sábado, 22 de novembro de 2014

Rimsky-Korsakov (1844-1908) - Sheherezade, Op. 35, Alexander Borodin (1833-1887) - In The Steppes Of Central Asia e Mily Balakirev (1837-1910) - Islamey

Eis um disco de alma genuinamente russa. Dizer que gostei de tudo que ouvi aqui é tautológico. O destaque fica na obra de Rimsky-Korsakov, Sheherazade, uma das obras mais bonitas e poderosas da música russa. Nesta obra Korsakov prova que foi um dos maiores orquestradores da história. Tudo é bonito na obra. As passagens de violino; os metais que aparecem esfuziantes; e todo o conjunto de percussão da orquestra. Julgo que o tema inicial da obra, quando o violino se apresenta, é um dos mais brilhantes que já foram escritos. Korsakov conseguiu capturar com maestria o drama da história de Sheherezade, extraída de As mil e uma noites. A outra obra é a bela e evocativa Nas estepes da Ásia Central, de Borodin.  Ainda aparece Balakirev. Bonito disco! Vale a pena ouvir. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Rimsky-Korsakov (1844-1908) - 

Sheherezade, Op. 35
01. I. The Sea and Sinbad's Ship
02. II. The Story of the Kalendar Prince
03. III. The Young Prince and Princess
04. IV. Festival at Baghdad - The Sea

Alexander Borodin (1833-1887) - 

In The Steppes Of Central Asia
05. Borodin - In The Steppes Of Central Asia

Mily Balakirev (1837-1910) - 

Islamey
06. Islamey

Você pode comprar este disco na Amazon

Kirov Orchestra, Marhnsky Theatre, St. Petersburg
Valéry Gergiev, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Giuseppe Verdi (1813-1901) - Messa de Requiem; Quattro Pezzi sacri

Primeira postagem do dia - e certamente com uma das obras com finalidades religiosas mais famosas, entre aquelas que já foram escritas. O Réquiem de Verdi é apoteótico; de uma grandiosidade dramática; de uma grandiloquência insuperável. Verdi entendia desse mundo do drama. Foi um dos maiores escritores de óperas da história. Quem escreveu obras como Aida, Nabuco ou La Traviata sabia o que queria quando tencionou escrever a sua Missa de Réquiem. Aparece ainda a obra Quatro peças sacras, também, bastante bonita. Aqui temos uma versão histórica, gravada por Fritz Reiner à frente da Filarmônica de Viena. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Giuseppe Verdi (1813-1901) - 

DISCO 01

 Messa da Requiem
01. 1. Requiem
02. 2. Dies irae
03. 3. Tuba mirum
04. 4. Liber scriptus
05. 5. Quid sum miser
06. 6. Rex tremendae majestatis
07. 7. Recordare
08. 8. Ingemisco
09. 9. Confutatis
10. 10. Lacrimosa
11. 11. Domine Jesu Christe
12. 12. Hostias

DISCO 02

01. IV. Sanctus
02. V. Agnus Dei
03. VI. Lux aeterna
04. VII. Libera Me - Libera Me
05. VII. Libera Me - Dies irae
06. VII. Libera Me - Requiem aeternam
07. VII. Libera Me - Libera me

Quattro Pezzi sacri
08. I. Ave Maria
09. II. Stabat mater
10. III. Laudi alla Vergine Maria
11. IV. Te Deum

Você pode comprar este disco na Amazon

Wiener Philharmoniker
Fritz Reiner, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Make Money at : http://bit.ly/copy_win

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Piano Sonatas 25 - 32; Bagatelles (CDs 7, 8 e 9 de 9 - final)

Terminanos com esta postagem a disponibilização dessa fenomenal caixa. Escutei com bastante devoção os nove discos do material. Kovacevich se mostrou, acima de tudo, cerebral em sua abordagem a essas obras da sensibilidade beethoveana. Nestes últimos três discos, encontramos as sonatas que vão de 26 a 32, ou seja, aquelas que compõem o plano de composição final do grande gênio. São obras de forte e intensa passionalidade. É só ouvir, por exemplo, a número 29, que reputo como uma das mais sensacionais obras de Beethoven. Vão ainda, no último disco, algumas das Bagatelas de Beethoven. Não deixe de ouvir! Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 07

01. Piano Sonata No.26 in Es-dur, Op.81a, 'Les Adieux' - I. Adagio-Allegro
02. Piano Sonata No.26 in Es-dur, Op.81a, 'Les Adieux' - II. Andante espressivo
03. Piano Sonata No.26 in Es-dur, Op.81a, 'Les Adieux' - III. Vivacissimamente
04. Piano Sonata No.27 in e-moll, Op.90 - I. Con vivacita e sempre con sentimento ed espressione
05. Piano Sonata No.27 in e-moll, Op.90 - II. Non troppo vivace e cantabile assai
06. Piano Sonata No.28 in A-dur, Op.101 - I. Allegretto ma non troppo
07. Piano Sonata No.28 in A-dur, Op.101 - II. Vivace alla Marcia
08. Piano Sonata No.28 in A-dur, Op.101 - III. Adagio, ma non troppo, con affetto
09. Piano Sonata No.28 in A-dur, Op.101 - IV. Allegro risoluto
10. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - I. Vivace ma non troppo
11. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - II. Prestissimo
12. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - III. Andante molto cantabile e espressivo
13. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - Var. I. Molto espressivo
14. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - Var. II. Leggermente
15. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - Var. III. Allegro vivace
16. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - Var. IV. Un poco meno andante, cioe, un poco piu adagio del tema
17. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - Var. V. Allegro, ma non troppo
18. Piano Sonata No.30 in E-dur, Op.109 - Var. VI. Tempo I del tema

