sexta-feira, 8 de julho de 2011

Johannes Brahms (1833-1897) - Violin Concerto in D Major, Op.77

O opus 77 de Brahms foi composto no ano de 1878 e é um exemplo de um grande concerto para violino. Quando discutimos o gênero concerto para violiono, pelo menos eu, penso nos concertos de Mendelssohn (opus 64), Beethoven (opus 61), Sibelius (não me recordo o número do opus, 47?), Tchaikovsky (opus 35) e acrescentaria o concerto de Schoenberg (opus 36). O concerto de Brahms não poderia ficar de fora por toda por todas características positivas que possui. Brahms era detalhista em excesso. Demorava anos para compor algo. Um exemplo é a Sinfonia No. 1. Existe uma linguagem estética que atrai os admiradores de Brahms. Érico Veríssimo diz em sua autobiografia, Solo de Clarineta, que Brahms passou a ser um morador permanente em sua casa por causa de todos os efeitos que causava: "Brahms que havia anos rondava a minha casa, acabou por entrar nela e lá ficou como um amigo íntimo...". Em outro momento diz que 'adormecia embalado pela música de Brahms". O fato é que existe uma película, uma curvatura, um ângulo de visão que nos eleva, chama as cores, fragrâncias e os sentidos do cosmos todas as vezes que ouvimos o alemão. Brahms era uma poeta de alma sensível. Sua música é poesia. E poesia é uma força que apenas sugere. Escolhi essa gravação singular com dois dos músicos mais respeitados do século XX - Klemperer (regência) e David Oistrakh. Um bom deleite!

Johannes Brahms (1833-1897) - Violin Concerto in D Major, Op.77

05. I. Allegro non troppo
06. II. Adagio
07. III. Allegro giocoso, ma non tro

Você pode comprar este CD na Amazon

French National Radio Orchestra
Otto Klemperer, regente
David Oistrakh, violino

BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter vivo o nosso blog!

3 comentários:

literaturaeengajamento disse...

Sou iniciando na música erudita; assim é temerário e absurdo falar alguma coisa por aqui. Um abraço Carlos.

Gabriela Martins disse...

Somente posso lhe agradecer. Obrigada!

Murillo Missaci ♭ disse...

Maravilhosamente perfeito! Abraços!