domingo, 29 de maio de 2011

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - The Late String Quartets

Havia postado dois outros conjuntos com os quartetos de corda de Beethoven. Agora, sai o último pacote com os trabalhos finais do mestre alemão.

Gostei desse depoimento repleto de reminiscências, verbalizado por um sujeito pródigo em intenções poéticas chamado Milton Ribeiro. Servirá de introdução a essas obras graúdas, geniais, para os quais os adjetivos são insuficientes. Leia o depoimento abaixo:

É sempre difícil escrever sobre uma música que amamos muito e que nos faz lembrar fatos pessoais. A primeira coisa que me vem à mente quando penso no Opus 132 foi aquele momento mágico em que eu, sentado na pior sala de meu passado, ouvi iniciar o Allegro Appassionato (último movimento do quarteto) e vislumbrei que, logo aos primeiros compassos, minha filha, aos cinco anos de idade, entrava girando na sala, improvisando uma valsa que dançava sozinha, de olhos fechados, por puro prazer de ouvir a música… Foi tão marcante que hoje soa-me hipócrita dizer que o movimento principal deste quarteto é o imenso Heiliger Dankgesang eines Genesenen an die Gottheit, in der lydischen Tonart, um agradecimento à divindade pela recuperação que Beethoven obteve após grave enfermidade. Mas é, claro que é. O terceiro movimento, com suas duas explosões de alívio é o centro e razão de ser desta grande e fundamental obra.

Quando os últimos quartetos foram apresentados pela primeira vez, não foram bem recebidos pelo público. Ao receber a notícia, Beethoven deu a célebre resposta:

- Gostarão mais tarde.

Como ele sabia que estava escrevendo para o futuro é algo que consigo mais ou menos entender observando a evolução de sua música. Outro fato que chama a atenção é que, estética e conceitualmente, estes quartetos parecem projetar-se na evolução da história da música para colocarem-se quase 100 anos sua época, talvez logo antes dos grandes quartetos de Schoenberg e Bartók. É um mundo à parte. Ouço a Claudia dizer que, na opinião dela, ISTO é Beethoven, e não seus concertos ou sonatinhas iniciais. Ela refere-se aos últimos quartetos, às últimas sonatas para piano, às Diabeli e certamente à Nona Sinfonia. O restante seria grandioso, mas menos pessoal e significativo. Lembro que quando era adolescente, nós tínhamos que nos aproximar destes quartetos respeitosamente e o Dr. Herbert Caro dizia que talvez fosse necessária maior maturidade para que um jovem pudesse entendê-los. Discordo postumamente do grande Dr. Caro, meu amigo e tradutor de Doutor Fausto, da Montanha Mágica, de Auto-de-Fé e outras tantas obras-primas; acho que sempre ouvi o Op.132 e 130 (o último acompanhado de sua Grande Fuga) da mesma forma e o respeito que sempre tive por estes quartetos emanava deles e não de minha atitude. O fato é que o Op. 132 é uma música que passou a fazer parte de mim muito cedo. Eu, um adolescente na casa de meus pais, costumava ficar deitado, antes de dormir, tentando reproduzir nota a nota o terceiro movimento. Cronometrava para ver se chegava perto de seus 15 minutos… Às vezes, pensava conseguir reproduzi-lo por inteiro. Mas nunca ninguém pode comprovar, nem eu.

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - The Late String Quartets
DISCO 01

String Quartet No. 12 in E flat major, Op. 127:
1. Maestoso - Allegro
2. Adagio, ma non troppo e molto cantabile
3. Scherzando vivace - Presto
4. Finale

String Quartet No. 14 in C sharp minor, Op. 131
5. Adagio, ma non troppo e molto espressivo
6. Allegro molto vivace
7. Allegro moderato
8. Andante, ma non troppo e molto cantabile - Piu mosso
9. Andante moderato e lusinghiero
10. Adagio
11. Allegretto
12. Adagio, ma non troppo e semplice
13. Allegretto
14. Presto
15. Molto poco adagio
16. Adagio quasi un poco andante
17. Allegro

DISCO 02

String Quartet No. 13 in B flat major, Op. 130
1. Adagio ma non troppo - Allegro
2. Presto
3. Andante con moto, ma non troppo
4. Alla danza tedesca. Allegro assai
5. Cavatina. Adagio molto espressivo
6. Finale. Allegro

Fugue for string quartet in B flat major ('Grosse Fuge'), Op. 133
7. Overtura. Allegro - Fuga
8. Meno mosso e moderato
9. Allegro molto e con brio
10. Meno mosso e moderato
11. Allegro molto e con brio
12. Allegro

DISCO 03

String Quartet No. 15 in A minor ('Heiliger Dankgesang'), Op. 132
1. Assai sostenuto - Allegro
2. Allegro ma non tanto
3. Heiliger Dankgesang eines Genesenden an die Gottheit, in der lydischen Tonart. Molto adagio
4. Alla marcia, assai vivace - Più allegro
5. Allegro appassionato

String Quartet No. 16 in F major, Op. 135
6. Allegretto
7. Vivace
8. Lento assai e cantante tranquillo
9. Der schwer gefaßte Entschluß. Grave (Muß es sein?) - Allegro (Es muß sein!) - Grave, ma non troppo tratto — Allegro

Você pode comprar este CD na Amazon

Melos Quartett
Wilhelm Melcher, 1. violino
Gerhard Voss, 2. violino
Hermann Voss, viola (alto)
Peter Buck, Violoncello


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda manter o nosso blog vivo!

10 comentários:

Anônimo disse...

Olá Carlinus,

Muito obrigado por mais esta postagem do mestre Beethoven. Meu preferido também.

Baixei duas vezes o CD1, mas sem sucesso. Ele baixa apenas as duas primeiras faixas.

Tudo do melhor para você!

Rubens Santos

Carlinus disse...

Rubens, obrigado pelo comentário. Tente baixar mais uma vez. Mais de dez pessoas já baixaram cada um dos arquivos e não houve reclamação desse tipo. Peço para que você espere um pouco. Sei: trata-se de Beethoven. Mas espere um pouco!

Abraços musicais!

Anônimo disse...

Sei que não tem nada a ver com o post, mas este vídeo é sensacional. Notem tambem os comentários.

Isso é que é Beethoven no sangue.

http://www2.choralnet.org/268945.html

Abraços!

Anônimo disse...

Caro Carlinus, bom dia.

=)

Apenas hoje, após longos quase 120 segundos, consegui baixar o CD1. Muito obrigado por tudo.

Saudações,

Rubens Santos

Anônimo disse...

Caro Carlinus,
Descobri seu blog por acaso ha poucos dias e me sinto obrigado a lhe escrever para lhe dizer que foi uma das melhores coisas que me aconteceram nos ultimos tempos. Nao somente pela musica que disponibilizas, mas tambem pelo otimos comentarios a respeito de cada obra.
Muito obrigado, mesmo!!!

Murillo Missaci ♭ disse...

Olá Carlinus, você não conseguiu postar o Réquiem do Verdi? Abraço.

Carlinus disse...

Murillo, desculpe por ter postado ainda. O Réquiem está separado. Uma bela versão com Claudio Abbado. Andei bastante oculpado nos últimos dias. O blog anda meio parado, mas é porque casei e passarei uma semana fora. Assim, que chegar, a partir do dia 11/06, eu postarei para você. Não se preocupe. Estou lembrado.

Abraços sábaticos!

Anônimo disse...

opa, rapaz, como vai?
Estive tentando baixar uma antiga postagem deste blog que contém a Missa em Si de Bach na regência do Celibidache, só consegui baixar o CD 1, o arquivo para o CD 2 parece estar corrompido. Vc poderia postar novamente? aliás... poderia haver uma série de postagens com diferentes versões da Missa bachiana?

um abraço.

Carlinus disse...

Estou fora de casa, por isso não posso reparar o arquivo. Com relação à possibilidade de postar outras versões da Missa bachiana, estou com uma bela versão com Ozawa, dessa missa, para postar.

Obrigado pelo comentário.

Abraços!

Carlindo José disse...

Olá Carlinus.
Muito obrigado por postar essas belíssimas versões dos quartetos de cordas do grande mestre Beethoven. Estava me preparando pra baixar todos os CDs quando vi que desta última parte nenhum funcionava,nem os torrents.
Peço encarecidamente que poste novamente esses CDs.