quinta-feira, 28 de maio de 2015

Krzysztof Penderecki (1933-) - Symphony No.7 Seven Gates of Jerusalem (CD 4 de 5)

Talvez esta Os sete portões de Jerusalém seja a sinfonia mais importante e densa de Krzysztof Penderecki. Ela foi composta em 1997. Penderecki escreveu a obra para a comemoração do terceiro milênio da cidade de Jerusalém, uma das mais antigas do mundo. É uma obra pesada, densa, com texto extraído da bíblia. Fiquei impressionado com o sexto movimento da obra. Trata-se da narração de excertos do capítulo 37 do livro do profeta Ezequiel ("A mão do Senhor estava sobre mim").  O profeta fala da visão de um vale de ossos secos, que aos poucos passam a ter vida. O narrador da obra fala em tom apocalipcamente profético; cria uma atmosfera infensa, carregada pelo drama do d'além mundo. O número 7 na obra possui um aspecto emblemático. Para os judeus, o número 7 é o número da perfeição. Krzysztof Penderecki, assim, cria uma estrutura em que o número 7 está presente, praticamente, em toda a composição: são sete portões, são sete movimentos; as frases possuem sete blocos etc. Obra verdadeiramente genial como são as obras religiosas do polonês. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Krzysztof Penderecki (1933-) -

Symphony No.7 Seven Gates of Jerusalem
01.I Magnus Dominus et laudabilis nimis
02. II Si oblitus fuero tui, Jerusalem
03. III De profundis
04. IV Si oblitus fuero tui, Jerusalem
05. V Lauda, Jerusalem, Dominum
06. VI Facta est super me manus Domini
07. VII Haec dicit Dominus_ Ecce ego do coram vobis viam vitae, et viam mortis

The Polish Sinfonia Iuventus Orchestra 
Krzysztof Penderecki, regente

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

2 comentários:

Anônimo disse...

Genial

STAVROS STAVROS disse...

É de arrepiar, bela e forte.