sexta-feira, 30 de julho de 2010

César Franck (1822-1890) - Piano Trio No.2 in B flat major, Op. 1/2, M. 2 , Piano Trio No.4 in B minor, Op. 2, M. 4 e Piano Trio No.3 in B minor

Como prometi, segue o outro CD com mais trios de César Franck. É mais um CD para nos fazer pensar na importância do compositor. Penso que Franck não seja um compositor coadjuvante. Sua importância ainda não foi revelada. Sua obra geralmente fica obscurecida, talvez pela dificuldade no acesso ao material musical do franco-belga César Franck. Todavia, é uma das maiores obras do século XIX. Bom deleite!

César Franck (1822-1890) - Trio concertant No. 2 in B flat major, Op. 1, No. 2, "Trio de salon", Piano Trio No. 4 in B minor, Op. 2, M. 4: Piano Trio No. 4 in B minor, Op. 2 e Trio concertant No. 3 in B minor, Op. 1, No. 3

Trio concertant No. 2 in B flat major, Op. 1, No. 2, "Trio de salon"

01. I. Allegro moderato
02. II. Andantino
03. III. Minuetto
04. IV. Final: Allegro molto

Piano Trio No. 4 in B minor, Op. 2, M. 4: Piano Trio No. 4 in B minor, Op. 2
05. 5. Piano Trio No. 4 in B minor, Op. 2, M. 4: Piano Trio No. 4 in B minor, Op. 2

Trio concertant No. 3 in B minor, Op. 1, No. 3
06. I. Allegro
07. II. Adagio - Quasi allegretto - Meno vivo
08. III. Poco lento - Moderato ma molto energico - Il doppio piu lento

Na Amazon
 
The Bekova Sisters
 
BAIXAR AQUI
 

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Franz Schubert (1797-1828) - Sinfonias nos. 7, 10, 9 e Fragmento Sinfônico em Ré maior (CDs 5 e 6 de 6 - final)

Chegamos ao final dessa monumental caixa com 6 CDs com o material sinfônico de Franz Schubert. Gosto o suficiente das sinfonias de Schubert para ouvir, entregar-me à audição por horas a fio sem cansar. É uma beleza. Schubert foi um prodígio. Viveu pouco, mas produziu muito. E produziu com uma qualidade indiscutível. Suas sinfonias estão eivadas pelas tradição Haydn-Mozart-Beethoven. Inclusive vale salientar que Schubert foi contemporâneo de Beethoven. Viveram à mesma época, na mesma cidade. Schubert morreu um ano após a morte de Beethoven. Schubert alcançou sua maturidade quando Beethoven havia se consagrado como o grande nome na música na Europa. Uma possível visita de Schubert a Beethoven se deu no ano de 1822. Não se sabe se de fato essa visita se configurou, mas a música de Schubert anda de mãos dadas com a de Beethoven. É indiscutível a qualidade dos trabalhos schubertianos. E as suas sinfonias são uma oportunidade de testemunharmos o mundo e o gênio de Schubert. Por isso, boa apreciação dessa excelente material de Neville Marriner.

Franz Schubert (1797-1828) -Symphony No.7 In E Minor - Major, D.729, Symphony No.10 In D Major, D.936a, Symphony No. 9 In C Major, D.994 - "A Grande e Symphonic Fragments In D Major, D.615

DISCO 5

Symphony No.7 In E Minor - Major, D.729
01. I. Adagio-Allegro
02. II. Andante
03. III. Scherzo (Allegro)
04. IV. Allegro Giusto

Symphony No.10 In D Major, D.936a
05. I. (Allegro Maestoso)
06. II. Andante
07. III. Scherzo (Allegro Moderato)

DISCO 6

Symphony No. 9 In C Major, D.994 - "A Grande
01. I. Andante - Allegro Ma Non Troppo
02. II. Andante Con Moto
03. III. Scherzo (Aleegro Vivace)
04. IV. Allegro Vivace

Symphonic Fragments In D Major, D.615
05. I. Adagio - Allegro Moderato
06. II. Alegretto

Na Amazon

Academy St. Martin in the Fields
Neville Marriner, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

terça-feira, 27 de julho de 2010

John Adams (1947) - Harmonielehre, The Chairman Dances - Foxtrot for Orchestra, Tromba Lontana e Short Ride in a Fast Machine - Fanfare for orchestra

John Adams é um dos grandes nomes da composição na atualidade. Com os pés fincados no minimalismo - e, para alguns, no pós-minimalismo -, Adams é uma promessa. Particularmente, o pouco que ouvi do compositor despertou em mim uma curiosidade positiva. Por exemplo, a peça Harmonielehre, que leva o nome do famoso livro escrito por Schoenberg (Teoria da Harmonia), é uma maravilha. Muitas das minhas concepções sobre a música do século XX mudaram após a leitura do livro O Resto é Ruído de Alex Ross. Quando analisava a música do século passado, antes da leitura do livro, enxergava apenas niilismo. O fato é que a música do século XX é um desafio. Ela atinge os sentidos de modo diverso ao do Romantismo ou do Barroco, por exemplo. Claro, nomes como Cage, Xenakis, Stockhausen e outros ainda constituem um desafio. para mim. Mas, estou aberto a novas sonoridades e isso é positivo. Boa apreciação desse fantástico e desafiante post!

John Adams (1947) - Harmonielehre, The Chairman Dances - Foxtrot for Orchestra, Tromba Lontana e Short Ride in a Fast Machine - Fanfare for orchestra

Harmonielehre
01. Part I
02. Part II - The Anfortas Wound
03. Part III - Meister Eckhardt and Quackie

The Chairman Dances - Foxtrot for Orchestra
04. The Chairman Dances - Foxtrot for Orchestra

Tromba Lontana
05. Tromba Lontana

Short Ride in a Fast Machine - Fanfare for orchestra
06. Short Ride in a Fast Machine - fanfare dor orchestra

Na Amazon

Birmingham Symphony Orchestra
Simon Rattle, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Mravinsky Edition - Beethoven, Mozart, Weber, Bizet, Debussy, Scriabin (CDs 9 e 10 de 10 - final)

Chegamos, finalmente, ao último post desta fenomenal caixa com 10 CDs com trabalhos regidos por Mravinsky. As paixões têm o poder de transformar impropriedades em virtudes. Por isso, a minha predileção pelo regente russo, faz com que as minhas palavras se tornem em elógios, quiça, exagerados. Mas, não faz mal. Aqueles que gostam dos trabalhos executados por Mravinsky sabem do que eu estou a falar. Mravinsky foi um grande mago. Aquilo em que ele colocou as suas mãos, transformou-se em algo imorredouro. E quando não se deu isso, em algo que desperta atenção, que merece ser escutado com toda a sensibilidade possível. Por isso, estes dez CDs são referências extraordinárias para quem quer conhecer o trabalho executado ao longo de mais de 50 anos à frente da Filarmônica de Leningrado, na Rússia. Apesar de ter concluído a caixa, postarei alguns outros CDs que tenho com obras regidas por Evgeny - Shostakovich, Beethoven e outros. Boa apreciação destes dois últimos CDs!

