sexta-feira, 31 de maio de 2013

Gabriel Fauré (1845-1924) - Missa de Réquiem em D menor, Op. 48 e César Franck (1822-1890) - Simphony in D minor

O Réquiem de Fauré é uma das coisas mais belas e assustadoras que já foram escritas em matéria de música. Ele possui uma linguagem sublime, edificante, mas ao mesmo tempo imprime impressões "fantasmagóricas". Minha esposa, enquanto eu ouvia hoje cedo, chamou de música "assombrada". E talvez ela tenha tocado em uma das questões mais interessantes da música - a estética do réquiem. O Réquiem de Fauré é uma obra impressionista, que toca fundo e nos transmite uma sensação de bem-estar espiritual e leveza indizíveis. Queria ter postado este disco no dia de ontem por conta do feriado cristão, mas não consegui. Vai agora! Com todo o seu peso e beleza. Surge ainda a bela Sinfonia em Ré menor de César Franck. Mãos angélicas, as de Phillipe Herreweghe regendo o Réquiem. Uma boa apreciação!

Gabriel Fauré (1845-1924) - 

Missa de Réquiem em D menor, Op. 48

01. Introit et Kyrie
02. Offertoire
03. Sanctus
04. Pie Jesu
05. Agnus Dei
06. Libera me
07. In Paradisum

César Franck (1822-1890) -

Simphony in D minor
08. I. Lento - Allegro non troppo
09. II. Allegretto
10. II. Allegretto

Você pode comprar este disco na Amazon

La Chapelle Royale 
College Vocale Gent
Orchestre des Champs Élysées
Philippe Herreweghe, regente
 Johannette Zomer, soprano
Stephan Genz, barítono

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Orlando de Lassus (1532-1594) - Psalmi Davidis Poenitentiales

Como hoje é um feriado cristão, resolvi fazer uma postagem sintomática. Trata-se disco com a música de Orlando de Lassus, um dos principais nomes da arte renascentista e uma celebridade musical em sua época. Lassus nasceu na Bélgica e junto com Palestrina e Victória podem ser considerados como os principais expoentes da música romana. Sua música é uma das mais maduras no estilo polifônico e como não poderia deixar de ser, possui uma linguagem suave, de grande densidade. Aqui, neste disco, temos os famosos Salmos de Davi, o maior poeta judeu. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Orlando de Lassus (1532-1594) - Psalmi Davidis Poenitentiales

DISCO 01

1-01 Domine, ne in furore tuo arguas me
1-02 Beati, quorum remissae sunt iniquitates
1-03 Domine, ne in furore tuo arguas me

DISCO 02

2-01 Miserere mei, Deus, secundum magnam misericordiam tuam
2-02 Domine, exaudi orationem mea
2-03 De profundis clamavi ad te Domine
2-04 Domine, exaudi orationem mea

Você pode comprar este disco na Amazon

Collegium Vocale Gent
Philippe Herreweghe, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Henryk Wienawski (1835-1880) - Violin Concerto No. 1 in F Sharp minor, Op. 14, Violin Concerto No. 2 in D minor, Op. 22 e Fantaisie brillante on themes from Gounod's 'Faust' for violin and orchestra

Henryk Wieniawski foi um extraordinário e genial - afirmam - violinista polonês (a música polonesa não é só Chopin) que se meteu a fazer música. Não possuo tanta familiaridade com ele. Há algum tempo postei os seus concertos para violino com Gil Shaham. Mas, dizem, que os seus dois concertos para violino são importantes obras  para o gênero. São considerados extremamente difíceis de serem executados. Este post é uma oportunidade para conhecê-lo. Mais um belo disco da Naxos. Boa apreciação! De saída para o cinema. Já começo a aproveitar o feriado.

Henryk Wienawski (1835-1880) -

Violin Concerto No. 1 in F Sharp minor, Op. 14
01. 1. Allegro moderato
02. 2. Preghiera Larghetto
03. 3. Rondo Allegro giocoso

Violin Concerto No. 2 in D minor, Op. 22
04. 1. Allegro moderato
05. 2. Romance Andante non troppo
06. 3. Allegro con fuoco - Allegro moderato

Fantaisie brillante on themes from Gounod's 'Faust' for violin and orchestra
07. Fantaisie brillante on themes from Gounod's 'Faust' for violin and orchestra

Você pode comprar este disco na Amazon

Polish National Radio Symphony Orchestra
Antonio Wit, regente
Marat Bisengaliev, violino


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

Igor Stravinsky (1882-1971) - Three Excerpts from The Firebird Ballet Suite (1911 version), The Rite of Spring e Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Symphony No.2 in C Minor, Op.17, 'Little Russian'

Um broadcasting de ocasião. Resolvi postá-lo a fim de fazer uma homenagem à Sagração da Primavera de Stravinsky que, hoje, completa 100 anos. Existem inúmeras gravações de peso - Salonen, Ozawa, Craft, Bernstein, uma gravação antiga com o próprio Stravinsky. Encontrei ainda uma versão com Lorin Maazel. O fato é que eu resolvi fugir à ortodoxia. Olhei para a minha lista de arquivos e encontrei todas as versões citadas acima. De tanto tergiversar, resolvi trazer essa gravação ao vivo com Michael Tilson Thomas à frente da San Francisco Symphony Orchestra, num registro de 2004. Não é das melhores gravações, mas dá para perceber toda a fúria e beleza dessa peça que foi um marco para a música ocidental. Depois da Sagração, inicia-se uma nova fase com muitos "ruídos" - e haja "ruídos". Vai de lambuja ainda a Sinfonia no. 2 de Tchaikovsky - "Pequena Rússia". Uma boa apreciação!

