quarta-feira, 30 de abril de 2014

Franz Schubert (1797-1828) - Octet for clarinet, basson, horn, string quartet and double bass, D. 803

Excelente disco! Traz uma das obras mais belas e delicadas entre as obras de Schubert. Viktoria Mullova, um dos nomes mais importantes do atual cenário musical, mostra aqui o porquê de toda a sua relevância e respeito, juntamente com outros extraordinários músicos. O selo Onix lançou uma pérola. O disco é do ano de 2006. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) - 

Octet for clarinet, basson, horn, string quartet and double bass, D. 803
01. I. Adagio-Allegro
02. II. Adagio
03. III. Allegro vivace
04. IV. Andante con variazioni
05. V. Menuetto Allegretto-Trio
06. VI. Andante molto-Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Mullova Esemble

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

terça-feira, 29 de abril de 2014

Janine Jansen - Tchaikovsky, Khachaturian, Saint-Saens, Shostakovich, John Williams, Ralph Vaughan Williams, Ravel

Não tive tempo de ouvir este disco. Cheguei há pouco do trabalho. Saí de casa às sete da manhã. Estou cansado. Mas não poderia deixar de fazer esta postagem. O disco parece bom. O setlist é de alto nível, é pomposo. Obras como a Havanaise, de Saint-Säens é para se ouvir ajoelhado; ou a Tzigane, de Ravel, que  é uma das obras mais belas do francês; e fina e delicada The Lark Ascending, de Vaughan Williams, para as quais as palavras são poucas e imprecisas. E tudo isso tendo a bela e jovem violinista Janine Jansen como solista. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

01. Tchaikovsky Danse russe 'Swan Lake'
02. Aram Khachaturian Nocturne 'Masquerade Suite'
03. Saint-Saens Havanaise, op.83
04. Saint-Saens Introduction et Rondon capriccioso, op.28
05. Shostakovich Romance. The Gadfly Suite, op.97a
06. John Williams Schindler's List Main Theme
07. Ralph Vaughan Williams The Lark Ascending
08. Ravel Tzigane

Você pode comprar este disco na Amazon

Royal Philharmonic Orchestra
Barry Wordsworth, regente
Janine Jansen, violino


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Tomas Luis de Victoria (1548-1611) - Tenebrae Responsories

Quem tem a curiosidade de visitar este espaço que tem por finalidade a divulgação do belo; a propaganda em favor da humanização por conta daquilo que determinados sujeitos fizeram, já pôde perceber a admiração que tenho pela música da Renascença, representada por atores como Palestrina, Lassus, Monteverdi, Victoria etc. Ainda bem que a indústria fonográfica tem nos permitido ter acesso a gravações que fazem parte daquilo de mais belo e engrandecedor entre tudo aquilo que já foi feito. Aqui, por exemplo, temos o espanhol Tomas Luis de Victoria, um dos gênios da música da Renascença. Impossível ouvir um disco como este e não ser tocado, atravessado por uma corrente airosa de paz, bem-estar e alegria. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Tomas Luis de Victoria (1548-1611) -

01. Amicus meus
02. Iudas mercator pessimus
03. Unus ex discipulis meis
04. Eram quasi agnus
05. Una hora
06. Seniores populi
07. Tamquam ad latronem
08. Tenebrae factae sunt
09. Animam meam dilectam
10. Tradiderunt me
11. Iesum tradidit impius
12. Caligaverunt oculi mei
13. Recessit pastor noster
14. O vos omnes
15. Ecce quomodo moritur
16. Astiterunt reges
17. Aestimatus sum
18. Sepulto Domino

Você pode comprar este disco na Amazon

Lumen Valo


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No. 6 in Bminor, Op. 74 e Hamlet op. 67

Esta série da Sony é fantástica. Ela é cheia de predicados. Possuo inúmeros desses discos, cuja presença de Bernstein torna os discos um evento de admiração. Aqui notamos o quanto Leonard era especial; o quanto sua relevância e paixão são notórios. O disco traz a todo-poderosa Sinfonia no. 6, "Patética", de Tchaikovsky. Ele conserva o senso de melancolia, tristeza, zombaria patética e, acima de tudo, beleza trêmula da obra do russo. É um dos últimos trabalhos de Tchaikovsky, quando já estava cansado, doente e abandonado pelos amigos. Bernstein nos dá uma visão disso tudo nesse excelente registro. O disco ainda traz a Abertura Hamlet, com a qual eu não tenho tanta intimidade - ou seja, ouvi poucas vezes. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - 

Symphony No. 6 in Bminor, Op. 74
01.  I Adagio. Allegro non troppo
02.  II Allegro con grazia
03. III Allegro molto vivace
04. IV Finale. Adagio lamentoso. Andante

Hamlet op. 67
05. Hamlet op. 67

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmonic
Leonard Bernstein, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Symphony no. 11, Op. 103 - "The Year 1905"

A Sinfonia no. 11, de Shostakovich, é uma daquelas obras que marcam a gente. Confesso que foi com ela que a existência deste blog se tornou possível. Ela por si mesma possui aquele espírito de fúria, de contestação, de anúncio de batalha, de conflito, de sangue, de atordoamento, de ameaça. Shostakovich escreveu o trabalho a fim de lembrar certo episódio ocorrido em seu país, quando trabalhadores foram massacrados em frente ao palácio do czar. Esse fato marcou a história do povo russo, antecipando aquilo que ocorreria em 1917, sob a liderança de Vladimir Lênin. Extraordinário. Um dos meus trabalhadores favoritos do compositor russo. Aqui temos Eliahu Inbal regendo este fabuloso trabalho programático. Não gostei muito da regência de Inbal. Acredito que faltou força e clareza.  Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

Symphony no. 11, Op. 103 - "The Year 1905"
01. The Palace Square; Adagio
02. The Ninth of January; Allegro
03. In memoriam; Adagio
04. The Tocsin; Allegro non troppo

Você pode comprar este disco na Amazon

Wiener Symphoniker
Eliahu Inbal, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

domingo, 27 de abril de 2014

Gustav Mahler (1860-1911) - Symphony No. 4 in G Major, Lieder und Gesange, Aus der Jugendzeit e Symphony No. 5 in C-sharp minor (CDs 3 e 4 de 9)

Ouvir Mahler é sempre bom. Ele possui aqueles humores necessários a fim de que desejemos o grande, o inusitado; para que nos sintamos humanos, bem humanos. Quando escutamos o compositor sentimo-nos maiores e melhores. Existe um conjunto de expectativas em seus trabalhos capazes de atordoar. Ouvi estes dois discos há pouco. São especiais, pois são gravações consideravelmente antigas, realizadas por um dos pupilos do compositor austríaco - o regente Bruno Walter, um dos grandes e memoráveis condutores do século passado. Não deixe de ouvir. Estão aqui duas das melhores sinfonias de Mahler - as de número 4 e 5. Uma boa audição!

Gustav Mahler (1860-1911) - 

DISCO 03

Symphony No. 4 in G Major
01. I. Bedachtig. Nicht eilen
02. II. In gemachlicher Bewegung. Ohne Hast
03. III. Ruhevoll
04. IV. Sehr behaglich - Wir geniessen die himmlischen Freuden

Lieder und Gesange
05. Errinerung
06. Scheiden und Meiden from Des Knaben Wunderhorn
07. Nicht wiedersehen! from Des Knaben Wunderhorn
08. Ich ging mit Lust durch einen grunen Wald from Des Knaben Wunderhorn
09. Ablosung im Sommer from Des Knaben Wunderhorn
10. Hans und Grethe
11. Fruhlingsmorgen
12. Starke Einbildungskraft from Des Knaben Wunderhorn

New York Philharmonic
Bruno Walter, regente
Desi Halban, soprano

DISCO 04

Symphony No. 5 in C-sharp minor
01. Part I_ I. Trauermarsch. In gemessenem Schritt. Streng. Wie ein Kondukt
02. II. Sturmisch bewegt. Mit grosster Vehemenz
03. Part II_ III. Scherzo. Kraftig, nicht zu schnell
03. Part II_ III. Scherzo. Kraftig, nicht zu schnell
05. V. Rondo-Finale. Allegro

New York Philharmonic
Bruno Walter, regente

Você pode comprar este disco na Amazon CD03/CD04

BAIXAR AQUICD03
BAIXAR AQUICD04

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - A arte da fuga (Die Kunst der Fuga), BWV 1080

Jordi Savall é um dos nomes mais respeitáveis do mundo atual da música. Suas incursões pela história, tem permitido revisitar ou conhecer determinados artistas que foram importantes personalidades. É alguém que sabe o que faz. Aqui, Savall nos coloca diante de A arte da fuga, um monumento sonoro da história do ocidente. Tantas já foram as gravações dessa obra; tantos já foram as transcrições. Mas a cada nova audição toda a sua face metafísica e espiritual se renova. A obra é uma catedral erguida a partir do gênio lógico e matemático de Bach. O refinamento a claridade dessa obra impressiona. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

DISCO 01

01. Contrapunctus 1
02. Contrapunctus 2
03. Contrapunctus 3
04. Contrapunctus 12a
05. Contrapunctus 12b
06. Contrapunctus 4
07. Canon 17 alla Duodecima in Contrapunto alla Quinta
08. Canon 16 alla Decima Contrapunto alla Terza
09. Contrapunctus 5
10. Contrapunctus 6 in Stylo Francese
11. Contrapunctus 7 per Augment. et Diminut.

DISCO 02

01. Contrapunctus 8
02. Contrapunctus 9 alla Duodecima
03. Contrapunctus 10 alla Decima
04. Contrapunctus 13b inversus
05. Contrapunctus 13a
06. Contrapunctus 11
07. Canon 14 per Augmentationem in Contrario Motu
08. Canon 15 alla Ottava
09. Contrapunctus 18 Fuga a 3 Soggetti


Você pode comprar este disco na Amazon

Hésperion XX
Jordi Savall, diretor


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 26 de abril de 2014

Robert Schumann (1810-1856) - Sonata for Violin and Piano No.1 in A minor, Op.105, Sonata for Violin and Piano No.2 in D minor, Op.121 e Sonata for Violin and Piano No.3 in A minor, WoO 2

Belíssimo disco. Traz três sonatas para piano e violino daquele que foi um dos maiores poetas e melodistas da história da música. Como sempre acontece com as gravações da Ondine, a qualidade sempre se faz mostrar. Vale mencionar que essas sonatas atestam o desenvolvimento de Schumann como compositor. A terceira sonata, por exemplo, é uma das última obras do compositor e ficou negligenciada por muito tempo. São excelentes músicos Christian Tetzlaff (violino) e Lars Vogt (piano). Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Robert Schumann (1810-1856) - 

Sonata for Violin and Piano No.1 in A minor, Op.105
01. I. Mit leidenschaftlichem Ausdruck
02.  II. Allegretto
03.  III. Lebhaft

Sonata for Violin and Piano No.2 in D minor, Op.121
04. I. Ziemlich langsam - lebhaft
05. II. Sehr lebhaft
06. III. Leise, einfach
07. IV. Bewegt

Sonata for Violin and Piano No.3 in A minor, WoO 2
08. I. Ziemlich langsam
09. II. Intermezzo_ Bewegt, doch nicht zu schnell
10. III. Lebhaft
11. IV. Finale_ Markiertes, ziemlich lebhaftes Tempo

Você pode comprar este disco na Amazon

Christian Tetzlaff, violino
Lars Vogt, piano


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Richard Strauss (1864-1949) - Don Juan op.20, Till Eulenspiegels lustige Streiche op.28 e Tod und Verklärung op.24

Belo disco com três dos poemas sinfônicos de Richard Strauss, regidos pelo saudoso Claudio Abbado. As obras de Richard Strauss fazem parte daqueles monumentos sinfônicos, influenciados pela força orquestral de Richard Wagner. Strauss, continuador dessa escola, sabia como ninguém extrair sonoridades e força da orquestra. Aqui temos Abbado regendo Don Juan,  Till Eulenspiegels  e Morte e Transfiguração. Esta última é uma das mais belas obras do compositor alemão e aqui com Abbado está belíssima. Uma boa apreciação!

Richard Strauss (1864-1949) - 

Don Juan op.20       
01. Don Juan op.20

Till Eulenspiegels lustige Streiche op.28 
02. Till Eulenspiegels lustige Streiche op.28

Tod und Verklärung op.24
03. Tod und Verklärung op.24        

Você pode comprar este disco na Amazon

London Symphony Orchestra
Claudio Abbado, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Johannes Brahms (1833-1897) - Concerto in A minor for Violin, Cello and Orchestra, Op.102 e Symphony No.2 in D major, Op.73

Disco fabuloso. Sonoridade esplêndida do meu querido Brahms. Duas obras das mais belas do repertório brahmsiano. O Concerto para violino, cello e orquestra é dos mais belos entre tudo aquilo que o alemão escreveu. A outra obra é a fabulosa Sinfonia no. 2, que dispensa comentários. Entre as sinfonias de Brahms, difícil dizer qual que é a melhor. A Sinfonia no. 1 é especial, mas as três seguintes também o são. Não me recordo de ter ouvido uma obra sob a regência de Karel Ancerl. Fiquei impressionado com ele. Não deixe de ouvir este disco belíssimo. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1897) -

Concerto in A minor for Violin, Cello and Orchestra, Op.102
01.  I. Allegro
02. II. Andante
03. III. Viv

Symphony No.2 in D major, Op.73
04. I. Allegro non troppo
05. II. Adagio non troppo
06. III. Allegretto grazioso
07. IV. Allegretto con spirito

Você pode comprar este disco na Amazon

Czech Philharmonic Orchestra
Karel Ancerl, regente
Josef Suk, violino
André Navarra, cello

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Edward Elgar (1857-1934) - Introduction and Allegro Op.47 e Symphony No.1 in A flat major, Op. 55

