sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Édouard Lalo (1832-1892) - Symphonie espagnole pour violon et orchestre, Op. 21 e Maurice Ravel (1875-1937) - La Valse, M. 72, Tzigane e Boléro


Quando encontrei este disco, fiquei imensamente ansioso para escutá-lo. Achava que encontraria as obras conhecidas e aclamadas - a Sinfonia Espanhola, de Lalo; e La Valse, Tzigane e o Bolero, de Ravel, as quais eu amo. Todavia, fiquei surpreso assim que o escutei. Os arranjos de La Symphonie de Poche são bastante heterodoxos. São características bastante ousadas para as obras tradicionalmente conhecidas. O resultado é: ou você simpatiza com a coisa ou torce o beiço em sinal de reprovação. Ainda estou pensando sobre qual ação vou realizar. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Symphonie espagnole pour violon et orchestre, Op. 21_ I. Allegro ma non troppo (Arrangement_ Nicolas Simon)
02. Symphonie espagnole pour violon et orchestre, Op. 21_ II. Scherzando (Arrangement_ Nicolas Simon)
03. Symphonie espagnole pour violon et orchestre, Op. 21_ III. Intermezzo (Arrangement_ Nicolas Simon)
04. Symphonie espagnole pour violon et orchestre, Op. 21_ IV. Andante (Arrangement_ Nicolas Simon)
05. Symphonie espagnole pour violon et orchestre, Op. 21_ V. Rondo - Allegro (Arrangement_ Nicolas Simon)
06. La Valse, M. 72 (Arrangement pour accordéon concertant_ Lucas Henri)
07. Tzigane (Rhapsodie de concert pour violon et orchestre), M. 76 (Arrangement_ Lucas Henri)
08. Boléro_Bembero, M. 81 (Arrangement_ Lucas Henri)

La Symphonie de Poche
Nicolas Simon, direção
Deborah Nemtanu, violino
Pierre Cussac, accordeon

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Nenhum comentário: