sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Anton Bruckner (1824-1896) - Sinfonia No. 7 em Mi Maior

As Sinfonias de Bruckner passaram por gradações, rumo a um crescendo extraordinário. Penso que Bruckner "engrene" a partir da Quarta, embora a Terceira - "Wagner" - já possua os gérmenes da grandiosidade que se seguiriam nos trabalhos futuros. A Sétima em específico é uma apoteose. Ela consagra a grandiosidade de Bruckner. Do conjunto das nove sinfonias, penso que a Quarta, a Sétima e a Oitava sejam as mais expressivas, vindo em seguida a Nona, a Quinta e a Sexta. Aqui temos a Sétima regida por Wilhelm Furtwangler. Trata-se de uma gravação realizada em 1951, em Roma. É uma gravação antiga. Percebemos isso ao longo da execução. Mas Furtwangler nos transmite determinados matizes que tornam o trabalho bruckeneriano mais belo. Uma boa apreciação! 

Anton Bruckner (1824-1896) -

Sinfonia No. 7 em Mi Maior 
01. I. Allegro moderato
02. II. Adagio (Sehr feierlich und sehr langsam)
03. III. Scherzo (Sehr schnell) & Trio (Etwas lang
04. IV. Finale (Bewegt, doch nicht zu schnell)
 
Você pode comprar este trabalho na Amazon
 
Berliner Philharmoniker
Wilhelm Furtwangler, regente
 
 
*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

Nenhum comentário: