quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Anton Bruckner (1824-1896) - Sinfonia No. 7 em Mi Maior, Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Egmont Overture, Op.84 e Prometheus Overture, Op.43

Ontem, dia 4 de setembro, o mundo comemorou 189 anos do nascimento de Anton Bruckner, um dos maiores artistas de todos os tempos. Infelizmente,  eu não pude fazer uma postagem à altura daquilo que Bruckner representa para mim no dia de ontem. Embora tenha passado um dia, resolvi fazer a postagem no dia de hoje. No final do mês passado postei a poderosa número 8 com Barbirolli e dessa vez resolvi trazer o mesmo Barbirolli regendo a número 7. Lauro Machado Coelho diz que, com a número 7, Bruckner conseguiu respeito e notoriedade, já que os seus trabalhos anteriores haviam sido bastante criticados. É uma extraordinária Sinfonia. Grandiosa como grandiosos são os trabalhos do compositor - em todos os aspectos. No post, ainda temos a presença de Ludwig van Beethoven, outro mestre incontestável. Um disco para escutar várias vezes. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) -

Sinfonia No. 7 em Mi Maior 
01. I. Allegro moderato
02. II. Adagio (Sehr feierlich und sehr langsam)
03. III. Scherzo (Sehr schnell) & Trio (Etwas lang
04. IV. Finale (Bewegt, doch nicht zu schnell)
 
Ludwig van Beethoven (1770-1827) -
 
Egmont Overture, Op.84
05. Egmont Overture, Op.84

Prometheus Overture, Op.43
Prometheus Overture, Op.43

Você pode comprar este disco na Amazon

Hallé Orchestra
Sir John Barbirolli, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

Um comentário:

Gabriel Pinheiro Rocha disse...

parabéns pelo blog, o melhor site de música clássica que eu axei