Igor Stravinsky (1882-1971) - 
Three Excerpts from The Firebird Ballet Suite (1911 version)
01. Three Excerpts from The Firebird Ballet Suite (1911 version) 

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893)  - 

Symphony No.2 in C Minor, Op.17, 'Little Russian'
02. 1. Andante Sostenuto: Allegro Vivo
03. 2. Andantino Marziale
04. 3. Allegro molto Vivace
05. 4. Moderato Assai
The Rite of Spring
06. Part 1 Introduction
07. Part 1 Harbingers Of Spring
08. Part 1 Mock Abduction
09. Part 1 Spring Rounds. Part 1 Games Of The Rival Tribes
10. Part 1 Procession Of The Wise Elder, Adoration Of The Ear
11. Part 1 Adoration Of The Earth, Dance Of The Earth
12. Part 2 Introduction
13. Part 2 Mystic Circles Of The Young Girls
14. Part 2 Glorification Of The Chosen Victim
15. Part 2 Evocation Of The Ancestors
16. Part 2 Ritual Action Of The Ancestors
17. Part 2 Sacrificial Dance
Você pode comprar este disco na Amazon
San Francisco Symphony Orchestra
Michael Tilson Thomas, regente

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 28 de maio de 2013

Sergei Rachmaninov (1873-1943) - Symphony No. 1 in D minor, Op. 13 e Vocalise, Op. 34 No. 14

De passagem apenas para fazer esta postagem. Não tecerei comentários. Apenas dizer que me bateu uma vontade enorme de ouvir a Sinfonia no. 1 do Rachmaninov. Procurei em seguida uma boa versão e acabei ficando com o Svetlanov. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Sergei Rachmaninov (1873-1943)

Symphony No. 1 in D minor, Op. 13

01. Grave - Allegro ma non troppo
02. Allegro animato
03. Larghetto
04. Allegro con fuoco

Vocalise, Op. 34 No. 14
Vocalise, Op. 34 No. 14

Você pode comprar este disco na Amazon

The USSR Symphony Orchestra
Evgeny Svetlanov

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Johannes Brahms (1833-1896) - Symphony No.1 in C minor, Op.68 e Symphony No.2 in D, Op.73 (CDs 1 e 2 de 5)

Como podem observar os visitantes incidentais deste blog, minha grande sina é postar Brahms. Acredito, analisando as postagens dos últimos tempos, que Brahms tenha sido o compositor que mais apareceu por aqui. E existe uma explicação para isso. Com certeza, o alemão é um dos meus compositores prediletos. Não me canso de ouvi-lo. Não sei quantas versões de suas sinfonias eu já postei. O que posso dizer é que aqui vai mais uma com Carlo Maria Giulini. Postei há alguns dias atrás o mesmo Giulini regendo estas sinfonias. A diferença é que postei a Chicago Symphony Orchestra; agora, posto a Filarmônica de Viena. É uma caixa para ouvir em grande de devoção. Não deixe de fazê-lo. Temos Brahms. E isso já diz tudo. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1896) - 

DISCO 01

Symphony No.1 in C minor, Op.68
01. I. Un poco sostenuto, Allegro
02  II. Andante sostenuto
03  III. Un poco allegretto e grazioso
04  IV. Adagio non troppo ma con brio

DISCO 02

Symphony No.2 in D, Op.73
01. I. Allegro non troppo
02. II. Adagio non troppo
03. III. Allegretto grazioso (Quasi Andantino)
04. IV. Allegro con spirito
  
Você pode comprar este disco na Amazon
Wiener Philharmoniker
Carlo Maria Giulini, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Georg Friedrich Handel (1685-1759) - Friedensode e Utrechter Te Deum

Este disco estava separado para ser postado há alguns dias. Adiei não sei por que cargas d'água. Disco belo! De uma profunda espiritualidade. Típico da verve de Handel. São duas elegantes obras. A primeira Friedensode e, a segunda, o Utrechter Te Deum. As duas foram escritas na década de 10 do século XVIII. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Georg Friedrich Handel (1685-1759) - 

Friedensode

01. "O ew'ger Quell von Licht und Glut"
02. "Am Tag, der uns den Frieden bringt"
03. "Ihr holden Sänger in der Luft"
04. "Seid, Hirt und Herde, ohne Furcht"
05. "Der Woge Lauf ist froh erregt
06. "Gesundheit, komm auch du herbei"
07. "Am Tag , der uns den Frieden bringt"
08. "O Mißgunst, hier verbirg dein Haupt"
09. "Vereinter Völker Stimm' erschallt"

Utrechter Te Deum

10. "Wir preisen dich"/"Dir singen Engelscharen laut"/"Zu dir Cherubim"
11. "Der hocherhabene Chor der Apostel"/"Du bist der Herr"
12. "Als du nahmest auf dich"/"Du sitzest zur Rechten des Herrn"
13. "Und wir glauben, daß du kommst"
14. "Tag für Tag"
15. "Verleih' uns Herr"
16. "O Herr, auf dich"

Você pode comprar este disco na Amazon

Choir Berliner Singakademie
Orchestra Kammerorchester Berlin
Conductor: Dietrich Knothe
Inge Uibel soprano
Gisela Pohl mezzo-soprano
Hans-Jürgen Wachsmuth tenor
Siegfried Lorenz baritone
Michael Pohl organ

BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário. Sua particpação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blogo vivo!
 

domingo, 26 de maio de 2013

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Symphony No. 5 in C minor ("Fate"), Op. 67 e Symphony No. 6 in F major ("Pastoral"), Op. 68

Decidi postar mais um excelente disco com a música de Beethoven - outra gravação antiga (1955). Dessa vez, Charles Munch e as famosas gravações da RCA. Temos aqui um Beethoven mais caudaloso, mais rápido; com ataques mais intensos, o que cria um impressão de dinamismo e uma textura mais incisiva da orquestra - principalmente a Quinta Sinfonia. Aparece ainda a bela e evocativa "Pastoral". Para ser sincero prefiro abordagens mais lentas dessa sinfonia, que é toda magia e contemplação. Excelente disco, como os demais dessa série. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - 

Symphony No. 5 in C minor ("Fate"), Op. 67
01. Allegro con brio
02. Andante con moto
03. Allegro
04. Allegro 

Symphony No. 6 in F major ("Pastoral"), Op. 68
05. Allegro ma non troppo - Erwachen heiterer Empfindungen bei der Ankunft auf dem Lande
06. Andante molto moto - Szene am Bach
07. Allegro - Lustiges Zusammensein der Landleute
08. Allegro - Gewitter, Sturm
09. Allegretto - Hirtengesang. Frohe and dankbare gefühle nach dem Sturm