DISCO 9

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Sinfonia No. 4 em Si bemol maior, Op. 60
01. Adagio, Allegro vivace
02. Adagio
03. Menuetto-Allegro vivace
04. Allegro ma non troppo

Sinfonia No. 2 em Ré maior, Op. 36
05. Adagio molto, Allegro con brio
06. Larghetto
07. Scherzo, Trio
08. Allegro molto

DISCO 10

Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) - Overture Le Nozze di Figaro
01. Overture Le Nozze di Figaro

Carl Maria von Weber (1786-1826) - Overture Freischütz
02. Overture Freischütz

Georges Bizet (1838-1875) - L'Arlésienne Suite - Farandole
03. L'Arlésienne Suite - Farandole

Claude Debussy (1862-1918) -
Nocturnes
04. Nuages
05. Fetes
06. Sirenes

Alexander Nikolayevich Scriabin (1872-1915) -Le Poème de l'extase
07. Le Poème de l'extase

Na Amazon

Leningrad Philharmonic Orchestra
Evgeny Mravinsky, regente

BAIXAR AQUI CD9
BAIXAR AQUI CD10

Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sábado, 24 de julho de 2010

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - String Trios - Complete

Ainda não ouvi este CD. Mas em se tratando da música de câmera de Beethoven, vale a pena ser conferido; merece toda a atenção necessária. Não deixe ouvir. Boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - String Trios - Complete

DISCO 1

Trio for violin, viola & cello in E flat, Op.3
01. I. Allegro con brio
02. II. Andante
03. III. Menuetto, allegro
04. IV. Adagio
05. V. Menuetto, moderato
06. VI. Finale, allegro

Serenade for violin, viola & cello in D, Op.8
07. I. Marcia, allegro
08. II. Adagio
09. III. Menuetto, allegretto
10. IV. Adagio-scherzo, allegro
11. V. Allegretto alla Polacca
12. VI. Andante quasi allegro
13. VII. Marcia, allegro

DISCO 2

Trio for violin, viola & cello in G, Op.9/1
01. I. Adagio-allegro con brio
02. II. Adagio ma non tanto
03. III. Scherzo, allegro
04. IV. Presto

Trio for violin, viola & cello in D, Op.9/2
05. I. Allegretto
06. II. Andante quasi allegro
07. III. Menuetto, allegro
08. IV. Rondo, allegro

Trio for violin, viola & cello in c, Op.9/3
09. I. Allegro con spirito
10. II. Adagio con espressione
11. III. Scherzo, allegro molto
12. IV. Finale, presto

Na Amazon

The Zurich String Trio
Boris Livschitz, violino
Zvi Livschitz, viola
Mikael Hakhnazarian, cello

BAIXAR AQUI CD1
BAIXAR AQUI CD2


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Robert Schumann (1810-1856) - Piano Sonata No. 1 in F sharp minor op.11 e Piano Sonata No. 3 in F minor op.14 - (200 anos!!!)

Mais um CD em homenagem aos duzentos anos do nascimento de Robert Schumann. Até o final do ano, pretendo uma vez ou outra, soltar algum material do compositor alemão. Schumann merece nossa homenagem. Embora não tenha visto muito destaque ao bicentenário do compositor à semelhança, por exemplo, do que se deu com Chopin, Robert merece atenção. Afinal, quando se trata de composição romântica, Schumann é uma celebridade. Merece todos laudatórios possíveis. Surgem agora duas importantes sonatas do conjunto de suas composições. O pianista russo Nikolai Demidenko nos conduzirá pelos pavilhões emotivos da música de Schumann. Boa apreciação!

Robert Schumann (1810-1856) - Piano Sonata No. 1 in F sharp minor op.11 e Piano Sonata No. 3 in F minor op.14

Piano Sonata No. 1 in F sharp minor op.11
01. Introduzione: Un poco adagio - Allegro vivace [13:58]
02. Aria [3:23]
03. Scherzo e intermezzo: Allegrissimo, lento [5:12]
04. Finale: Allegro un poco maestoso [11:48]

Piano Sonata No. 3 in F minor op.14
05. Allegro [7:25]
06. Scherzo e Trio: Vivacissimo [2:42]
07. Movement IIIa: Andantino de Clara Wieck [1:09]
08. Movement IIIb: Variation 1 [0:59]
09. Movement IIIc: Variation 2 [1:05]
10. Movement IIId: Variation 3 [0:51]
11. Movement IIIe: Variation 4 [2:05]
12. Movement IIIf: Variation 5 [4:01]
13. Movement IV: Scherzo [5:58]
14. Movement V: Finale: Prestissimo possible [6:39]

Na Amazon

Nikolai Demidenko, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário! Sua participação é importante!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Missa em Si menor, BWV 232

Diante de uma peça como esta o que nos resta é ficar em silêncio. Acredito que essa missa fenomenal tem o poder de erguer os mortos de seus túmulos. De dá fé aos incrédulos. De libertar as almas cativas da escuridão solapante da ignorância. Fecundar jardins onde só existam desertos. É um trabalho que dirime qualquer dúvida com relação à genialidade de Bach. O compositor alemão transformou a fé cristã em música e isso nos enternece. Você pode não comungar com o cristianismo. Detestá-lo. Mas ao ouvir Bach, um sentimento inquiridor lhe atravessa a alma: "Será?" As vezes fico a pensar: "Bach não foi humano. Ele foi um sonho. Um ente angificado". Todavia, este fato contraria a natureza. Choca-se contra as leis que regem o cosmos. E isso resulta numa hipótese consequente: se ele foi homem esse fato engradece as pontencialidades humanas. Ou seja, o quanto o ser humano é complexo e extraordinário; capaz de grandes realizações. Quando nos referimos a Bach, as palavras devem soar hiperbólicas por um simples fato: ele é grande. Portanto, é mister afirmar que Bach não foi um músico: ele é a própria música. Bach é uma catedral no qual entramos e nos perdemos pela sua grandiosidade. É aquela mesma relação que existia na Idade Média. As catedrais eram enormes, porque queriam transmitir a ideia de excelsitude da divindade. O crente ao ingressar no templo se perdia e ficava com aquele senso que estava mergulhado no divino, nas dimensões inumanas da existência. Bach possui essa equivalência. Sua música é uma porta que nos permite ter acesso a um mundo que não é mundo. É o próprio limiar da eternidade. Há uma passagem no livro do profeta Isaías que é sintomática. Diz o autor sagrado que certa vez Isaías foi ao templo em Jerusalém e lá chegando teve uma visão de Deus. "...eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono, e as abas de suas vestes enchiam o templo" - palavras do profeta. A visão da sublimidade da divindade gerou em Isaías a consciência de suas limitações. Ele proferiu mais ou menos assim: "Ai de mim! Estou perdido! Sou um homem de lábios impuros. Habito no meio dum povo de lábios impuros, cheios de ignorância, e os meus olhos viram aquilo que não pode ser medido pela lógica dos homens, nem pode ser medido por qualquer entendimento que se possa conceber". Bach, inevitavelmente, fecunda em nós o desejo de beatificação. Provoca em nós contrição, mansuetude e silêncio. Não deixe de ouvir este registro soberbo e magnífico. A regência fica por conta de Sergiu Celibidache. Boa prece contrita!