O primeiro movimento da Sinfonia no. 1 de Elgar possui um dos mais bonitos ensolarados temas para o início de uma sinfonia. Ela destila leveza. Uma atmosfera carregada de bons presságios, mas, que deixa lá no horizonte, uma linha dúbia de tristeza. Tudo isso faz um bem enorme. Não preciso dizer que ela é um dos principais trabalhos do compositor inglês. Elgar fez um sucesso enorme com ela. Tornou o compositor popular. Aqui ela aparece regida por um dos principais condutores do século XX, Sir John Barbirolli. Tudo muito bonito. A gravação é do ano de 1970. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Edward Elgar (1857-1934) - 

Introduction and Allegro Op.47
01. Introduction and Allegro Op.47

Symphony No.1 in A flat major, Op. 55
02.  I - Andante. Nobilmente e semplice - Allegro
03. II - Allegro molto
04. III - Adagio
05. IV - Lento - Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Hallé Orchestra
Sir John Barbirolli, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Jazz - Lee Morgan (1938-1972) - The Sidewinder

Lee Morgan foi um sensacional trompetista da história do Jazz. Seu estilo possui uma forte influência do blues. Ele ganhou projeção como membro do grupo de Dizzy Gillespie e, mais tarde, no The Messengers, grupo do imortal baterista Art Blakey. Sua música era fluídica e possui uma agradabilidade indescritível. Escute, por exemplo, Totem Pole, que possui um swing primitivo e sensual, com um quê clandestino, que faz lembrar um tango, algo vindo do mundo latino. Morgan poderia ter continuado a sua carreira brilhantemente. Morreu jovem e de forma trágica. Sua mulher atirou em seu peito após uma discussão em um clube de jazz. Este disco é obrigatório para todo aquele que gosta de uma boa música - principalmente de Jazz. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Lee Morgan (1938-1972) -

01 - The Sidewinder
02 - Totem Pole
03 - Gary's Notebook
04 - Boy, What A Night
05 - Hocus-Pocus

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Strings Quartets Nos. 14, 15, 10, 11 e 13 (CDs 5 e 6 de 6 - final)

Chegamos, finalmente, à conclusão de mais uma caixa. Dessa vez, a missão foi concluída com os quartetos de cordas de Shostakovich, um compositor para o qual os epítetos nesse gênero são sempre de admiração - grandioso, fenomenal, mestre, gênio. Penso que esta seja a quarta versão dos quartetos de cordas de Shosta que aparece por aqui. Esta série da Naxos não me pareceu tão regular. Ela possui altos e baixos. Alguns discos são excelentes; outros, nem tanto. Mas nunca é insignifcante fazermos algumas comparações. Por isso, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

DISCO 05

String Quartet No. 14 in F sharp major, Op. 142
01. Allegretto
02. Adagio
03. Alegretto

String Quartet No. 15 in E flat minor, Op. 144
04. Elegy_ Adagio
05. Serenade_ Adagio
06. Intermezzo_ Adagio
07. Nocturne_ Adagio
08. Funeral March_ Adagiomolto
09. Epilogue_ Adagio - Adagio molto

DISCO 06

String quartet No. 10 in A flat major, Op. 118
01. I Andante
02. II Allegretto furioso
03. III Adagio -
04. IV - Allegretto

String quartet No. 11 in F minor, Op. 122
05. I Introduction_ Andantino
05. II Introduction_ Andantino
07. III Recitative_ Adagio -
08. IV Etude_ Allegro -
09. V Humoresque_ Allegro -
10. VI Elegy_ Adagio -
11. VII Finale_ Moderato

String quartet No. 13 in B flat minor, Op. 138
12.  Adagio

Você pode comprar este disco na Amazon CD5/CD06

Éder Quartet

BAIXAR AQUICD05
BAIXAR AQUICD06

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No. 5 in E minor, Op. 64, Slavonic March, Op. 31 e Overture solennelle 1812, Op. 49

Os trabalhos sinfônicos de Tchaikovsky são produtos de grande admiração para mim. De suas seis sinfonias, posso dizer que admiro individualmente cada uma delas. Todavia, as de número 4 a 6 são aquelas que mais geram prazer. São os trabalhos em que percebemos Tchaikovsky dominando a forma. Sua número cinco é a minha dileta. Claro, fico meio dividido, pois a número seis - "Patética" - é de uma beleza trágica. Aqui trazemos mais um disco de excelente qualidade com Bernstein. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) -

Symphony No. 5 in E minor, Op. 64
01. I. Andante - Allegro con anima
02. II. Andante cantabile, con alcuna licenza – Moderato con anima – Andante mosso – Allegro non troppo – Tempo I
03. III. Valse. Allegro moderato
04. IV. Finale. Andante maestoso - Allegro vivace – Molto vivace – Moderato assai e molto maestoso – Presto

Slavonic March, Op. 31
05. Slavonic March, Op. 31

Overture solennelle 1812, Op. 49
06. Overture solennelle 1812, Op. 49

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmonic
Leonard Bernstein, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 22 de abril de 2014

Richard Wagner (1813-1883) - Orchestral musical from the Operas

Wagner é um compositor que gera ambivalências em mim. É bom ouvi-lo. Suas melodias são belíssimas. O timbre de suas peças possui uma identidade que conseguimos identificar à distância. Obras como a Abertura de Rienzi ou de Lohengrin provocam um grau contemplativo significativo. Por isso, de vez em quando, busco ouvi-lo. Não sou wagneriano, mas gosto de Wagner, apesar de notar toda a pompa megalomaníaca que existe em sua música. Aqui temos um disco com as aberturas de algumas de suas óperas, sob a regência do antológico Leonard Bernstein. Senti a falta de O crepúsculo dos deuses e de Tristão e Isolda. De qualquer forma não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Richard Wagner (1813-1883) -

01. Der fliegende Holl_nder - Ouvertüre
02. Rienzi - Ouvertüre
03. Lohengrin - Vorspiel I. Aufzug
04. Lohengrin - Vorspiel III. Aufzug
05. Die Meistersinger von Nürnberg - Vorspiel I. Aufzug
06. Die Walküre - Der Walkürenritt
07. Die Walküre - Wotans Feuerzauber
08. Tannh_user - Festmarch

Você pode comprar este disco na Amazon

New York Philharmonic
Leonard Bernstein, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Dmtri Shostakovich (1906-1975) - Cello Concerto No.2 in G major, Op.126 e Sonata for piano and cello in D minor, Op. 40

Está aí um belo disco dessa violoncelista argentina que esbanja talento do alto dos seus pouco mais de trinta anos de idade. Devo dizer que ouvi inebriado o Concerto para cello do meu querido Shostakovich. O concerto em si já uma tormenta, uma obra de arte repleta de sonoridades "escandalosas" e detalhes técnicos tão característicos à escrita do russo. Mas Sol Gabetta não murcha na execução. Coloca-se impávida diante da obra e nos oferta um disco de beleza grandiosa, digna dos grandes e talentosos artistas. Aparece ainda a langorosa, porém não menos extraordinária Sonata para cello e piano do russo. Não deixe de ouvir este portentoso disco. Uma boa apreciação!