Você pode comprar este disco na Amazon

Boston Symphony Orchestra
Charles Munch, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua particpação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blogo vivo!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Symphonie Nr. 3 Es-dur, Op. 55 "Eroica"

Um visitante-ouvinte de Portugal solicitou a Pastoral de Beethoven com Pierre Monteux. Procurei hoje cedo em meio aos meus arquivos. Por enquanto, ainda não a achei. Mas enquanto não posto a belíssima sinfonia do alemão, trabalho cujo poder e encanto foi uma das obras responsáveis pelo meu ingresso no mundo da música erudita, resolvi postar outra obra de Beethoven com o mesmo Monteux. Trata-se da poderosa e emblemática Sinfonia no. 3, a Heroica. Explicar toda a mitologia que existe por trás da obra é, simplesmente, repetir o que já foi dito. Fica assim: a gravação é histórica; o som da Orquestra do Concertgebouw é algo fora de série; Pierre Monteux, um dos maestros mais importantes da primeira metade do século XX, está muito bem nesta gravação de 1962. É para ouvir e se impressionar. Boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) -

Symphonie Nr. 3 Es-dur, Op. 55 "Eroica"   

01. Allegro con brio    
02. Marcia funebre (Adagio assai)    
03. Scherzo (Allegro vivace)    
04. Finale (Allegro molto)    
05. Marcia funebre (Rehearsal)

Você pode comprar este disco na Amazon

Concertgebouw Orchestra, Amsterdam
Pierre Monteux, regente


Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 25 de maio de 2013

Vaughan Williams, Delius, Elgar, Warlock, Butterworth

Este é um daqueles discos para você ouvir muitas, repetidas vezes. A música inglesa possui uma linguagem muito típica. Destoa da francesa, da italiana ou da alemã. Existem elemenos históricos que expliquem esse fato? Sim. É como se os compositores estivessem preocupados apenas com retratações de paisagens bucólicas, de uma linguagem suave e impressionista, como se pode atestar em Vaughan Williams e Frederick Delius. Aprendi a gostar da música inglesa. Sir Neville Marriner, um dos nomes mais importantes da música da Terra da Rainha no século XX, fundador da St-Martin-in-the-Fields, conduz-nos por essas paisagens tão evanescentes, tão idílicas, tão geradoras de boas impressões. Não deixe de ouvir. Há bons motivos para você gostar desse disco - assim como eu! Bom deleite!

DISCO 01

Rauph Vaughan Williams (1872-1958) - 

Fantasia on Greensleeves
01. Fantasia on Greensleeves

The Lark Ascending
02. The Lark Ascending

English Folk Song Suite
03. I. March Seventeen come Sunday
04. II. Intermezzo My Bonny Boy
05. III. March Folk Songs from Somerset

Peter Warlock (1894-1930) -

Serenade for Strings
06. Serenade for Strings

Capriol Suite
07.  I. Basse-Danse
08. II. Pavane
09. III. Tordion
10. IV. Bransles
11.  V. Pieds-en-l'air
12.  VI. Mattachins (Sword Dance)

George Butterworth (1865-1916) - 

A Shropshire Lad
13. A Shropshire Lad

Two English Ldylls
14. Two English Ldylls

The Banks of Green Willow
15. The Banks of Green Willow

DISCO 02

Frederick Delius (1862-1934) -

The Walk to the Paradise Garden
01. The Walk to the Paradise Garden

Intermezzo and Serenade from Hassan
02. Intermezzo and Serenade from Hassan

A Song before Sunrise
03. A Song before Sunrise

On Hearing the First Cuckoo in Spring
04. On Hearing the First Cuckoo in Spring

Summer Night on the River
05. Summer Night on the River

 La Calinda
06.  La Calinda

Edward Elgar (1857-1934) -

Serenade in E minor for Strings, Op.20
07.  I. Allegro piacevole
08.  II. Larghetto
09. III. Allegretto

Sospiri for Strings, Harp and Organ, Op.70
10. Sospiri for Strings, Harp and Organ, Op.70

Elegy for Strings, Op.58
11. Elegy for Strings, Op.58

The Spanish Lady - Suite
12. The Spanish Lady - Suite

 Introduciton and Allegro for String Orchestra and Quartet, Op.47
13.  Introduciton and Allegro for String Orchestra and Quartet, Op.47

Você pode comprar este disco na Amazon

Academy of St-Martin-in-the-Fields
Sir Neville Marriner, regente

BAIXAR AQUI

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Alexander Glazunov (1865-1936) - Prelude, Op.25 Nos.1&2, Mazurka, Op.25 No.2&3, Barcarolle sur les touches noires, Impromptu, Op.54 No.1&2, Idylle, Op.103 etc - Vol. 4

Finalmente, concluímos essa caixa povoada por sonoridades e revelações positivas com a música de Alexander Glazunov. Foi bom tê-la escutado. Percebi um Glazunov sensível e profundo. Não é à toa que já chamaram este compositor de o "Brahms da Rússia". Sua linguagem é agradável e povoada por muitos estilos, como fica claro neste último disco. Fiquei impressionado com este quarto disco. Stephen Coombs revela um Glazunov luminoso e bastante criativo. Há uma massa eclética de estilos - improptus, marchas, idílio, barcarolles... Muito bom! Trata-se de uma música que vai se mostrando bela e fluente à medida que a ouvimos.Uma boa apreciação!

