quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Modest Mussorgsky (1839 - 1881) - Pictures at an Exhibition e Igor Stravinsky (1882-1971) - The Fairy's Kiss

Este disco estava separado há alguns dias para ser postado. Somente hoje consegui fazê-lo. Trata-se de uma daquelas revitalizações da DG, com obras de Sergiu Celibidache. Não preciso dizer que é um material especial. Os discos que surgem com obras regidas por Celibidache geram, no mínimo, um misto de curiosidade e admiração por parte do ouvinte. Aqui o regente teuto-romeno, conduz dois grandes compositores russos - Mussorgsky e Stravinsky. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Pictures at an Exhibition - Promenade
02. Pictures at an Exhibition - Gnomus
03. Pictures at an Exhibition - Promenade
04. Pictures at an Exhibition - Il vecchio castello
05. Pictures at an Exhibition - Promenade
06. Pictures at an Exhibition - Tuilleries
07. Pictures at an Exhibition - Bydto
08. Pictures at an Exhibition - Promenade
09. Pictures at an Exhibition - Ballet of the Unhatched Chicks
10. Pictures at an Exhibition - Samuel Goldberg et Schmuyle
11. Pictures at an Exhibition - Limoges - le marche
12. Pictures at an Exhibition - Catacombes
13. Pictures at an Exhibition - Cum mortuis in lingua mortua
14. Pictures at an Exhibition - The Hut on Chicken's Legs (Baba-Yaga)
15. Pictures at an Exhibition - The Great Gate of Kiev
16. The Fairy's Kiss - Sinfonia - Andante Allegro sostenuto
17. The Fairy's Kiss - Scene 2 - A Village Fete
18. The Fairy's Kiss - Valse - Poco piu lento
19. The Fairy's Kiss - Scene 3 - At the Mill
20. The Fairy's Kiss - Pas de deux -  Adagio
21. The Fairy's Kiss - Variation -  Allegretto grazioso
22. The Fairy's Kiss - Coda -  Presto

SWR Stuttgart Symphony Orchestra
Sergiu Celibidache, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Today Deal $50 Off : https://goo.gl/efW8Ef

3 comentários:

Emerson Coelho disse...

Suponho que seja o danado do andamento mais lento de que Celibidache tanto gostava. Por isso, ele é, quando executa Bruckner, insuperável de tão sublime.

Marcelo Lasta disse...

Maravilloso cd,y gracias por dejarme opinar gran amigo.

george disse...

Many thanks, Carlinus!