 Dmtri Shostakovich (1906-1975) - 

Cello Concerto No.2 in G major, Op.126
01. I. Largo
02. II. Allegretto
03. III. Allegretto

Munchner Philharmoniker
Marc Albrecht, regente
Sol Gabetta, cello

Sonata for piano and cello in D minor, Op. 40
04.  I. Allegro non troppo
05. II. Allegro
06. III. Largo
07. IV. Allegro

Sol Gabetta, cello
Mihaela Ursuleasa, piano

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Johannes Brahms (1833-1897) - String Quintet No.1 In F, Op. 88 e String Quintet No. 2 In G, Op. 111

Belíssimo este disco. É curioso ouvir a obra camerística de Brahms. É como se todos diques de sensibilidade fossem quebrados e uma inundação doce tomasse todos os recantos da nossa alma. Desculpe a afirmação piegas. Mas é que não consigo classificar o meu doce, lindo e tormentoso Brahms. Mais um daqueles belos discos do selo Hyperion, capaz de encher os olhos. A Hyperion possui uma habilidade incomum para aglutinar qualidade estética à capa de seus discos. É só conferir na Amazon a capa dos discos com o Takács. E tudo isso executado pelo Takács Qurtet que costuma fazer belíssimas execuções. Não deixe de ouvir este disco. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1897) -

String Quintet No.1 In F, Op. 88
01. 1. Allegro Non Troppo Ma Con Brio
02. 2. Grave & Appassionato; Allegretto Vivace
03. 3. Allegro Energico; Presto

String Quintet No. 2 In G, Op. 111 
04. 1. Allegro Non Troppo Ma Con Brio
05. 2. Adagio
06. 3. Un Poco Allegretto
07. 4. Vivace Ma Non Troppo Presto; Animato

Você pode comprar este disco na Amazon

Takács Quartet
Edward Dusinberre, violino I
Károly Schranz, violino II
Geraldine Walther, viola
András Fejér, cello
Lawrence Power, viola

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 20 de abril de 2014

Johann Pachelbel (1653-1706) - Easter Cantatas

Avancemos no tempo, mas ainda dentro do contexto da música religiosa. Dessa vez, escutaremos o compositor  alemão Johann Pachelbel. Se os três compositores viveram no século XVI, Pachelbel viveu entre os séculos XVII e XVIII e foi contemporâneo de Bach, Handel e Vivaldi, entre outros compositores - nasceu alguns anos antes, claro. É mais conhecido por seus trabalhos para órgão e seu imortal Canon. Confesso, que não ouvi muita coisa do compositor, até pela dificuldade que se tem em encontrar suas obras. Aqui temos as chamadas Easter Cantatas ou, simplesmente, Cantatas de Páscoa, que são lindíssimas e possuem um forte tom de epifania. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Pachelbel (1653-1706) -

01 - Deus in adjutorium
02 - Christ lag in Todesbanden
03 - Halleluja! Lobet den Herrn
04 - Christ ist erstanden
05 - Jauchzet dem Herrn
06 - Magnificat in C major

Você pode comprar este disco na Amazon

La Capella Ducale
Musica Fiata
Roland Wilson, diretor

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Carlo Gesualdo (1561-1613) - Tenebrae Responsories for Holy Week - Benedictus - Miserere

Outro importante compositor da Renascença foi Carlo Gesualdo. Ele também está inscrito ao lado de Palestrina, Lassus, Monteverdi, Victoria, Tallis, entre outros. Sua história está crivada por uma série de eventos curiosos e trágicos. Acredito que um dos mais destacados seja o assassinato de sua esposa. Ele mesmo arquitetou a morte dela e de seu amante e expôs os restos mortais para que todos vissem. Mas apesar desse lado nebuloso da personalidade de Gesualdo, o sujeito era capaz de escrever obras belíssimas como pode ser atestado neste disco de grande beleza, clareza e leveza espiritual. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Carlo Gesualdo (1561-1613) - 

DISCO 01

01. Maundy Thrusday - Nocturnus I - I In monte Oliveti oravit ad Patrem
02. Maundy Thrusday - Nocturnus I - II Tristis est anima mea
03. Maundy Thrusday - Nocturnus I - III Ecce vidimus eum
04. Maundy Thrusday - Nocturnus II - IV Amicus meus osculi me tradidit
05. Maundy Thrusday - Nocturnus II - V Juda mercator pessimus osculo petiit
06. Maundy Thrusday - Nocturnus II - VI Unus ex Discipulis
07. Maundy Thrusday - Nocturnus III - VII Eram quasi agnus innocens
08. Maundy Thrusday - Nocturnus III - VIII Una hora non potuistis vigilare mecum
09. Maundy Thrusday - Nocturnus III - IX Seniores populi consilium fecerunt
10. Miserere (Psalm 50)
11. Good Friday - Nocturnus I - I Omnes amici mei dereliquerunt me
12. Good Friday - Nocturnus I - II Velum templi scissum est
13. Good Friday - Nocturnus I - III Vinea mea electa, ego te plantavi

DISCO 02

01. Good Friday - Nocturnus II - IV Tanquam ad latronem existis cum gladiis et fu...
02. Good Friday - Nocturnus II - V Tenebrae factae sunt, dum crucifixissent Jesum...
03. Good Friday - Nocturnus II - VI Animam meam dilectam tradidi in manus iniquorum
04. Good Friday - Nocturnus III - VII Tradiderunt me in manus impiorum
05. Good Friday - Nocturnus III - VIII Jesum tradidit impius summis principibus
06. Good Friday - Nocturnus III - IX Caligaverunt oculi mei fletu meo
07. Benedictus (Canticle of Zachariah)
08. Holy Saturday - Nocturnus I - I Sicut ovis ad occisionem ductus est
09. Holy Saturday - Nocturnus I - II Jerusalem, surge
11. Holy Saturday - Nocturnus II - IV Recessit Pastor noster
10. Holy Saturday - Nocturnus I - III Plange quasi virgo plebs mea
12. Holy Saturday - Nocturnus II - V O vos omnes
13. Holy Saturday - Nocturnus II - VI Ecce quomodo moritur justus
14. Holy Saturday - Nocturnus III - VII Astiterunt Reges terrae
15. Holy Saturday - Nocturnus III - VIII Aestimatus sum cum descendentibus in lacum
16. Holy Saturday - Nocturnus III - IX Sepulto Domino signatum est monumentum

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) - Mass for Pentecost and Motets

Seguindo com nossas postagens de Páscoa. Dessa vez, surge o ilustre Giovanni Pierluigi da Palestrina, um dos compositores mais importantes da história da música ocidental. Impossível falar em música nos últimos quinhentos anos sem mencioná-lo. Palestrina foi dono de um estilo ímpar. É o criador da polifonia, um método que revolucionou a música. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) -  