Alexander Glazunov (1865-1936) - 

01.Prelude, Op.25 No.1
02.Mazurka, Op.25 No.2
03.Mazurka, Op.25 No.3
04.Barcarolle sur les touches noires
05.Impromptu, Op.54 No.1
06.Impromptu, Op.54 No.2
07.Idylle, Op.103
08.Triumphal march, Op.40
09.Song of the Volga boatmen, Op.97
10.In modo religioso, Op.38
11.Pas de caractere, Op.68
12.Piano Sonata No.2 in e-moll, Op.75 - I. Moderato
13.Piano Sonata No.2 in e-moll, Op.75 - II. Scherzo
14.Piano Sonata No.2 in e-moll, Op.75 - III. Finale

Você pode comprar este disco na Amazon

Stephen Coombs, piano

BAIXAR AQUI

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Nepomuk Hummel (1778-1837) - Trumpet Concerto in E flat, Leopold Mozart (1719-1787) - Trumpet Concerto in D major, Georg Philipp Telemann (1681-1767) - Trumpet Concerto in D major e Antonio Vivaldi (1678-1741) - Trumpet Concerto in A flat

Devo reconhecer que posto pouca coisa do barroco, apesar de gostar tanto dos compositores que viveram nesta época. Nem todos os compositores deste disco podem ser incritos no período barroco. Hummel e Leopold Mozart estão numa fase de transição. Todavia, Telemann e Vivaldi são compositores propriamente barrocos. O disco é excelente. Sou apaixonado pelo som do trompete. Possui uma sensibilidade bastante doce, comovente e elegante. Deste disco, gosto especialmente do concerto de Nepomuk Hummel e o escandaloso, belo, concerto para trompete do pai de Mozart. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

 Johann Nepomuk Hummel (1778-1837) - 

Trumpet Concerto in E flat
01. 1. Allegro con spirito
02. 2. Andante
03. 3. Rondo

Leopold Mozart (1719-1787) - 

Trumpet Concerto in D major
04. 1. Adagio
05. 2.  Allegro moderato

Georg Philipp Telemann (1681-1767) - 

Trumpet Concerto in D major
06. 1. Adagio
07. 2. Allegro
08. 3. Grave
09. 4. Allegro

Antonio Vivaldi (1678-1741) - 

Trumpet Concerto in A flat
10. 1. Allegro
11. 2. Sarabande
12. 3. Presto

Você pode compra este disco na Amazon

Berliner Philharmonker
Herbert von Karajan, regente
Maurice André, trompete

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante! Ela ajuda manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Richard Wagner (1813-1883) - Orchetral Music

Mais um disco excelente para fechar o dia com as homenagens ao aniversariante ilustre. Dessa vez, decidi trazer Szell regendo as obras orquertrais alemão. Preciso dizer mais alguma coisa quanto à excelência da regência? Sonoridade impecável. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Richard Wagner (1813-1883) - 

DISCO 01

01 Richard Wagner (Cleveland Orchestra) - Die_Meistersinger_(Vorspiel)
02 Richard Wagner (Cleveland Orchestra) - Tannhäuser_(Overtüre)
03 Richard Wagner (Cleveland Orchestra) - Der_fliegende_Holländer_(Overtüre)
04 Richard Wagner (Cleveland Orchestra) - Faust-Overtüre
05 Richard Wagner (Cleveland Orchestra) - Lohengrin_(Vorspiel_zum_1.Akt)
06 Richard Wagner (Cleveland Orchestra) - Rienzi_(Overtüre)

DISCO 02

01 Wagner - Das Rheingold
02 Wagner - Die Walkure; The ride of the Valkyries
03 Wagner - Die Walkure; Magic fire music
04 Wagner - Siegfried
05 Wagner - Gotterdammerung
06 Wagner - Gotterdammerung; Siegfried's funeral music
07 Wagner - Tristan und Isolde

Você pode comprar este disco na Amazon

The Cleveland Orchestra
Georg Szell, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante! Ela ajuda manter o nosso blog vivo!

Richard Wagner (1813-1883) - Excerpts from Tannhauser, The Mastersingers of Nuremberg, Tristan Isolde

Hoje, o mundo comemora duzentos anos do nascimento de Richard Wagner, um dos nomes mais importantes da música de todos os tempos. Penso que Wagner tenha se tornado, justamente, aquilo que sempre tentou ser: um polemista. Existem dois tipos de ouvintes da música de Wagner: aqueles que o admiram profundamente e aquele que o olha com desconfiança por perceber nele os traços de um megalomaníaco pretensioso. Seu sonho de construir uma obra de arte que revelasse em grau máximo a cultura alemã, tornou-o no compositor oficial do III Reich. Claro, Wagner não tem nada a ver com o nazismo, mas, acredito que se ele tivesse vivo nos tempos de Hitler teria se alinhado com o Führer. Se levantamos tal conjecturas baseadas em informações clichês, é porque Wagner não é um compositor fácil. Passados duzentos anos, ele ainda continua gerando controvérsias. Em torno dele, sempre existe algo grandioso. Postei este disco com her Karajan à frente da poderosa Orquestra Filarmônica de Berlim, justamente, para tornar o momento mais germanófilo. Não deixe de ouvir. Uma boa pareciação!

Richard Wagner (1813-1883) - 

Tannhäuser and the Contest of Song on the Wartburg - Overture
01. Tannhäuser and the Contest of Song on the Wartburg - Overture

Tannhäuser and the Contest of Song on the Wartburg - Bacchanale (Venusberg)
02. Tannhäuser and the Contest of Song on the Wartburg - Bacchanale (Venusberg)

The Mastersingers of Nuremberg - Prelude to Act III
03. The Mastersingers of Nuremberg - Prelude to Act III

Tristan and Isolde - Vorspiel (Prelude)
04.  Tristan and Isolde - Vorspiel (Prelude)

Tristan and Isolde - Isoldes Liebstod (Isolde's Love-Death)
05. Tristan and Isolde - Isoldes Liebstod (Isolde's Love-Death)

Você pode  comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Herbert von Karajan, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante! Ela ajuda manter o nosso blog vivo!
 

