segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Sergei Rachmaninov (1873-1943) - Symphony No. 3 in a minor, op. 44 e Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - Symphony No. 8 in D minor

Postagem de final, última do mês de setembro, antes que o sono venha e me domine por completo. Traz dois trabalhos bastante queridos por mim: a Sinfonia no. 3 Rach e, a de número 8, de Vaughan Williams. O regente é um dos maiores que a Inglaterra e o mundo já teve - Sir Adrian Boult. Uma boa apreciação!

Sergei Rachmaninov (1873-1943) - 

Symphony No. 3 in a minor, op. 44

01. Lento - allegro moderato
02 Adagio ma non troppo
03 Allegro

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) -

Symphony No. 8 in D minor
04 Fantasia
05 Scherzo
06 Cavatina
07 Toccata


Você pode comprar este disco na Amazon

London Symphony Orchestra
Sir Adrian Boult, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 29 de setembro de 2013

Johann Sebatian Bach (1685-1750) - Flute Sonatas (Angela Hewitt e Andrea Oliva)

Baita disco, meus amigos! Baita disco... Aqui temos uma dupla fantástica de músicos no melhor da forma e um compositor que plenifica o conceito espiritual de belo. Neste terceiro disco que posto desde o dia de ontem com Hewitt, fica aqui a certeza de que a moça é uma pianista de envergadura. Oliva, o flautista, idem. A música jorra fácil. Música singela, delicada, bela. Na verdade, este disco é daqueles que você escuta muitas e muitas vezes. O lirismo da flauta de Oliva com a musicalidade elegante de Hewitt constroem um disco que, com certeza, é um dos melhores que postei este ano. Se eu fosse você, não deixaria de ouvir este disco. É de uma beleza sensacional. Uma boa apreciação!

Johann Sebatian Bach (1685-1750) - 


Sonata In E Flat, BWV 1031
01. Allegro moderato
02. Siciliano
03. Allegro

Sonata em Sol menor BWV 1020
04. Allegro
05. Adágio
06. Allegro

Sonata in C major BWV 1033
07. Andante
08. Allegro
09. Adágio
10. Menuetto I e II

Sonata em Mi menor BWV 1034
11. Adagio ma non Tanto
12. Allegro
13. Andante
14. Allegro

Sonata em Mi Maior BWV1035
15. Adagio ma non Tanto
16. Allegro
17. Siciliano
18. Allegro assai

Sonata in B minor BWV1030
19. Andante
20. Largo e dolce
21. Presto-Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Andrea Oliva, flauta
Angela Hewitt, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Gabriel Fauré (1845-1924) - Theme and Variations in cis-moll, Op.73, Valse-Caprice No.1 in A-dur, Op.30, Nocturne No.5 in B-dur, Op.37, Nocturne No.6 in Des-dur, Op.63, Nocturne No.13 in h-moll, Op.119 e Ballade pour piano seul in Fis-dur, Op.19

Gabriel Fauré foi um artista refinado, de peso, densamente introspectivo. Suas composições estão firmadas dentro da música francesa e são precursoras de Debussy, Ravel, Dutilleux, Roussel, entre outros. Fauré foi professor por grande parte da sua vida no Conservatório de Paris e se estabeleceu como um músico delicado. Sua estética impressiona. As texturas musicais são um primor. Ele veste a sua música por um halo delicado com melodias singelas, mas com uma estrutura harmônica bem complexa. Este disco recebeu elogios bastantes da crítica especializada. Hewitt não decepciona. Sempre um grande espetáculo ouvi-la. Algumas peças são uma paisagem suave, com doses de melancolia, mas na parte final espraia-se uma alegria tímida, como o sol que surge numa manhã fria. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Gabriel Fauré (1845-1924) - 

Theme and Variations in cis-moll, Op.73
01. Theme
02. Var. 1 - L'Istesso Tempo
03. Var. 2 - Piu Mosso
04. Var. 3 - Un Poco Piu Mosso
05. Var. 4 - L'Istesso Tempo
06. Var. 5 - Un Poco Piu Mosso
07. Var. 6 - Molto Adagio
08. Var. 7 - Allegro Moderato
09. Var. 8 - Andante Molto Moderato
10. Var. 9 - Quasi Adagio
11. Var. 10 - Allegro Vivo
12. Var. 11 - Andante Molto, Moderato Espressivo

Valse-Caprice No.1 in A-dur, Op.30
13.Valse-Caprice No.1 in A-dur, Op.30

Nocturne No.5 in B-dur, Op.37
15.Nocturne No.5 in B-dur, Op.37

Nocturne No.6 in Des-dur, Op.63
16.Nocturne No.6 in Des-dur, Op.63

Nocturne No.13 in h-moll, Op.119
17.Nocturne No.13 in h-moll, Op.119

Ballade pour piano seul in Fis-dur, Op.19
18.Ballade pour piano seul in Fis-dur, Op.19

Você pode comprar este disco na Amazon

Angela Hewitt, piano


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 28 de setembro de 2013

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Piano Concerto No.17 in G major, K453 e Piano Concerto No.27 in B flat major, K595

Esta é uma daquelas postagens para fechar a noite com chave de ouro. Estava ouvindo há pouco este disco. E Mozart "bem tratado" é sempre um evento formidável. Excelente disco do selo Hyperion, como tantos outros que já postei aqui. Outro fator positivo do disco é a pianista canadense Angela Hewitt que sempre nos premia com gravações soberbas e espetaculares. Técnica e sensibilidade para interpretar Mozart ela dispensa neste disco. Hewitt é, simplesmente, uma das melhores intérpretes da atualidade. Não deixe de ouvir este disco sensacional. Dois concertos para piano são o suficiente para nos dar toda a alegria que precisamos neste final de noite. Boa audição!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Piano Concerto No.17 in G major, K453
01. 1. Allegro
02. 2. Andante
03. 3. Allegretto - Presto

Piano Concerto No.27 in B flat major, K595
04. 1. Allegro
05. 2. Larghetto
06. 3. Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Orchestra da Camera di Mantova
Hannu Lintu, diretor
Angela Hewitt, piano


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Domenico Scarlatti (1685-1757) - Te Deum, Stabat Mater, Miserere, Magnificat e Laetatus sum

Domenico Scarlatti, filho de Alessandro Scarlatti, outro importante músico do período renascentista, foi um extraordinário compositor do período barroco. Curiosamente, Domenico Scarlatti nasceu no mesmo ano em que Johann Sebastian Bach nasceu. O compositor foi um inovador. Suas abordagens harmônicas trouxeram um avanço enorme para a música. Apesar de ter vivido no período compreendido como barroco, suas inovações harmônicas o aproximam do classicismo. Contribuiu, ainda, com a música coral. Aqui, neste disco, encontramos algumas belas peças do compositor italiano. Entre elas, temos o belo Stabat Mater e o Miserere, fincado na tradição do cantochão e da música medieval. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Domenico Scarlatti (1685-1757) - 