01. Kyrie
02. Gloria
03. Credo
04. Sanctus
05. Benedictus
06. Agnus Dei 1
07. Agnus Dei 2
08. Super Flumina Babylonis
09. Exsultate Deo
10. Sicut Cervus
11. O Bone Jesus, Exaudi Me

Você pode comprar este disco na Amazon

Christ Church Cathedral Choir
Stephen Darlington, diretor

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Orlando de Lassus (1530/32-1594) - Sacred Works

Como hoje é domingo de páscoa, data tão significativa para cristãos e judeus, resolvi postar alguns belos discos. Para os judeus representa a saída da escravidão para a liberdade; e para os cristãos faz lembrar a ressurreição de Cristo, ou seja, a vitória da vida sobre a morte, fazendo evocar que, em Cristo, todos podem viver. Muitos compositores se debruçaram sobre esse tema. Algumas peças que vou postar não tematizam a páscoa. Mas, mesmo assim, vão surgir por aqui. O primeiro compositor é Orlando de Lassus, um dos meus compositores favoritos da Renascença. Sua música possui um frescor, uma beleza espiritual únicos. Aqui temos algumas das obras de Lassus executadas pelo Coro da Faculdade de St. John, fundado em 1670. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Orlando de Lassus (1530/32-1594) -

01. Ecce nunc benedicite Dominum
02. Veni in hortum meum
03. Qui sequitur me
04. Resonet in laudibus
05. Sine textu 15
06. Omnes de Saba venient
07. Qui moderatur sermones suos
08. Exaudi, Deus, orationem meam
09. Jubilate Deo, omnis terra
10. Sine textu 19
11. Timor et tremor
12. Omnia tempus habent
13. Alleluia, laus et gloria
14. Magnificat tertii toni
15. Quid gloriaris in malitia
16. Laudate pueri Dominum
17. O Maria, clausus hortus
18. Laetentur caeli
19. Laudent Deum cithara
20. Sine textu 13
21. O peccator, si filium Dei
22. Fratres, qui gloriatur
23. Agimus tibi gratias
24. Magnificat ‘O che vezzosa aurora’

Você pode comprar este disco na Amazon

Choir of St John’s College, Cambridge
Andrew Nethsingha, diretor


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda manter o nosso blog vivo! 

sábado, 19 de abril de 2014

Jan Dimas Zelenka (1679-1745) - Missa in D 'Gratias agimus tibi', ZWV 13, Responsoria pro Hebdomada Sancta ZWV 55 e Sub tuum praesidium No.3, ZWV 157

Jan Dimas Zelenka, que aparece por aqui pela primeira vez, foi um compositor barroco, nascido na República Tcheca. Não se tem muito conhecimento sobre a sua infância. É possível que seu pai tenha sido organista e desde muito cedo, Zelenka foi introduzido no universo da música. Para alguns historiadores, Zelenka deve ter recebido uma educação jesuítica. Chegou a estudar com nomes importantes como Fux, Lotti e Alessandro Scarlatti. Escreveu obra vocal e orquestral, todavia o terreno o qual teve maior parcela em sua produção foi a música religiosa. Nesse campo, Zelenka possuía uma habilidade notória. Compôs vinte missas, magnficats, salmos, oratórios, responsórios e tantas obras. Este disco, especialmente, traz algumas peças, destacando-se a bela Missa em Ré. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Jan Dimas Zelenka (1679-1745) - 

Missa in D 'Gratias agimus tibi', ZWV 13
01. I. Kyrie
02. II. Gloria
03. III. Credo
04. IV. Sanctus
05. V. Benedictus
06. VI. Agnus Dei

Responsoria pro Hebdomada Sancta ZWV 55
07. 10 - I. Omnes amici mei
08. 11 - II. Velum templi acissum est
09. 13 - IV. Tamquam ad latremonem existis
10. 14 - V. Tenebrae factae sunt
11. 15. - VI Animam meam dilectam

Sub tuum praesidium No.3, ZWV 157
12. Sub tuum praesidium No.3, ZWV 157

Você pode comprar este disco na Amazon

Czech Philharmonic Orchestra
Czech Philharmonic Chorus
Jiri Belohlávek, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda manter o nosso blog vivo!  

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Hamlet, Op. 67, The Tempest, Op. 18 e Romeo and Juliet

Curioso. Ouvi este disco, mas não gostei daquilo que escutei. Talvez, seja o fenômeno Dudamel e aquela velha máxima de que "tudo que reluz é ouro". Como ele se tornou uma celebridade, então sente-se a necessidade de gravar quase tudo aquilo que ele põe a mão. Todavia, não deu "liga". A sonoridade me pareceu bastante comprometida. Aquela força marcial, tonitruante, tão costumeira nos trabalhos orquestrais do russo, acabou ficando abafada. De qualquer forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - 

01. Hamlet, Op. 67
02. The Tempest, Op. 18
03. Romeo and Juliet

Você pode comprar este disco na Amazon

Símon Bolívar Symphony Orchestra of Venezuela
Gustavo Dudamel, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Manuel de Falla (1876-1946) - El Amor Brujo, Noches en los jardins de España e El sombrero de tres picos

Vamos a três das mais populares obras do compositor espanhol Manuel de Falla. Confesso que tenho uma admiração profunda pela música espanhola. Gosto do sabor cigano; gosto da variedade de tons, do colorido orquestral, da riqueza de espectros que constatamos em obras como El amor brujo. O disco traz aquilo que é essencial na obra de Falla - El amor brujo, El sombrero de tres picos e Noches en los jardins de España. É um disco cuja sonoridade impressiona; e traz ainda dois estupendos regentes - Ormandy e Stokowski. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Manuel de Falla (1876-1946) - 

El Amor Brujo
01. I. Intro and Scene
02.  II. In the Cave (Night-time)
03. III. Song of Love's Sorrow
04. IV. The Apparition
05. V. Dance of Terror
06. VI. The Magic Circle
07. VII. Midnight - Witchcraft
08. VIII. Ritual Fire Dance
09. IX. Scene
10.  X. Song of the Will o' the Wisp
11. XI. Pantomime
12. XII. Dance of the Game of Love
13. XIII. Finale - The Bells of the Morning

Philadelphia Orchestra
Leopold Stokowski, regente
Shirley Verrett, mezzo-soprano

Noches en los jardins de España
14.  I. En el Generalife
15. II. Danza lejana
16.  III. En los jardines de la Sierra de Córdoba

Philippe Entremont, piano

The Three-Cornered Hat
17. I. The Neighbors' Dance
18. II. The Miller's Dance
19. III. The Final Dance

Philadelphia Orchestra
Eugene Ormandy, regente

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Antonio Caldara (1670-1736) - Sinfonia in G minor, Stabat Mater, Sinfonia in E minor, Missa Dolorosa

Penso que seja a segunda vez que o compositor italiano Antonio Caldara aparece por aqui. Ouvi este disco nesta manhã de Sexta-Feira Santa e fiquei imensamente contente com aquilo que ouvi. Pude escutar uma obra de imensa beleza espiritual, principalmente a Missa Dolorosa. Caldara morou em vários locais da Europa e acabou se consolidando na Espanha. Era um excelente compositor de óperas. No campo religioso, também produziu obras bastante significativas como A paixão de Jesus Cristo, de 1730. Não deixe de ouvir este bonito disco da Naxos. Uma boa apreciação!