DISCO 08

01. Piano Sonata No.29 in B-dur, Op.106 'Hammerklavier' - I. Allegro
02. Piano Sonata No.29 in B-dur, Op.106 'Hammerklavier' - II. Scherzo. Assai vivace
03. Piano Sonata No.29 in B-dur, Op.106 'Hammerklavier' - III. Adagio sostenuto
04. Piano Sonata No.29 in B-dur, Op.106 'Hammerklavier' - IV. Largo - Allegro risoluto
05. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - I. Moderato cantabile molto espressivo
06. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - II. Allegro molto
07. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - III. Adagio ma non troppo
08. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - Adagio, ma non troppo - Arioso dolente
09. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - IV. Fuga. Allegro ma non troppo
10. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - L'istesso tempo di Arioso
11. Piano Sonata No.31 in As-dur, Op.110 - L'istesso tempo della Fuga poi a poi di nuovo vivente

DISCO 09

01. Piano Sonata No.32 in c-moll, Op.111 - I. Maestoso - Allegro con brio ed appassionato
02. Piano Sonata No.32 in c-moll, Op.111 - II. Arietta. Adagio molto semplice e cantabile
03. Bagatelle, Op.119 - I. Allegretto
04. Bagatelle, Op.119 - II. Andante con moto
05. Bagatelle, Op.119 - III. A l'Allemande
06. Bagatelle, Op.119 - IV. Andante cantabile
07. Bagatelle, Op.119 - V. Risoluto
08. Bagatelle, Op.119 - VI. Andante
09. Bagatelle, Op.119 - VII. Allegro, ma non troppo
10. Bagatelle, Op.119 - VIII. Moderato cantabile
11. Bagatelle, Op.119 - IX. Vivace moderato
12. Bagatelle, Op.119 - X. Allegramente
13. Bagatelle, Op.119 - XI. Andante, ma non troppo
14. Bagatelle, Op.126 - I. Andante con moto
15. Bagatelle, Op.126 - II. Allegro
16. Bagatelle, Op.126 - III. Andante
17. Bagatelle, Op.126 - IV. Presto
18. Bagatelle, Op.126 - V. Quasi allegretto
19. Bagatelle, Op.126 - VI. Presto - Andante amabile e con moto

Você pode comprar este disco na Amazon

Stephen Kovacevich, piano

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2
BAIXAR AQUIparte3

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Make Money at : http://bit.ly/copy_win

Carl Orff (1895-1982) - Carmina Burana

Carmina Burana, composição para coro de Carl Orff, talvez seja uma das obras mais populares e executadas do século XIX. Ouvi-la é uma experiência sempre de esplêndido deleite. Ao contrário do que se pensa quando se escuta obra, o texto não é apocalíptico em sentido negativo, mas satírico e irreverente. Em sua maioria, os textos evocam intenções picantes. Carmina Burana é o nome dado ao conjunto de textos seculares escritos no século XIII em latim da Idade Média, com trechos em alemão anterior ao do período da Idade Moderna. Era lido fora dos mosteiros: em tavernas; viajantes e aventureiros levavam as suas histórias. Carl Orff talvez seja um dos homens mais felizes do século XX, ligado ao campo da arte, pois musicalizou vinte 24 desses poemas. Não deixe de ouvir essa excelente interpretação com Michael Tilson Thomas à frente da Cleveland Orchestra. Uma boa apreciação!

P.S. Ao fundo, na capa do disco, o Jardim das Delícias Terrenas, de Hieronymus Bosch, que tem tudo a ver com o espírito da obra.

Carl Orff (1895-1982) - Carmina Burana

01. Fortuna Imperatrix Mundi _ 1 'O Fortuna'
02. Fortuna Imperatrix Mundi _ 2 'Fortune plango vulnera'
03. I. Primo vere _ 1 'Veris leta facies'
04. I. Primo vere _ 2 'Omnia sol temperat'
05. I. Primo vere _ 3 'Ecce gratum'
06. I. Uf dem anger _ 1 Tanz
07. I. Uf dem anger _ 2 'Floret silva'
08. I. Uf dem anger _ 3 'Chramer, gip die varwe mir'
09. I. Uf dem anger _ 4 Reie
10. I. Uf dem anger _ 4 'Swaz hie gat umbe' - 'Chume, chum geselle min' - 'Swaz h
11. I. Uf dem anger _ 6 'Were diu werlt alle min'
12. II. In Taberna _ 1 'Estuans interius'
13. II. In Taberna _ 2 'Olim lacus colueram'
14. II. In Taberna _ 3 'Ego sum abbas'
15. II. In Taberna _ 4 'In taberna quando sumus'
16. III. Cour d'amours _ 1 'Amor volat undique'
17. III. Cour d'amours _ 2 'Dies, nox et omnia'
18. III. Cour d'amours _ 3 'Stetit puella'
19. III. Cour d'amours _ 4 'Circa mea pectora'
20. III. Cour d'amours _ 5 'Si puer cum puellula'
21. III. Cour d'amours _ 6 'Veni, veni, venias'
22. III. Cour d'amours _ 7 'In trutina'
23. III. Cour d'amours _ 8 'Tempus est iocundum'
24. III. Cour d'amours _ 9 'Dulcissime'
25. Blanziflor et Helena _ 'Ave formosissima'
26. Fortuna Imperatrix Mundi _ 'O Fortuna' [bis]

Você pode comprar este disco na Amazon

Cleveland Orchestra
Michael Tilson Thomas, regente
Judith Blegen, soprano
Peter Binder, barítino
Kenneth Riegel, tenor

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Jazz - Miles Davis (1926-1991) - At Plugged Nickel Chicago

Começo besta, mas que serve de musculatura para o mote. Parafraseando o pensamento de Descartes, afirmamos: hoje é quinta-feira, logo é dia de jazz! A coordenativa conclusiva serve apenas para justificar o momento. Afinal, todo dia é dia de jazz! Vamos a mais um disco de Miles Davis. Acredito, em meu diletantismo, que Miles personifique a personalidade do Jazz como estilo que possui, no improviso e na história marginal, a sua razão fundadora. Neste disco gravado ao vivo, percebemos o quanto o artista gostava do caos, das algazarras e dos improvisos. Isso é jazz! Disco maravilhoso! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Miles Davis (1926-1991) - At Plugged Nickel Chicago

DISCO 01

01 - Walkin'
02 - Agitation
03 - On Green Dolphin Street
04 - So What
05 - The Theme

DISCO 02

01 - 'Round Midnight
02 - Stella By Starlight
03 - All Blues
04 - Yesterdays
05 - The Theme

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Make Money at : http://bit.ly/copy_win

Sergey Taneyev (1856-1915) - Piano Quintet in G minor Op.30 e Piano Trio in D Op.22

Sensacional este disco! Sergei Taneyev foi um sujeito talentoso, habilidoso. Estabeleceu contatos sociais bastante interessantes. Conseguia singrar o oceano da nobreza russa do século XIX e gozar de grande respeito. Possuía um profundo conhecimento de composição musical. Sendo que, quando jovem, chegou a ser aluno de Tchaikovsky, o que já gera pelo menos uma certa curiosidade em relação aos seus trabalhos. Neste disco delicioso, temos três importantes músicos interpretando algumas obras camerísticas do compositor - Pletnev (piano), Vadim Repin (violino) e Lynn Harrell (violoncelo). Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Sergey Taneyev (1856-1915) - 

Piano Quintet in G minor Op.30
01. I- Introduzione. Adagio mesto
02. II- Scherzo. Presto - Moderato teneramente -...
03. III- Largo
04. IV- Finale. Allegro vivace - Moderato maestoso

Piano Trio in D Op.22
05. I- Allegro
06. II- Allegro molto - Tema con variazioni - Tempo I - Mo...
07. III- Andante espressivo
08. IV- Finale. Allegro con brio

Você pode comprar este disco na Amazon

Vadim Repim, violino
Lynn Harrell, violoncelo
Mikhael Pletnev, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Alban Berg (1885-1935) - Lulu-Suite, Drei Orcheserstücke op. 6 e Fünf Orchesterlieder op. 4

Belíssimo disco para fechar bem a noite. O disco traz a música de Alban Berg, esse que foi um aluno genial de Schoenberg e que, mais tarde, escreveu o seu nome na música do século XX. Adepto do sistema dodecafônico, Alban Berg é o mais lírico dos compositores da Segunda Escola de Viena, que ainda tinha Schoenberg e Anton Webern. Neste disco temos algumas de suas obras monumentais, regidas pelo grande Claudio Abbado. É um disco para ouvir com bastante atenção. Não deixe de fazê-lo. Uma boa apreciação!

Alban Berg (1885-1935) - 

Lulu-Suite
01. Rondo. Andante (Introduzione) - Hymne. Sostenuto   
02. Ostinato. Allegro  
03. Lied der Lulu. Comodo  
04. Variationen. Moderato - Tema. Subito a tempo moderato  
05. Adagio. Sostenuto - Lento - Grave   

Drei Orcheserstücke op. 6
06. Praeludium. Langsam   
07. Reigen. Anfangs etwas zögernd - Leicht beschwingt 
08. Marsch. Mässiges Marschtempo  

Fünf Orchesterlieder op. 4
09. Seele, wie bist du schöner   
10. Sahst du nach dem Gewitterregen den Wald 
11. über die Grenzen des All  
12. Nichts ist gekommen  
13. Hier ist Friede  

Você pode comprar este disco na Amazon

London Symphony Orchestra
Claudio Abbado, regente
Margaret Price, soprano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Make Money at : http://bit.ly/copy_win

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Triple Concerto for piano, violin, cello and orchestra in C major e Johannes Brahms (1833-1897) - Double Concerto for violino, cello and orchestra in A minor

Belíssimo disco! Traz uma seleção de músicos que não é encontrado em qualquer lugar - Fricsay, Fournier, Starker, Anda etc. Coisa finíssima! Os dois concertos aqui apresentados são expansivos, grandiosos, envolventes e dignificadores dos melhores sentimentos. Primeiro aparece o chamado Concerto Triplo de Beethoven, de uma eloquência e elegância típicas do compositor. Logo em seguida, vem Brahms com o seu Concerto Duplo, que também é uma das suas grandes obras. Essa matemática do "multiplicativo" dá a cada um de nós um discernimento da grandeza e da beleza. Imperdível! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

Triple Concerto for piano, violin, cello and orchestra in C major *
01. 1. Allegro
02. 2. Largo - attacca
03. 3. Rondo alla Polacca

Johannes Brahms (1833-1897) - 

Double Concerto for violino, cello and orchestra in A minor
01. 1. Allegro
05. 2. Andante
06. 3. Vivace non troppo