01. Te Deum - I. Te Deum laudamus
02. Te Deum - Te ergo quaesumus
03. Stabat Mater - I. Stabat mater dolorosa
04. Stabat Mater - II. Cujus animam gementem
05. Stabat Mater - III. Eja mater, fons amoris
06. Stabat Mater - IV. Sancta mater, istud agas
07. Stabat Mater - V. Fac me vere tecum flere
08. Stabat Mater - VI. Juxta crucem tecum stare
09. Stabat Mater - VII. Inflammatus et accensus
10. Stabat Mater - VIII. Fac ut animae donetur
11. Stabat Mater - IX. Amen
12. Miserere
13. Magnificat - I. Magnificat anima mea Dominum
14. Magnificat - II. Fecit potentiam
15. Magnificat - III. Gloria Patri
16. Laetatus sum - I. Laetatus sum
17. Laetatus sum - II. Propter fratres meos
18. Laetatus sum - III. Gloria Patri

Você pode comprar este disco na Amazon

Choir of King's College, Cambridge
Stephen Cleobury, diretor


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) - Missa Ad coenam Agni, Surrexit pastor bonus, Regina caeli I etc

Palestrina é um dos nomes mais importantes da história da música ocidental. É um revolucionário. Sua contribuição mudou significativamente os rumos da arte de compor. Podemos falar que existe a música antes e depois de Palestrina. Suas obras são sofisticadas. As melodias são sublimes. A invenção da polifonia contribuiu para que a música coral ganhasse outros adjetivos. Existe uma beleza delicada, fina, arrebatadora na música do compositor italiano. Ele é um dos nomes mais poderosos da música da Renascença. É sempre bom ouvi-lo para descobrir determinadas belezas ocultas. Apenas uma palavra: este disco é um primor. Não deixe de ouvi-lo. Uma boa apreciação!

Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525/6-1594) -

01. Missa Ad coenam Agni - 1. Kyrie
02. Missa Ad coenam Agni - 2. Gloria
03. Missa Ad coenam Agni - 3. Credo
04. Missa Ad coenam Agni - 4. Sanctus & Benedictus
05. Missa Ad coenam Agni - 5. Agnus Dei
06. Surrexit pastor bonus
07. Regina caeli I
08. Haec dies
09. Alleluia. Tulerunt Dominum
10. Terra tremuit
11. Angelus Domini II
12. Deus, Deus meus
13. Lauda anima mea
14. Benedicite gentes
15. Ad coenam Agni providi

Você pode comprar este disco na Amazon

The Brabant Ensemble
Stephen Rice, diretor


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Johannes Brahms (1833-1896) - Symphony No. 4 In E Minor, Op. 98 - Beethoven, Giovanni Gabrieli, Schütz, Johann Sebastian Bach

Vamos ao último disco dessa fabulosa caixa com os trabalhos sinfônicos de Brahms e outras coisitas mais. Na verdade, trata-se de uma baita caixa, de um material singular com o Gardiner, que dispensa maiores apresentações quando o que está em jogo é a regência. Neste último disco, foram inseridos alguns compositores de tradições bem díspares antes que a toda-poderosa sinfonia número 4 de Brahms surgisse - Beethoven, Schutz, Gabrieli, Johann Sebastian Bach e o próprio Brahms com algumas de suas obras corais. Como afirmei nos outros posts, a interpretação de Gardiner nesta caixa é das mais singulares. Prefiro um Brahms com mais força, com mais ímpeto. Mas há quem possa gostar daquilo que o Gardiner realizou aqui. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1896) - 

01. Coriolan, Op. 62 Overture. Allegro Con Brio
02. Symphoniae Sacrae (1615) Sanctus Et Benedictus A 12
03. Symphoniarum Sacrae Iii, Op. 12 No. 18 Saul, Saul, Was Verfolgst Du Mich
04. Kantate, Bwv 150 'Nach Dir, Herr, Verlanget Mich' Vi. Coro 'Meine Augen Sehe...
05. Kantate, Bwv 150 'Nach Dir, Herr, Verlanget Mich' Vii. Coro 'Meine Tage In D...
06. Geistliches Lied, Op. 30
07. Fest-Und Gedenkspruche, Op. 109 No. 1 Unsere Vater Hofften Auf Dich
08. Fest-Und Gedenkspruche, Op. 109 No. 2 Wenn Ein Starker Gewappneter
09. Fest-Und Gedenkspruche, Op. 109 No. 3 Wo Ist Ein So Herrlich Volk
10. Symphony No. 4 In E Minor, Op. 98 I. Allegro Non Troppo
11. Symphony No. 4 In E Minor, Op. 98 Ii. Andante Moderato
12. Symphony No. 4 In E Minor, Op. 98 Iii. Allegro Giocoso
13. Symphony No. 4 In E Minor, Op. 98 Iv. Allegro Energico E Passionato

Você pode comprar este disco na Amazon

Orcehstre Révolutionnaire et Romantique
The Monteverdi Choir
John Eliot Gardiner, regente

BAIXAR AQUI
 
*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Robert Schumann (1809-1856) - Sinfonia no. 1 em B flat major, Op. 38 - "Primavera" e Sinfonia no. 3 em E flat major, Op. 97 - "Renana"

Certamente que estas sejam as duas sinfonias de Schumann de que mais gosto. Admiro, também, a número 2, mas as de número 1 e 3 estão entre aquilo de mais destacado e sublime que Robert Schumann escreveu. A gravação ora apresentada por Philippe Herreweghe, mestre do repertório barroco, é de excelente qualidade. Orchestre des Champs-Elysees com alto nível na interpretação. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Robert Schumann (1809-1856) - 

Sinfonia no. 1 em B flat major, Op. 38 - "Primavera"
01. I Andante un poco maestoso- Allegro molto vivace
02. II Larghetto
03. III Scherzo. Molto vivace - Trios I (moto piu vivace) & II
04. IV. Finale. Allegro animato e grazioso

Sinfonia no. 3 em E flat major, Op. 97 - "Renana"
05. I Lebhaft (vivace) (Symphony # 3, op. 97
06. II Scherzo. Sehr massig
07. III Nicht schnell (Andante)
08. IV Feierlich (Maestoso)
09. V Finale. Lebhaft

Você pode comprar este disco na Amazon

Orchestre des Champs-Elysees
Philippe Herreweghe, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Bedrich Smetana (1824-1884) - Má Vlast ("Minha Terra")

O Má Vlast ("Minha Terra", "Minha Pátria") é uma obra especial. Talvez, em matéria de música, seja a declaração mais apaixonada que um compositor fez a respeito da sua terra. Trata-se de uma obra de forte inclinação nacionalista. O compositor o escreveu, pois queria retratar as maravilhas da região da Boêmia, de onde era oriundo. A obra foi escrita entre os anos de 1874 e 1879 e é de uma beleza fantástica. A gravação que ora é postada foi gravada ao vivo pelo grande Rafael Kubelik, um dos excelentes maestros do século XX. Certa vez, postei esta obra com o mesmo Kubelik à frente da Boston Symphony Orchestra. De alguma forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Bedrich Smetana (1824-1884) - Má Vlast (Minha Pátria)

01. Vysehrad (The High Castle)
02. Moldau, T 111
03. Sarka, T 113
04. From Bohemia's Meadows and Forests
05. Tabor
06. Blaník, T 121

Você pode comprar este disco na Amazon

Czech Philharmonic Orchestra
Rafael, Kubelik, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Ludwig van Beethoven (1770-1827) Violin Concerto in D major, Op. 61 e Felix Mendelssohn (1809-1847) Violin Concerto in E minor, Op. 64

Acredito que estes dois concertos para violino sejam dois dos mais belos que já foram escritos. Eu, particularmente, tenho cinco concertos para violino que reputo como fundamentais - Brahms, Sibelius, Tchaikovsky, Mendelssohn e Beethoven. Existem aqueles que estão em "um degrau abaixo", mas que são fundamentais também - Shostakovich, Bartok, Schoenberg, Britten, Alban Berg e uns dois de Mozart. Na interpretação dos dois concertos aqui  colocados, temos Viktoria Mullova, essa grande musicista da atualidade, que dispensa maiores explicações. Como estou com muito sono, encurto o colóquio flácido. De qualquer forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827)

Violin Concerto in D major, Op. 61

01. I Allegro
02. II Larghetto
03. III Rondo

Felix Mendelssohn (1809-1847)

Violin Concerto in E minor, Op. 64

04. I Allegro molto appassionato
05. II Andante
06. III Allegretto non troppo - Allegro molto vivace


Você pode comprar este disco na Amazon

Orchestre Révolutionnaire et Romantique
John Eliot Gardiner, regente
Viktoria Mullova, violino

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 22 de setembro de 2013

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - The Late String Quartets

Este conjunto com seis quartetos, conhecido como The Late String Quartets, é aquilo para o qual não temos palavras definidoras. Está entre aquelas grandes obras que enaltecem o gênio humano. Os seis quartetos são uma amostragem da capacidade do homem de fazer arte. E aí nos questionamos: para quê criamos o belo, para quê e para quem fazemos arte? Nestes quartetos, Beethoven se antecipa em mais de cem anos no tempo. Parece que ele não fez música para os seus contemporâneos. Escreveu para aquilo que seria a música do século XX. Curiosamente, são as obras de um Beethoven maduro, surdo, mas um artista sofisticado, denso. Stravinsky disse certa vez, fazendo alusão à Grande Fuga, Op. 133, que era um tipo de música que sempre apontará para um futuro; sempre estará à frente de alguma coisa. Passei o dia ouvindo, remoendo, tentando agasalhar essa massa sonora repleta de nuanças, matizes e uma sensibilidade aflorada. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 01

Quartet Nr. 12 Es-dur op. 127
01. 1. Maestoso - Allegro
02. 2. Adagio - Andante - Adagio - Tempo I
03. 3. Scherzo. Vivace
04. 4. Allegro - Allegro comodo

Quartet Nr. 14 cis-moll op. 131
05. 1. Adagio, ma non troppo e molto espressivo
06. 2. Allegro molto vivace - attacca_
07. 3. Allegro moderato - attacca_
08. 4. Andante - Piu mosso - Andante - Adagio -
09. 5. Presto - attacca_
10. 6. Adagio quasi un poso andante - attacca_
11. 7. Allegro

DISCO 02

Quartet Nr. 15 a-moll op. 132 
01. 1. Assai sostenuto - Allegro
02.  2. Allegro ma non tanto
03. 3. Heiliger Dankgesang_ Molto adagio - Andante
04. 4. Alla marcia, assai vivace - Pi allegro - a
05. 5. Allegro appassionato - Presto

Quartet Nr. 16 F-dur op. 135
06. 1. Allegretto
07. 2. Vivace
08. 3. Lento assai, cantante e tranquillo
09. 4. Der schwer gefasste Entschluss_ Grave - All

DISCO 03

Quartet Nr. 13 B-dur op. 130
01. 1. Adagio ma non troppo - Allegro
02. 2. Presto
03. 3. Andante con moto, ma non troppo
04. 4. Alla danza tedesca_ Allegro assai
05. 5. Cavatina_ Adagio molto espressivo

Grosse Fuge op. 133
06. 1. Overtura_ Allegro - Fuga_ [Allegro] - Meno mosso
07. 2. Finale_ Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Emerson String Quartets
Eugene Drucker, violino
Philip Setzer, violino
Lawrence Dutton, viola
David Finckel, violoncelo

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02
BAIXAR AQUICD03

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

Peter Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No. 1 in G minor Op. 13 "Reveries of a Winter Journey", Francesca da Rimini, Op. 32, Symphony No.2 in C Minor, Op.17, 'Little Russian' e Symphony No.3 in D, Op.29, 'Polish' (CDs 1 e 2 de 5)

O grande violoncelista Mstlav Rostropovisch era, também, um excelente regente. Gravou bastante coisa. Entre elas, encontramos esta caixa com as sinfonias de Tchaikovsky. Admiro as sinfonias do russo. Gosto de cada uma delas. Tchaikovsky era um grande melodista. Seus trabalhos são bonitos e trazem aquela marca "identitária" da música russa. A condução de Rostropovich não é daquelas definitivas, mas possui charme e empreende honra à grande obra de Tchaikovsky. Saem os dois primeiros discos. Em outra ocasião, soltarei os três discos restantes. Uma boa apreciação!

Peter Tchaikovsky (1840-1893) - 

DISCO 01

Symphony No. 1  in G minor Op. 13 "Reveries of a Winter Journey"
01. 1.  Allegro tranquillo  
02. 2.  "Land of Desolation, Land of Mist": Adagio cantabile ma  
03. 3.  Scherzo: Allegro scherzando giocoso
04. 4.  Finale: Andante lugubre - Allegro maestoso 

Francesca da Rimini, Op. 32
05. Francesca da Rimini, Op. 32

DISCO 02

Symphony No.2 in C Minor, Op.17, 'Little Russian'
01. 1. Andante Sostenuto: Allegro Vivo
02. 2. Andantino Marziale
03. 3. Allegro molto Vivace
04. 4. Moderato Assai

Symphony No.3 in D, Op.29, 'Polish' 
01. 1. Moderato AssaI.: Allegro Brillante
02. 2. Allegro Moderato e Semplice
03. 3. Andante Elegiaco
04. 4. Scherzo

Você pode comprar este disco na Amazon

London Philharmonic Orchestra
Mstislav Rostropovich, regente

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 21 de setembro de 2013

Gustav Mahler (1860-1911) - Sinfonia No. 9 em D major

Vamos ao último disco desta caixa, que traz os trabalhos sinfônicos de Gustav Mahler. Foi um empreendimento bastante lento. Passei  quase três meses a postar os discos. Mas, hoje, chegamos, finalmente, à Sinfonia no. 9. É a última sinfonia completa do compositor. Foi escrita entre os anos de 1908 e 1909. Ou seja, dois anos antes de sua morte. É um trabalho cuja complexidade deve ser levada em conta. Destaca-se o primeiro movimento, que é de uma beleza dramática extraordinária. Infelizmente não achei o disco na Amazon. De qualquer forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Gustav Mahler (1860-1911) - 

Sinfonia No. 9 em D major
01. I. Andante comodo
02. II. Im Tempo eines gemächlichen Landlers. Etwas täppisch und sehr derb
03. III. Rondo-Burleske. Allegro assai. Sehr trotzig
04. IV. Adagio. Sehr langsam und noch zurückhaltend

Você pode comprar este disco na Amazon

The Russian State Symphony Orchestra
Evgeny Svetlanov, regente

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda o nosso blog a permanecer vivo!
 

Anner Byslma plays Boccherini (CDs 3, 4 e 5 de 5 - final)

Completemos a caixa com estea cinco discos com obras de Luigi Boccherini. As peças são ágeis, de fácil audição, agradáveis. O time intérpretes é de primeira linha como aludi no primeiro post - Bylsma, van Asperen, Kujiken. Boccherini é um compositor de transição do classicismo para o romantismo, mas suas obras estão assentadas na tradição clássica. O disco traz uma conjunto curioso de peças do compositor: quartetos, sonatas, fugas, concertos, sinfonias. As obras são executadas com instrumentos originais, o que nos ajuda a ter uma noção mais precisa daquilo que foi a intenção inicial do autor. Não deixe de ouvir os três últimos discos. Uma boa apreciação!

Luigi Boccherini (1743-1805) - 

DISCO 03

Sonata for Cello & b.c. in B-flat major G.8
01. I. Allegro
02. 02. II. Andante affettuoso
03. III. Allegro

Fugue for 2 Cellos in F major G.73
04. No.2_ Allegro

Sonata for Cello & b.c. in E-flat major G.10
05. I. Allegro
06. II. Adagio
07. III. Affettuoso

Sonata for Cello & b.c. in F major G.9
08. I. Andantino
09. II. Adagio assai
10. III. Tempo di Minuetto amoroso

Fugue for 2 Cellos in B-flat major G.73
11. No.3_ Allegro

Sonata for Cello & b.c. in C minor G.2
12. I. Adagio
13. II. Allegro
14. III. Allegretto

Fugue for 2 Cellos in A major G.73
15.  No.5_ Allegro

Sonata for Cello & b.c. in G minor G.15
16.  I. Allegro
17. II. Larghetto
18. III. Allegro

Anner Bylsma, cello
Kenneth Slowik, cello
Bob van Asperen, fortepiano

DISCO 04

String Quintet in D major op. 29 no.1, G.313
01. I. Andante moderato
02. 02. II. Minuetto
03. III. Cantabile
04. IV. Finale. Allegro

String Quintet in C minor op.29 no.2, G.314
05. I. Allegro vivo
06. II. Largo assai
07. III. Minuetto
08. IV. Fuga. Allegro giusto

String Quintet in F major op.29 no.3, G.315
09.  I. Adagio
10. 10. II. Allegro vivo
11. III. Andante lantarello

String Quintet in A major op.29 no.4, G.316
12. I. Allegro moderato
13. II. Minuetto
14. III. Largo cantabile
15. IV. Presto. Il ballo tedesco

Anner Bylsma, cello
Sigismund Kujiken, violino
Alda Stuurop, violino
Lucy van Dael, viola
Wieland Kujiken, cello

DISCO 04

String Quintet in E-flat major op.29 no.5, G.317
01. I. Allegro moderato
02. II. Minuetto
03. III. Andante lento
04. IV. Finale. Allegro vivo

String Quintet in G minor op.29 no.6, G.318
05. I. Allegro moderato assai
06. 06. II. Minuetto
07. III. Preludio. Adagio
08. IV. Rondo. Allegro giusto

Sonata for Cello solo & b.c. in C major, G.6
09. I. Allegro
10. II. Largo assai
11. III. Allegro moderato

Sonata for Cello solo & b.c. in A major, G.4
12. I. Allegro moderato
13. II. Adagio
14. III. Affettuoso

Sonata for Cello solo & b.c. in C major, G.17
15. I. Allegro
16. II. Largo assai
17. III. Rondo. Allegro

Anner Bylsma, cello
Sigiswald Kujiken, violino
Alda Stuurop, violino
Lucy van Dael, viola
Wieland Kujiken, cello
Hopkinson Smith, guitar

Você pode comprar este disco na Amazon


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Symphony No. 5 in C Minor, Op. 67 e Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Symphony No. 5 in D-Minor, Op. 47

Dois compositores fundamentais; duas sinfonias fundamentais; um regente especial. O disco é excelente pelos elementos contidos nele. Temos Beethoven e sua imortal Sinfonia no. 5; e, logo em seguida, temos a Quinta inexplicável de Shostakovich. Trata-se de dois compositores que viveram em épocas bem distintas da história cultural dos últimos duzentos anos. A gravação é antiga. Mas as nuanças das música dos dois compositores estão preservadas. Sir John Barbirolli dá o ar de sua graça - mais uma vez! O CD, no mínimo, gera curiosidades. Sendo assim, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

Symphony No. 5 in C Minor, Op. 67
01. I. Allegro con brio
02. II. Andante con moto
03. III. Scherzo. Allegro
04.  IV. Allegro


Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 
Symphony No. 5 in D-Minor, Op. 47
01. I. Moderato
02. II. Allegretto
03. III. Largo
04. IV. Allegro non troppo

Você pode comprar este disco na Amazon

Hallé Orchestra
Sir John Barbirolli, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua particpação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blogo vivo!
 

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Joaquín Turina (1882-1949) - 3 Sonatas para violino e piano

Para encerrar a noite com chave de ouro, resolvi postar este disco do compositor espanhol Joaquín Turina. Fiquei entusiasmado quando o ouvi há pouco. Esteticamente há uma beleza, uma melancolia, o rumorejar de coisas pretéritas nele. É um disco formidável, de muita sensibilidade. Turina foi um dos maiores compositores espanhóis do século passado. Este disco atesta isso. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Joaquín Turina (1882-1949) - 

01. Sonata No. 1 - I. Lento, Allegro molto
02. II. Aria, Lento
03. III. Rondeau, Allegretto
04. Sonata No. 2 - I. Lento, Tema, Var. 1-3
05. II. Vivo, Andante
06. III. Adagio, Allegro moderato
07. Sonata Espanola - I. Allegro moderato
08. II. Andante
09. III. Tres vif

Você pode comprar este disco na Amazon

Felix Ayo, violino
Bruno Canino, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

Antonín Dvorák (1841-1904) - Cello Concerto in B Minor - Op.104, Silent Woods - Op.68 No.5 for Cello and Piano, Rondo in G Minor - Op.94 for Cello and Piano e Slavonic Dance in G Minor - Op.46 No.8 for Cello and Piano

O compositor checo Anton Dvorak hora ou outra aparece por aqui. Gosto de suas composições, do seu "eslavismo" constante. Suas obras não são ousadas, mas estão repletas de coerência e são geradoras de sensações agradáveis. Especificamente, o seu concerto para cello é uma de suas composições mais famosas. Esta gravação com Previn e Schiff que ora posto é excelente. Os dois escolheram uma abordagem mais lenta, mais delicada e agradável. Tudo está lá: evocações constantes ao mundo eslavo, elegância, drama, beleza, delicadeza. Não deixe de ouvir este disco. Uma boa apreciação!