Antonio Caldara (1670-1736) - 

Sinfonia in G minor (from 'Sant' Elena al Calvario')
01. Sinfonia in G minor (from 'Sant' Elena al Calvario')

Stabat Mater
02. I. Stabat Mater dolorosa
03. II. Cojus animam gementem
04.  III. Quis est homo
05. IV. Sancta Mater
06.  V. Tui nati vulnerati
07. VI. Fac me tecum
08. VII. Juxta crucem
09. VIII. Virgo virginum
10.  IX. Fac, ut portem
11.  X. Flammis ne urar succensus
12. XI. Christe, cum sit hinc exire
13. XII. Fac ut animae donatur

Sinfonia in E minor (from 'Gioseffo che interpreta i sogni')
14. Sinfonia in E minor (from 'Gioseffo che interpreta i sogni')

Missa Dolorosa
15. I. Kyrie
16. II. Gloria
17. III. Credo
18. IV. Sanctus
19. V. Benedictus
20. VI. Agnus Dei

Você pode comprar este disco na Amazon

Coro della Radio Svizzera Italiana
Aura Musicale, Budapest
René Clemencic, diretor


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Gustav Mahler (1860-1911) - Symphony No. 1 in D Major 'Titan', Symphony No. 2 'Resurrection' e Songs of a Wayfar (CDs 1 e 2 de 9)

Esse material faz parte de uma caixa com obras regidas por Bruno Walter. Achei por bem postar as sinfonias de Mahler, conduzidas pelo famoso maestro alemão. Pesa a favor de Walter o fato de ter sido um competente regente. Iniciou a sua carreira ainda no final do século XIX, trabalhando ao lado de Gustav Mahler. Foi indicado para assumir alguns postos por indicação do próprio Mahler. Quando este morreu, em 1911, Walter foi o nome sugerido para estrear aquele que foi um dos últimos trabalhos de Mahler, a inebriante e delicada Canção da Terra (Das Lied von de Erde). Ou seja, são por essas e outras que Walter deve ser respeitado. Nesta primeira postagem, resolvi trazer as duas primeiras sinfonias do compositor austríaco - "Titã" e "Ressurreição". Talvez, o tempo tenha feito com que a qualidade do som não seja das melhores. Mas é importante prestar atenção aos gestos mágicos da condução de Walter. Uma boa apreciação!

Gustav Mahler (1860-1911) - 

DISCO 01

Symphony No. 1 in D Major 'Titan'
01. I. Langsam. Schleppend. Wie ein Naturlaut. Im anfang sehr gemachlich
02. II. Kraftig bewegt, doch nicht zu schnell
03. III. Feierlich und gemessen, ohne zu schleppen
04. IV. Sturmisch bewegt ¨C Energisch

Columbia Symphony Orchestra
January 14 & 16, 1961, 
and February 4 & 6, 1961
American Legion Hall

Symphony No. 2 'Resurrection'
05. I. Allegro maestoso

DISCO 02

01. II. Andante moderato
02. III. {Scherzo}. In ruhig fliessender Bewegung
03. IV. 'Urlicht'. Sehr feierlich, aber schlicht
04. V. Im Tempo des Scherzos. Wild herausfahrend

New York Philharmonic
Westminster Choir
John F. Williamson, Chorus Master
Emilia Cundari, Soprano
Maureen Forrester, mezzo-Soprano;
February 18, 1957; February 17 & 21, 1958; Carnegie Hall

Songs of a Wayfar
05.  I. Wenn mein Schatz Hochzeit macht
06. II. Ging heut morgen ubersFeld
07. III. Ich hab ein gluhend Messer
08. IV. Die zwei blauen Augen von meinem Schatz

Columbia Symphony Orchestra
Mildred Miller, mezzo-Soprano
June 30 and July 1, 1960; American Legion Hall

Você pode comprar este disco na Amazon

Bruno Walter, regente

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Johann Adolph Hasse (1699-1783) - Missa Ultima in G

É a primeira vez que o alemão Johann Adolph Hasse aparece por aqui. Hasse é um daqueles casos de artistas que acabam caindo no limbo da história. Era grande enquanto vivo, mas acabou sendo esquecido nos séculos posteriores. Infelizmente. Sua música era grande. Digna. Boa. Frederico, O Grande, da Prússia, tinha-lhe grande estima. Hasse influenciou compositores como Mozart. E pode-se afirmar que ele é um dos maiores escritores de óperas da história. Compôs ao todo mais de sessenta óperas. Parte do seu trabalho foi destruído na Guerra dos Sete Anos e durante a Segunda Guerra Mundial. Triste. Na seara religiosa, Hasse compôs mais de vinte missas e réquiens; doze oratórios e outras peças importantes. Ouçamos uma de suas obras. Uma boa apreciação!

 Johann Adolph Hasse (1699-1783) -

01 -Kyrie I
02 -Christe eleison
03 -Kyrie II
04 -Gloria
05 -Gratias agimus
06 -Domine Deus
07 -Domine Fili
08 -Domine Deus
09 -Qui tollis
10 -Quoniam
11 -Cum Sancto Spiritus
12 -Credo
13 -Motetto- Ad te levavi
14 -Sanctus
15 -Benedictus
16 -Agnus Dei

Você pode comprar este disco na Amazon

Frauenkirche Dresden
Ludwig Güttler, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Weltliche Kantaten (Secular Cantatas) - BWV 201 e 173a

Vamos a mais um disco com obras sacras. Dessa vez, trazemos um nome de peso da história da música - Johann Sebastian Bach. Trata-se nada mais nada menos do que as suas chamadas Cantatas Seculares. São obras belíssimas, feitas sob encomenda. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - 

