quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Anton Dvorak (1841-1904) - Cello Concerto in B minor, Op. 104, B. 191 e Johannes Brahms (1833-1897) - Double Concerto for Violin and Cello in A mino

Esta semana eu li um comentário que me deixou imensamente confuso - algum sujeito descontente escreveu algo estranho, que me levou a refletir sobre a verdadeira finalidade deste blog. Eu estaria perdendo tempo com as postagens que faço? Não quis refutar as ideias. Não quis me emendar, colocar remendos em cima da chaga. Recebo diversas mensagens positivas e de apoio. Fico feliz quando isso ocorre. Significa basicamente que esse pequeno esforço está sendo reconhecido. Todavia, a falta de cortesia é cacete. Durante muito tempo a música clássica foi vista como a música de uma elite privilegiada. Esse blog, juntamente com tantos outros maravilhosos que povoam a net, existe com um objetivo - democratizar a beleza. Torná-la acessível. Não ganho nada com essas postagens. É apenas pelo deleite incomensurável de poder fazer com que, muitas pessoas, tenham acesso à grande música, que possui o poder de fecundar sensibilidades. O conteúdo e os efeitos gerados pela música não podem ser divorciados da vida. É por isso que a minha preocupação não está em fazer uma análise profunda do conteúdo harmônico das peças, mas tentar conjugar a música àquilo que é mais essencial - a própria existência de cada um de nós. E aqui eu relembro do as palavras do Arthur da Távola: "Música é vida interior; e quem tem vida interior jamais padecerá de solidão". Talvez, seja pelo fato de, na história, tanta gente não conseguir conjugar a música à vida, que ela permanece como algo pertencente a alguns iluminados. Mesmo estando de férias aqui no Nordeste, não deixo de ouvir música. E ao passo que vou ouvindo, sigo postando e associando-a à vida. Para relembrar o Truman Capote: "Os cães ladram, mas a caravana não para". Bom deleite!

Anton Dvorak (1841-1904) -

Cello Concerto in B minor, Op. 104, B. 191
01. I. Allegro
02. II. Adagio ma non troppo
03. III. Finale: Allegro moderato

BBC Symphony Orchestra
Sir Colin Davis, regente
Pierre Fournier, cello

Johannes Brahms (1833-1897) -

Double Concerto for Violin and Cello in A minor, Op. 102
04. I. Allegro
05. II. Andante
06. III. Vivace ma non troppo
Você pode comprar este CD na Amazon

BBC Symphony Orchestra
Sir Malcolm Sargent, regente
Zino Francescatti, cello

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

10 comentários:

Anônimo disse...

Caro Carlinus,

Eu li o comentário infeliz de uma pessoa no blog. Estranhei a forma como foi colocado. Acredito que todos os visitantes destes blog repudiaram.

Não de importância para este sujeito descontente. Sou um grande fã deste blog.

Abraço

Rafael

Anônimo disse...

Pode ter certeza que a finalidade a que o blog se propõe é alcançada. Visito todos os dias diversos blogs, leio os comentários, baixo as músicas. Estou conhecendo compositores de diversas épocas, comparo as execuções de diversos grupos e regentes. O que aprendo mostro aos amigos, que também passaram a se interessar e conhecer. A sonoridade das músicas nos meus ouvidos está evoluindo e amadurecendo, à medida que o aprendizado evolui. Eu jamais me imaginaria há algum tempo atrás comprando cds de alguns compositores e músicas que hoje me são familiares.
Não li o que o sujeito escreveu, mas já sei que é um desses espíritos de porco que rondam a internet querendo aparecer, falando besteiras e atazanando a gente. Ignore. Agradeço as postagens e os comentários. Aqui sou anonima pois não sei postar de outro jeito (o que é URL ?), mas no PQP sou a Vivelo, mas suas postagens agradeço aqui. Beijos de agradecimento

Beto Toda Música disse...

Ignore, ignore e ignore!

A generosidade não é apanágio de qualquer um.

Muito obrigado pela sua generosidade em repartir com nós outros o belo!

Filipe disse...

Maravilhoso blog! Me fez reaprender e ter paixão pelos clássicos, que ouvia através de meu pai quando eu era criança...E o novo formato, sugerindo outras gravações, ficou muito bom. Parabéns!!

Filipe Guedes - Brasília-DF

Anônimo disse...

Criticar esse blog é um desserviço. Com tanta coisa errada no Brasil, alguém que vai contra esta que é uma das mais certas só pode ser um insensato.

FredMeyer disse...

Caro irmão, aprecio com muita alegria todos os post do seu blog. Usando a linguagem moderna, curto a música classica é preciso senti-la na alma para poder emitir qualquer comentário que seja, mas devemos faze-lo sem magoar as pessoas e com educação até porque vc. está nos prestando um serviço de excelente qualidade. Obrigado pelo blog e muita paz.

FredMeyer

Assis Freitas disse...

caríssimo,

aqui venho me deleitar,

obrigadíssimo

Anônimo disse...

Obrigadissimo / Merci beaucoup.

Franck

lucas disse...

oi!

quem não ajuda não atrapalha,
o lema é este! segue firme!

resolvi comentar porque percebi
uma confusão com o link, pois este direciona para um trabalho do dvorak
e beethoven, não seria para dvorak
com brahms?

eu estava atrás deste álbum por
causa do pierre fournier sabe.

valeu de qualquer forma, estou
ouvindo aqui, e gostei! =)

Rodrigo disse...

Muito obrigado!

Um dos meus concertos preferidos! Ainda estou para decidir qual minha versão preferida!

Abraços!