Antonín Dvorák (1841-1904) - 

Cello Concerto in B Minor - Op.104
01. I - Allegro
02. II - Adagio ma non troppo
03. III - Finale (Allegro moderato)

Silent Woods - Op.68 No.5 for Cello and Piano
04. Silent Woods - Op.68 No.5 for Cello and Piano

Rondo in G Minor - Op.94 for Cello and Piano
05. Rondo in G Minor - Op.94 for Cello and Piano

Slavonic Dance in G Minor - Op.46 No.8 for Cello and Piano
06. Slavonic Dance in G Minor - Op.46 No.8 for Cello and Piano

Você pode comprar este disco na Amazon

Wiener Philharmonic Orchestra
André Previn, regência e piano
Heinrich Schiff, cello

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo! 

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Johannes Brahms (1833-1896) - Ich Schwing Mein Horn Ins Jammertal, Es Tont Ein Voller Harfenklang, Nachtwache, Einföormig Ist Der Liebe Gram, Gesang Der Parzen e Symphony No.3 In F Major,

Vamos ao terceiro disco dessa caixa com interpretações, no mínimo, curiosas das sinfonias de Brahms. Como acontece com os dois discos postados, o CD começa com a sucessão de obras corais. Não conhecia nenhuma delas; e, logo em seguida, temos a poderosa Sinfonia no. 3. Mais uma vez temos uma interpretação "diferente" da convencional. Das duas que apareceram, talvez essa seja a que menos gostei. Gosto de um Brahms mais "parrudo", mais denso, mais "forte", mais dramático. Achei a condução um tanto "etérea", vaga, lenta demais. De qualquer forma, Brahms é Brahms e deve ser ouvido. Digo: apreciado. Não deixe de ouvir. Uma boa e delicada apreciação!

Johannes Brahms (1833-1896) - 

01. Ich Schwing Mein Horn Ins Jammertal
02. Es Tont Ein Voller Harfenklang
03. 03. Nachtwache
04. Einföormig Ist Der Liebe Gram
05. Gesang Der Parzen
06. Symphony No.3 In F Major I. Allegro Con Brio
08. Iii. Poco Allegretto
07. Ii. Andante
09. Iv. Allegro
10. Nanie

Você pode comprar este disco na Amazon

Orcehstre Révolutionnaire et Romantique
The Monteverdi Choir
John Eliot Gardiner, regente

BAIXAR AQUI
 
*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Anton Bruckner (1824-1896) - Sinfonia No. 7 em Mi Maior

Dizer que gosto de Bruckner é pouco. É mais que gostar. É devoção profunda. Começou assim: achava o compositor imensamente "maçante". Aqueles trabalhos enormes, com temas sendo repetidos, atravessados, voltando, tornando a voltar, até que tudo se expiralasse no infinito, botava-me intrigado. Fugia de Bruckner. Até que a Sinfonia No. 4 apareceu e tudo se tornou claro como o sol do meio-dia. Depois vieram as de número 6 e 8. Hoje, não posso viver mais sem Bruckner. Suas sinfonias são tratados espirituais. É o desvelar da alma do compositor, que era um sujeito imensamente religioso. Acredito que após Bach, o sujeito mais religioso da história da música seja Bruckner. Ele possuía uma devoção imensa no deus do cristianismo. E cada trabalho confirmava isso. A Sinfonia no. 7, que ora surge, é a confirmação de uma alma apaixonada. É um trabalho de deixar qualquer coração abalado pelo enlevo gerado. O tema inicial é de uma beleza indizível. Ouvi este trabalho regido pelo Jansons, um dos melhores regentes da atualidade, duas vezes. Sei. Não é uma das melhores versões. Prefiro a do Barbirolli, postada há alguns dias atrás, a esta versão. E enquanto ouvia, pensava que, talvez, somente Mahler, com sua "Titã", tenha um trabalho que gere tantas expectativas no primeiro movimento. Mas isso é uma conversa para outra hora. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) -

Sinfonia No. 7 em Mi Maior 
01. I. Allegro moderato
02. II. Adagio (Sehr feierlich und sehr langsam)
03. III. Scherzo (Sehr schnell) & Trio (Etwas lang
04. IV. Finale (Bewegt, doch nicht zu schnell)
 
Você pode comprar este disco na Amazon
 
Symphonieorchester des Bayerischen Rundfunks
Mariss Jansons, regente
 
 
*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

domingo, 15 de setembro de 2013

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Trio for violin, viola & cello in G major, Op. 9-1, Trio for violin, viola & cello in D major, Op. 9-2, Trio forviolin, viola & cello in minor, Op. 9-3, Sextet for 2 Horns, 2 Violins, Viola, and Violoncello in E-flat major, Op.81 etc (CDs 3, 4 e 5 de 5 - final)

Completemos, com esta postagem, os discos dessa caixa. Como aludi na primeira postagem, as gravações são de alto nível. E trazem aquelas peças que fazem parte de um eixo meio "secundarizado" pelos ouvintes do grande mestre. Fixamo-nos mais nas sinfonias, nas sonatas para piano, quartetos de cordas e sonatas para piano e violino. Mas estas peças trazem todo aquele frêmito da música de Beethoven - passagens antológicas, paixão, lirismo e um mundo de emoções variadas. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 03

Trio for violin, viola & cello in G major, Op. 9-1
01. I. Adagio - Allegro con brio
02. II. Adagio, ma non tanto ...
03. III. Scherzo. Allegro
04. IV. Presto

Trio for violin, viola & cello in D major, Op. 9-2
05. I. Allegretto
06. II. Andante quasi Allegretto
07. III. Menuetto. Allegro
08. IV. Rondo. Allegro

Trio forviolin, viola & cello in minor, Op. 9-3
09. I. Allegro con spirito
10. II. Adagio con espressione
11. III. Scherzo. Allegro mol...
12. IV. Finale. Presto

L'Archibudelli
Vera Beths, violino
Jürgen Kussmaul, viola
Anner Bylsma, cello
 
DISCO 04

Sextet for 2 Horns, 2 Violins, Viola, and Violoncello in E-flat major, Op.81
01. Allegro con brio
02. Adagio
03. Rondo. Allegro

Duo for Viola and Violoncello in E-flat major WoO 32
04. Allegro
05. Allegretto

Quintet for 2 Violins, Viola and 2 Violoncellos in A major, Op. 47_'Kreutzer'...
06. Adagio sostuneto - Presto
07. Andante con Variazioni
08. Finale. Presto