01. BWV 201 - Chorus_ Geschwinde, ihr wirbelnden Winde
02. BWV 201 - Recitativo (Phoebus, Pan, Momus)_ Und du bist doch so unverschämt und frei
03. BWV 201 - Aria (Momus)_ Patron, das macht der Wind
04. BWV 201 - Recitativo (Mercurius, Phoebus, Pan)_ Was braucht ihr euch zu zanken_
05. BWV 201 - Aria (Phoebus)_ Mit Verlangen drück' ich deine zarten Wangen
06. BWV 201 - Recitativo (Momus, Pan)_ Pan, rücke deine Kehle nun
07. BWV 201 - Aria (Pan)_ Zu Tanze, zu Sprunge, so wackelt das Herz
08. BWV 201 - Recitativo (Mercurius, Tmolus)_ Nunmehro Richter her!
09. BWV 201 - Aria (Tmolus)_ Phoebus, deine Melodei hat die Anmut selbst geboren
10. BWV 201 - Recitativo (Pan, Midas)_ Komm, Midas, sage du nun an, was ich getan!
11. BWV 201 - Aria (Midas)_ Pan ist Meister, laßt ihn gehn!
12. BWV 201 - Recitativo (Momus, Mercurius, Tmolus, Phoebus, Midas, Pan)_ Wie, Midas, bist du toll_
13. BWV 201 - Aria (Mercurius)_ Aufgeblasne Hitze, aber wenig Grütze
14. BWV 201 - Recitativo (Momus)_ Du guter Midas, geh nun hin
15. BWV 201 - Chorus_ Labt Das Herz
16. BWV 173a - Recitativo (S)_ Durchlaucht'ster Leopold, es singet Anhalts Welt
17. BWV 173a - Aria (S)_ Güldner Sonnen frohe Stunden
18. BWV 173a - Aria (B)_ Leopolds Vortrefflichkeiten
19. BWV 173a - Aria Duetto (S B)_ Unter seinem Purpursaum
20. BWV 173a - Recitativo (S B)_ Durchlauchtigster, den Anhalt Vater nennt
21. BWV 173a - Aria (S)_ So schau dies holden Tages Licht
22. BWV 173a - Aria (B)_ Dein Name gleich der Sonnen geh
23. BWV 173a - Chorus Duetto (S B)_ Nimm auch, großer Fürst, uns auf

Você pode comprar este disco na Amazon

Orchestra an Choir Of the Age of Enlightenment
Gustav Leonhardt, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 15 de abril de 2014

George F. Handel (1685-1759) - Messiah (O Messias)

O Messias, de Handel, talvez seja uma das obras que colocaram a música clássica no centro gravitacional da minha existência. Envolveu os meus sentidos nessa necessidade. De fato, essa obra de Handel é algo de uma grandeza e de uma beleza, que todas as vezes que escuto, sou levado a acreditar e me tornar mais complacente para com os ideais cristãos. Trata-se de um dos mais populares e importantes oratórios já escritos. Handel acertou em cheio. A obra está dividida em três partes: a esperança da vinda do Messias, a chegada e a morte do Messias, e a esperança daqueles que creem no Messias. É algo grandioso. Aquela sinfonia de abertura é uma das coisas mais belas e pressagas que conheço. Para dar continuidade a essa comemoração da Semana de Páscoa, eis que surge O Messias, de Handel. Excelente versão! Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

George F. Handel (1685-1759) - Messiah

DISCO 01

01. 01 Sinfonia
02. 02 Comfort ye my people (Recitative-Tenor)
03. 03 Ev'ry valley shall be exalted (Air-Tenor)
04. 04 And the glory, the glory of the Lord (Chorus)
05. 05 Thus saith the Lord (Recitative - Bass)
06. 06 But who may abide (Air-Bass)
07. 07 And He shall purify (Chorus)
08. 08 Behold a virgin shall conceive (Recitative-Alto)
09. 09 O thou that tellest (Air-Alto & Chorus)
10. 10 For behold darkness shall cover the earth (Recitative-Bass)
11. 11 The people that walked in darkness (Air-Bass)
12. 12 For unto us a child is born (Chorus)
13. 13 Pifa (Pastoral Symphony)
14. 14 There were shepherds (Recitative-Soprano)
15. 15 And lo the Angel of the Lord (Recitative-Soprano)
16. 16 And the angel said unto them (Recitative-Soprano)
17. 17 And suddenly there was with the angel (Recitative-Soprano)
18. 18 Glory to God in the highest (Chorus)
19. 19 Rejoice greatly o daughter of Zion (Air-Soprano)
20. 20 Then shall the eyes of the blind (Recitative-Alto)
21. 21 He shall feed his flock (Duet-Alto & Soprano)
22. 22 His yoke is easy (Chorus)
23. 23 Behold the Lamb of God (Chorus)
24. 24 He was despised (Air-Alto)

DISCO 02

01. 01 Surely He Hath Borne Our Griefs (Chorus)
02. 02 And With His Stripes We Are Healed (Chorus)
03. 03 All We Like Sheep (Chorus)
04. 04 All They That See Him (Recitative-Tenor)
05. 05 He Trusted in God (Chorus)
06. 06 Thy Rebuke Hath Broken His Heart (Recitative-Tenor)
07. 07 Behold and See if there Be Any Sorrow (Air-Tenor)
08. 08 He Was Cut Off Out of the Land (Recitative-Soprano II)
09. 09 But Thou Didst Not Leave (Air-Soprano II)
10. 10 Lift Up Your Heads (Chorus)
11. 11 Unto Which of the Angels (Recitative-Tenor)
12. 12 Let All the Angels of God Worship Him (Chorus)
13. 13 Thou Art Gone Up On High (Air-Counter-Tenor)
14. 14 The Lord Gave the Word (Chorus)
15. 15 How Beautiful Are the Feet (Air-Soprano I)
16. 16 Their Sound is Gone Out (Chorus)
17. 17 Why Do the Nations (Air-Bass)
18. 18 Let Us Break their Bonds Asunder (Chorus)
19. 19 He that Dwelleth in Heaven (Recitative-Tenor)
20. 20 Thou Shalt Break Them (Air-Tenor)
21. 21 Hallelujah (Chorus)
22. 22 I Know That My Redeemer Liveth (Air-Soprano I)
23. 23 Since By Man Came Death (Chorus)
24. 24 Behold I Tell You a Mystery (Recitative-Bass)
25. 25 The Trumpet Shall Sound (Air-Bass)
26. 26 Then Shall Be Brought to Pass (Recitative-Counter-Tenor)
27. 27 O Death Where is thy Sting (Duet-Counter-Tenor, Tenor)
28. 28 But Thanks Be to God (Chorus)
29. 29 If God Be For Us (Air-Alto)
30. 30 Worty is the Lamb... Amen (Chorus)

Você pode comprar este disco na Amazon

Toronto Mendelssohn Choir
Toronto Symphony Orchestra
Sir Andrew Davis, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736) - Stabat Mater, Flute Concerto in G major, Sinfonia in F major for cello and continuo, Salve Regina

Em homenagem à Semana Santa, quando os cristãos de todo mundo celebram a morte e ressurreição de Cristo, tentarei postar todos os dias um disco com caráter religioso - isso até domingo. Acredito que assim faça jus a esse momento celso. Nomes como Zelenka, Hasse, Pergolesi, J.S. Bach, Monteverdi, Palestrina, Graun, Lassus etc aparecerão por aqui. O primeiro a surgir será Pergolesi, compositor italiano, que viveu apenas 26 anos, mas produziu obras de uma beleza e leveza espirituais incríveis. Duas dessas peças são o Stabat Mater e o seu Salve Regina. Compôs pouca coisa, mas obteve sucesso por quase toda a Europa. Suas obras sacras possuem uma imponência e intimismo comovedor. São obras de grande delicadeza e sensibilidade. Não deixe de ouvir este disco. Uma boa apreciação!