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Missa em Si menor, BWV 232

DISCO 1

I. KYRIE
01. Chorus: Kyrie Eleison
02. Duet: Christe Eleison
03. Chorus: Kyrie Eleison

II. GLORIA
04. Chorus: Gloria In Excelsis
05. Chorus: Et In Terrra Pax
06. Aria: Laudamus Te
07. Chorus: Gratias Agimus Tibi
08. Duet: Domine Deus
09. Chorus: Qui Tollis Peccata Mundi
10. Aria: Qui Sedes Ad Dexteram Patris
11. Aria: Quoniam Tu Solus Sanctus
12. Chorus: Cum Sancto Spiritu

DISCO 2

III. CREDO
01. Chorus: Credo In Unum Deum
02. Chorus: Credo In Unum Deum, Patrem Omnipotentem
03. Duet: Et In Unum Dominum
04. Chorus: Et Incarnatus Est
05. Chorus: Crucifixus
06. Chorus: Et Resurrexit
07. Aria: Et In Spiritum Sanctum
08. Chorus: Confiteor
09. Chorus: Et Exspecto Resurrectionem

IV. SANCTUS
10. Chorus: Sanctum
11. Chorus: Osanna In Excelsis
12. Ara: Benedictus Qui Venit
13. Chorus: Osanna (Da Capo)

V. AGNUS DEI
14. Aria: Agnus Dei
15. Chorus: Dona Nobis Pacem

Na Amazon

Münchner Philharmoniker
Bach Choir of the Johannes Gutenberg University Mainz (Chorus Master: Joshard Daus)
Sergiu Celibidache, regente
Barbara Bonney, soprano
Ruxandra Donose, mezzo-soprano
Cornelia Wulkopf, alto
Peter Schreier, tenor
Yaron Windmüller, barítono
Anton Scharinger, baixo

BAIXAR AQUI CD1
BAIXAR AQUI CD2


*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Felix Mendelssohn (1809-1849) - Piano Trio No. 1 em Ré menor, Op. 49 e Piano Trio No. 2 en Do menor, Op. 66

Sou um fã incondicional da obra de Mendelssohn. Talvez por que o compositor fosse filho de um banqueiro e tivesse uma condição financeira privilegiada, fico com aquela impressão de que o alemão não passou dificuldades; teve uma exisência feliz. Sempre associei à sua pessoa o espírito de alegria e jovialidade que se descobre na sua Quarta Sinfonia, a Italiana. Mas, Mendelssohn foi um compositor profundo, arguto, preciso. E esse aspecto, por exemplo, encontramos em sua Quinta Sinfonia, a Reforma. O seu trabalho camerístico não é tão conhecido como as suas cinco sinfonias, mas não deixa de ter a sua importância. Surgem neste excelente CD os dois trios de sua autoria no qual podemos notar sua sensibilidade, os aspectos mais leves e fluídicos de sua arte. O opus 66 é de 1845 e o opus 49 é de 1839. Os três músicos que executam os dois trios dispensam maiores comentários - Yo-Yo Ma, Itzhak Perlman, Emanuel Ax. Por isso, aproveite! Bom deleite!

Felix Mendelssohn (1809-1849) - Piano Trio No. 1 em Ré menor, Op. 49 e Piano Trio No. 2 en Do menor, Op. 66

Piano Trio No. 1 em Ré menor, Op. 49

1. I. Molto allegro e agitato
2. II. Andante con moto tranquillo
3. III. Scherzo: Leggiero e vivace
4. IV. Finale: Allegro assai appassionato

Piano Trio No. 2 en Do menor, Op. 66
5. I. Allegro energico e con fuoco
6. II. Andante espressivo
7. III. Scherzo: Molto allegro quasi presto
8. IV. Finale: Allegro appassionato

Na Amazon

Yo-Yo Ma, cello
Itzhak Perlman, violino
Emanuel Ax, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

John Baptist Cramer (1771-1858) - Quinteto para piano in Si bemol maior, Op. 79 e Franz Schubert - Quinteto para piano em Lá maior, Op. 114 (D. 667)

Ainda não conhecia a música de John Baptist Cramer. Este compositor nasceu na Alemanha, mas foi levado à Inglaterra quando ainda era uma criança tenra. Começou a estudar piano ainda muito jovem e conseguiu se estabalecer como um grande pianista. Dizem que chegou a ser respeitado por Beethoven. Foi o editor inglês do Concerto no. 5 para piano e orquestra - Imperador - do mesmo Beethoven. Chegou a estabelecer uma amizade gratificante com Ludwig. Compôs obras respeitáveis - sonatas para piano, nove concertos para piano e música de câmera. Neste CD que ora posto, surge o quinteto para piano, op. 79. A outra obra do CD é o Quinteto para piano em Lá maior, Op. 114 de Schubert, também conhecido como "A Truta", pela qual tenho uma grande paixão. Não deixe de ouvir. Boa apreciação!

John Baptist Cramer (1771-1858) - Quinteto para piano in Si bemol maior, Op. 79
01. Allegro moderato
02. Adagio cantabile
03. Rondo (allegro)

Franz Schubert (1797-1828) - Quinteto para piano em Lá maior, Op. 114 (D. 667) - A Truta
04. Allegro vivace
05. Andante
06. Scherzo
07. Theme with variations (andatino-allegretto)
08. Finale (allegro giusto)

Na Amazon

Nepomuk Fortepiano Quintet
Jan Insinger, violoncelo
Elisabeth Smalt, viola
Riko Fukuda, pianoforte
Franc Polman, violino
Pieter Smithuijsen, contrabaixo

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

César Franck (1822-1890) - Trio em Fá sustenido menor, Op. 1 No. 1 e Maurice Ravel (1875-1937) - Trio em Lá menor

Dois grandes compositores; extraordinários músicos. Resultado: um grande CD. Decidi postar os trios de Cesar Franck, que são de uma beleza ímpar. Este é o primeiro CD. Aparece ainda neste CD o trio em Lá menor de Ravel. Boa apreciação!

César Franck (1822-1890) - Trio em Fá sustenido menor, Op. 1 No. 101. I. Andante con Moto
02. II. Alegro Molto
03. III. Finale Alegro maes

Maurice Ravel (1875-1937) - Trio em Lá menor
04. I. Moderee
05. II. Pantoum Assez vif
06. III. Passacaille tres large
07. IV. Anime
Na Amazon

Sviatoslav Richter, piano
Oleg Kagan, violino
Natalia Gutman, cello

BAIXAR AQUI

*Se possíve, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sábado, 17 de julho de 2010

Franz Schubert (1797-1828) - Sinfonias nos. 4, 5, 8 e Fragmentos Sinfônicos (CDs 3 e 4 de 6)

Mais dois extraordinários CDs com esta fenomenal integral das sinfonias de Schubert com Neville Marriner. Diga-se de passagem, o quarto CD traz uma das mais monumentais peças do repertório Romântico - a Sinfonia No. 8, também conhecida como "Inacabada". Sempre que tenho a oportunidade de postá-la, repito com todas as palavras que foi com ela que o mundo da música clássica surgiu para mim. A fita que eu tinha com a peça quase estragou de tanto eu escutar. Ouçamos mais estes dois CDs. Bom deleite!

