sexta-feira, 17 de junho de 2016

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No. 4 in E flat major - "Romantic"

Todas as vezes que vou ouvir Bruckner, sei que ingressarei em um mundo cuja linguagem é excelsamente alta. Trata-se de um mundo formado pelos ideais mais sublimes; pelas percepções mais puras. Não estou brincando. Bruckner, como já deixei explícito aqui em outras ocaisões, ao lado de Bach, Palestrina, Lassus e outros, talvez seja um dos compositores mais religiosos da história. Ele escreveu obras com forte inclinação espiritual - missas etc. Mas são as suas sinfonias que mais falam de religiosidade. São verdadeiras catedrais. Essas obras buscavam representar a majestade divina, a grandiosidade da divindade. Buscavam ressaltar sua credulidade. Neste disco de interpretação belíssima, realizada na década de 70, temos um dos seus mais importantes trabalhos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) - Symphony No. 4 in E flat major - "Romantic"

01. Bewegt, nicht zu schell
02. Andante, quasi allegretto
03. Scherzo_ Bewegt - Trio_ Nicht zu schnell. Keinesfalls schleppend
04. Finale_ Bewegt, doch nicht zu schnell

Wiener Philharmoniker
Karl Böhm, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

Um comentário:

Guilherme Felippe disse...

Grande disco. Uma ótima interpretação de Böhm à Romântica de Brucker.