Você pode comprar este disco na Amazon

Radio-Symphonie-Orchester Berlin
Ferenc Fricsay, regente
Géza Anda, piano
Wolfgang Schneiderhan, violino
Pierre Fournier, violoncello*
Janos Starker, violoncelo

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) - Missa De Beata Virgine e Missa Ave Maria

É sempre motivo de inominável alegria ouvir a música de Giovanni Pierluigi da Palestrina. Cada obra nova - ou cada vez que vou à sua música - sou confrontado e consolado por numerosas emoções agradáveis. Palestrina foi grande. É o "Bach católico", o príncipe do s compositores. Aquele que dominou a música do século XVI. Sua polifonia é altamente refinada. Possui uma arquitetura luminosa. Estética e espiritualmente parecemos contemplar a face dos anjos cada vez que ouvimos a sua música suave. Este disco é imperdível. Vale a pena investir cada minuto na audição! Uma devotada apreciação!

Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) - 

Missa De Beata Virgine
01. 1. Kyrie
02. 2. Glori
03. 3. Credo
04. 4. Sanctus & Benedictus
05. 5. Agnus Dei

Missa Ave Maria
06. 1. Kyrie
07. 2. Gloria
08. 3. Credo
09. 4. Sanctus & Benedictus
10. 5. Agnus Dei

Você pode comprar este disco na Amazon

The Choir of Westminster Cathedral 
James O'Donnell, direção


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Quintet in A major for clarinet, two violins, viola and cello, KV 581 e Quintet in E-flat major for Horn, Violin, two violas and cello, KV 407

Sensacional este disco! A sonoridade é espantosa. Vale mencionar ainda que temos aquelas obras camerísticas de Mozart sempre necessárias e confortantes - dois quintetos, KV 581 e KV 407. São interpretadas pelo excelente Panocha Quartet, de origem checa. Já postei algumas outras coisas com ele. Se não estou enganado, recordo-me de Janacek. Convido-o a ter bons momentos com este disco com a música entusiasmante do compositor austríaco. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Quintet in A major for clarinet, two violins, viola and cello, KV 581
01. 1 - Allegro
02. 2 - Larghetto
03. 3 - Menuetto
04. 4 - Allegretto con variazioni

Quintet in E-flat major for Horn, Violin, two violas and cello, KV 407
05. 1 - Allegro
06. 2 - Andante
07. 3 - Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Panocha Quartet
Bohuslav Zahrandnik, clarinete
Frantisek Langweil, horn

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Franz Joseph Haydn (1732-1809) - Cello Concerto in C-major, Hob.VIIb-1, Cello Concerto in D-major , Hob.VIIb-2 e Sinfonia Concertante

Eita disquinho bom! O que impressiona aqui não é somente a sonoridade. É todo o conjunto - Haydn, as obras para cello, Kuijken, a  La Petite Bande etc. Em minha humilde, simplória opinião, o Concerto para violoncelo em C maior é uma das joias que já foram escritas para o instrumento. É curiosa a afirmação para cima, o clima festivo e a beleza evocada do instrumento. Francisco José sabia o que fazia. Não é para menos que o moço viveu mais de 80 anos. Escreveu mais de cem sinfonias. Dezenas e dezenas de quartetos de cordas, trios, sonatas etc. Era um baita compositor esse Haydn. Não deixe de ouvir esse excelente disco. Uma boa apreciação!

Franz Joseph Haydn (1732-1809) - 

Cello Concerto in C-major, Hob.VIIb-1
01. I. Moderato
02. II. Adagio
03. III. Allegro molto

Cello Concerto in D-major , Hob.VIIb-2
04. I. Allegro molto
05. II. Adagio
06. III. Allegro

Sinfonia Concertante
07. I. Allegro
08. II. Andante
09. III. Allegro con spirito

Você pode comprar este disco na Amazon

La Petite Bande
Sigiswald Kuijken, diretor
Hidemi Suzuki, violoncelo


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) - Discovery of Brazil (Descobrimento do Brasil), Suites Nos. 1 - 4

É sempre bom ouvir Villa-Lobos. Já postar o grande compositor não é uma experiência das mais agradáveis. Existe "uma patrulha" fiscalizando a divulgação de qualquer material do grande compositor na rede. Espero não incorrer em agravos demasiados, mas, hoje, eu não poderia deixar de postá-lo, pois em 17 de novembro é aniversário da morte desse que é o nosso maior compositor - o menino inquieto e brincalhão e, que, quando adulto, acabou revelando para o mundo um pedaço da natureza e da cultura do nosso país. Ouvir Villa-Lobos é praticar um gesto de civilidade em favor do Brasil. Nesta gravação realizada em 1993 por Roberto Duarte, em Bratislava, República Checa, temos as Quatro Suites de O descobrimento do Brasil, obra de 1937. Trata-se de uma obra de louvor ao Brasil. Foi composta no período do nacionalismo extremo do governo Vargas. A intenção inicial era fazer da obra a trilha sonora do filme O descobrimento do Brasil, de Humberto Mauro. Havia nesse mister uma aproximação com aquilo que Prokofiev havia feito com Alexander Nevsky, grande libertador russo, para o filme homônimo de Eisenstein. Mas a obra do Villa ganhou contornos e relevância própria. É um belíssimo trabalho. Percebe-se claramente as formas arrojadas para imprimir uma atmosfera faustosa, de grandiloquência. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Heitor Villa-Lobos (1887-1959) - 

01 Discovery of Brazil, Suite no.1- Introducao (Largo)
02 Discovery of Brazil, Suite no.1- Alegria
03 Discovery of Brazil, Suite no.2- Impressao moura
04 Discovery of Brazil, Suite no.2- Adagio sentimental
05 Discovery of Brazil, Suite no.2- A Cascavel
06 Discovery of Brazil, Suite no.3- Impressao iberica
07 Discovery of Brazil, Suite no.3- Festa nas selvas
08 Discovery of Brazil, Suite no.3- Ualaloce (visao dos navegantes)
09 Discovery of Brazil, Suite no.4- Procissao da Cruz
10 Discovery of Brazil, Suite no.4- Primeira missa no Brasil

Você pode comprar este disco na Amazon

Slovak Radio Symphony Orchestra (Brastilava)
Roberto Duarte, regente
Adam Blazo, barítono


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 16 de novembro de 2014

Robert Schumann (1810-1856) - Symphonie No 3 en mi bémol majeur op.97 'Rhenisch' e Symphonie No 1 en si bémol majeur op.38 'Spring'

Schumann foi um grande compositor. Também se enveredou pelo mundo das sinfonias. Escreveu ao todo quatro sinfonias, o mesmo número que Brahms, que era seu amigo. Suas sinfonias não ficaram na história como referências determinantes para o gênero como, por exemplo, as de Brahms ou Beethoven. Entre as suas quatro sinfonias, particularmente, gosto muito da sua "Primavera" e sua "Renana", justamente aquelas que aparecem neste disco sob a direção de Paavo Järvi. São aquelas que melhor exemplificam o romantismo do compositor. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Robert Schumann (1810-1856) - 

Symphonie No 3 en mi bémol majeur op.97 'Rhenisch'
01. Lebhaft 9:17
02. Scherzo. Sehr mässig 5:41
03. Nicht schnell 4:55
04. Feierlich 5:36
05. Lebhaft 5:34
   
Symphonie No 1 en si bémol majeur op.38 'Spring'
06. Andante un poco maestoso -... 11:18
07. Larghetto 6:04
08. Scherzo. Molto vivace 5:27
09. Allegro animato e grazioso 8:39

Você pode comprar este disco na Amazon

The Deutsche Kammerphilharmonie Bremen
Paavo Järvi, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Symphonies 1, 6, 7 & 9 (CDs 4, 5 e 6 de 6 - final)

Com este post, nós concluímos a presente caixa com obras de Stravinsky e Shostakovich - isso em dois momentos. Os primeiros três discos foram postados a semana passada - com obras de Stravinsky. Desta vez, aparecem quatro sinfonias de Dmitri Shostakovich - as de número 1, 7, 6 e 9. São trabalhos com extensões variadas. Por exemplo, temos a curtíssima no. 1, a longa e épica Leningrado e as irônicas 6 e 9. Como no outro post, Leo Bernstein está bem, muito bem. Mas acredito que os três discos não tragam gravações que sirvam de referência. Há gravações mais interessantes desses mesmos trabalhos. Por exemplo, aquelas gravadas por Barshai ou Haitink. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

DISCO 04

Symphony 1 op 10
01. I. Allegretto - Allegro non troppo
02. II. Allegro - Meno mosso - Allegro - Meno mosso
03. III. Lento - Largo - [Lento]~
04. IV. Allegro molto - Lento - Allegro molto - Me

Symphony 7 op 60 'Leningrad'
05. I. Allegretto

DISCO 05

01. II. Moderato
02. III. Adagio
03. IV. Allegro non troppo

Chicago Symphony Orchestra

DISCO 06

Symphony 6 op 54
01.  I. Largo
02. II. Allegro
03. III. Presto

Symphony 9 op 70
04. I. Allegro
05. II. Moderato
06. III. Presto
07. IV. Largo
08. V. Allegretto

Wiener Philharmoniker
Leonard Bernstein, regente

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 15 de novembro de 2014

Dmitri Shostakovich (1905-1975) - Violin Concerto No. 1 in A minor e Gustav Mahler (1860-1911) - Symphony No. 5 in C sharp minor

Postagem última do dia. Procurei um disco para ouvir (entre aqueles que estão separados) e me decidi por esta gravação ao vivo com duas obras de grande envergadura. A primeira das duas obras é o sisudo Concerto para violino no. 1, de Shostakovich. E a segunda obra é a Quinta de Mahler, que dispensa maiores apresentações. Fiquei mais decidido a postar este disco em decorrência da presença do grande regente Valéry Gergiev, um dos maiores da atualidade. Gosto bastante de suas interpretações. Vê-lo atuando também enche os olhos. Não deixe de ouvir e apreciar!

Dmitri Shostakovich (1905-1975) - 

Violin Concerto No. 1  in A minor 38’

Gustav Mahler (1860-1911) - 

Symphony No. 5 in C sharp minor 70’

Você pode comprar este disco na Amazon

Mariinsky Theatre Orchestra, St. Petersburg
Valery Gergiev, regente
Sergei Khachatryan, violino

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Réquiem, K. 626 e Adagio and Fugue in C minor for strings K546

Já fazia um certo tempo que eu não escutava o Réquiem de Mozart - e ainda mais numa interpretação de alto nível. O KV 626, de Mozart, talvez seja uma das obras para coro que tenham maior popularidade. E não é para menos. A obra é dramática. Destila uma espiritualidade agonizante e bela, digna de quem entrega a alma dos mortos à eternidade. É uma das últimas obras do compositor. Mozart não a concluiu. Coube ao seu discípulo fazê-lo. Vamos ao excelente trabalho de Herbert von Karajan. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Réquiem, K. 626
01. Introitus - Requiem
02. Kyrie
03. Sequentia_ 1. Dies Irae
04. Sequentia_ 2. Tuba mirum
05. Sequentia_ 3. Rex Tremendae
06. Sequentia_ 4. Recordare
07. Sequentia_ 5. Confutatis
08. Sequentia_ 6. Lacrimosa
09. Offfertorium_ 1. Donine Jesus
10. Offfertorium_ 2. Hostias
11. Sanctus
12. Benedictus
13. Agnus Dei
14. Communio_ Lux aeterna

Adagio and Fugue in C minor for strings K546
15. Adagio and Fugue in C minor for strings K546

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Hebert von Karajan, regente
Wilma Lipp,soprano
Hilde Rössel-Majdan, alto
Auton Dermota, tenor
Walter Berry, baixo

BAIXAR AQUI 

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Piano Sonatas 12 - 25 (CDs 4, 5 & 6 de 9)

Sigamos com as postagens dessa caixa especial. Nesta postagem surgem mais três discos, que devem ser escutados com o máximo possível de devoção, contrição e oração aos deuses da beleza. Trata-se de uma postagem que reúne as principais sonatas de Beethoven, ou seja, aquelas que se perenizaram como obras geniais e imorredouras - Quasi una Fantasia, Moonlight, Tempest, Waldstein, Appassionta etc. Kovacevich está imperdível aqui. Existe um recato, um respeito a esses trabalhos mas, ao mesmo tempo, uma expansividade, uma postura de virtuose diante desses fenomenais trabalhos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 04

Piano Sonata No.12 in As-dur, Op.26  
01. Andante con Variazioni
02. Var. I
03. Var. II
04. Var. III
05. Var. IV
06.  Var. V
07. II. Scherzo. Allegro molto
08. III. Marcia funebre sulla morte d'un Eroe
09. IV. Allegro

Piano Sonata No.13 in Es-dur, Op.27 No.1 'Quasi una Fantasia'
10. I. Andante
11. II. Allegro molto e vivace
12. III. Adagio con espressione
13. IV. Allegro vivace

Piano Sonata No.14 in cis-moll, Op.27 No.2, 'Moonlight'
14. I. Adagio sostenuto
15. II. Allegretto
16. III. Presto agitato

Piano Sonata No.15 in D-dur, Op.28 'Pastoral'
17. I. Allegro
18. II. Andante
19. III. Scherzo. Allegro vivace
20. IV. Rondo. Allegro ma non troppo

DISCO 05

Piano Sonata No.16 in G-dur, Op.31 No.1
01. I. Allegro vivace
02. II. Adagio grazioso
03. III. Rondo. Allegretto

Piano Sonata No.17 in d-moll, Op.31 No.2, 'Tempest'
04. I. Largo - Allegro
05. II. Adagio
06. III. Allegretto

Piano Sonata No.18 in Es-dur, Op.31 No.3
07. I. Allegro
08. II. Scherzo. Allegretto vivace
09. III. Menuetto. Moderato e grazioso
10. IV. Presto con fuoco

Piano Sonata No.19 in g-moll, Op.49 No.1
11. I. Andante
12. I. Rondo. Allegro

Piano Sonata No.20 in G-dur, Op.49 No.2
13. I. Allegro ma non troppo
14. II. Tempo di Menuetto

DISCO 06

Piano Sonata No.21 in C-dur, Op.53, 'Waldstein'
01. I Allegro con brio
02. II. Introduzione. Adagio molto
03. III. Rondo. Allegretto moderato

Piano Sonata No.22 in F-dur, Op.54
04. I. In Tempo d'un Menuetto
05. II. Allegretto

Piano Sonata No.23 in f-moll, Op.57, 'Appassionata'
06. I. Allegro assai
07. II. Andante con moto
08. III. Allegro ma non troppo

Piano Sonata No.24 in Fis-dur, Op.78
09. I. Adagio cantabile - Allegro ma non troppo
10. II. Allegro vivace

Piano Sonata No.25 in G-dur, Op.79
11. I. Presto alla tedesca
12. II. Andante
13. III. Vivace

Você pode comprar este disco na Amazon 

Stephen Kovacevich, piano 


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Antonio Vivaldi (1678-1741) - Dresden Concerti, Vol. 4

Finalizamos com esta postagem, a série de quatro discos com a música do "padre vermelho" Antonio Vivaldi. Antes de fazer estas postagens, havia passado um bom tempo sem ouvi-lo. Lamentável. Como a sua música é elegante e enlevante! Nesta série de quatro discos interpretados pela excelente Accademia I Filarmonici, essa percepção se acentua. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Antonio Vivaldi (1678-1741) - 