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Piano Concerto No.27 in B flat major, K 595 e Piano Concerto No.20 in D minor, K 466

Ouvir Mozart é sempre muito prazeroso - e ainda mais quando Mozart é bem tratado, bem executado. O disco traz dois concertos para piano bastante conhecidos - o de número 27 e o de número 20. Na regência Claudio Abbado e, ao piano, Maria João Pires, essa exímia pianista que entende tudo do repertório mozartiano. Este disco é do ano passado, lançado pela DG e se mostra excelente. Boa interpretação. Excelente abordagem. Em específico, o concerto número 20 ficou um primor. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - 

Piano Concerto No.27 in B flat major, K 595
01. I. Allegro
02. II. Larghetto
03. III. Allegro

Piano Concerto No.20 in D minor, K 466
04. I. Allegro
05. II. Romanze
06. III. Rondo. Allegro assai

Você pode comprar este disco na Amazon

Orchestra Mozart
Claudio Abbado, regente
Maria João Pires, piano


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante! Ela ajuda manter o nosso blog vivo!

domingo, 19 de maio de 2013

Franz Schubert (1797-1828) - Sinfonias 5, 6, 7, 8 e 9; e Rosamunde, Princess of Cyprus (D. 797) (CDs 3, 4 e 5 de 5 - final)

Vamos aos três últimos discos dessa caixa com as sinfonias de Schubert, sob a condução de Daniel Baremboin. Para ser franco, gosto bastante da forma como o Baremboin rege. Existe um senso de profundo respeito e elegância naquilo que ele conduz. Às vezes vou ao Youtube e assisto a alguns vídeos em que ele é o regente e me comovo bastante. Existe uma gravação, no Youtube, do Baremboim à frente da Orquestra Sinfônica de Chicago, numa apresentação no Carnegie Hall, regendo "Nimrod", de as Variações Enigmas, de Elgar. É um momento belíssimo. Emocionante. Nesta caixa, temos Baremboin conduzindo Schubert e o repertório clássico lhe fez muito bem. As gravações são elegantes e preservam a beleza da música de Schubert. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) -

DISCO 01

Sinfonia No.5 em Si bemol maior, D.485
01. I. Allegro
02. II. Andante Con Moto
03. III. Menuetto (Allegro Molto)
04. IV. Allegro Vivace

Sinfonia No. 6 em Dó maior, D. 589
05. I. Adagio
06. II. Andante
07. III. Scherzo (Presto)
08. IV. Allegro Moderato

DISCO 02

Symphony No. 8, D. 759 (The Unfinished)
01. Allegro moderato
02. Andante con moto

Rosamunde, Princess of Cyprus (D. 797)
03. Overture
04. Entr'acte
05. Ballet Music

DISCO 03

Symphony No 9 'The Great'
01. I Andante
02. I Allegro Ma Non Troppo
03.  I Piu Moto
04. II Andante Con Moto
05. III Scherzo_ Allegro Vivace
06. III Trio
07.  III Scherzo Da Capo al fine
08.  IV Finale - Allegro Vivace
09. IV Allegro Vivace

Você pode comprar este disco na Amazon

Berliner Philharmoniker
Daniel Barenboim, regente

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante! Ela ajuda manter o nosso blog vivo!
 

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - The Early Chamber Music

Eu, particularmente, ainda não conhecia essas obras de câmara. O que se pode dizer inicialmente é que a estética de Vaughan Williams pode parecer diferente em um primeiro encontro, mas profundamente agradável a partir do momento em que nos acostumamos à sua linguagem. As obras aqui colocadas foram escritas na juventude de Vaughan Williams. Algumas podem parecer meio inexpressivas, mas são caracterizadas pelo tom agradável de sua música. É possível notar algumas reminiscências de Brahms. De qualquer forma, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) -

DISCO 01

01. Piano Quintet in C Minor I. Allegro con fuoco
02. Piano Quintet in C Minor II. Andante
03. Piano Quintet in C Minor III. Fantasia (quasi variazioni)
04. Nocturne & Scherzo - Nocturne-Largo sostenuto (sempre tempo rubato)
05. Nocturne & Scherzo - Scherzo-(Founded on English folksong) Allegro moderato
06. Suite de Ballet I. Improvisation - Andante
07. Suite de Ballet II. Humoresque - Presto
08. Suite de Ballet III. Gavotte - Quasi lento
09. Suite de Ballet IV. Passepied - Allegro vivacissimo
10. Romance & Pastorale - Romance-Andantino
11. Romance & Pastorale - Pastorale-Andante con moto
12. Romance - Andantino

DISCO 02

01. String Quartet in C Minor I. Allegro
02. String Quartet in C Minor II. Andantino
03. String Quartet in C Minor III. Intermezzo - Allegretto
04. String Quartet in C Minor IV. Variazione con finale fugato
05. Quintet in D major I. Allegro moderato
06. Quintet in D major II. Intermezzo - Allegretto
07. Quintet in D major III. Andantino
08. Quintet in D major IV. Finale - Allegro molto
09. Scherzo - string quartet
10. Three Preludes on Welsh Hymn Tunes I. Crug-y-bar (Fantasia - Andante sostenuto)
11. Three Preludes on Welsh Hymn Tunes II. St Denio (Scherzo - Allegro vivace)
12. Three Preludes on Welsh Hymn Tunes III. Aberystwyth (Variations)

Você pode compra este disco na Amazon

The Nash Esemble

BAIXAR AQUICD01
BAIXAR AQUICD02

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda o nosso blog a permanecer vivo!

sábado, 18 de maio de 2013

Jean Sibelius (1865-1957) - Symphony No.1 in E minor, Op.39, Concerto para violino e orquestra em Ré menor, Op. 47, Symphony No.2 in D, Op.43 e Symphony No.3 in C, Op.52 (CDs 1 e 2 de 5)

Ah! Meus amigos, como é bom ouvir Jean Sibelius! O finlandês não era brincadeira. Sou um apaixonado pela suas sinfonias. E esta caixa sob a direção de Sir Simon Rattle é um excelente. A linguagem de Sibelius é soberba. Sinto uam empatia profunda pela sua música cada vez que a ouço. Esta caixa foi lançada em 2007 pela EMI. É uma gravação convincente. Bela. Com linguagem clara. Abordagem apaixonada. Existem outras gravações das sinfonias de Sibelius das quais eu gosto muito: Vanska, Bernstein, Karajan... Esta do Rattle veio para somar. Uma interpretação das obras de Sibelius deve levar em conta o aspecto poético dos trabalhos do finlandês, talvez falte isso às interpretações dessa caixa. Mas Rattle nos dá bastante emoção, o que já é um trunfo a seu favor. Uma boa apreciação!