Giovanni Battista Pergolesi (1710-1736) - 

01. Stabat Mater
02. Cujus animam gementem
03. O quam tristis
04. Quae moerebat et dolebat
05. Quis est homo
06. Vidit suum dulcem Natum
07. Eja Mater
08. Fae ut ardeat cor meum
09. Saneta Mater
10. Fac ut portem
11. Inflammatus et accensus
12. Quando corpus - Amen
13. Spiritoso
14. Largo
15. Allegro spiritoso
16. Comodo
17. Allegro
18. Adagio
19. Presto
20. Salve Regina
21. Ad te clamamus
22. Eja ergo, advocata nostra
23. Et Jesum
24. O clemens

Você pode comprar este disco na Amazon

Florilegium


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Strings Quartets Nos. 3, 5, 2 & 12 (CDs 3 e 4 de 6)


Postagem de início de semana. Sigamos com as postagens dos quartetos de cordas de Dmitri Shostakovich. Por esses dias, estou a experimentar a grata ventura de ouvir, simultaneamente, as gravações camerísticas do russo pelo Éder Quartet e com o Borodin Quartet, que postei aqui em janeiro de 2013. E só tenho uma palavra: Shosta era um compositor formidável. Vamos a mais dois Cds pelo selo Naxos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) -  

DISCO 03

01. String Quartet No. 3 in F, Op. 73-Allegretto
02. String Quartet No. 3 in F, Op. 73-Moderato con moto
03. String Quartet No. 3 in F, Op. 73-Allegro non troppo
04. String Quartet No. 3 in F, Op. 73-Adagio
05. String Quartet No. 3 in F, Op. 73-Moderato
06. String Quartet No. 5 in B flat, Op. 92-Allegro non troppo
07. String Quartet No. 5 in B flat, Op. 92-Andante
08. String Quartet No. 5 in B flat, Op. 92-Moderato-Allegretto

DISCO 04

01. String Quartet No. 2 in A Major, Op. 68 - Overture
02. String Quartet No. 2 in A Major, Op. 68 - Recitativo and Romance
03. String Quartet No. 2 in A Major, Op. 68 - Valse
04. String Quartet No. 2 in A Major, Op. 68 - Theme with variations
05. String Quartet No. 12 in D Flat Major, Op. 133 - Moderato
06. String Quartet No. 12 in D Flat Major, Op. 133 - Allegretto

Você pode comprar este disco na Amazon CD3/CD4

Éder Quartet

BAIXAR AQUICD03
BAIXAR AQUICD04

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 13 de abril de 2014

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Overtures

Mozart foi um dos maiores melodistas e criadores da história da música. Suas óperas são uma página à parte dentro do seu repertório criativo. Muitas delas fazem parte do legado humanista e histórico. Algumas se imortalizaram como, por exemplo, A Flauta Mágica, Don Giovanni, As bodas de Fígaro, Cosi fan Tutti, Idomeneo, Rei de Creta, entre outras. E como Wagner provaria mais tarde, "a coisa está no início", na abertura. Ou seja, a abertura é a porta dimensional que nos leva a um mundo de vilanias, traições, desejos, ciúmes, paixões avassaladoras e toda uma galáxia de dramas humanos. A abertura de uma ópera nos dar uma ideia daquilo que virá. Escuta, por exemplo, a abertura de Don Giovanni, A Flauta Mágica ou La Clemenza di Tito e aí perceba a grandiosidade do trabalho. Não sou um especialista em óperas, gênero o qual preciso ouvir um pouco mais. Mas aqui temos um excelente aperitivo desses trabalhos de Mozart. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

01. Apollo et Hyacinthus
02. Bastien und Bastienne
03. La finta semplice
04. Mitridate, re di Ponto
05. La Betulia liberata
06. Ascanio in Alba
07. Lucio Silla
08. Il re pastore
09. Idomeneo, re di Creta
10. Die Entfuhrung aus dem Serail
11. Der Schauspieldirektor
12. Le nozze di Figaro
13. Don Giovanni
14. Cosi fan tutte
15. Die Zauberflote
16. La clemenza di Tito

Você pode comprar este disco na Amazon

La Cetra Barockorchester Basel
Andrea Marcon, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Franz Schubert (1797-1828) - Quintet in C major, D.956 e Quartet in C minor, D.703 - 'Quartettzatz'

Há alguns dias atrás, um visitante deste espaço deixou o seguinte comentário. Acredito que ele seja português, por causa das marcas linguísticas de seu texto. Entendi o comentário como uma espécie de "puxão de orelha". Penso que tenha empregado uma palavra que acabou gerando ambivalências. Mas, apesar de tudo, gostei de comentário dele sobre Schubert: "(...) Schubert foi de facto especial (como tantos outros) - cada grande compositor na sua essencial singularidade): morreu novo (como tantos outros), mas para o tentar compreender (como homem e como compositor) é necessário conhecer a sua história biográfica, o seu contexto sócio-económico e a sua densa complexidade psicológica. Schubert, por vários motivos que não cabem aqui discorrer, era inseguro e a sua falta de auto-confiança reflectia-se nas obras "incompletas". Não se tratava de ser indisciplinado no seu método criativo, mas antes inseguro e demasiado exigente consigo mesmo. Viveu miseravelmente, mesmo na pobreza, e foi explorado por vários empresários que pegavam numa melodia sua, anteviam o seu potencial mas não lhe pagavam de acordo com ele. Czerny foi um deles. Pagavam-lhe para poderem publicar um "lied" uma ninharia que depois rendia rios de dinheiro. Schubert, desinteressado e materialmente desapegado, não tinha o que hoje chamamos "espírito de iniciativa", "olho para o negócio" nem ferocidade capitalista. A sua vida emocional e sentimental também não correu bem, vivendo sempre sozinho. Apenas alguns amigos faziam a diferença, acolhendo-o e alimentando-o quando necessário, além de lhe reconhecerem valor artístico - ficaram famosas as "Schubertíades" (serões musicais noite dentro entre amigos músicos e ligados às artes). Pessoalmente, as características que mais admiro nas suas obras são o sentido intimista, a facilidade melódica de grande lirismo e uma textura tímbrica (principalmente na sua obra de câmara) simultaneamente calorosa, clara e translúcida. As suas últimas obras são brilhantes no sentido trágico do termo. Existem nelas um sentimento de angústia, revolta contida, de profunda injustiça e desilusão perante a vida". Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) - 

Quintet in C major, D.956
01. I. Allegro ma non troppo
02. II. Adagio
03. III. Scherzo_ Presto - Trio_ Andante sostenuto
04. IV. Allegretto

Quartet in C minor, D.703 - 'Quartettzatz'
05. I. Allegro
06. II. Andante (fragment)

Você pode comprar este disco na Amazon

Tokyo String Quartett
Martin Beaver, Kikuei Ikeda, violinos
Kazuhide Isomura, viola
Clive Greensmith, cello
David Waltkin, cello (D. 956)


BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!