01. 01. Concerto RV 240 in Re minore - I. Allegro
02. 02. Concerto RV 240 in Re minore - II. Largo
03. 03. Concerto RV 240 in Re minore - III. Allegro
04. 04. Concerto RV 388 in Si minore - I. Allegro
05. 05. Concerto RV 388 in Si minore - II. Largo
06. 06. Concerto RV 388 in Si minore - III. Allegro
07. 07. Concerto RV 260 in Mi bemolle maggiore - I. Allegro
08. 08. Concerto RV 260 in Mi bemolle maggiore - II. Adagio
09. 09. Concerto RV 260 in Mi bemolle maggiore - III. Allegro
10. 10. Concerto RV 344 in La maggiore - I. Allegro
11. 11. Concerto RV 344 in La maggiore - II. Largo
12. 12. Concerto RV 344 in La maggiore - III. Allegro
13. 13. Concerto RV 224 in Re maggiore - I. [Allegro]
14. 14. Concerto RV 224 in Re maggiore - II. Largo
15. 15. Concerto RV 224 in Re maggiore - III. Allegro
16. 16. Concerto RV 219 in Re maggiore - I. Allegro
17. 17. Concerto RV 219 in Re maggiore - II. Largo
18. 18. Concerto RV 219 in Re maggiore - III. Allegro
19. 19. Concerto RV 213 in Re maggiore - I. Allegro
20. 20. Concerto RV 213 in Re maggiore - II. Largo
21. 21. Concerto RV 213 in Re maggiore - III. Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Accademia I Filarmonici
Cristiano Rossi, violino
Alberto Martini, direção


*Se possível, deixe um comentário. A participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Jazz - Thelonious Monk (1917-1982) & John Coltrane (1926-1967) - Riverside Records

Uma quinta-feira chuvosa. Cheia de intervalos. Mas, vamos a mais um excelente disco de Jazz.  E, dessa vez, temos uma disco rápido. Muito agradável. O disco traz dois pesos pesados do gênero - Thelonious Monk e John Coltrane. O estilo inconfundivelmente singular de Thelonious se mescla ao sensualismo do sax de John Coltrane. As gravações são dos anos de 1957 e 1958. São sensacionais. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Thelonious Monk (1917-1982) & John Coltrane (1926-1967) - 

(1) Ruby, My Dear - Thelonious Monk With John Coltrane
(2) Trinkle, Tinkle - Thelonious Monk With John Coltrane
(3) Off Minor - Thelonious Monk With John Coltrane
(4) Nutty - Thelonious Monk With John Coltrane
(5) Epistrophy - Thelonious Monk With John Coltrane
(6) Functional - Thelonious Monk With John Coltrane

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Make Money at : http://bit.ly/best_ti

Luigi Dallapiccola (1904-1975) - Complete works for Violin and piano, and piano

As informações sobre Luigi Dallapicolla, num primeiro momento, dão-nos conta de que ele foi um excelente pianista e um prolífico e criativo compositor. Isso pode ser atestado neste excelente disco da Naxos. Ainda não tinha escutado nada dele. Dallapiccola foi um dos primeiros compositores italianos a se render ao dodecafonismo schoerbergiano. Suas composições estão repletas de reflexões espirituais e forte conteúdo espiritual. Gostei tanto do disco, que o escutei por três vezes. Não deixe de ouvi-lo. Uma boa apreciação!

Luigi Dallapiccola (1904-1975) -

Sonatina canonica su capricci di Paganini (1943)
01. 1. Allegretto comodo 
02. 2. largo - vivacissimo - tempo primo
03. 3. Andante vivacissimo - tempo primo  
04. 4. Alla marcia: moderato  

Tre episodi dal balleto Marsta (1949) 
05. 1. Angoscioso  
06. 2. Ostinato  
07. 3. Sereno  

Quaderno musicale di Annalibera (1951-52) 
08. 1. Simbolo  
09. 2. Accenti 
10. 3. Contrapunctus primus 
11. 4. Linee  
12. 5. Contrapunctus secondus  
13. 6. Fregi 
14. 7. Anandantino amoroso e Contrapunctus tertius  
15. 8. Ritmi  
16. 9. Colore  
17. 10. Ombre  
18. 11. Quartina  

Inni - musica per tre pianoforti (1935) 
19. 1. Allegro molto sostenuto  
20. 2. Un poco adagio: funebre  
21. 3. Allegramente, ma solenne  

Due studi, for violin and piano (1946-47) 
22. 1. Sarabanda  
23. 2. Fanfara e fuga  

Tartianiana seconda, for piano and violin (1956) 
24. 1. Pastorale  
25. 2. Tempo di Bourée  
26. 3. Presto: leggerissimo  
27. 4. Variazioni   


Você pode comprar este disco na Amazon

Roberto Prosseda, piano
Duccio Ceccanti, violino

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Make Money at : http://bit.ly/best_tip

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Cello Sonata no 3 in A major e Cello Sonata no 5 in D major

Belíssimo disco! É excelente pela música, pelo compositor e pelos intérpretes. O conjunto de sonatas para violoncelo e piano de Beethoven são composições viscerais - aqui temos o 3 e 5. Eles guardam reflexões profundas, além de serem muito bonitos. Beethoven não era apenas um músico no sentido convencional. Era acima de tudo um idealista; alguém que tinha uma crença irrefreável na beleza e numa concepção otimista da existência. Os dois músicos - Kovacevich (piano) e Du Pré (violoncelo) - estão entre os grandes interprétes em seus respectivos instrumentos. Vale a pena ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

Cello Sonata no 3 in A major
01. I. Allegro ma non tanto
02. II. Scherzo ( Allegro molto)
03. IV. Allegro vivace
04. III. Adagia cantabile

Cello Sonata no 5 in D major
05. I. Allegro con brio
06. II. Adagio con molto sentimento d'affetto
07. III. Allegro - Allegro fugato

Você pode comprar este disco na Amazon

Jacqueline Du Pré, violoncelo
Stephen Kovacevich, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo

Fréderic Chopin (1810-1849) - Piano Concerto No.1 in E minor Op.11 e Piano Concerto No.2 in F minor Op.21