Jean Sibelius (1865-1957) - 

DISCO 01

Symphony No.1 in E minor, Op.39
01. I. Allegro ma non troppo - Allegro energico
02. II. Andante (ma non troppo lento)
03. III. Scherzo (Allegro)
04. IV. Finale Quasi una fantasia (Andante - Allegro monto) 

Concerto para violino e orquestra em Ré menor, Op. 47
05. I. Allegro moderato
06. II. Adagio di molto
07. III. Finale (Allegro ma non tanto)
 
DISCO 02

Symphony No.2 in D, Op.43
01. I. Allegretto
02. II. Tempo andante, ma rubato
03. III. Vivacissimo
04. IV. Finale (allegro monto)

Symphony No.3 in C, Op.52
05. I. Allegro moderato
06. II. Andantino con moto, quasi allegretto
07. III. Moderato - Allegro (ma non tanto)

Você pode comprar este disco na Amazon

City of the Brimigham Symphony Orchestra
Sir Simon Rattle, regente
Nigel Kennedy, violino

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda o nosso blog a permanecer vivo!

Gustav Mahler (1860-1911) - Sinfonia No. 5 em Dó Sustenido Menor

Havia pensado em postar este disco ontem à noite. O sono não deixou. São por essas e outras que ele surge agora. Hoje, à tarde, enquanto corrigia provas, ouvi a interpretação da Quinta de Mahler sob a condução de Riccardo Chailly e me impressionei com a sonoridade da Royal Concertgebouw Orchestra. Assustou-me o fato de como a orquestra conseguiu captar, com muita transparência, as nuanças mais profundas e sofisticadas da linguagem mahleriana. Como estou de saída, encurto a fala e desejo uma boa audição. Disco excelente!

Gustav Mahler (1860-1911) -

Sinfonia No. 5 em Dó Sustenido Menor

01. 1. Trauermarsch
02. 2. Stürmisch bewegt. Mit grösster Vehemenz
03. 3. Scherzo - Kraftig, nicht zu schnell
04. 4. Adagietto - Sehr langsam
05. 5. Rondo - Finale - Allegro

Você pode comprar este disco na Amazon

Royal Concertgebouw Orchestra
Riccardo Chailly, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela ajuda a manter o nosso blog vivo!

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - Chamber Symphony in C minor, Op. Cit. 110a, Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Concerto para piano e Orquestra No. 4 em G maior, Op. 58 e Robert Schumann (1810-1856) - Sinfonie Nr. 3 in Es-Dur, Op. 97 "Rheinische"

Um broadcasting muito agradável, que traz três importantes compositores - Shostakovich, Beethoven e Schumann. Para ser sincero, meio que destoando do tom inicial, não gostei da qualidade da gravação. Achei-a demasiado acanhada para três peças tão expressivas. Acredito que tenha faltado brilho e energia na interpretação. Mas vale o registro. A gravação é do ano de 2008. Ouvimos para aprender a aprender. Uma boa apreciação!

Dmitri Shostakovich (1906-1975) - 

Chamber Symphony in C minor, Op. Cit. 110a
01. Largo
02. Allegro molto
03. Allegretto
04. Largo
05. Largo

Ludwig van Beethoven (1770-1827) -

Concerto para piano e Orquestra No. 4 em G maior, Op. 58
06. Allegro moderato
07. Andante con moto
08. Rondo.Vivace

Robert Schumann (1810-1856) -  

Sinfonie Nr. 3 in Es-Dur, Op. 97 "Rheinische"
01. 1. Lebhaft
02. 2. Scherzo. Sehr m..ig
03. 3. Nicht schnell
04. 4. Feierlich
05. 5. Lebhaft

Você pode comprar este disco na Amazon

Chicago Symphony Orchestra
John Eliot Gardiner, regente

Robert Levin, piano

BAIXAR AQUI

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Claude Debussy (1862-1918) - Children's Corner, Suite Bergamasque, Danse, Deux Arabesques etc

Vamos a mais uma postagem com obras de Claude Debussy. Quando se trata do francês, prefiro as obras orquestrais em detrimento das obras pianísticas. O que dizer, por exemplo,  de La Mer? Certamente, uma das obras mais belas do repertório erudito! Mas este disco é excelente. Qualidade sem máculas, até por quê temos a extraordinária pianista Angela Hewitt que magiciza tudo aquilo que toca. Com Debussy não seria diferente. Sua Suite Bergamasque ficou lindíssima. Toda aquela atmosfera de suspensão da música de Debussy foi preservada. Hewitt acrescentou à música uma tônica de humor e leveza fantásticos. Discaço. É como se a Hewitt tivesse tornado Debussy um pouco mais claro, mais transparente, mais agradável. Não deixe de ouvir este registro soberbo. Essa pianista é fora de série. Uma boa apreciação!

Claude Debussy (1862-1918) - 

Children's Corner
01. Doctor Gradus ad Parnassum (Children's Corner)
02. Jimbo's Lullaby
03. Serenade for the Doll
04. The snow is dancing
05. The Little Shepherd
06. Golliwog's Cake-Walk
Suite Bergamasque
07. Prelude (Suite bergamasque)
08. Menuet
09. Clair de lune
10. Passepied
Danse
11. Danse
 Deux Arabesques
12. Andantino (Duex Arabesques) 
13. Allegretto scherzando
Pour le piano
14. Prelude (Pour le piano)
15. Sarabande
16. Toccata
Masques
17. Masques
L'isle joyeuse
18. L'isle joyeuse
La plus que lente
19. La plus que lente

Você pode compra este disco na Amazon

Angela Hewitt, piano


Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Alexander Glazunov (1865-1936) - Prelude and Fugue in d-moll, Op.62, Prelude and Fugue in a-moll, Op.101 No.1, 2, 3 e 4 e Prelude and Fugue in e-moll (1926) - vol.3

Havia começado a postar esta caixa com a obra pianística do russo Alexander Glazunov e acabei esquecendo de completar o ciclo de gravações. Hoje cedo, olhando os arquivos, lembrei-me do "dever" de continuar com as postagens. O terceiro volume de um total de quatro, agora traz as fugas de Glazunov, que carrega o grande trunfo de ter sido o professor de Shostakovich. Stephen Coombs, o pianista, continua ótimo. Não deixe de ouvir. Postaremos o mais rápido possível o quarto volume para que completemos a caixa. Uma boa apreciação!

