segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Jean Sibelius (1865-1957) - Symphony No.1 in E minor, Op.39 e Symphony No.4 in A minor, op.63

Vamos a mais uma postagem de final de noite. Dessa vez, dois trabalhos os quais estimo bastante. Na verdade, admiro as sete sinfonias de Jean Sibelius. Estão entre os meus trabalhos sinfônicos favoritos, ao lado dos de Brahms, Beethoven, Schubert, Schostakovich, Mahler e Bruckner. São trabalhos de grande beleza. Algumas evocam a beleza natural da Finlândia; outras são mais tenebrosas e falam do próprio compositor. As duas sinfonias aqui colocadas são as de número 1 e 4. A regência fica a cargo de Osmo Vanska, que já apareceu com Nielsen no dia de ontem. Vanska é da terra do Sibelius e entende muito bem a linguagem do seu patrício. Uma boa apreciação!

Jean Sibelius (1865-1957) -

Symphony No.1 in E minor, Op.39
01. I. Allegro ma non troppo - Allegro energico
02. II. Andante (ma non troppo lento)
03. III. Scherzo (Allegro)
04. IV. Finale Quasi una fantasia (Andante - Allegro monto)

Symphony No.4 in A minor, op.63
05. I. Tempo molto moderato, quasi adagio
06. II. Allegro molto vivace
07. III. Il tempo largo
08. IV. Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Minnesota Orchestra
Osmo Vänska, regente

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda o nosso blog a permanecer vivo!  

Um comentário:

Ale R. disse...

Aprecio as sinfonias de Sibelius; elas me lembram o frio e, como sou gaúcho, ocorre uma espécie de identificação sentimental. Não é, claro, algo racional, mas acontece. Mais uma vez, aproveito para agradecê-lo pelas belas postagens. A música que você posta aqui é, diariamente, um alimento para minha alma.