Franz Schubert (1797-1828) - Sinfonia No.4 em Dó Menor, D.417 - 'Trágica', Sinfonia No.5 em Si bemol maior, D.485, Sinfonia No. 8 em Si Menor, D.759 e Fragmentos Sinfônicos em Ré maior, D.708a

DISCO 3

Sinfonia No.4 em Dó Menor, D.417 - 'Trágica'
01. I. Adagio Molto-Allegro Vivace
02. II. Andante
03. III. Menuetto (Allegro Vivace)
04. IV. Allegro

Sinfonia No.5 em Si bemol maior, D.485
05. I. Allegro
06. II. Andante Con Moto
07. III. Menuetto (Allegro Molto)
08. IV. Allegro Vivace

DISCO 4

Sinfonia No. 8 em Si Menor, D.759 - "Inacabada"
01. I. Allegro Moderato
02. II. Andante Con Moto
03. III. Scherzo (Allegro)
04. IV. Allegro Molto Moderato

Fragmentos Sinfônicos
em Ré maior, D.708a
05. I. (Allegro Vivace)
06. II. (Andante Con Moto)
07. III. (Scherzo. Allegro Vivace)
08. IV. (Presto)

Na Amazon

Academy St. Martin in the Fields
Neville Marriner, regente

BAIXAR AQUIparte1
BAIXAR AQUIparte2

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Mravinsky Edition - Richard Wagner, Sergei Prokofiev e Anton Bruckner (CDs 7 e 8 de 10)

Mais dois discos dessa série imperdível com obras que revelam o diferencial da regência em Mravinsky. Boa apreciação!

DISCO 07

Richard Wagner (1813 -1883) - Siegfried's Funeral Mach, from Götterdämmerung
01. Siegfried's Funeral Mach, from Götterdämmerung

Prélude § Liebestod, fromm Tristan § Isolde
02. Prélude § Liebestod, fromm Tristan § Isolde

Sergei Prokofiev (1891-1953) - Romeo § juliet Suite n°2(Montagues § Capulets)
03. Romeo §juliet Suite n°2(Montagues§Capulets)

(The Young Juliet)
04. (The Young Juliet)

(Friar Laurence)
05. (Friar Laurence)

(Romeo § Juliet before parting)
06. (Romeo§Juliet before parting)

(Dance of the Girls)
07. (Dance of the Girls)

(Romeo at Juliet's Grave)
08. (Romeo at Juliet's Grave)

DISCO 08

Anton Bruckner (1824-1896) - Sinfonia No. 9 em Ré menor
01. 1. Feierlich, misterioso
02. 2. Scherzo. Bewegt, lebhaft - Trio. Schnell
03. 3. Adagio - Langsam, feierlich

Na Amazon

Leningrad Philharmonic Orchestra
Evgeny Mravinsky, regente

BAIXAR AQUI CD7
BAIXAR AQUI CD8

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Robert Schumann (1810-1856) - Carnaval, Papillons, Kinderszenen, Arabeske (200 anos !!!)

O pianista brasileiro Nelson Freire se estabaleceu, inquestionavelmente, como um dos grande pianistas no cenário da música clássica internacional. Dono de uma técnica aliada a uma grande sensibilidade observáveis desde os primeiros acordes, Freire é um mago quando está a executar o seu instrumento de trabalho, o piano. Todas as vezes que penso no mineiro Nelson Freire, lembro de outro mineiro, nascido na mesma cidade de Freire, Boa Esperança. Estou a falar de Rubem Alves. Certa vez, lendo uma crônica do Rubem, encontrei uma metáfora interessante sobre Nelson Freire. Alves diz que tentou aprender a tocar piano - e até a imitar Nelson Freire -, mas chegou a uma conclusão lamentável: há homens que tentam colocar um piano dentro de si e há outros que já nascem com um piano dentro da alma e esse é o caso de Nelson Freire. Talvez essa explicação simples e poética de Rubem Alves explique o virtuosismo do pianista. Aproveite. Segue mais um CD em homenagem aos 200 anos do nascimento do compositor alemão Robert Schumann. Bom deleite!

P.S. O arquivo não apresenta divisão de faixas. Mas nada que impeça o bom apreço.

Robert Schumann (1810-1856) - Carnaval, Papillons, Kinderszenen, Arabeske

Carnaval Op.9
1 No. 1 Préambule
2 No. 2 Pierrot
3 No. 3 Arlequin
4 No. 4 Valse noble
5 No. 5 Eusebius
6 No. 6 Florestan
7 No. 7 Coquette
8 No. 8 Réplique
9 No. 9 Papillons
10 No.10 A.S.C.H - S.C.H.A (Lettres dansantes)
11 No.11 Chiarina
12 No.12 Chopin
13 No.13 Estrella
14 No.14 Reconnaissance
15 No.15 Pantalon et colombine
16 No.16 Valse Allemande - Paganini - Valse Allemande
17 No.17 Aveu
18 No.18 Promenade
19 No.19 Pause
20 No.20 Marche des Davidsbündler contre les Philistins

Papillons Op.2
21 Introduzione
22 No.1
23 No.2
24 No.3
25 No.4
26 No.5
27 No.6
28 No.7
29 No.8
30 No.9
31 No.10
32 No.11
33 No.12

Kinderszenen Op.15
34 1. Von fremden Ländern und Menschen
35 2. Kuriose Geschichte
36 3.Hasche-Mann
37 4. Bittendes Kind
38 5. Glückes genug
39 6. Wichtige Begebenheit
40 7. Träumerei
41 8. Am Kamin
42 9. Ritter vom Steckenpferd
43 10. Fast zu ernst
44 11. Fürchtenmachen
45 12. Kind im Einschlummern
46 13. Der Dichter spricht

Arabeske Op.18
47 Arabeske Op.18

Na Amazon

Nelson Freire, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Russian Orchestral Works - Glinka, Borodin, Rimsky-Korsakov, Khachaturian e Mussorgsky

Geralmente posto aquilo que ouço. E desde que este CD me chegou às mãos eu não cesso de ouvi-lo. Não há nada de extraordinário nele. São gravações bastantes conhecidas. Mas identifiquei nele três questões: (1) ele é todo russo - orquestra e regente; obras e compositores. (2) ele possui peças que ao meu modo de ver são sublimes como, por exemplo, Nas Estepes da Ásia Central de Borodin, O Capricho Espanhol de Korsakov e a Abertura da ópera Kovantchina de Mussorgsky. e (3) todos são compositores russos a que muito admiro. Em suma: o conjunto é maravilhoso e deve ser essa unidade que me cativou. Não deixe de ouvir. Boa apreciação!

Mikhail Ivanovich Glinka (1804-1857) - Overture Ruslan and Ludmilla
01. Overture Ruslan and Ludmilla

Aleksandr Porfirevich Borodin (1833-1887) - Danças Polovtsianas da ópera Príncipe Igor - Ato 2
02. Danças Polovtsianas da ópera Príncipe Igor - Ato 2

Nas Estepes da Ásia Central
03. Nas Estepes da Ásia Central

Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908) - Capricho Espanhol, Op. 34
04. Alborada
05. Variazioni
06. Alborada
07. Scena e canto gitano
08. Fandango asturiano

Aram Khachaturian (1903-1978) - Dança do Sabre

09. Dança do Sabre

Modest Mussorgsky (1839-1881) - Abertura da Ópera Kovantchina
10. Abertura da Ópera Kovantchina

Uma noite no Monte Calvo
11. Uma noite no Monte Calvo

Na Amazon

State Symphony Orchestra of Russian Federation
Evgeny Svetlanov, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação e importante!

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Jean Sibelius (1865-1857) - Finlândia, Beethoven (1770-1827) - Concerto para piano e orquestra No. 2 em Si bemol maior, Op. 19 e Rimsky-Korsakov etc

Estes dias têm sido de muita correria para mim, por isso não tenho dedicado atencão ao blog. O que me preocupa atualmente são os estudos. Tenho passado a maior parte do meu dia lendo. E como preciso ler! Manter um espaço como este demanda certas atitudes. Uma entre as muitas é a persistência e a disciplina. Para postar é preciso ouvir o que se posta; ler a respeito e escrever. Tudo isso demanda tempo. Não ganho nada com isso que faço. Apenas a satisfação de ver pessoas felizes; tendo o mesma felicidade que geralmente tenho quando ouço uma peça que provoca grande deleite em mim. Quero compartilhar essa alegria. Afinal, o ato de relacionar-se com o outro, quando bem aproveitado, gera cativamento. Este post é para atender a uma solicitação que me chegou tão apaixonada. Alguém solicitou o poema sinfônico Finlândia de Sibelius e eu não poderia deixar o outro sem uma alegria potencial. Surgem ainda no postagem Beethoven e Korsakov. Por isso, boa apreciação!

Jean Sibelius (1865-1857) - Finlândia, Op. 26
01. Finlândia, Op. 26

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Concerto para piano e orquestra No. 2 em Si bemol maior, Op. 19
02. Allegro con brio
03. Adagio
04. Rondo (Molto allegro)

Nikolay Rimsky-Korsakov (1844-1908) - Scheherazade (Suíte Sinfônica), Op. 35
05. The sea and Sindbad's ship
06. The story of the Kalender prince
07. The young prince and the princess
08. Festival at Baghdad - The sea - Shi

Philadelphia Orchestra
Charles Dutoit, regente
Martha Argerich, piano

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

domingo, 11 de julho de 2010

Domenico Scarlatti (1685-1757) - Sonatas (transcrições para violão)

Este CD estava separado há alguns dias para ser postado. É uma gravação com obras de Scarlatti interpretadas por Narciso Yepes. São transcrições muito bem executadas por alguém que conhece o instrumento que domina. Boa apreciação!

Domenico Scarlatti (1685-1757) - Sonatas (transcrições para violão)

1. Sonata in G major, K.146: [Allegretto] [3'16]
2. Sonata in D minor, K.34: Larghetto [3'37]
3. Sonata in F minor, K.238: Andante [3'07]
4. Sonata in Bb major, K.42: Minuetto [1'29]
5. Sonata in Eb major, K.474: Andante e cantabile [6'05]
6. Sonata in D minor, K.32: Aria [2'10]
7. Sonata in A major, K.322: Allegro [2'56]
8. Sonata in D minor, K.77: Moderato e cantabile [7'58]
9. Sonata in G major, K.283: Andante allegro [4'57]
10. Sonata in D minor, K.64: Gavotte [2'29]
11. Sonata in F major, K.446: Pastorale [4'50]
12. Sonata in B minor, K.377: Allegrissimo [3'23]

Na Amazon

Narciso Yepes, violão

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sábado, 10 de julho de 2010

Arthur Fiedler - Rimsky-Korsakov, Rossini, Tchaikovsky, Chabrier e Liszt

A orquestração desse CD é espetacular. Destaco a suíte da ópera O Galo de Ouro de Nikolai Rimsky-Korsakov. O compositor escreveu a obra em 1907, baseado em O conto do galo de ouro, de Alaxandre Púchkin, mestre da literatura russa. Púchkin é o primeiro escritor a introduzir a literatura russa na própria Rússia. Outra obra de Púchkin, O czar Saltan, também foi transformada em ópera por Korsakov e teve um enorme sucesso. O poema Eugênia Onegin de 1833, também foi transformado em ópera por outro compositor russo, Tchaikovsky. Há informações de que a ópera é uma forte crítica à guerra russo-japonesa, liderada pelo czar, soberano do Estado russo. O czar liderou o país a uma derrota humilhante. Korsakov em dado momento de O Galo de Ouro insere uma crítica direta a esse fato. Na obra, um rei caprichoso lidera uma malfadada investida contra um Estado vizinho. A suíte é belíssima. É repleta do colorido orquestral típico da música de Korsakov. Possui aquela "mística", aquele "sotaque" orquestral conhecido em A Grande Páscoa Russa, no Capricho Espanhol em passagens de Scheherazade. Aparecem ainda nesse maravilhoso e histórico CD, Rossini com a abertura da ópera William Tell; A Marcha Eslava de Tchaikovsky; España de Chabrier; e a já conhecida e não menos famosa Rapsódia Húngara número 2 de Liszt. Boa apreciação!

Nikolai Rimsky-Korsakov (1844-1908) - Suíte de O Galo de Ouro - Le Coq'or - Suíte
01. King Dodom in his Palace
02. King Dodom on the Battlefield
03. King Dodom with the Queen of Shemakha
04. March

Gioachino Rossini (1792-1868) - William Tell Overture
05. William Tell Overture

Piotr I. Tchaikovsky (1840-1893) - Marcha Eslava
06. Marcha Eslava

Emmanuel Chabrier (1841-1894) - España
07. España

Franz Liszt (1811-1886) - Rapsódia Húngara No. 2
08. Rapsódia Húngara No. 2

Rakoczy March
09. Rakoczy March

Na Amazon

Boston Pops Orchestra
Arthur Fiedler, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Igor Stravinsky (1882-1971) - Les Noces, Claude Debussy (1862-1918) - First Rhapsody for Clarinet and Orchestra e Sergei Prokofiev e etc

Enquanto digito estas palavras, ouço ao fundo as peças deste maravilhoso post - Stravinsky, Debussy e Prokofiev. Neste exato momento estou a ouvir a Cantata para o Vigésimo Aniversário da Revolução de Outubro de Prokofiev, encomendada pelo PCUS (Partido Comunista da União Sovoética) para celebrar o vigésimo aniversário da Revolução de Outubro. É um trabalho vigoroso; revelador da paixão do povo soviético pela Revolução de 1917. É magnificente. Gestor de um forte realismo que se volta para cantar as glórias do país. A obra foi escrita entre os anos de 1936 e 1937. Na década de 30, Stálin introduziu na União Soviético o Realismo Soviético, que tanto causou problemas a artistas e intelectuais. Esse Realismo tinha por objetivo orientar a prática da criação de qualquer produto artístico. O Realismo era uma política de Estado para guiar a estética em qualquer campo das produções humanas. Prokofiev, assim, criou essa cantata - um hino que enaltece, canta as glórias do triunfo do povo, quando derrubou o Estado czarista e erigiu a União Soviética. É uma gravação primorosa. Aparecem ainda Les Noces de Stravinsky e um obra doce, vaga, típica de Debussy, a rapsódia para clarinete e orquestra. Boa apreciação!

Igor Stravinsky (1882-1971) - Les Noces
01. Part I, Scene I, The Brides Chamber
02. Part I, Scene II, At the Bridegroom's
03. Part I, Scene III, The Bride's Departure
04. Part II, Scene IV, The Wedding Feast

Claude Debussy (1862-1918) - First Rhapsody for Clarinet and Orchestra
05. First Rhapsody for Clarinet and Orchestra

Sergei Prokofiev (1891-1953) -
Cantata for the 20th Anniversary of the October Revolution, for 2 choruses, accordions & orchestra, Op. 74
06. Introduction. 'A Spectre
07. Philosophers
08. Interlude
09. 'We Are Marching In Close
10. Interlude
11. Revolution
12. Victory
13. A Pledge
14. Symphony
15. Constitution

Members of the Mariinsky Chorus
London Symphony Chorus

London Symphony Orchestra

Valery Gergiev, regente
Andrew Marriner, clarinete
Irina Vasilieva, soprano
Olga Savova, mezzo soprano
Andrei Ilyushnikov, tenor
Gennady Bezzubenkov, bass

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Sergei Rachmaninov (1873-1943) - Symphonic Dances, Op. 45, Dances from 'Aleko' e Capriccio bohemien Op. 12

As Danças Sinfônicas de Rachmaninov, Op. 45, é uma suíte orquestral, composta em três movimentos. Rach terminou o trabalho em 1940, três anos antes de sua morte. É a última peça a ser escrita pelo russo. O trabalho sintetiza a produção musical do compositor. Gosto bastante da peça. Ela possui um quê de melancolia e frieza típica da música de Rach. É o romantismo tardio do compositor. Entretanto, o trabalho é bastante convicente e agradável. Em outro tempo, eu não daria importância ao trabalho. Mas, hoje, após amadurecer bastante a minha audição e me colocar em tom de humildade em relação ao compositor, acho os trabalhos de Rach muitos bons. Não deixe de ouvir. Boa audição!

Sergei Rachmaninov (1873-1943) - Symphonic Dances, Op. 45, Dances from 'Aleko' e Capriccio bohemien Op. 12

Symphonic Dances, Op. 45
01. I. Non allegro
02. II. Adante con moto (Tempo di valse)
03. III. Lento assai - Allegro vivace

Dances from 'Aleko'Women's Dance
04. Tempo di valse

Men's Dance
05. Vivo - meno mosso, alla zingana - poco a poco accelerando - Presto furioso

Capriccio bohemien Op. 12
06. Allegro vivace

Na Amazon

The Philharmonia
Neeme Järvi, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

terça-feira, 6 de julho de 2010

Franz Schubert (1797-1828) - Sinfonias nos. 1, 3, 2, 6 (CDs 1 e 2 de 6)

Schubert foi um compositor contumaz. Ele escreveu obras de modo frenético. Deixou uma quantidade considerável de obras inacabadas, pois era refém de sua inspiração. Quando mal terminava uma peça, já lhe surgia a ideia de escrever outra. O compositor morreu de modo precoce. Tinha pouco mais de 30 anos de idade. Decidi postar as suas sinfonias por dois motivos: (1) porque são obras de uma sobriedade, de uma clareza e de um vigor alegre que entusiasmam. Sinfonias como as de número 1, 3, 5, 6, 9 são encantadoras. De todas as sinfonias de Schubert a que mais gosto é a de 8. Foi com ela que o mundo da grande música se abriu para mim. Foi uma revelação. Um parto divino com nuvens a despejarem fogo e ventos suaves a acariciarem os sentidos do meu coração. Ela possui poderes sagrados. (2) Gosto muito da grandiosa obra de Schubert. Mas confesso que preciso adentrar com maior detença no seu mundo. Ou seja, preciso ouvi-lo mais. A postagem das suas 10 sinfonias será uma oportunidade extraordinária de assim proceder. Boa apreciação!

Franz Schubert (1797-1828) - Sinfonia No. 1 em Ré maior, D. 82, Sinfonia No. 3 em Ré maior, D. 200, Sinfonia No. 2 em Si bemol maior, D. 125 e Sinfonia No. 6 em Dó maior, D. 589

DISCO 1

Sinfonia No. 1 em Ré maior, D. 82
01. I. Adagio - Allegro vivace
02. II. Andante
03. III. Allegro
04. IV. Allegro vivace

Sinfonia No. 3 em Ré maior, D. 200
05. I. Adagio maestoso - Allegro con brio
06. II. Allegretto
07. III. Menuetto (Vivace)
08. IV. Presto. Vivace

DISCO 2

Sinfonia No. 2 em Si bemol maior, D. 125
01. I. Largo - Alegro Vivace
02. II. Andante
03. III. Allegro Vivace
04. IV. Presto Vivace

Sinfonia No. 6 em Dó maior, D. 589
05. I. Adagio
06. II. Andante
07. III. Scherzo (Presto)
08. IV. Allegro Moderato

Na Amazon

Academy St. Martin in the Fields
Neville Marriner, regente

BAIXAR AQUI


*Se possível, deixe um comentário! Sua participação é importante!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Haendel (1685 - 1759) - O Messias

Com certeza, esta é uma das peças que mais ouvi em minha vida. Resolvi postar esta versão, porque gosto muito de Otto Klemperer e a sua interpretação deveria figurar por aqui. Certa vez, pude gravar uma seleção das músicas desse oratório no programa Clássicos de Todos os Tempos (meu primeiro contato com a peça), que passa aqui em Brasília todas as noites. São duas horas dedicadas à música clássica. Como não tinha muito material para apreciar, quase todos os dias e sempre que podia, eu ouvia o programa. Foi numa dessas ocasiões que gravei duas fitas cassetes. Como ouvi aquelas duas fitas cassetes! Ainda as tenho comigo. Não sei muito bem de quem é a gravação. Logo em seguida, eu ganhei uma gravação não muito boa produzida pelas Paulinas. A gravação foi realizada pela Orquestra de Câmara da Lituânia. Isso se deu em 2003. O CD duplo ainda está comigo. Guardado. Bem acondicionado. O que me atrai em O Messias é a musicalidade celsa. A peça de abertura é docemente triste e pressaga. Uma gaita de foles é tocada e faz surgir uma reflexão preparatória para aquilo que virá. Em seguida surge a voz tristemente profética e consoladora dizendo: "Consolai! Consolai o meu povo, diz o vosso Deus. Falai ao coração de Jerusalém e dizei-lhe em alta voz que a sua servidão está cumprida, que a sua iniquidade está perdoada. Uma voz clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, aplanai na estepe uma vereda para o nosso Deus", texto este extraído de Isaías 40.1-3. Em seguida é dito: "Todo vale será elevado, toda montanha e colina serão aplainadas, o que estiver torto se endireite e os terrenos acidentados fiquem planos", mais uma vez o profeta Isaías (40.5). Ao todo são mais de 53 canções em quase 3 horas de música celeste. O Messias segue didaticamente três períodos, englobando a vida de Cristo: (1) Profecia e narrativas da natividade; (2) Paixão e Ressurreição; e (3) A esperança do ser humano em sua própria ressurreição. Boa apreciação!

Como disse certa vez Stäel: "Miguel Ângelo foi o pintor da Bíblia. Handel foi o seu compositor". Have Joy!

P.S. Achei algumas informações interessantes AQUI.

George F. Handel (1685 - 1759) - O Messias

DISCO 1

01 - Sinfony
02 - Accompagnato_ Comfort ye my people (Tenor)
03 - Air_ Ev'ry valley shall be exalted (Tenor)
04 - Chorus_ And the glory of the Lord
05 - Accompagnato_ Thus saith the Lord (Bass)
06 - Air_ But who may abide the day of his coming (Bass)
07 - Chorus_ And he shall purify
08 - Recitative_ Behold, a virgin shall conceive (Alto)
09 - Air_ O thou that tellest good tidings to Zion (Alto)
10 - Chorus_ O thou that tellest good tidings to Zion
11 - Accompagnato_ For behold, darkness shall cover the earth (Bass)
12 - Air_ The people that walked in darkness (Bass)
13 - Chorus_ FOr unto us a child is born
14 - Pifa (Pastoral Symphony)
15 - Recitative_ There were shepherds abiding in the fields (Soprano)
16 - Chorus_ Glory to God
17 - Air_ Rejoice greatly, o daughter to Zion (Soprano)
18 - Recitative_Then shall the eyes of the blind be open'd (Soprano)
19 - Air_ He shall feed his flock like a shepherd (Soprano)
20 - Chorus_ His yoke is easy, His burthen is light

DISCO 2

01 - Chorus_ Behold the Lamb of God
02 - Air_ He was despised and rejected of men (alto)
03 - Chorus_ Surely, He hath borne our griefs
04 - Chorus_ And with His stripes we are healed
05 - Chorus_ All we like sheep have gone astray
06 - Recitative_ All they that see Him, laugh Him to scorn (tenor)
07 - Chorus_ He trusted in God
08 - Recitative_ Thy rebuke hath broken His heart (tenor)
09 - Arioso_ Behold and see if there be any sorrow (tenor)
10 - Recitative_ He was cut off of the land of the living (tenor)
11 - Air_ But thou didst not leave His soul in hell (tenor)
12 - Chorus_ Lift up your heads, O ye gates
13 - Chorus_ The Lord gave the word
14 - Air_ How beautiful are the feet (soprano)
15 - Chorus_ Their sound is gone out into all lands
16 - Air_ Why do the nations so furiously rage together (bass)
17 - Chorus_ Let us break their bonds asunder
18 - Recitative_ He that dwelleth in heaven (tenor)
19 - Air_ Thos shalt break them with a rod of iron (tenor)
20 - Chorus_ Hallelujah, for the Lord God Omnipotent reigneth
21 - Air_ I know that my redeemer liveth (soprano)
22 - Chorus_ Since by man came death
23 - Recitative_ Behold, I tell you a mystery (bass)
24 - Air_ The trumpet shall sound (bass)
25 - Chorus_ Worthy is the lamb
26 - Chorus_ Amen

Na Amazon

The Philharmonia Orchestra & Chorus
Otto Klemperer, regente

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário. Sua participação é importante!

sábado, 3 de julho de 2010

The Segovia Collection - Murcia, Roncalli, Milán, Sanz, Aguado, Sor, Albéniz, Granados e Bach (CDs 3, e 4 de 4 - final)

Concluo aqui as postagens dessa extraordinária caixa com 4 CDs com peças interpretadas por Andrés Segovia. Não deixe de ouvir. Boa apreciação!

DISCO 3

Santiago de Murcia (1673-1739) - Praeludium & Allegro
01. Praeludium & Allegro

Ludovico Roncalli (1654-1713) - Passacaglia
02. Passacaglia

Capricci armonici sopra la chitarra Spagnola
03. Suite in G major - Gigue
04. Suite in E minor - Gavotte

Luys Milán (1500-1561) - Seis Pavanas
05. Pavana n° 1 in A minor
06. Pavana n° 6 in D major
07. Pavana n° 3 in C major
08. Pavana n° 5 in D major
09. Pavana n° 2 in B minor
10. Pavana n° 4 in D major

Gaspar Sanz (1629-1679) - Suite española
11. N° 2 Gallarda y Villano
12. N° 1 Españoletas

Dionisio Aguado (1784-1849) - Eight Lessons for Guitar
13. N° 1 in A major
14. N° 2 in A minor
15. N° 3 in G major
16. N° 4 in A major
17. N° 5 in E minor
18. N° 6 in A major
19. N° 7 in E major
20. N° 8 in E minor

Fernando Sor (1778-1839) -
21. Minuet in C minor
22. Minuet in C major
23. Etude n° 8 in C major
24. Etude n° 2 in A major
25. Etude n° 17 in D major
26. Etude n° 20 in A minor
27. Etude n° 19 in A major
28. Etude n° 16 in D minor
29. Etude n° 11 in E minor
30. Etude n° 13 in B flat major
31. Etude n° 17 in C major

Isaac Albéniz (1860-1909) - Suite Española, Op. 47 - I. Granada (Serenata)
32. Suite Española, Op. 47 - I. Granada (Serenata)

Enrique Granados (1867-1916) - Danza española, Op. 37
33. I. Andaluza
34. X. Danza triste

Tonadillas - I. La Maja de Goya
35. Tonadillas - I. La Maja de Goya

DISCO 4

Johann Sebastian Bach (1685-1750) - Suite for Lute in E minor BWV 996
01. Allemande
02. Sarabande
03. Gigue

Partita for Violin Solo No. 1 in B minor BWV 1002
04. Sarabande
05. Bourrée
06. Double

Suite for Violoncello Solo No. 3 in C major BWV 1009
07. Prélude
08. Allemande
09. Courante
10. Sarabande
11. Bourrées I & II
12. Gigue

Suite for Violoncello Solo No. 1 in G major BWV 1007
13. Prélude

Suite for Violoncello Solo No. 6 in D major BWV 1012
14. Gavotte I & II

Partita for Violin Solo No. 2 in D minor BWV 1004
15. Chaconne

Prélude for Lute in C minor BWV 999
16. Prélude for Lute in C minor BWV 999

Partita for Violin Solo No. 3 in E major BWV 1006
17. Gavotte en Rondeau

Fugue for Lute in G minor BWV 1000
18. Fugue for Lute in G minor BWV 1000

Sonata for Violin Solo No. 1 BWV 1001
19. Siciliano

Suite for Lute in E minor BWV 996
20. Bourrée

Na Amazon

Simphony of the Air
Enrique Jorda, regente
Andrés Segovia, violão

BAIXAR AQUI CD3
BAIXAR AQUI CD4

*Se possível, faça um comentário! Sua participação é importante!

Mravinsky Edition - Shostakovich, Zhivotov, Bártok e Stravinsky (CDs 5 e 6 de 10)

O que dizer dos dois CDs que aparecem aqui? Simplesmente, ao meu modo de ver, uma das melhores gravações que já foram feitas da Quinta Sinfonia de Shostakovich e da Música para cordas, percussão e celesta de Bartok. É um assombro. É imperativo ouvir estes dois CDs. IM-PER-DÍ-VEL!!! Boa apreciação!

DISCO 5

Dmtri Shostakovich (1906-1975) - Sinfonia No. 5 em Ré menor, Op. 47
01. Moderato
02. Allegretto
03. Largo
04. Allegro non troppo

Aleksey Zhivotov (1904-1964) - Poema Heróico
05. Poema Heróico

DISCO 6

Béla Bartok (1881-1945) - Music for string instruments, percussion and celesta, Sz. 106
01. I. Andante tranquillo
02. II. Allegro
03. III. Adagio
04. IV. Allegro molto

Igor Stravinsky (1882-1971) - Apollon Musagete
05. Scene 1 - Prologue - Naissance d'Apollon
06. Scene 2 - Apollon et les Muses
07. Scene 2 - Pas d'Action
08. Scene 2 - Var de Calliope
09. Scene 2 - Var de Polymnie
10. Scene 2 - Var de Terpsichore
11. Scene 2 - Var d'Apollon
12. Scene 2 - Pas de deux
13. Scene 2 - Coda - Apollon et les Muses
14. Scene 2 - Apotheose

Na Amazon

Leningrad Philharmonic Orchestra
Evgeny Mravinsky, regente

BAIXAR AQUI CD5
BAIXAR AQUI CD6


*Se possível, deixe um comentário! Sua participação é importante!

Nat King Cole

Atendendo a pedidos. Link restaurado. Bom deleite!

Esta é a primeira gravação que faço tendo por enfoque o Jazz. Esporadicamente estarei postando um CD de um nome importante do Jazz. Sendo esta a primeira postagem, encetarei de início o mestre Nat King Cole, uma das figuras lendárias do movimento jazzistíco. Sua voz marcante nos empolga a sair dançando; em outros momentos, entretanto, convida-nos a ocasiões de sossego, de relaxamento com aquela(e) a quem gostamos. Agora estou sem muito tempo para escrever um texto detalhado sobre o homem, mas garanto que o farei. O CD que ora posto traz músicas imperdíveis do "jazz charmoso" de Cole.

Informações sobre o senhor Coles AQUI.

Nat King Cole (1919 - 1965).

1. Ballerina - (B.Russel & C. Sigman) 2:30
2. Funny (Not Much) ( Merril, Neil, Prince & Broughton) 3:29
3. The Continental (C. Conrad & H. Magidson) 3:40
4. I Wish You Love (C. Trenet & A. Beach) 2.59
5. You Leave Me Breathless (F. Hollander & R. Freed) 2:31
6. Thou Swell (R.Rodgers & L. Hart) 2:41
7. My Kinda Love (L. Alter & J. Trent) 3:05
8. The Surrey With The Fringe On Top (R. Rodgers & O. Hammerstein) 2:54
9. Where Or When (R. Rogers & L. Hart) 3:33
10. Miss Otis Regrets (Cole Porter) 4:22
11. Joe Turner Blues (W.C. Handy) 5:01
12. Mr. Cole Won't Rock and Roll (J. Sherman & N. Sherman) 7:47
13. In A Mellow Tone (D. Ellington & M. Gaber) 1:55
14. Whatcha' Gonna Do (Nat King Cole) 2:46

BAIXAR AQUI

*Se possível, faça um comentário. Sua participação é importante!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Karol Szymanowski (1882-1937) - Strings Quartets Nos. 1 and 2, Igor Stravinsky (1882-1871) - Concertino, Three Pieces and Double Canon

Nesses últimos dias um certo mutismo tem me acompanhado. Estou para pouco colóquio. Nesta noite fria, após ouvir esse belo CD, senti-me mais silencioso e sisudo. Ainda mais que daqui a pouco terei que sair para uma festa junina. Fui meio que coagido a contragosto. Não queria ir. Razões argumentativas e de império forjaram o meus passos. Na noite fria do cerrado aqui no Centro-Oeste, sinto que a tristeza àspera da música de Szymanowski irá comigo, ecoará dentro de mim; imergirá nas reentrâncias mais escusas da minha alma e eu continuarei em silêncio. Boa apreciação!

Karol Szymanowski (1882-1937) - String Quartet No. 1 in C major, Op. 37
01. Lento assai
02. Andantino semplice
(In modo d'una canzone)
03. Vivace

String Quartet No. 2, Op. 56
04. Moderato, dolce e tranquilo
05. Vivace, scherzando
06. Lento

Igor Stravinsky (1882-1871) - Concertino
07. Concertino

Three Pieces
08. No. 1
09. No. 2
10. No. 3

Double Canon
11. Double canon

Na Amazon

Goldner String Quartet
Dene Olding, violin I
Dimity, violin II
Irena Morozova, viola
Julian Smiles, cello

BAIXAR AQUI

*Se possível, deixe um comentário! Sua participação é importante!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

The Art of the Clarinet - Beethoven, Brahms, Alban Berg e Mendelssohn

Um extraordinário e agradável CD. Delicioso. Não deixe de ouvir. Boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) - Trio in B flat major for piano, clarinet and cello, Op. 11
01. Allegro con brio
02. Adagio
03. Allegretto

Johannes Brahms (1833-1897) - Trio in A minor for piano, clarinet and cello, Op. 114
04. Allegro
05. Adagio
06. Andante, grazioso
07. Allegro

Alban Berg (1885-1935) - Four Pieces for clarinet and piano, Op. 5
08. I
09. II
10. III
11. IV

Felix Mendelssohn (1809-1847) - Konzertstück No. 1 in F minor for clarinet, basset-horn and piano, Op. 113
12. Allegro con fuoco
13. Andante
14. Presto

Konzertstück No. 2 in D minor for clarinet, basset-horn and piano, Op. 114
15. Presto
16. Andante
17. Allegro grazioso

Na Amazon

Peter Schmidl, clarinet
Madoka Inui, piano
Teodora Miteva, cello
Pierre Pichler, basset-horn

BAIXAR AQUI

Se possível, deixe um comentário! Sua participação é importante!