L'Archibudelli
Lidewij Scheifes, cello
Jürgen Kussmaul, viola
Anner Bylsma, cello
Vera Beths, Lucy van Dael, violino
 
DISCO 05

Octet for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons & 2 Horns in Eb, Op 103
01. Allegro
02. Andante
03. Menuetto
04. Finale. Presto

Rondino for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons & 2 Horns in E-flat major, WoO 25
05. Rondino for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons & 2 Horns in E-flat major, WoO 25

March for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons &2 Horns in Bb WoO 29
06. March for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons &2 Horns in Bb WoO 29

Duo for Clarinet & Bassoon in C, WoO 27 No. 1
07. Allegro commodo
08. Largheto sostenuto
09. Rondo. Allegretto

March for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons & 2 Horns in Bb, WoO 29
10. March for 2 Oboes, 2 Clarinets, 2 Bassoons & 2 Horns in Bb, WoO 29

Sextet for 2 Clarinets, 2 Bassoons & 2 Horns in Eb Op. 71
11.Adagio. Allegro
12. Adagio
13. Menuetto. Quasi Allgretto
14. Rondo. Allegro

Mozzafiato
Charles Neidich, diretor

Você pode comprar este disco na Amazon 

BAIXAR AQUICD03
BAIXAR AQUICD04
BAIXAR AQUICD05

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Gustav Mahler (1860-1911) - Sinfonia No. 8 em Mi bemol maior - "Sinfonia dos Mil''

A Sinfonia no. 8 de Mahler é um trabalho complexo. Talvez seja a peça de Mahler que eu menos tenha escutado. Ela é um tanto exótica para mim. Mas até aí tudo bem! O fato é que a sua Oitava exige bastante atenção. É o último trabalho que Mahler estreou e uma das maiores obras corais já escritas. Sua dimensão e proporção exigida para a execução impressiona. São necessários uma quantidade impressionante de instrumentistas e membros para compor o coro; e, por causa disso, é chamada vulgarmente de "A Sinfonia dos Mil". Conforme é sabido, Mahler não aprovava este epíteto. O texto do coro é dividido em duas partes e é inspirado em um poema cristão escrito na Idade Média (Veni, Creator Spiritus = "Vem, Espírito Criador"), ou seja, uma clara referência à tradição espiritual cristã. A segunda parte do texto faz uma alusão ao Fausto, de Goethe, e ao poder do amor que triunfa. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Gustav Mahler (1860-1911) - Symphony em Mi bemol maior - "Sinfonia dos Mil''

DISCO 01

Hymnus 'Veni, creator spiritus'
01. I. Hymnus 'Veni, creator spiritus'

DISCO 02

Scene finale du 'Faust II' de Goethe
01. II. Scene finale du 'Faust II' de Goethe

Você pode comprar este disco na Amazon

The Russian State Symphony Orchestra
Children's Choir and Double Mixed Choir
Of the Moscow Academy of Choral Singing
Galina Boiko, soprano I
Natalia Guerassimova, soprano II
Galina Borissova, alto I
Olga Alexandrova, alto II
Alexei Martynov, tenor
Dimitri Trapeznikov, baírtono
Anatoly Safiouline, baixo
Ludmila Goloub, organ
Evgeni Svetlanov, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 14 de setembro de 2013

Georg Friedrich Telemann (1681-1767) - 12 Fantasie per flauto solo

Um disco muito bonito e sensível com a música barroca de Telemann. O compositor é dono de um dos maiores catálogos de composições de todos os tempos. Aqui ele mostra toda a fluência e versatilidade nesse conjunto de doze peças para flauta. A interpretação fica a cargo do excelente Patrick Gallois. Muito bom o disco. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Georg Friedrich Telemann (1681-1767) - 

01. No. 1 in A major
02. No. 2 in A minor
03. No. 3 in B minor
04. No. 4 in B flat major
05. No. 5 in C major
06. No. 6 in D minor
07. No. 7 in D major
08. No. 8 in E minor
09. No. 9 in E major
10. No. 10 in F sharp minor
11. No. 11 in G major
12. No. 12 in G minor

Você pode comprar este disco na Amazon

Patrick Gallois, flauta

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

George Gershwin (1898-1937) - Rhapsody in Blue e An American in Paris

Ouvir Gershwin é apreciar o jazz que se ligou ao erudito e construiu uma das mais belas obras de todos os tempos. As duas peças - Rhapsody in Blue e um Americano em Paris são obras de grande expressão. Hora ou outra eu acabo assobiando uma obra ou outra. São obras "brincalhonas" e muito elegantes. Estas duas peças nos sequestra para outro tempo, para outro espaço. São duas das peças de que mais gosto. Elas nos leva a vivermos bons momentos de diversão musical. A regência e o piano ficam a cargo de Leonard Bernstein, nessa excelente gravação. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

George Gershwin (1898-1937)

Rhapsody in Blue
01. Rhapsody in Blue

An American in Paris
02. An American in Paris

Você pode comprar este disco na Amazon

Columbia Symphony Orchestra
New York Philharmonic

Leonard Bernstein, solista e regência

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Flute Quartet in C major, KV 285b, Quintet in C minor, KV 617, Flute Quartet in A major, KV 298 e Flute Quartet in D major, KV 285

Excelente disco. Terminei de escutá-lo há pouco e imeditamente senti vontade de compartilhar. Mozart foi o campeão das melodias singelas e belas. Acredito que Mozart faria música de qualidade até com uma caixa de fósforo ou um palito de dentes. É algo sensacional. É muito bom escutá-lo. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Flute Quartet in C major, KV 285b
01. 1. Allegro
02. 2. Andantino
03. 3. Andante
04. 4. Tempo di Menuetto

Quintet in C minor, KV 617
05. 1. Adagio
06. 2. Rondo

Flute Quartet in A major, KV 298
07. 1. Andante
08. 2. Menuetto
09. 3. Rondeau

Flute Quartet in D major, KV 285
10. 1. Allegro
11. 2. Adagio
12. 3. Rondeau

Você pode comprar este disco na Amazon

Musica ad Rhenum
Jed Wentz, flauta

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Johannes Brahms (1833-1896) - Alto Rhapsody, Op. 53, Gruppe aus dem Tartarus II, D. 583 (Op. 24/1), An Schwager Kronos D369 (Op. 19/1) e Symphony No. 2 in D major, Op. 73 (CD 2 de 4)

Mais outro disco dessa caixa com as sinfonias de Brahms por Gardiner. O primeiro disco é sensacional. O segundo mantém a mesma "pegada". Inicia com três obras grandiosas para coro e orquestra. Ou seja, é como se fosse uma preparação para aquilo que será mostrado na Segunda Sinfonia. Todavia, a abordagem de Gardiner é diferente da tradicional, isto é, aquela em que estamos acostumados: algo grande, imponderável, eivado de força. O regente aqui opta por uma abordagem mais cadenciada, mais lenta, mais leve. Mas o incrível é que existe paixão, pureza, lirismo, como se Gardiner tivesse adentrado nos espaços interiores de Brahms. De qualquer forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1896) -