Fazia um certo tempo que esses concertos densamente românticos e carregados de emoção não surgiam por aqui. É bom ouvi-los. São líricos. Fluem como regatos coleantes em uma planície. Chopin foi um compositor de muita sensibilidade. Às vezes, quando escuto o compositor, fico a pensar nessa dimensão tão emotiva de suas músicas. Por exemplo, é só ouvir o Larghetto do segundo concerto para entender isso. Existe uma força espiritual nobre, uma leveza, como se Chopin reunisse em sua música todas as musas e estrelas do firmamento; como se caminhasse solitariamente; ele parece possuir as chaves que desatracam todos os segredos aprisionados e todas as dores não definíveis com palavras. De certa forma, este disco da Naxos não é dos melhores, mas nos fornece uma ideia dessa beleza, desse lirismo. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Fréderic Chopin (1810-1849) -

Make Money at : http://bit.ly/best_tips

ano Concerto No.1 in E minor Op.11
Fréderic Chopin (1810-1849) - 

Make Money at : http://bit.ly/best_tips

Piano Concerto No.1 in E minor Op.11
01. I. Allegro maestoso
02. II. Romance Larghetto
03. III. Rondo Vivace

Piano Concerto No.2 in F minor Op.21
04. I. Maestoso
05. II. Larghetto
06. III. Allegro vivace

Você pode comprar este disco na Amazon

Budapeste Symphony Orchestra
Gyula Németh, regência
István Székely, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo


Make Money at : http://bit.ly/best_tips

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Joseph Haydn (1732-1809) - The 6 "Paris" Symphonies

As Sinfonias de Paris constituem um conjunto de seis obras compostas por Joseph Haydn. O compositor austríaco era bastante querido pelos franceses. Havia na França um importante séquito de convenções, representado por amantes da música e que incluía os maiores músicos da Europa. As obras foram encomendadas para serem apresentadas por uma grande orquestra e assim aconteceu. Elas fizeram um enorme sucesso. São de alto nível. Possuem elegância e tons fortemente aristocráticos, o que as enquadravam perfeitamente à cena francesa. A interpretação oferecida por Bernstein é maravilhosa. Dispensa maiores apresentações. É ouvir e se deliciar. Acredito que já tenha postados essas mesmas sinfonias com Harnoncourt e Karajan. E agora aparece com o Leo Bernstein, que reputo como a melhor interpretação. Uma boa apreciação!

Joseph Haydn (1732-1809) - 

DISCO 01

Symphony No. 82 in C major, H. 1/82 "L'Ours"
01. Vivace (assai)  listen      
02. Allegretto    
03. Menuet   
04. Finale. Vivace (assai)    

Symphony No. 83 in G minor, H. 1/83 "La Poule"
05. Allegro spiritoso   
06. Andante   
07. Menuet. Allegretto    
08. Finale. Vivace

Symphony No. 84 in E flat major, H. 1/84
09. Largo. Allegro    
10. Andante    
11. Menuet. Allegro    
12. Finale. Vivace

DISCO 02

Symphony No. 85 in B flat major, H. 1/85 "La Reine"
01. Adagio vivace    
02. Romance. Allegretto  
03. Menuet. Allegretto   
04. Finale. Presto  

Symphony No. 86 in D major, H. 1/86
05. Adagio. Allegro spiritoso   
06. Capriccio. Largo 
07. Menuet. Allegretto  
08. Finale. Allegro con spirito   

Symphony No. 87 in A major, H. 1/87
09. Vivace  
10. Adagio  
11. Menuet    
12. Finale. Vivace   

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmoniker
Leonard Bernstein, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Johannes Brahms (1833-1897) - Violin Concerto in D, Op.77, Hungarian Dances, Béla Bartók (1881-1945) - Rhapsody Nos 1 & 2; Roumanian Folk Dances etc

Eis aí um disco bastante agradável. Começa com o poderoso e mavioso Concerto para violino e orquestra, o famoso Op. 77, de Brahms. Bela e delicada interpretação de Leonidas Kavakos ao violino, alternando momentos mais líricos e outros mais sérios. As outras duas obras que se seguem são as Rapsódias para violino e piano números 1 e 2 de Bartok, de feições bem nacionalistas. E o disco finaliza com duas das famosas Danças Húngaras, novamente, de Brahms. Disco bastante convincente. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1897) - 

Violin Concerto in D, Op.77
01. 1. Allegro non troppo
02. 2. Adagio
03. 3. Allegro giocoso, ma non troppo vivace - Poco piu presto

Béla Bartók (1881-1945) -

Rhapsody No.1 for Violin and Piano
04. 1. Moderato (Lassu)
05. 2. Allegretto moderato (Friss)

Rhapsody for Violin and Orchestra No. 2 Sz 90
06. 1. Lassu Moderato
07. 2. Friss Allegro moderato

Johannes Brahms (1833-1897) - 

08. Hungarian Dance No.1 in G minor
09. Hungarian Dance No.2 in D minor
10. Hungarian Dance No.6 in B Flat
11. Hungarian Dance No.11 in D Minor

Béla Bartók (1881-1945) -

Roumanian Folk Dances, Sz. 56, BB 68
12. I. Jocul cu Bata

Roumanian Folk Dances, Sz. 56, BB 68
13. II. Braul
14. III. Pe Loc
15. IV. Buciumeana
16. V. 'Poarga' Romaneasca
17. VI. Manuntelul 1, Manuntelul 2

Você pode comprar este disco na Amazon

Gewandhausorchester 
Riccardo Chailly, regente
Leonidas Kavakos, violino
Péter Nagy, piano


*Se possível, deixe um comentário. A participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!