quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No. 8 in C minor, op. 108

Anton Bruckner, esse nome me é bastante querido. Já fazia certo tempo que eu não o postava. Lamentavelmente. O ano passado, talvez, ele tenha sido o compositor que mais apareceu por aqui. Não é para menos. Bruckner é um compositor de um gigantismo único. Seus trabalhos são galáxias povoadas por eventos, cataclismos e belezas indizíveis. É comum, após a audição de um dos seus trabalhos, ficarmos por muito tempo com as melodias infinitas grudadas nos trilhos da mente como se fossem tatuagens. Bruckner era um compositor incansável. E como todo sujeito que luta incansavelmente, que não se abate com a conjuntura adversa em que se ver envolvido, acaba alcançado os louros do triunfo histórico. Suas sinfonias à medida que eram produzidas, constituiam um crescendo, uma espiral gradativa, que levava o compositor mais para o alto. Não deixe de ouvir esse trabalho sob a regência de Bernard Haitink, cuja integral com as sinfonias do austríaco estou para postar. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) - 

Symphony No. 8 in C minor, op. 108


DISCO 01

01. I. Allegro moderato
02. II. Scherzo_ Allegro m
03.  III. Adagio_ Feierlich


DISCO 02

01. Finale _ Feierlich, ni

Você pode comprar este disco na Amazon

Royal Concertgebouw Orchestra
Bernard Haitink, regente

Version: Robert Haas

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Copy and WIN : http://bit.ly/copynwin

Um comentário:

Anônimo disse...

Obrigado por mais uma versão da imponente oitava de Bruckner,fico feliz no aguardo de mais uma integral!!!!