Alto Rhapsody, for alto, male chorus & orchestra, Op. 53
01. Alto Rhapsody, for alto, male chorus & orchestra, Op. 53


Gruppe aus dem Tartarus II ('Horch, wie Murmeln'), song for voice & piano, D. 583 (Op. 24/1)
02. Gruppe aus dem Tartarus II ('Horch, wie Murmeln'), song for voice & piano, D. 583 (Op. 24/1)

An Schwager Kronos ('Spu'te dich, Kronos'), song for voice & piano, D369 (Op. 19/1)
03. An Schwager Kronos ('Spu'te dich, Kronos'), song for voice & piano, D369 (Op. 19/1)

Symphony No. 2 in D major, Op. 73
04. 1. Allegro non troppo
05. 2. Adagio non troppo - L'istesso tempo, ma grazioso
06. 3. Allegretto grazioso (quasi andantino) - Presto ma non assai - Tempo I
07. 4. Allegro con spirito

Você pode comprar este disco na Amazon

Orcehstre Révolutionnaire et Romantique
The Monteverdi Choir
John Eliot Gardiner, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Violin concerto No. 7 in D major, KV271a (anhC14.04) e Violin concerto No. 6 in E-Flat major, KV268 (365b)

Infelizmente, não pude comparecer por aqui nos últimos dois dias. Muito trabalho e o cansaço extremo, minaram as minhas forças. Cheguei à minha casa há pouco e resolvi postar este disco que comecei a ouvir ontem e acabei não concluindo a audição. De qualquer forma, uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Violin concerto No. 7 in D major, KV271a (anhC14.04)
01. Allegro
02. Andante
03. Rondo  Allegro

Violin concerto No. 6 in E-Flat major, KV268 (365b)
04. Allegro
05. Un poco Adagio
06. Rondo  Allegretto

Você pode comprar este disco na Amazon

Netherlands Chamber Orchestra
Jean-Jacques Kantorow, violino
Leopold Hager, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Franz Schubert (1797-1828) - Le Voyage Magnifique - Impromptus (Maria João Pires)

Os Impromptus ou Improvisos são obras compostas por Schubert nos momentos finais de sua vida. São obras belas, tristes e bastante expressivas. Existe uma melancolia em muitas dessas peças, talvez expressando os momentos agônicos da parte final da vida do compositor. Ao todo Schubert escreveu dois blocos com quatro Impromptus. O D. 899 foi publicado quando o compositor ainda estava vivo; por sua vez, o D. 935 foi publicado após a morte de Schubert. O D. 946 foi escrito em 1828 e é considerado, também, um "improviso". Os Impromptus possuem a técnica refinada de Schubert, a beleza das melodias schubertianas, esse jovem genial da história da música. Os Impromptus aqui encontrados são interpretados por Maria João Pires que entende muito bem de Schubert. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) - 

DISCO 01

01. Impromptus No.1 in C minor
02. Impromptus No.2 in Eb major
03. Impromptus No.3 in G flat major
04. Impromptus No.4 in A flat major
05. Allegretto D.915 in C Minor

DISCO 02

01. Impromptus - No. 1 in F minor - Allegro moderato
02. Impromptus - No. 2 in A flat major - Allegretto - Trio
03. Impromptus - No. 3 in B flat major - Thema. Andante - Var. I-V
04. Impromptus - No. 4 in F minor - Allegro scherzando
05. Drei Impromptus aus dem Nachlass - D.946 - I. Allegro assai - Andante - Tempo I
06. Drei Impromptus aus dem Nachlass - D.946 - II. Allegretto
07. Drei Impromptus aus dem Nachlass - D.946 - III. Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Maria João Pires, piano

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 8 de setembro de 2013

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Piano Trio No.1 in C Minor, op.8, Five Pieces for 2 violins and piano e Piano Quintet in G minor, op.57

Um baita disco. Um time de intérpretes de alto nível - Argerich, Janine Jansen(belíssima!), Bashmet, Maisky e Golan. Esse conjunto fantástico de músicos de peso encarou ao vivo três obras camerísticas de Shostakovich. E o resultado é excelente. Destaque para  Piano Trio No. 1, de 1923. Shosta o compôs aos 17 anos. Aqui notamos o quanto a sensibilidade do músico era aflorada. Nota-se de forma muito clara as texturas musicais de cada um dos instrumentos. Cada um dos instrumentos "grita", dizendo o seu nome. O clima gerado pela música provoca agudas sensações. A outra peça é o Piano Quinteto, escrito na década de trinta por um Shostakovich já maduro. O disco está à altura da música do russo. Possui tensão, drama e camadas de funda sensibilidade. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) -

1) Applause

Piano Trio No.1 in C Minor, op.8
02. Piano Trio No.1 in C Minor, op.8

Five Pieces for 2 violins and piano
03. I Prelude
04. II Gavotte
05. III Elegy
06. IV Waltz
07. V Polka

Piano Quintet in G minor, op.57
8. I Prelude
9. II Fugue
10. III Scherzo
11. IV Intermezzo –
12. V Finale
13. Applause

Você pode comprar este disco na Amazon

Julian Rachlin, violino I
Janine Jansen, violino II
Yuri Bashmet, viola
Mischa Maisky, cello
Itamar Golan, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Anner Byslma plays Boccherini (CDs 1 e 2 de 5)

Esta caixa é excepcional - tanto pela qualidade das peças de Boccherini, executadas por Anner Bylsma, quanto pelo preço ofertado pela Amazon. A música de Boccherini é leve, solta, fácil de se ouvir. Em alguns momentos ela é rápida e, em outros, mostra-se profundamente sentimental. A virtuosidade é incrível. E a música é executada por instrumentos originais. Não deixe de ouvir e se impressionar. Saem os dois primeiros discos. Logo em seguida, soltarei os três últimos discos. Uma boa apreciação!

Luigi Bocchrerini (1743-1805) -

DISCO 01

Overture in D major op.43, G.521
01.  Allegro con spirito molto-Andantino-Tempo I

Concerto for Cello & Orchestra No.3 in D major, G.476
02. I. Allegro
03. II. Largo
04. III. Allegro piacere

Octet (Notturno) in G major op.38 No.4, G.470
05.  I. Andantino amoroso ma non largo
06.  II. Minuetto
07. III. Finale. Allegro vivo

Concerto for Cello & Orchestra No.11 C major, G.573
08. I. Maestoso
09. II. Largo cantabile
10. III. Allegro comodo

Symphony in C minor op.41, G.519
11. I. Allegro vivo assai
12. II. Pastorale. Lentarello
13. III. Minuetto. Allegro
14. IV. Finale. Allegro

Tafelmusik
Anner Byslma, cello
Jeanne Lamon, violino e direção

DISCO 02

Concerto for Cello & Orchestra No.7 in G major, G.480
01. I. Allegro
02. II. Adagio
03. III. Allegro

Symphony in B-flat major op.21 No.5, G.497
04. I. Allegro spiritoso
05. II. Andantino con moto
06. III. Allegro vivace assai

Concerto for Cello & Orchestra No.10 in D major, G.483
07. I. Allegro maestoso
08. II. Andante lentarello
09. III. Allegro e con moto

Symphony in D minor op.12 No.4, G.506 'La casa del diavolo'
10. I. Andante soste
11. II. Andantino con moto
12. III. Andante sonstenuto

Tafelmusik
Anner Bylsma, cello
Jeanne Lamon, violino e direção

Você pode comprar este disco na Amazon

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 


Richard Wagner (1813-1883) - Preludes & Overtures

Tentei postar este disco ontem à noite. Ouvi-o com certa alegria. Acontece assim: passo muito tempo sem ouvir Wagner. Mas, de repente, surge aquela vontade de ouvir a sua música repleta de paixão desse polêmico artista alemão. E aí não há como vencer essa obstinação da vontade. Assim, acabamos por ouvir. Mais uma vez, segue um daqueles discos com algumas aberturas e prelúdios de suas óperas - O holandês voador, Lohengrin, Os Mestres Cantores, Tannhauser e Tristão e Isolda. Ou seja, é aquilo que sempre ouvimos, mas que se renova a cada audição. Damos a vez agora a ao excelente maestro Seiji Ozawa. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Richard Wagner (1813-1883) - 

01. Der Fliegende Hollander - Overture
02. Lohengrin - Prelude
03. Die Meistersinger von Nurnberg - Prelude
04. Tannhauser - Overture
05. Tristan und Isolde - Prelude
06. Tristan und Isolde - Liebestod

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Seiji Ozawa, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 7 de setembro de 2013

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Trio for violin, viola & cello in E flat major, Op. 3, Serenade for violin, viola & cello in D major, Op. 8, Piano Trio in B flat major - "Archduke" -, Op. 97 e Piano Trio in D major - "Ghost" -, Op. 70 (CDs 1 e 2 de 5)

Esta caixa é simplesmente sensacional. Traz um conjunto de peças de Beethoven que são singulares, seja por serem pouco executadas e conhecidas, seja pelo virtuosismo característico da música do mestre. Inicialmente, os discos executados pelo L'Archibudelli saíram de forma independente e acabaram sendo compilados nesta caixa com cinco discos - isso pode ser constatado no encarte dos disco. Muito bom! O time de executores é de alto nível - Anner Bylsma, Vera Beths, Jügen Kussmaul. Solto aqui os dois primeiros discos. Na próxima postagem do material, sairão os outros três discos. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

DISCO 01

Trio for violin, viola & cello in E flat major, Op. 3
01. Allegro_con_brio
02. Andante
03. Menuetto._Allegretto
04. Adagio
05. Menuetto._Moderato
06. Finale._Allegro

Serenade for violin, viola & cello in D major, Op. 8
07. Marcia. Allegro
08. Adagio
09. Menuetto._Allegretto
10. Adagio_-_Scherzo._Alleg...
11. Allegretto_alla_Polacca
12. Andante_quasi_Allegrett...

L'Archibudelli
Jos van Immerseel, pianoforte
Jürgen Kussmaul, viola
Anner Bylsma, cello


DISCO 02

Piano Trio in B flat major - "Archduke" -, Op. 97
01. Allegro_moderato
02. Scherzo,_Allegro
03. Andante_cantabile
04. Allegro_moderato

Piano Trio in D major - "Ghost" -, Op. 70
05. Allegro_vivace_e_con_brio
06. Largo_assai_e_espressivo
07. Presto

Jos van Immerseel, pianoforte
Vera Beths, violino
Anner Bylsma, cello

Você pode comprar este disco na Amazon 

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!
 

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Anton Bruckner (1824-1896) - Sinfonia No. 7 em Mi Maior, Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Egmont Overture, Op.84 e Prometheus Overture, Op.43

Ontem, dia 4 de setembro, o mundo comemorou 189 anos do nascimento de Anton Bruckner, um dos maiores artistas de todos os tempos. Infelizmente,  eu não pude fazer uma postagem à altura daquilo que Bruckner representa para mim no dia de ontem. Embora tenha passado um dia, resolvi fazer a postagem no dia de hoje. No final do mês passado postei a poderosa número 8 com Barbirolli e dessa vez resolvi trazer o mesmo Barbirolli regendo a número 7. Lauro Machado Coelho diz que, com a número 7, Bruckner conseguiu respeito e notoriedade, já que os seus trabalhos anteriores haviam sido bastante criticados. É uma extraordinária Sinfonia. Grandiosa como grandiosos são os trabalhos do compositor - em todos os aspectos. No post, ainda temos a presença de Ludwig van Beethoven, outro mestre incontestável. Um disco para escutar várias vezes. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Anton Bruckner (1824-1896) -

Sinfonia No. 7 em Mi Maior 
01. I. Allegro moderato
02. II. Adagio (Sehr feierlich und sehr langsam)
03. III. Scherzo (Sehr schnell) & Trio (Etwas lang
04. IV. Finale (Bewegt, doch nicht zu schnell)
 
Ludwig van Beethoven (1770-1827) -
 
Egmont Overture, Op.84
05. Egmont Overture, Op.84

Prometheus Overture, Op.43
Prometheus Overture, Op.43

Você pode comprar este disco na Amazon

Hallé Orchestra
Sir John Barbirolli, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

Gustav Holst (1874-1934) - Os Planetas, Op.32

Acredito que Os Planetas, de Gustav Holst, seja uma das peças mais marcantes do século XX. É uma obra envolvente, misteriosa em sua intenção. Holst era um sujeito imensamente religioso e místico. A suíte Os Planetas, composta em 1916, leva esse nome por empregar o nome de sete dos oito planetas do Sistema Solar. De fora ficaram a Terra e Plutão que até à época não havia sido descoberto (recentemente os astrônomos "rebaixaram" Plutão à categoria de planeta-anão). Na obra, Holst trabalhou a personalidade de cada um dos planetas levando em conta aspectos espirituais. A obra possui uma beleza orquestral indescritível. As melodias são evocativas; as intenções, tocantes. Essa versão com o Karajan é excelente. O primeiro movimento, por exemplo, o tema beligerante é bastante intenso. Os outros movimentos são mais lentos. Excelente! Uma boa apreciação!

Gustav Holst (1874-1934) - 

Os Planetas, Op.32
01. Mars, the Bringer of War
02. Venus, the Bringer of Peace
03. Mercury, the Winged Messenger
04. Jupiter, the Bringer of Jollity
05. Saturn, the Bringer of Old Age
06. Uranus, the Magician
07. Neptune, the Mystic

Você pode comprar este disco na Amazon

RIAS Kemmerchor (Neptune, the Mystic)
Berliner Philharmoniker

Herbert von Karajan, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!