sábado, 7 de maio de 2016

Johannes Brahms (1833-1897) - The Violin Sonatas

Não era minha intenção postar este disco. Mas, após ler e ser lembrado pelo Al Reiffer de que hoje é a data natalícia de Brahms, mudei de ideia. Por isso peço vênia ao Reiffer para publicar parte do seu texto. Segue: " Hoje, 7 de maio, meu compositor predileto e grande influência de vida, Johannes Brahms, completa 183 anos. Digo "completa" e não "completaria" porque os grandes gênios nunca morrem, principalmente os das artes. É uma oportunidade para realizar algo que me traz grande prazer: escrever sobre a vida e a obra de Brahms. Dentro do universo da música erudita, tem-se como inquestionável que Brahms teve como grande mestre e exemplo a ser seguido, tanto em forma como em conteúdo, ao um dos gênios maiores da música, o grande Beethoven, que faleceu 6 anos antes do nascimento de Johannes. A influência beethoveniana é, sim, indiscutível na obra de Brahms (como o foi em quase todos os compositores românticos em maior ou menor grau). Podemos dizer que Brahms foi, de certa forma, um continuador de Beethoven, adotando muito de seus modelos estruturais e mantendo um certo "clima" beethoveniano, principalmente em suas obras de juventude, e, diga-se de passagem, com uma dignidade e uma competência irrepreensíveis. O que foi reforçado quando o maestro Hans Bülow denominou a 1ª Sinfonia de Brahms, logo após a sua estreia, como a "10ª Sinfonia de Beethoven". (continua).

Johannes Brahms (1833-1897) - 

Sonata No.1 in G major, Op.78
01. Vivace ma non troppo
02. Adagio
03. Allegro molto moderato

Sonata No.2 in A major, Op. 100
04. Allegro amabile
05. Andante tranquillo
06. Allegretto grazioso (quasi andante)

Sonata No.3 in D minor, Op. 108
07. Allegro
08. Adagio
09. Un poco presto e con sentimento
10. Presto agitato

Josef Suk, violino
Julius Katchen, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!


3 comentários:

Barto disse...

Excelente texto de Al Reiffer, profundo e consistente!

Marcelo Lasta disse...

The best 3 violinsonatas del barbudo en cd,lo mejor para ti,Carlinus¡viva Brahms! Tapirman

Al Reiffer disse...

Grato, Carlinus, pelo compartilhamento do texto, e parabéns pela escolha da postagem. Abraço.