quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Franz Schubert (1797-1828) - Symphony No. 7 (8) 'Unfinished' e Symphony No. 8 (9) 'The Great'

A partir da próxima postagem, os textos não surgirão mais neste blog - talvez, em raras exceções. Alguém me chamou a atenção. Afirmou que ultimamente os meus comentários transformaram-se em sensaborias habitadas por "chavões" e "clichês" enjoativos. Entendi isso como um aviso. Não se trata de uma desculpa, mas ultimamente tem surgido uma desconcertante vontade de não me expressar, de diminuir o colóquio. Penso que isso explique o fenômeno apontado pelo honesto visitante. Sendo assim, entre diminuir as postagens ou seguir postando, fico com a segunda opção. Doravante, aparecerão a capa do disco  e  as inscrições técnicas. Julgo que isso seja o necessário! Um abraço musical a todos!

Franz Schubert (1797-1828) - 

01. Symphony No. 7(8) 'Unfinished' - I. Allegro moderato
02. II. Andante con moto
03. Symphony No. 8(9) 'The Great' I. Andante - allegro ma non troppo
04. II. Andante con moto
05. III. Scherzo. Allegro vivace - Trio
06. IV. Finale.  Allegro vivace

New York Philharmonic
Leonard Bernstein, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

11 comentários:

Eduardo Oliveira disse...

Fico triste em saber isto, pois seus comentários me ajudavam e muito na hora de decidir se iria baixar ou não tal cd!

Fabiana Guimarães disse...

Realmente seus comentários são argumentos que incentivam a conhecer melhor a obra em questão, se vc que conhece n avalia como poderemos fazê-lo? Não dê tanta ênfase a críticas isoladas de pessoas que n compreendem o que vc diz, talvez sejam apenas esnobes. Para mim é relevante baixar os discos e estar conhecendo por teus comentários um pouco da crítica sobre eles. Agradeço por seu excelente trabalho, que é ótimo para tds nós. Obrigada!

José Antonio disse...

Continue com os comentários. Quem não quiser, que não leia. Seu blog é muito bom.

Barto disse...

Prezado Carlinus,
Fico triste de saber que você não quer mais escrever os textos introdutórios. É uma pena mesmo!
Vejo que foi um grande erro fazer aqueles comentários e já ia elogiar o texto de apresentação do post anterior (Lekeu e Ravel), do qual gostei muito. Acho que antes eu estava simplesmente "enjoado" e tive saudades dos textos mais brilhantes que você costumava escrever.
Por favor não me deixe com essa dor de consciência, nem nos poupe dos textos de introdução, que são importantíssimos!
Grande abraço!

José Antonio disse...

Simplesmente não comentar é muito fácil. Faça as devidas correções e supere-se. Este é o desafio.

Fernando Martini disse...

Acho uma lástima que tenha decidido não fazer suas postagens. Na verdade, penso diferente, atrevo-me a dizer que é um erro. Esse blog é seu e seus comentários dão o tom e a cara do blog, sem eles, seu blog passa a ser um apinhado de links para baixar. É a primeira vez que comento aqui, apesar do singelo pedido que fazer para comentar a cada postagem, dizendo que deixa o blog vivo... Talvez não tenhas a perfeita noção do que representa teu esforço, mas pelo menos para mim, significou um grande avanço em escutar música clássica. Graças, por exemplo, ao teu entusiasmo ao elogiar Mravinsky que pesquisei na internet sobre ele, assim como muitas outras vezes, essas ditas sensabedorias que podem ter desgostado algum outro camarada mais sensível, a mim me estimulam. Claro que algumas postagens são mais inspiradas que outras, mas é o desafio de quem se propõe a trazer a quantidade de música que tu trazes. Por vezes deve ser difícil, "sei que as vezes uso palavras repetidas, mas quais são as palavras que nunca são ditas..." Enfim, o blog é seu, mas você escreve muito bem, eu acesso sempre que entro na internet, gosto muito da doação de seu tempo que faz para a cultura do próximo, um verdadeiro ato de nobreza, admirável mesmo, e parabéns pelo conhecimento que tens de música, é invejável!

Victor Palmiéri disse...

Eu me pergunto: onde mais encontramos um blog que nos apresente tão objetivamente as obras a serem ouvidas? Seus comentários farão muita falta!
Grande blog!!!

Anônimo disse...

Seus comentários são excelentes, Carlinus. Não deixe de se expressar e de nos ensinar, por favor.

Sergio Luiz Silva de Almeida disse...

Os grandes... E quando digo grande não é medida de grandeza mas de magnitude... Magnitude daqueles que se dispõem a partilhar o que sabem...
Continue e obrigado. Musica é como uma bela amante... Só quando a conhecemos realmente em todos os seus contornos, altos e baixos podemos desfrutar completamente o prazer que ela nos propõe. Continue comentando. Faz parte...
Parabéns peli blog.

Anônimo disse...

Pois eu digo que seus comentários incentivam alguém como eu a conhecer as gravações. Acho que na verdade é o que dá mais sabor ao blog, a qualquer blog, e fazem muita falta. De qualquer forma, é um serviço à cultura e ao bom gosto! José Luís-Santos/SP

Eugenio Tomich disse...

Sinto muito seus comentários postados são importantes para nós que deliciamos com estas preciosidades, mas é difícil agradar a todos
Parabéns pelo trabalho