sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Lepo Sumera (1950-2000) - Symphonies Nos.1-3


Disco sensacional do compositor estoniano Lepo Sumera, morto ainda muito jovem - aos cinquenta anos. "Filho de Ando, engenheiro, e Mary Sumera, designer têxtil, estudou acordeom entre os 7 e os 14 anos. Entre 1964 e 1968 estudou regência coral e composição com Veljo Tormis e, de 1968 a 1970, com o prestigiado professor Heino Eller, na Academia de Música Estoniana (então Conservatório de Tallinn). Depois da morte de Eller (1970) passou a estudar com Heino Jürisalu, graduando-se em 1973. Em 1972, casou-se com a pianista Kersti Einasto. O casal teve duas filhas (nascidas em 1977 e 1987) e um filho (nascido em 1984). Entre 1978 e 2000 ensinou composição e orquestração na Academia de Música Estoniana. Fez pós-graduação no Conservatório de Moscou (1979-1982) com o professor Roman Ledenev. Sumera foi um admirado sinfonista e um pioneiro na música eletroacústica e computadorizada. Escreveu seis sinfonias, numerosos trabalhos para teatro e cinema e uma grande variedade de peças de câmara. A música de Lepo Sumera foi executada na maioria dos países europeus, assim como nos EUA, Canadá, Japão e Austrália. O compositor morreu pouco depois de completar 50 anos, em consequência de um ataque cardíaco". Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!


Lepo Sumera (1950-2000) - Symphonies Nos.1-3

01 - Symphony No 1 - I c72
02 - Symphony No 1 - II 60-84 - Allegro
03 - Symphony No 2 - I Moderato tranquillo
04 - Symphony No 2 - II Interludium
05 - Symphony No 2 - III Spirituoso
06 - Symphony No 3 - I Allegro ma non affettuoso
07 - Symphony No 3 - II Calmo
08 - Symphony No 3 - III Adagio - Animato
09 - Symphony No 3 - IV Larghetto quasi senza metrum

Malmo Symphony Orchestra
Paavo Järvi, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

3 comentários:

raucous cat disse...


muchas gracias!!!!! :) :) :)

albires junior disse...

Muito bom! Música Contemporânea!

jorge isaza disse...

gracias!