Alexander Glazunov (1865-1936) - 

Prelude and Fugue in d-moll, Op.62
01. Prelude
02. Fugue

Prelude and Fugue in a-moll, Op.101 No.1
03. Prelude
04. Fugue

Prelude and Fugue in cis-moll, Op.101 No.2
05. Prelude
06. Fugue

Prelude and Fugue in c-moll, Op.101 No.3
07. Prelude
08. Fugue

Prelude and Fugue in C-dur, Op.101 No.4
09. Prelude
10. Fugue

Prelude and Fugue in e-moll (1926)
11. Prelude
12. Fugue


Você pode comprar este disco na
Amazon

Stephen Coombs, piano

BAIXAR AQUI

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

Otorrino Respighi (1879-1936) - Pini di Roma, Fontane di Roma e Feste Romane

Ormandy foi, com certeza, um dos nomes mais importantes da regência do século XX. Nestas gravações do final dos anos 50 e início dos anos 60, percebemos sua técnica afiadíssima. Não conheço muita coisa do compositor italiano Otorrino Respighi. As peças que, dele, mais ouvi, foram Os pinheiros de Roma e Fontana de Roma. São duas belíssimas obras, inscritas no expressionismo. Outra obra do disco é a animada e orgíaca Festa Romana. Vale a pena conferir, pois os motivos são enormes - obras e regente. Uma boa apreciação!

Otorrino Respighi (1879-1936) - 

Pini di Roma
01. I. I pini di Villa Borghese
02. II. Pini presso una catacomba
03. III. I pini del Gianicolo
04. IV. I pini della Via Appia

Fontane di Roma 
05. I. La fontana di Valle Giulia all'alba
06. II. La fontana del Tritone al mattino
07. III. La fontana di Trevi al meriggio
08. IV. La fontana di Villa Medici al tramonto

Feste Romane
09. I. Circenses
10. II. Il giubileo
11. III. L'ottobrata
12. IV. La befana

Você pode comprar este disco na Amazon

Philhadelphia Orchestra
Eugene Ormandy, regente


Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Johannes Brahms (1833-1897) - Concerto in D Major for Violin and Orchestra, Op. 77 e Igor Stravinsky (1882-1971) - Concerto in D for Violin and Orchestra (1931)

Pensei em postar outro disco, mas me afeiçoei por este. Traz um dos mais belos concertos para violino já escritos na história da música. Acredito que se pedisse para apontar um concerto para violino a qualquer pessoa que gosta de música clássica, 8 em cada 10 indicariam o opus 77 de Brahms. Os  concertos - seja para piano ou violino -  de Brahms são quase sinfonias pela profusão de temas e complexidades. Este disco não é recente. É do início da carreira da jovem violinista Hilary Hahn. Pode se notar as feições ainda adolescentizadas da moça. O outro concerto é menos conhecida, porém importante, concerto para violino de Stravinsky. Uma boa apreciação!

Johannes Brahms (1833-1897) -

Concerto in D Major for Violin and Orchestra, Op. 77
01. I. Allegro non troppo 
02. II. Adagio 
03. III. Allegro giocoso, ma non troppo vivace

Igor Stravinsky (1882-1971) -

Concerto in D for Violin and Orchestra (1931)
04. I. Toccata (4:59)
05. II. Aria I (4:27)
06. III. Aria II (6:06)
07. IV. Capriccio (5:32)
Você pode comprar este disco na Amazon
Academy of St. Martin-in-the-Fields Chamber Ensemble
Neville Marriner, violino
Hilary Hahn, violino

BAIXAR AQUI

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Gabriel Fauré (1845-1924) - Cello Sonata No.1 in D minor, Op.109, Cello Sonata No.1 in G minor, Op.117, Elegie, Op.24, Romance, Op.69 etc

Escrevi o texto que se segue para outra postagem de Fauré - mais um compositor francês que surge nesta noite: "Gabriel Fauré é um dos personagens principais da música francesa moderna. O compositor é inaugurador de um estilo que logo depois influenciaria Debussy. A sensibilidade musical de Fauré o perseguiu desde a infância. Teve a oportunidade de estudar com um dos maiores músicos do século XIX, Saint-Säens. Fez viagens para apreciar as óperas de Wagner, mas o curioso é que não se deixou levar pelo fascínio da linguagem megalomaníaca do alemão. Fixou-se em sua própria sensibilidade. Desenvolveu um estilo primoroso, de uma elegância, clareza poética e concisão ímpares. Fauré foge dos grandes dramas. Das elaborações grandiosas. Sua linguagem é singela; é terna. Cheia de rumores de tranquilidade; de uma quietude e de construção de fantasias mágicas. É uma música capaz de nos elevar. Por mais que a música de Fauré nos passe a fragrância de imobilidade, a flexibilidade harmônica é impressionante. Curioso que ele consiga construir harpejos enormes, mas com uma textura de subtileza, de leveza, de lhanezas incomparáveis". Excelente disco. Não deixe de ouvir. Uma boa aprecição!

Gabriel Fauré (1845-1924) -

Cello Sonata No.1 in D minor, Op.109
01. 1. Allegro deciso
02. 2. Andante
03. 3. Allegro commodo

Cello Sonata No.1 in G minor, Op.117
05. 1. Allegro
06. 2. Andante
07. 3. Allegro vivo

Elegie, Op.24
07. Elegie, Op.24

Romance, Op.69
08. Romance, Op.69

Papillon, Op.77
09. Papillon, Op.77

Serenade, Op.98
10. Serenade, Op.98

Sicilienne, Op.78
11. Sicilienne, Op.78

Cello Sonata No.1 in D minor, Op.109
12. 3. Allegro commodo (faster version)

Você pode compra este disco na Amazon

Alban Gerhardt, cello
Cecile Licad, piano


Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!
 

Claude Debussy (1862-1918) - 12 Etudes, Estampes, Deux Arabesques e L'Isle joyeuse

Pensei em postar este disco no dia de ontem, mas fui vencido pelo sono. Hoje, retornei meio que redivivo para encetar a intenção. Já ouvi este disco por duas vezes, mas confesso que não me impressionou muito - apesar de gostar bastante dos programas sinestésico-simbolistas de Debussy. As minhas impressões não são geradas por causa da qualidade da gravação, mas por causa das obras que foram compostas no outono da vida do compositor francês. Ainda não conhecia a pianista Mariangela Vacatello. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Claude Debussy (1862-1918) - 

01. 12 Etudes  - I. Pour les cinq doigts
02. 12 Etudes  - II. Pour les tierces
03. 12 Etudes  - III. Pour les quartes
04. 12 Etudes  - IV. Pour les sixtes
05. 12 Etudes  - V. Pour les octaves
06. 12 Etudes  - VI. Pour les huit doigts
07. 12 Etudes  - VII. Pour les degres chromatiques
08. 12 Etudes  - VIII. Pour les agrements
09. 12 Etudes  - IX. Pour les notes repetees
10. 12 Etudes  - X. Pour les sonorites opposees
11. 12 Etudes  - XI. Pour les arpeges composes
12. 12 Etudes  - XII. Pour les accords
13. Estampes - I. Pagodes
14. Estampes - II. La soiree dans Grenade
15. Estampes - III. Jardins sous la pluie
16. Deux Arabesques - No.1 Andantino con moto
17. Deux Arabesques - No.2 Allegretto scherzando
18. L'Isle joyeuse

Você pode comprar este disco na Amazon

Mariangela Vacatello, piano


Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

domingo, 12 de maio de 2013

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) - Symphony No. 6 in E minor, In the Fen Country, On Wenlock Edge, Sinfonia Antartica, No. 7, Symphony No.8, Symphony No. 9 (CDs 5, 6 e 7 de 7 - final)

Finalmente, vou postar os últimos discos dessa caixa necessária para que se conheça um pouco mais de Ralph Vaughan Williams, um grande compositor inglês. Ouvi os três últimos discos esta manhã e posso afirmar que preciso escutar um pouco mais o autor da Sinfonia Antártica. Existe por assim dizer uma espiritualidade diferente nas obras do inglês. É como se falasse de coisas antigas. É como se eu estivesse diante de campos imensos; de florestas verdes; de paisagens com nuvens cinzentas que marcham qual exército disciplinado. Posso dizer que, de um ponto de vista bem pessoal, eu me apaixonei pelos os trabalhos de Williams, posto que ainda não tinha escutado todos as suas sinfonias. Não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

Ralph Vaughan Williams (1872-1958) -

DISCO 01

Symphony No. 6 in E minor
01. Allegro
02. Moderato
03. Scherzo_ Allegro vivace
04. Epilogue_ Moderato

In the Fen Country
05. In the Fen Country

On Wenlock Edge
06. 1. On Wenlock Edge
07. 2. From far, from eve and morning
08. 3. Is my team ploughing_
09. 4. Oh, when I was in love wIth you
10. 5. Bredon Hill
11. 6. Clun

DISCO 02

Sinfonia Antartica, No. 7
01. Prelude_ Andante maestoso
02. Scherzo_ Moderato
03. Landscape_ Lento
04. Intermezzo_ Andante sostenuto
05. Epilogue_ Alla marcia, moderato

London Philharmonic Chor
Sheila Armstrong, soprano

DISCO 03

Symphony No.8
01.  1. Fantasia
02. 2. Scherzo Alla Marcia
03. 3. Cavatina
04.  4. Toccata

Symphony No. 9
05.  1. Moderato Maestoso
06.  2. Andante Sostenuto
07. 3. Scherzo
08. 4. Andante Tranquillo

Você pode comprar este disco na Amazon

London Philharmonic Orchestra
Lonon Philharmonic Choir
Bernard Haitink, regente

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante. Ela juda a manter o nosso blog vivo!

sábado, 11 de maio de 2013

Charles Ives (1874-1954) - The Symphonies, Orchestral Sets 1 & 2

Charles Ives foi, ao meu modo de ver, o maior compositor da história dos americanos. Claro, naquela terra nasceram também Gershwin, Barber, Copland e Bernstein, mas a habilidade de Ives é invulgar. Seu experimentalismo, sua fusão da música europeia, com a ressonância da vida americana cria uma obra singular. Seu experimentalismo o torna "um moderno" antes dos modernos. Ives é essencialmente um cronista da vida americana. Suas ideias brotavam de suas expriências. Experiência e experimentalismo sonoro o levaram a produzir uma grande obra. Resolvi postar a integral de suas sinfonias por nutrir uma profunda admiração por elas. Sendo assim, não deixe de ouvir. Uma boa apreciação!

P.S. Curiosamente, a Sinfonia no. 2 não consta no disco 2. Peço perdão por isso! Tentarei localizar o disco que contenha a Sinfonia. Assim que conseguir, avisarei.

Charles Ives (1874-1954) -

DISCO 01

Symphony No. 1*
01. I. Allegro
02. II. Adagio molto (sostenuto)
03. III. Scherzo. Vivace
04. IV. Allegro molto

Symphony No. 4**
05.  I. Prelude. Maestoso
06.  II. Allegretto
07.  III. Fugue. Andante moderato
08.  IV. Very slowly - Largo maestoso

Orchestral Set No. 2**
10. I. An elegy to our forefathers
11. II. The rockstrewn hills join the people's outdoor mee
12.  III. From Hanover Square north, at the end of a tragic

DISCO 02

Symphony No.3 - 'The Camp Meeting'***
01. 1. Old Folks Gatherin' (Andante maest
02. 2. Children's Day (Allegro moderato)
03. 3. Communion (Largo) - Academy of St

3 Places in New England**
01. 1. The 'St. Gaudens' in Boston Common (Col. Shaw
02. 2. Putnam's Camp, Redding, Connecticut - The Cl
03.  3. From 'The Housatonic at Stockbridge' by Robe

Você pode comprar este disco na Amazon

Los Angeles Philharmonic Orchestra*
Zubin Mehta, regente

The Cleveland Orcehstra and Chorus**
Christoph von Dohnanyi, regente

Academy of St Martin in the Fields***
Sir Neville Marriner, regente


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante! Ela ajuda manter o nosso blog vivo!