamba

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Arnold Bax (1883-1953) - The Symphonies 5, 6 and 7; Rogue's Comedy Overture e Tintagel (CDs 3, 4 e 5 de 5 - final)

Vamos aos dois últimos discos com as sinfonias de Arnold Bax. Ouvi dois dos três discos esta manhã (o quinto disco é entrevistas), curtindo os meus últimos momentos de férias e me impressionei com a Sinfonia no. 5. Gostei da expressividade da obra. Bax foi importante compositor inglês que buscou mesclar Romantismo e Impressionismo a influências da cultura celta. Suas obras possuem uma complexidade invulgar na linguagem bem elaborada. Além de compositor, Bax também foi poeta, seguidor da influência de Yeats, o grande poeta inglês do final do século XIX e início do século XX. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Arnold Bax (1883-1953) - 

DISCO 03

Symphony No. 5 in C sharp minor
01. I. Poco lento - Allegro con fuoco - Dolce meno mosso - A tempo I (Allegro con fuoco) - Moderato - T
02. II. Poco lento - Molto tranquillo - Tempo I
03. III. Poco moderato - Allegro - Lento - Tempo I (Allegro) - Epilogue. Doppio movimento alla breve -

Symphony No. 6 in C major
04 I. Moderato - Allegro con fuoco
05.II. Lento, molto expressivo
06.III. Introduction.Lento moderato

DISCO 04

Rogue's Comedy Overture
01. Rogue's Comedy Overture

Tintagel
02. Tintagel

Symphony No. 7 in A flat major
03. I. Allegro - Poco meno mosso - Tempo I - Poco largamente - Tempo I
04. II. Lento. Più mosso
05. III. Theme and variations

DISCO 05

01. Introduction
02. Bax and Vaughan Williams
3. Bax and his musical influences
4. First Symphony
5. Second Symphony and Third Symphony
6. Fourth Symphony
7. Fifth Symphony
8. Sixth Symphony
9. Seventh Symphony
10. Epilogue

Você pode comprar este disco na Amazon

BBC Philharmonic
Vernon Handley, regente

BAIXAR AQUICD03
BAIXAR AQUICD04
BAIXAR AQUICD05

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Franz Schubert (1797-1828) - Fantasy in C Major, D760 ''Wanderer', Piano Sonata No.16 in A minor, D.845, Piano Sonata No. 19 in C minor, D.958 etc

Maurizio Pollini é um pianista italiano - e um dos maiores que já tocaram o instrumento. Atualmente, interpreta como se fosse um monge venerável. Ele une refinamento, rigor técnico e uma sensibilidade extrema e até cerebral. Os três discos dessa caixa são reedições de materiais já lançados pela DG. A qualidade do som é notável e a primeira obra que abre os trabalhos é Fantasia Wanderer. Serve de cartão de visitas. Insere-nos no mundo schubertiano tão taciturno, tão colorido, tão cheio de matizes. A linguagem é inconfundível. Excelente material! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) -

DISCO 01

Fantasy in C Major, D760 ''Wanderer'
01. 1. Allegro con fuoco ma non troppo
02. 2. Adagio

03. 3. Presto
04. 4. Allegro

Piano Sonata #16 in A minor, D.845
05. 1. Moderato
06. 2. Andante, poco mosso

07.  3. Scherzo (Allegro vivace) - Trio (Un poco piu lento)
08. 4. Rondo (Allegro vivace)

DISCO 02

Piano Sonata #19 in C minor, D.958
01. 1. Allegro
02. 2. Adagio
03. 3. Menuetto (Allegro)
04. 4. Allegro

Piano Sonata #20 in A, D.959
05. 1. Allegro
06. 2. Andantino
07. 3. Scherzo (Allegro vivace)
08. 4. Rondo (Allegretto)

DISCO 03

Piano Sonata #21 in B flat, D.960
01. 1. Molto moderato
02. 2. Andante sostenuto
03. 3. Scherzo (Allegro vivace con delicatezza)
04. 4. Allegro ma non troppo

Allegretto in C minor, D.915
05 - Allegretto in C minor, D.915

3 Klavierstucke, D.946
06. No.1 in E flat minor (Allegro assai)
07. No.2 in E flat (Allegretto)
08. No.3 in C (Allegro)

Você pode comprar este disco na Amazon

Maurizio Pollini, piano

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02
BAIXAR AQUICD03

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Jazz - The Best Of Blue Note

Hoje é quinta-feira. Como eu tenho feito de forma regular desde o início do ano, procuro postar um disco de jazz nesse dia. Escuto o disco e logo em seguida compartilho o material. Penso que o jazz seja uma das músicas que possuem mais energia potencializada. Ele é capaz de arrancar sensações represadas em centros gravitacionais escondidos em nós mesmos. É sempre uma experiência prazerosa ouvir jazz, porque a música fala com o lado primitivo que mora em nós e vive em busca da sensualidade energizante depositada no virtuosismo do ritmo. O presente disco reúne um conjunto de canções que fazem parte da história do movimento e traz nomes como Thelonius Monk, Art Blakey, Sonny Clark, Wayne Shorter, Horace Silver, Sonny Rollins, John Coltrane e nomes mais recentes como a ninfeta Norah Jones. Não deixe de ouvir este disco. São duas horas e vinte minutos de puro prazer. Uma boa apreciação!

01.  Sidney Bechet - Summertime
02.  Thelonious Monk - Round Midnight
03.  Bud Powell - A Night In Tunisia
04.  Clifford Brown - Brownie Eyes
05.  John Coltrane - Blue Train
06.  Sonny Rollins - Tune Up
07.  Art Blakey & The Jazz Messengers - Moanin'
08.  Sonny Clark - Cool Struttin'
09.  Lou Donaldson - Blues Walk
10.  Cannonball Adderley - Somethin' Else
11.  Jimmy Smith - Back At the Chicken Shack
12.  Kenny Burrell - Chitlins Con Carne
13.  Lee Morgan - The Sidewinder
14.  Wayne Shorter - Speak No Evil
15.  Herbie Hancock - Maiden Voyage
16.  Horace Silver - Song For My Father
17.  Donald Byrd - Black Byrd
18.  Us3 - Cantaloop (Flip Fantasia) [feat. Rahsaan & Gerard Presencer]
19.  Cassandra Wilson - Come On In My Kitchen
20.  Norah Jones - Cold Cold Heart
21.  Robert Glasper - Afro Blue (feat. Erykah Badu)
22.  Gregory Porter - Liquid Spirit

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI - parte1
BAIXAR AQUI - parte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!